História At My Best - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Adolescente, Camren, Distúrbios, Keana Marie, Lucy Vives, Transtornos, Veronica Iglesias
Visualizações 28
Palavras 2.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá vocês, como estão? Espero que bem!
Não tenho recados, apenas peço desculpas pela demora para atualizar.
Enfim, espero que vocês gostem do capítulo. Erros ortográficos corrijo depois!

Capítulo 4 - Capítulo Quatro - Go Mustangs!


07 de outubro de 2017 – 08h23min

Mira Costa High School – quadra de basquete.

O tempo passa. O medo é real. Medo de envelhecer, morrer, às vezes até mesmo viver. Mas não faz sentido. Nada faz sentido. E ainda sim aqui estamos... Tentando entender o que nunca foi explicado. Tentando ser alguém para si mesmo ou, no pior dos casos, para um outro alguém.

– Vai lá pra casa hoje? – Lauren pergunta a Keana.

– Hoje não vai dar gata. – Keana responde com sua atenção completamente voltada para o celular – Os pais do Alex viajaram e ele vai dar uma festa. Você deveria ir.

– Pra você empurrar outra menor de idade pra mim? – Lauren pergunta um tanto cínica – Dispenso!

– Você tem 17 anos, Lauren. – a morena finalmente olha para a amiga – Você também é menor de idade.

– Tá, mas eu não pretendo ficar com outra melhor amiga da irmã da minha ex. – Lauren diz um pouco nervosa.

– Vocês estão cada dia mais chatas. – Vero finalmente diz algo e recebe o olhar desaprovado das amigas – É sério, gente! Costumávamos sermos nós contra tudo. Agora Keana fica 24 horas atrás desse Alex; Lauren só sabe reclamar da vida; e eu... Bom, eu continuo a mesma.

– Você tem toda razão! – Keana diz sincera – Você me desculpa? Vamos à festa hoje e ficaremos juntas, ok?

– Eu não vou. – Lauren diz – Alex é do time de basquete. Todos vão estar lá.

– Então Lauren, do fundo do meu coração, eu desejo que você vá à merda. – Vero se levanta chateada e sai de perto das amigas, indo sentar perto do pessoal da sua sala de química.

– Eu desejo o mesmo. – Keana faz o mesmo, indo se sentar ao lado de Vero.

– Dia ruim? – Hailee pergunta ao se sentar do lado da morena.

– Vida ruim. – Lauren responde.

– Elas só querem atenção. – a jovem diz a amiga – Dê atenção a elas e elas vão parar de te encher o saco.

– Quer ir a uma festa comigo? – Lauren, bem mais tranquila, pergunta.

– Adoraria. – Hailee responde com um sorriso puro.

[...]

– Baker! Baker! Baker! – as líderes de torcida gritam animadas.

Não era novidade para ninguém que Richard Colson Baker (MGK), além de capitão do time, é a estrela. Entretanto, no jogo de hoje, o rapaz estava acima da média. Jogava com o coração. Faltando um pouco mais de quatro minutos para acabar o jogo, o rapaz fez 45 dos 112 pontos que a equipe tem. Dentre esses pontos, 30 foram em bolas de 03 pontos. Era um resultado mais do que excelente para um jogador de um time de colégio.

– Machine tá destruindo hoje! – Camila comenta animada.

– Sim! – Vero responde a latina – Mas a equipe em si tá jogando muito hoje.

– Isso é porque se eles ganharem hoje, eles passam para os playoffs. – Keana comenta – Alex que me disse.

– Eles vão conseguir. – Camila segue torcendo.

– Qual a pontuação individual dos meninos? – Lauren pergunta.

Após Hailee acalmá-la, as duas foram se sentar perto de Keana e Vero que estavam bem atrás de Camila, Sofia e Bea. Todas estavam muito próximas, mas nem sequer parecia que não conversavam no dia-a-dia, pois torciam insanamente juntas.

