1. Spirit Fanfics >
  2. .astrophobic- minsung >
  3. .medo (único)

História .astrophobic- minsung - Capítulo 1


Escrita por: yaagami_

Notas do Autor


[🍓] konichiwaaa strawberries♡

sim, agora vocês são meus strawberries :(

cá estou eu com mais uma fic de minsung, por que eu vi que vocês gostaram bastante de daddies, então achei melhor trazer mais conteúdo dos minsung !

é muito curtinha, mas eu estou confiante com ela.

sem mais delongas, tenham uma boa leitura !♡

*irei revisá-la depois, então ignorem os erros*

Capítulo 1 - .medo (único)


Fanfic / Fanfiction .astrophobic- minsung - Capítulo 1 - .medo (único)

As lágrimas de Jisung escorriam em desespero, chegou a um ponto que estava molhando a camiseta de Minho.

– Calma amor... Respira.– Pediu enquanto alisava as costas do mesmo que estavam cobertas pelo tecido da camiseta.

Jisung é astrofobico, ou seja, ele tem medo/fobia, da chuva– Mais em específico, ele tem medo de tempestades–. No começo do namoro deles, Lee havia sido avisado pela sua sogra sobre o medo do menor, e ele estava disposto a ajudá-lo em todos os dias chuvosos.

E para piorar mais ainda, estava sem luz em sua casa, não só na sua, mas em todas as casas de sua rua, pois havia caído um poste de luz. O quarto estava sendo iluminado pela lanterna do celular dos dois.

– Tá melhor ?– Minho perguntou ao perceber o mesmo se afastando.

– S-Sim...– Fungou e esfregou seus olhinhos para secar as lágrimas– Acho que agora... Ah !!– Gritou novamente e se encolheu ao ouvir outro trovão.

– Não, não, calma.– O abraçou novamente e passou a acariciar os cabelos da nuca do mesmo– Eu tô aqui, tá tudo bem.

– Minho, eu tô com medo.– Abraçou-o trêmulo e afundou seu rosto na curvatura do pescoço do mesmo.

– Eu sei meu bem, mas você tem que ficar calmo ! Só... Tente ouvir apenas a minha voz, ok ?– Falou calmo.

– T-Tá...

– A chuva vai passar logo, só tente se manter calmo, respira fundo... E fecha os seus olhinhos. Quer um copo de água ?

– Não... Eu não quero quebrar outro copo denovo.– Falou manhoso, Jisung já havia quebrado um copo na cozinha por se assustar com o barulho de um trovão.

– Eu trago aqui, posso ?– Olhou para o mesmo e limpou as lágrimas que caiam.

– P-Pode.– Falou entre um soluço.

Lee então se levantou e foi para a cozinha, percebeu os cacos no chão e ficou com uma dor enorme no coração. Na hora que Han havia quebrado o copo, Minho estava trabalhando– ou melhor, voltando do trabalho– então, o menor estava sozinho em casa, chorando e desesperado por conta da tempestade.

Voltou pro quarto e se sentiu mais calmo quando percebeu que o menor já não estava mais chorando.

– Aqui.– Se sentou e entregou o copo para o mesmo– Bebe devagar.

Han pegou o copo e passou a beber, suas mãozinhas tremiam, e ele soluçava demais. Minho observava o menor bebendo a água de pouquinho em pouquinho, seu coração estava acelerado, e ele pensava em como fazê-lo se acalmar, pois sabia que a chuva não ia acabar tão cedo.

Olhou para o relógio digital que estava em cima do criado mudo ao lado da cama e viu que era uma e meia da manhã, a chuva havia começado as onze horas da noite, naquele horário, Minho já estava dormindo pois trabalhou o dia inteiro, e estava extremamente cansado e com sono, ele acordou com o barulho do copo se quebrando na cozinha.

– Pronto ?– Pegou o copo da mão do mesmo– Agora venha aqui.– Colocou o copo em cima do criado mudo e deu batidinhas em suas coxas, sinalizando que o menor deveria se sentar no seu colo.

Jisung entendeu e se sentou no colo do ruivo, esse que segurou em sua cintura com uma mão e com a outra passou a fazer carinho em seu rosto.

– Esta mais calmo ?– Perguntou e o mesmo confirmou– Que bom meu amor.– Deu um selinho nos lábios rosadinhos– Vamos tentar dormir, ok ?– Beijou o pescoço do mesmo.

– Eu não sei se vou conseguir...

– Você vai, eu sei que vai.– Após Jisung sair de seu colo, Minho desligou a lanterna de seu celular, e deixou que apenas a lanterna de Han ficasse iluminando o quarto.

Jisung então se deitou, e logo Minho se deitou ao seu lado.

– Durma bem meu anjo.– Deixou outro selinho nos lábios do mais novo.

– Durma bem também amor.– Abraçou-o e fechou seus olhinhos.

Lee então começou a acariciar os fios loiros, passou-se um tempinho, e ele nem havia se tocado de que o menor já estava dormindo, parecia um neném.

Demorou para que o mais velho pegasse no sono, mas ele conseguiu dormir. E assim eles dormiram abraçadinhos, um aproveitando o calor do outro.


⊰᯽⊱┈──╌❊❊╌──┈⊰᯽⊱


Notas Finais


[🍓] como vocês puderam perceber, essa oneshot foi bem curtinha, eu ando lendo muitas oneshot e fanfics no wattpad nesse estilo "curtinho", então eu pensei em tentar trazer uma para vocês.

enfim, vocês gostaram ? eu espero que sim, se gostaram falem aí pra mim saber >:(

até o nosso próximo encontro♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...