1. Spirit Fanfics >
  2. Assohole - Seulrene >
  3. Sorry 32

História Assohole - Seulrene - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


AGORA VCS ME AMAM DE NOVO NÉ KKKKKKK
eu tenho q ter um lembrete pra atualizar assohole porque eu esqueço
aí mds
ok tô preparando várias fanfics novas pra postar então é isso
amo vocês

Capítulo 33 - Sorry 32


Elas se encararam. Fixamente. Por uma fração de tempo que ninguém poderia dizer. 

Irene mordeu o lábio de leve e Seulgi sentiu vontade de a beijar de novo. Tudo em Irene a fazia se sentir confortável e bem, bem com tudo, consigo e com o mundo. Ela sentia que poderia derrotar o maior supervilão do universo e mesmo assim ganharia, contando que Irene estivesse ao seu lado.

Deus, era bom saber que algo nela não havia mudado em relação a garota. A trouxice.

 "Irene, o que você estava fazendo aí no chão?" Joy perguntou, com um tom de voz irritado, ao se virar para a amiga e a ver com uma cara de idiota, segurando o gramado sob os dedos como se quisesse matar as gramíneas. "Parece até que viu um fantasma mais branco que você... PUTA QUE PARIU!"

"Joy, tem crianças nesse lugar." Yeri murmurou de algum canto, repreendendo a amiga que agora encarava Seulgi também, fazendo com que a sul coreana se sentisse envergonhada. "O que aconteceu?" 

"Kang." A mulher apontou e logo os olhares de Yeri e Wendy estavam sobre ela também.

 Houveram os gritos, lógico. Não demoraram nada para acontecer.

Seulgi fechou os olhos, com uma careta no rosto o que fez com que Irene risse com vontade. A sul coreana sorriu de lado, sentia saudade daquela risada, como sentia. 

"O que diabos...?" A voz de Mark surgiu no meio da multidão, enquanto o mesmo passava entre as pessoas segurando a mão de Yoongi a sua. "Seulgi, o que você aprontou?"

"Por que você supõe isso? Poxa," A sul corena fez um pequeno bico enquanto se levantava e ajudava Irene a levantar também. "Bom, Mark, essa é a Irene. E essas são a Wendy, a Yeri e a Joy." 

"Espera, aquelas...?" Yoongi começou, um tanto quanto confuso e Seulgi sorriu de lado. 

"Pois é."

 "Puta que pariu, Seulgi." Mark resmungou, com uma mão sobre a boca e os olhos arregalados.

"Como vocês xingam..." Wendy resmungou, negando com a cabeça e fazendo com que Yeri a encarasse com uma sobrancelha levantada. "Aí, não precisa me olhar com tanto julgamento." 

Seulgi sorriu, era bom saber que algumas coisas não mudavam.

 [...]

"Então..." Wendy murmurou, depois do que pareciam minutos, em que todos estavam sentados na grama do parque, em um círculo. A moça de cabelos castanhos  não podia negar que ficou impressionada ao saber que os adolescentes que se apresentavam mais cedo também eram amigos de Seulgi. "Vocês se conheceram na reabilitação?" 

"Sim," Jungkook começou com um pequeno sorriso antes que arregalasse os olhos. "Não do jeito que está pensando! Íamos visitar o pai do Mark, então conhecemos a Seulgi."

"Ah," Yeri murmurou, assentindo. "Desde o ano passado?" 

"Sim," Dahyun concordou, sorrindo. "Meio impossível não gostar da Seulgi, né?" 

Seulgi riu, empurrando a amiga com o ombro, a mostrando língua. Irene ergueu uma sombracelha encarando a cena, mas guardou seu monstrinho verde num lugar bem escondido. 

Primeiro, porque odiava sentir ciúmes, parecia que não se tinha confiança ou então como se fosse tudo aquilo de possessivo. Segundo, porque não via Seulgi a um ano, não deveria sentir ciúmes. 

"E vocês? Como vieram parar aqui?" Namjoon  perguntou, curioso. 

"Ah, nós sempre tínhamos planejado fazer faculdade em Busan." Joy respondeu prontamente, fazendo Seulgi lembrar que elas já estavam indo para a universidade e ela ainda precisava terminar o ensino médio.

"E a Irene também tinha esperança de tropeçar na bunda da Seulgi no primeiro passo dela na cidade." Wendy concluiu fazendo com que Irene a encarasse no mesmo instante, com a boca aberta, incrédula.