– MGK 45 pontos, Drake 26 pontos, Alex 23 pontos, Zac 10 pontos e Louis 08 pontos. – Sofia responde – E eu ainda não consigo acreditar que Drake marcou mais pontos do que o Alex nesse jogo.

– O jogo ainda não acabou! – Keana rebate.

– Grandes coisas, K. – Camila diz debochada – Drake é melhor do que o Alex.

– Mas Cabello, em alguma coisa ele tinha que ser bom. – Keana diz ainda mais debochada.

– Não é da sua conta, mas existe outra coisa que ele é muito bom. – Camila rebate.

– É... – Keana sorri cínica – Tipo estupro?

– Menos Keana! – Shawn diz rápido e Camila apenas volta a prestar atenção no jogo. O rapaz sempre acompanhava os jogos dos meninos quando não estava ocupado com a faculdade – Bem menos mesmo!

– Desculpa! – Keana diz completamente irônica e, em seguida, volta a torcer assim como o restante da plateia fazia.

[...]

Casa da família Herrera – 20h55min

– Cara, aquele último lance foi insano! – Daniel diz completamente entusiasmado – Você lançou a bola do seu garrafão na cesta do adversário! Isso é muito insano! Você é insano, Machine!

– Valeu cara! – MGK responde sorridente – Mas foi só sorte, sei lá.

– Você jogou bem hoje, Kells. – Camila diz sorridente – Tipo, merecedor de uma certa bolsa numa certa faculdade.

– Sério mesmo? – ele pergunta animado.

– Muito sério! – ela responde na mesma animação – Continua assim que você vai conseguir, amor.

– Obrigada! – ele deposita um beijo na testa da latina que estava sentada no colo do namorado – E parabéns pelo jogo, Drake! Você evoluiu bastante.

– Eu tenho um ótimo capitão. – ele responde na humildade e surpreende todos – E técnico, é claro.

– Ninguém segura o Mustangs esse ano! – Alex diz animado.

– Vamos trazer todos os troféus esse ano. – Daniel complementa.

– Ok! Mas agora vamos beber! – Keana diz, levantando o copo e fazendo um brinde para, em seguida, tomar toda a vodka de uma vez.

[...]

As horas se passaram. A festa continuou agitada e sem nenhum problema. Todos estavam em clima de comemoração, então não buscavam nada além disso. O jogo havia terminado em 127 a 126. O melhor desempenho, obviamente, havia sido de Baker (MGK) com 55 pontos. Em segundo estava Drake com 31 pontos. O restante da equipe manteve o resultado que estava antes.

Agora, as 04h35min, a maioria estava dormindo em algum canto da casa ou tinha ido embora, mas não os jogadores. Alex e Keana estavam fazendo sexo, assim como Zac e Dinah, Louis e Shawn, Drake e Camila.

Machine havia conhecido Hailee e, após horas de conversa, eles ficaram. Porém, com o álcool em excesso e a surpresa da garota por estar se divertindo pela primeira vez desde que entrou no ensino médio, eles acabaram parando num quarto qualquer da casa onde estão até agora.

– Richard... – Hailee a chama. Ela se recusava a dizer o apelido do rapaz, pois achava ridículo – Preciso te contar algo.

– Amanhã. – ele diz e volta a beijar o corpo da garota. Sua mão esquerda estava no seio da jovem enquanto a direita estava no sexo da mesma.

– Eu sou virgem. – ela fala de uma vez e, para sua surpresa, o rapaz continua beijando seu corpo – Você me ouviu?

– Você é linda! – ele diz sorrindo enquanto retira o short da garota e, em seguida, retira sua calça. Ambos estavam seminus, mas já havia deixado de ser divertido para Hailee.

– Richard... É sério! – ela diz já assustada – Sai de cima de mim!

– O quê? – ele olha assustado para ela após ser jogado da cama – Você é louca?

– Eu não quero! – os olhos de Hailee começam a lacrimejar – Por favor!

– Espera... Eu não vou fazer nada se você não quiser. – MGK diz sério – Eu não sou um desses caras, Hailee.

