1. Spirit Fanfics >
  2. At that night - Jikook ABO >
  3. Starry sky

História At that night - Jikook ABO - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Starry sky


Fanfic / Fanfiction At that night - Jikook ABO - Capítulo 2 - Starry sky

Jeon Jungkook

— Acorda Jungkook! Vamos! — Uma forte luz bate contra meu rosto, me causando um desconforto, abro meus olhos tendo a visão de Taehyung emburrado me olhando. 

— Ahhh Hyung! Deixe-me quieto... — Disse sonolento. 

Sinto Taehyung pegar em meus tornozelos, me puxando logo em seguida. Sinto meu corpo ir de encontro com o chão frio. Resmungo vencido, me levanto do chão encarando Taehyung com um bico enorme.

— Pare de birra Jungkook, você não é mais criança para fazer bico. — Taehyung anda pelo quarto com seus braços cruzados e um olhar pensativo.

Fico me perguntando no que o mesmo está pensando, normalmente Taehyung fica assim quando está nervoso com algo. Me estico antes de pronunciar as palavras que estavam na ponta de minha língua.

— Oque lhe incomoda tanto Hyung? — O olho curioso. Taehyung se vira me encarando, seu olhar não era nada bom. 

— Jungkook... Acho que não ficará contente com a terrível notícia que tenho para lhe dar. — Está bem... Agora estou preocupado, sento na cama esperando Taehyung me dizer oque é está tal notícia.

— Diga-me logo Taehyung! — Taehyung caminha até a mesinha de meu quarto, colocando um pouco de água no copo de porcelana levando o líquido até seus lábios logo em seguida. Ele suspira antes de finalmente abrir a boca para falar. 

— Jee Ho e o rei de Celestia entraram em um acordo... E a filha do rei Guk Do será sua futura esposa. — Arregalo os olhos espantado, logo começo a rir da situação. Se Jee Ho acha mesmo que irei me casar com uma garota qualquer que nem se quer conheço, ele está enganado. 

Além disso, não gosto de garotas, quero um ômega gentil, fofo e delicado para mim, quero alguém que me entenda e goste de estar comigo, quero um amor puro e verdadeiro, onde não há interesses materiais. Se eu me casar com essa garota, tenho certeza que serei infeliz para sempre, como minha queria mãe foi assim que foi forçada a se casar com Jee Ho pelo bem do reino. 

— Hyung você sabe que isso não acontecerá né ? — Taehyung olha para o chão ainda pensativo. 

Indignado com a notícia idiota, me levanto entrando em meu banheiro logo em seguida. Eu precisava de um banho para esfriar a cabeça e tentar me acalmar.  

                 ༻𝐴𝑡 𝑡ℎ𝑎𝑡 𝑛𝑖𝑔ℎ𝑡༺

Park Jimin

Hoje eu acordei muito feliz, estou completando 16 anos, fui recebido na mesa do café com abraços e beijos calorosos de minha omma. Appa havia ido ao reino para comprar uma roupa nova para mim. Tomei meu café, hoje minha omma havia feito panquecas com mel fresco. Era muito difícil minha omma fazer algo desse tipo aqui em casa, mas como hoje era uma data especial minha omma fez, como um presente. 

Passei o resto da manhã ajudando minha omma a arrumar a casa e fazer o almoço. Appa estava prestes a chegar em casa. Eu estava muito animado, queria que chegasse a noite logo para que eu pudesse sair para caminhar e ver as constelações no céu escuro. Mas também estava com medo, pois seria a primeira vez que eu sairia sem meus appas. Eles acreditam que tomarei cuidado e voltarei logo para casa. Essa é uma chance para que eu mostre como sou independente e cuidadoso. 

— Feliz aniversário meu filho — Appa andou em minha direção assim que chegou em casa, me dando um abraço caloroso e um beijo na testa. — Veja meu filho, eu trouxe aquelas tão desejadas roupas que você queria! Pode usá-las para sua caminhada hoje a noite. — Appa ergueu uma pequena cesta onde tinha uma roupa listrada bonita... Sorri e agradeci meu appa antes de pegar a cestinha e ir direto ao meu quarto ver a roupa. 

Ao chegar em meu quarto, retiro as vestes da cestinha... Era aquela roupa que eu tanto queria! Uma roupa que não se vê todo dia em Alake... Uma calça preta de couro, aparentava ser bem colada e uma blusa de mangas longas listrada de branco e preto. Sorri feliz em ver minhas novas vestes. Com certeza irei usar isto está noite. 

Meus pais só me deixarão sair sozinho está noite porque eu insisti muito, para provar que sou um filho independente que consegue se cuidar sozinho... Eu teria muito cuidado e não falaria com ninguém. Meus pais ainda estão bem preocupados com essa saída a noite mas mesmo assim, não querem estragar minha alegria. 

