História Assombrada pelo passado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Fantasmas, Muito Mais
Visualizações 2
Palavras 285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Vamos embarcar nessa história intensa..

Contém violência e insinuações violentas

Capítulo 1 - Assombrada pelo passado


Fanfic / Fanfiction Assombrada pelo passado - Capítulo 1 - Assombrada pelo passado

Tudo na Cidade do interior de São Paulo era comum, pessoas pacatas e que geralmente não se metiam na vida de ninguém, eu morava na cidade de Ribeirão Preto em um prédio de 15 andares. Eu morava no 14 andar com minha mãe Lúcia e João Marchionne, me chamo Keith e tenho 9 anos.
 Minha infância não é fácil como das outras crianças, não tenho lá muitos amigos só tenho a vizinha do andar de cima a dona Lídia, uma senhora tão solitária como eu.
Minha mãe tentou ter filhos algumas vezes, porém meu pai sempre a batia ou obrigava ela tomar abortivos antes não sabia o que era isso mas agora sei o que eles são, se eles não tivessem morrido talvez tivesse mais de 5 irmãos, só que só tem eu. Na minha terrível infância todos os dias minha mãe rezava para meu pai não chegar bêbado, drogado ou de mal da vida pois isso só tinha um final para ela, ela  machucada e magoada e terrivelmente cruel comigo pois ela descontava toda sua frustração em mim.

-  Não mamãe por favor! Isso dói aiiiiii- Mas um grito de desespero a frente e cigarros sendo apagados em minha pele, sempre era assim violência e dor, eu jamais sorria ou usava blusa nuas nos braços, tinha vergonha do que minha mãe fazia comigo, sempre que ela me agredia os meu pai o que era um pouco menos frequente eu saia correndo para o meu canto de paz…

Subia as escadas e batia na casa da única pessoa que ainda gostava de mim um pouco, mas nunca quis o mal dos meus pais para mim aquilo era amor eu não sabia o que poderia ser melhor…


Notas Finais


Dêem uma fortalecida e me digam como devo melhorar

Beijo
Ainda não há data para postar capítulos pode ser toda hora ou uma vez na semana depende da inspiração


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...