– Por que não parou quando eu pedi então? – ela pergunta assustada.

– Porque eu não ouvi. – ele responde sincero – Desculpa?

– Ok! – Hailee diz, mas o rapaz percebe que ela se encolhia cada vez mais, com medo do que iria acontecer em seguida.

– Olha... Vamos fazer assim... Eu deito aí com você e a gente só dorme. – ele sugere, tentando se aproximar – Ou eu posso pegar todas as minhas roupas e simplesmente ir embora. O que você prefere? Quer que eu vá? – ele espera uma resposta, mas ela nada diz – Ok! Vou entender isso como um sim.

– Pode ficar. – ela diz baixo, então ele lentamente se deita ao seu lado. Hailee encosta a cabeça no ombro do rapaz que apenas a abraça – Desculpa pelo surto.

– Você tá mais do que certa. – ele diz, puxando o cobertor para eles – Mils me ensinou uma frase bacana que é: seu corpo, suas regras.

– Mils? – ela pergunta.

– Camila. – ele responde – É o apelido que eu dei pra ela quando ela começou a me chamar de Kells. É meio que um apelido único.

– Entendi. – Hailee sorri – Nunca pensei que você fosse fofo.

– É porque eu não sou. – ele diz sincero – Mas também não sou um Drake da vida.

– Entendi. – ela responde séria – Prefiro não falar sobre ele. Machuca a Mila. Ela não gosta.

– Ela é cega! – MGK responde – Mas você está certa. Vamos apenas dormir.

– Boa noite. – Hailee deseja.

– Boa noite. – Machine responde, depositando um beijo no topo da cabeça da jovem e, em seguida, fechando os olhos para dormir.

[...]

– Você gostou? – Drake pergunta – Porque eu achei esse o nosso melhor sexo.

– Foi maravilhoso. – Camila responde.

– Quantas vezes você gozou? – o rapaz pergunta.

– Três. – a latina mente. Na realidade, não foi nem uma vez.

– Bom... Muito bom! – Drake diz animado, terminando sua bebida e voltando para a cama – Eu, quatro vezes, mas homem é sempre mais mesmo.

– Que ótimo! – Camila continua fingindo manter interesse – Fico feliz em saber disso.

– Eu sei. – ele a beija e, em seguida, deita em seu lado, a puxando e a deitando em seu peito – Ah, não se esqueça de comprar o remédio amanhã.

– Eu nunca esqueço. – ela responde – Mas por que você nunca usa camisinha comigo?

– Ótimo! – Drake diz – Porque gozar dentro de você é muito melhor. Enfim, coisa de homem, não to a fim de explicar. Boa noite, amor.

– Boa noite. – ela diz, fechando os olhos para tentar dormir e se esquecer do trágico fim de noite que teve.

09 de outubro de 2017 – 21h33min

Casa dos Cabello

– Você realmente gosta desse filme, não é? – Sofia pergunta a irmã que mantinha sua atenção na TV – Não sei quantas vezes já o viu.

– Truque de mestre é sensacional. O final sempre me surpreende. – Camila sorri de uma forma boba.

– Mudando de assunto, você e Drake estão como? – Sofia pergunta. A jovem estava sentada no tapete da sala fazendo carinho no cabelo de sua irmã que estava deitada em seu colo. As duas terminavam de assistir um dos filmes preferidos da filha mais velha dos Cabello – Você só assiste a esse filme quando não está bem.

– Se eu te contar algo, você jura não falar pra ninguém? – Camila pergunta.

– Juro de dedinho. – Sofia responde.

– Drake e eu não usamos camisinha nunca. – Camila conta receosa – E eu to começando a achar que em algum momento isso vai dá muito errado.

– Você tá tomando remédio? – a jovem pergunta extremamente preocupada – Mamãe sabe disso?

– Estou. Às vezes até a pílula do dia seguinte. – Camila responde – E óbvio que mamãe não sabe.

