1. Spirit Fanfics >
  2. Asylum - Frerard >
  3. Prólogo.

História Asylum - Frerard - Capítulo 1


Escrita por: e ieropotter


Capítulo 1 - Prólogo.


   Cherry Hill sempre foi um lugar calmo e monótono, isto antes da chegada da família Way, especificamente de um dos filhos do casal Way. Os moradores da cidade tinham o costume de sempre fazer amizade rapidamente com as novas famílias, porém, não fizeram questão de conhecer os Way, devido ao fato do filho mais novo do casal ser um tanto peculiar aos olhos das pessoas da vizinhança. 

Naquela tarde, os gritos estavam mais altos do que de costume. Donald gritava com Gerard, insistindo que o outro parasse de dizer bobagens e começasse a agir como um ‘garoto normal’, Donna chorava e tentava parar o marido, isso enquanto Michael olhava toda a cena com lágrimas nos olhos.

Nos seus 19 anos, Gerard Way já havia passado por muitas coisas, e muitas crises, mas agora elas não afetavam mais apenas o garoto, os Way a cada dia ficavam mais assustados. 

Michael, o filho mais velho dos Way e poucos anos mais velho que Gerard, era o único capaz de acalmar o irmão em momentos como aquele, mas isso também não parecia dar certo nos últimos dias, deixando os pais ainda mais sem esperanças e perdidos. E Gerard ficava ainda mais nervoso e agitado a cada grito de Donald. 

“Para!” Gerard gritou, procurando por alguém em algum lugar da casa e checando as janelas antes de sussurrar “Eles vão te escutar se gritar assim e vão saber que estou aqui”.

“Eles? Gerard, não tem nenhum ‘eles’!” Os olhos do filho corriam por todo o lugar, buscando pelas pessoas que diziam estar o perseguindo “Gerard, olha pra mim” Os gritos de Donald se tornando cada vez mais altos, assim como o choro de Donna “Não tem ninguém atrás de você”. 

“Pai” Ao sentir a mão do filho mais velho no seu ombro, Donald fechou os olhos, suspirando forte “Ele precisa de tratamento”

“Nós já tentamos de tudo, filho. Ele não tem mais jeito” Tinha dor na voz de Donald, ele havia desistido, mas Michael nunca desistiria do seu irmãozinho, do seu melhor amigo. 

“Tem um hospital psiquiátrico em-”

“Não tem nada de errado comigo” Gerard gritou, interrompendo o irmão e jogando um dos vasos de flores favoritos de Donna na parede, logo se lembrando que não podia gritar, eles poderiam escutar.

Donna, que nunca conseguia dizer uma única palavra enquanto presenciava o filho naquele estado, agora chorava nos braços do marido. Já Michael, nunca duvidou da capacidade do irmão de melhorar, sempre tentando de tudo para entender o que se passa na sua cabeça.

“Gee, vem cá” Chamou pelo irmão, com um grande sorriso no rosto e Gerard apenas foi, sem questionar “Conheço um lugar que eles nunca vão te encontrar”


Notas Finais


Corre aqui @Percy-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...