Oque eu mais queria no momento era conhecer alguém para ser meu amigo, desde pequeno nunca tive amigos, não sei como agir perto de outras pessoas. Fico me perguntando quando irei fazer amigos, ou poder sair de casa sem ser capturado pelos guardas do castelo. Está lei sobre os ômegas homens é uma idiotice, todos somos pessoas com direitos iguais. 

— Filho antes de você ir se arrumar, limpe a estante de livros da sala. — Ouso minha omma dizer suavemente do outro cômodo. 

— Certo omma — Sem exitar, vou a cozinha pegar um paninho umido para ajudar na limpeza. Ao chegar na sala retiro os livros da prateleira passando o paninho pelas capas duras empoeiradas. Esses foram os primeiros livros que havia recebido de meu appa. Eles falavam de tipos de amor. Eu amava ler romance, era como se eu fizesse parte da história, e encontrasse alguém interessante e legal para ser meu par. 

Espero achar alguém logo... Alguém que me proteja, cuide de mim e me ame por ser eu mesmo... 

                 ༻𝐴𝑡 𝑡ℎ𝑎𝑡 𝑛𝑖𝑔ℎ𝑡༺

Jeon Jungkook

— Jungkook o velho quer te ver — Taehyung apareceu no canto de minha porta com os braços cruzados e roupas novas um pouco diferentes das de hoje em dia, mas não vou mentir, elas eram muito lindas. 

Revirei os olhos e sem demora comecei a andar pelo castelo em busca do escritório de Jee Ho. Enquanto eu andava pelo castelo, falava com os ômegas escravos os comprimentando e ajudando em alguma tarefa pesada, os ômegas que trabalhavam aqui era muito dóceis e legais. Menos um ômega que vive dando em cima de mim ou de algum guarda, além de ele viver fofocando sobre a vida de outros ômegas. 

Hoje eu estava de bom humor, pois pretendia sair a noite para ver as estrelas no lago da floresta Alake. Ninguém se atreve a ir lá a noite, pois acreditam que a alma de um ômega que foi morto, vagava por lá em busca de vingança. Claro que eu não acreditava naquela história idiota, mas achava engraçado. Bom, eu também não aguentava mais viver no castelo cumprindo deveres de príncipe, aquilo estava ficando cada vez mais chato, então... Conversei com Bang Chan, um amigo de infância e guarda do castelo para que ele me ajudasse a sair do castelo pelas passagens secretas de baixo do castelo. Era muito difícil alguém andar por lá, já que aqueles grandes corredores subterrâneos estavam caindo aos pedaços. Bang Chan sem exitar concordou em me ajudar. 

Finalmente paro em frente a porta do escritório de Jee Ho. Antes de bater na porta escuto minha omma conversar com Jee Ho... Eles pareciam estar brigando. 

 Você não pode fazer isso com ele Jee Ho, o garoto não irá concordar com isso, ele quer alguém que ama, e que o ame também, não qualquer pessoa! — Escuto minha omma dizer calmamente... Estava claro que eles estavam falando sobre o casamento arranjado que NÃO irá acontecer. 

— Já disse para calar essa boca vadia! Ele irá sim se casar com Momo, querendo ou não! Jungkook está se tornando um homem, não pode mais ficar apenas no castelo viajando pelo mundo da imaginação perfeito... E ele que esqueça essa história de amor, porque amor não existe! Existe interesse e obrigações! E essa merda de restaurante coreano NÃO irá acontecer de maneira alguma! — Jee Ho falava irritado, confesso que quase entrei com tudo naquela sala assim que ele chamou minha querida omma de vadia. Jee Ho é um monstro... 

Bati na porta antes de entrar, escuto a sala ficar em total silêncio antes de Jee Ho proceguir as seguintes palavras "entre", entrei no escritório cumprimentando minha omma com um beijo no rosto, logo sentei na cadeira em frente a mesa de Jee Ho. Ele me olha pensativo antes de abrir a boca para falar. 

— Temos assuntos sérios a tratar Jungkook... Sabe que estou ficando velho, e logo você assumirá o trono... — Ele se levanta começando a andar pela sala. — O rei de Celestia e eu entramos em um acordo, e uniremos nossos reinos para a proteção do povo... Deve se casar com Momo Hirai... Filha do rei Guk Do! Como forma de "Acordo fechado", seu noivado acontecerá em...

— EU NÃO IREI ME CASAR COM ELA! — Me levantei da cadeira irritado olhando fixamente nos olhos de Jee Ho. 