 "WENDY!" Exclamou, irritada. "Me sinto tão exposta..." 

"Caramba, vamos nos dar super bem!" Mark disse, de forma animada. Fazendo com que Irene negasse com a cabeça e Yoongi risse.

"Mas, então, o que estão fazendo e onde vão estudar?" Dahyun questionou curiosa. "Eu ainda tenho que terminar o ensino médio junto com a Seulgi, mas os meninos já estão na universidade." 

"Bem, eu estudo direito na Kyungsung , enquanto Irene vai fazer ciências sociais na mesma." Yeri respondeu, animada. "Já a Wendy e a Joy estão na Dong-A, música e dança." 

"Quem tem talento pode, né?" Namjoon brincou. "Aliás, faço música na Dong-A junto do Jungkook também. Yoongi faz administração na Dongseo, porque gente rica pode, né? E o Mark faz artes cínicas."

Seulgi riu com a fala do amigo enquanto Mark o xingava. Irene não pôde evitar sorrir só de ouvir aquele som outra vez. 

"Artes cênicas, na Dong-A também." O garoto corrigiu, suspirando. "Parece que vamos nos encontrar bastante. Yoongi, o excluído." 

"O teu caralho," Yoongi resmungou, o empurrando pra longe. "Esperanças da Seul ou da Dah me encontrarem por lá no ano que vem."

"Ilusão a sua que as duas vão fazer música com a gente." Jungkook riu de sua cara. "Isso se a Dahyun não for descoberta na internet e ficar famosa antes." 

Dahyun corou, rindo envergonhada pela fala do amigo. 

"Vocês parecem ser bem unidos." Joy sorriu de lado ao dizer e Seulgi a encarou, suspirando.

 "A gente cresceu junto, aí entrou essa doida também." Namjoon bagunçou o cabelo de Seulgi que riu, o empurrando. "Sei lá, parecia que era pra ser."

Era pra ser. E lá estava o destino socando a cara de Irene outra vez.

 Sentia falta do "era para ser" que Seulgi dizia para ela, só que com aquele jeito dela poético de ser para simplesmente falar que o destino havia colocado elas juntas para "serem". 

E agora, elas estavam ali. 

Mordeu de leve seu lábio inferior. Sentiu-se triste de repente. Toda essas mudanças de cenário.

"Bem, a gente deveria manter contato." Jungkook falou, batendo suas mãos uma na outra. 

"Eu super concordo!" Wendy logo exclamou. "Deveríamos trocar os números." 

"Ainda não peguei meu celular de volta..." Seulgi murmurou uma frase completa pela primeira vez. "Mas tenho certeza que quando o conseguir, vão ter meu número rápido."

 A sul coreana piscou na direção de Irene, que sorriu envergonhada.

"Gay." Dahyun riu divertida, empurrando a amiga pelo ombro. Era tão bom finalmente conhecer a garota que roubara o coração de Kang Seulgi. "Okay, alguém pode começar a ditar seu número, por favor?" Perguntou, sorrindo, enquanto tirava seu celular do bolso de trás da calça.

 Irene e Seulgi se encararam. Arrumaram o cabelo para trás ao mesmo tempo, deixando as mechas caírem novamente nos rostos. Sorriram uma para a outra.

"Então..." Seulgi começou. 

Irene se sentia meio... envergonhada. Tinha tanto o que falar. Sobre tanto. Sobre Suho. Sobre Tyler. Sobre a merda daquele dia que tudo deu errado.

 "Eu esperei por tanto tempo para implorar por desculpas por causa daquele dia..." Irene suspirou. "Eu sinto muito, eu fui muito babaca e idiota. E eu não queria te machucar. Eu fiquei tão partida quando foi embora. Merda, Seulgi. Tudo na minha vida parecia tão vazio. E eu só queria você comigo no baile."

Seulgi sorriu, fraco, triste. 

"Acho que precisamos conversar, não é?"

 "Sim..."

 Seulgi colocou uma mecha de cabelo da garota atrás da orelha e respirou fundo. 

"Podemos nos encontrar amanhã? Eu sinto muito também. Tenho tanto pra dizer." 

Irene fechou os olhos com força e assentiu. 

No mesmo segundo, um pensamento em comum com Seulgi lhe passou pela mente.

Eu ainda amo você 



Notas Finais


uhulll é isso
amo vocês ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...