– Sinceramente Camila? Faça-o entender que isso não está certo ou termina. – Sofia diz séria – E eu prefiro muito a segunda opção.

– E é por isso que eu não converso com ninguém. – a latina levanta nervosa – Vocês só sabem julgá-lo, maltratá-lo e me mandarem terminar. Tá insuportável isso já.

– Insuportável é essa tua cegueira. – Sofia responde nervosa – Ele é um bosta e eu não posso fazer nada se você não enxerga isso.

– Você tá com inveja porque não tem ninguém! – Camila rebate completamente autoritária.

– Antes só do que mal acompanhada, meu anjo. – Sofia diz cínica, se levanta e sai da sala, deixando a irmã mais velha sozinha.

– O que aconteceu? Que gritaria era essa? – Sinu pergunta ao parar a filha mais nova.

– Camila agindo feito uma imbecil, como sempre. – a jovem responde nervosa.

– Você que é uma imbecil! – Camila grita.

– Já chega! – Alejandro diz nervoso, tentando ler seu jornal na cozinha – Eu não quero ver e nem ouvir a voz de nenhuma das duas até amanhã. Vão para o quarto. Agora!

– Mas papai, hoje eu vou dormir na Bea, lembra? – Sofia pergunta chateada.

– Não! Você vai para o seu quarto! – Alejandro responde autoritário – Agora!

– Obedeça a seu pai, Sofia. – Sinu pede.

– Que inferno! – Sofia pragueja enquanto sobe as escadas – Tomara que você engravide daquele merda, sua idiota!

– O que você disse? – Sinu pergunta nervosa – Do que Sofia está falando, Camila?

– Não sei mãe! – a latina responde ainda mais nervosa, subindo as escadas – Essa menina é louca! Completamente louca!

– Essa conversa ainda não acabou, Karla Camila! – Sinu grita para a filha mais velha – Era só o que me faltava.

– Não quero ninguém grávida aqui. – Alejandro diz – Já estou avisando.

– E você acha que eu quero? – Sinu pergunta nervosa – Faça-me o favor, Alejandro!

– Só estou avisando. – o homem diz e, em seguida, respira fundo, saindo em direção à sala para assistir o canal de esporte enquanto bebe sua cerveja.

Sinu sobe para o seu quarto para preparar o material de trabalho que precisará para a manhã seguinte. Sofia, desde que subiu para o quarto, conversa com Bea por ligação. Já Camila segue olhando para o teto, esperando o efeito das pílulas que havia tomado fazer efeito, enquanto tenta completar uma ligação.

– Até que em fim atendeu. – Camila diz um pouco autoritária – Tava dormindo?

– Não. – a morena responde – Estava tomando banho.

– Ah sim. – a latina diz.

– Devo fingir que não é nem um pouco estranho você me ligar? – Lauren pergunta.

– Se você puder, sim. – Camila responde.

– Ok! – Lauren diz – A que devo a honra?

– Briguei com a Sofia, minha mãe ouviu algo que não deveria e agora provavelmente eu estou muito encrencada. – Camila conta – Mas enfim, o que fez hoje? Liguei pra me distrair.

– Seu namorado não te atendeu? – Lauren questiona.

– Mas enfim, o que fez hoje? – Camila repete cinicamente.

– Camila, agora não dá pra conversar. – Lauren responde séria – Se você quiser, a gente se fala depois, mas agora realmente não dá.

– Por quê? Está ocupada? – Camila pergunta, mas a ligação já havia sido encerrada – Ok, rude!

A latina volta a fazer nada, apenas olhar para o teto, mas as pílulas já estavam fazendo efeito então em breve a jovem adormeceria. Ao menos assim, a seu ver, ela tinha paz. Afinal, vivendo nesse mundo louco, essa era a única coisa que ela poderia pedir nem que seja apenas um pouco.


Notas Finais


Então é isso... Espero que tenham gostado. Vou tentar voltar o mais rápido possível.
Até a próxima!

Twitter: srwayne_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...