— VOCÊ IRA SE CASAR SIM MULEQUE INSOLENTE! NÃO LEVANTE A VOZ PARA MIM, AINDA SOU SEU PAI — Senti minha bochecha arder assim que Jee Ho da um tapa na mesma.

— EU sou dono da minha própria vida, e EU quem escolhe com quem irei me casar! E eu NÃO vou me casar com Momo Hirai! NUNCA! NEM POR VOCÊ, NEM PELO BEM DO POVO! E NEM POR MINHA AMADA E RESPEITADA MÃE! — Outro tapa é desferido em minha face, sem paciência de estar ali, saio da sala batento a porta irritado... Corro rapidamente até meu quarto do qual tranco a porta e começo a me arrumar com algumas roupas de Taehyung comprou para mim quando estava no reino.  

Chegou a hora de ir 

Disse para mim mesmo enquanto começava a tomar um banho morno com a água que alguns ômegas colocaram em minha banheira... Depois de tomar banho e lavar bem meus cabelos, me visto... Eu usava uma calça preta de um tecido novo, chamado jeans, uma camisa também preta que ia até minhas coxas uma bota nova, muito bonita e por fim, uma jaqueta preta... Onde Taehyung arrumou essas roupas tão incríveis? Pergunto a mim mesmo enquanto me olhava no grande espelho do quarto. Digamos que eu estava... Elegantemente lindo e atraente. 

Sai do quarto a procura de Bang Chan... Não demorou muito até que o achasse conversando com um ômega chamado Woo Jin. Os dois conversavam animadamente... Sorri ao ver a cena, parecia que eles se gostavam. 

— Bang! Precisamos fazer aquilo lá... — Cheguei perto dos mesmo comprimentando Woo Jin com um sorriso e uma leve reverência.... Eu respeitava muito os ômegas... — Boa tarde Woo Jin... Poderia nos dar uma licença, preciso conversar com Bang Chan, desculpe.

— Sem problema senhor, com licença — Woo Jin saiu com um sorriso bobo nos lábios.

— Eu shippo! 

— Oque é shippar Jeon? — Bang Chan me pergunta curioso. 

— É você torcer por um casal, no caso, eu torço por vocês dois — Bang Chan cora um pouco... Digamos que ele é o Alfa mais mole e envergonhado que já conheci. — Deixe disso Bang, vamos! 

                 ༻𝐴𝑡 𝑡ℎ𝑎𝑡 𝑛𝑖𝑔ℎ𝑡༺

Park Jimin

Eu já estava pronto, vestido com minhas novas roupas e uma bota de cano médio nos pés, coloquei aromatizantes naturais para disfarçar meu cheiro de ômega, arrumei meus cabelos loiros e por último peguei meu pingente da sorte que meu appa havia me dado a muito tempo atrás. Eu estava muito feliz, muitos achariam exagero, aliás, é apenas uma caminhada pelo lago da floresta, mas... Pra mim é algo muito incrível, imagine você passar a vida inteira trancado e sendo escondido, e finalmente chega o dia de você poder sair e sentir a brisa fria em seu rosto, sentir os cheiros... 

— Tchau omma, tchau appa, voltarei logo, não se preocupem — Beixei um beijo na bochecha de meus appas antes de finalmente colocar os pés para fora daquela casa, a floresta era iluminada pela luz da lua e das estrelas, um vento fresco bateu em meu rosto, balançando meus cabelos... Sorri bobo e dei três pulinhos de felicidade... 

Eu lembrava bem qual era o caminho em direção ao lago, já que meu appa me levava até lá quando eu era criança. Comecei a andar com um sorriso nos lábios. A cada passo, eu ficava mais e mais distante de casa, corujas e grilos faziam barulhos agradáveis enquanto eu caminhava. Não demorou muito para que eu chegasse no lago... Ele estava mais lindo que a última vez que vim aqui. O reflexo da lua brilhava na água, as árvores balançavam com o vento e um cheiro de natureza exalava pelo local. Senti paz... Tranquilidade enquanto estava ali... Sentei de baixo de uma árvore que ali tinha e comecei a ler um livro que havia trago.

Jeon Jungkook

Havia conseguido enganar o velho e sai do reino o mais rápido que consegui, entrei na floresta Alake a pé mesmo, eu estava feliz em sair daquele lugar, o castelo estava muito tedioso. Quando finalmente achei o lago da floresta Alake, senti um cheiro de morango muito doce e bom... Mas... O cheiro estava sendo coberto por um cheiro fraco de flores... Foi aí que me dei conta que havia um garoto lendo um livro distraído de baixo de uma árvore... Ele tinha cabelos loiros, pele bem branca e seus olhinhos percorriam por todo o livro. Não posso negar que o mesmo era muito fofo e lindo, mais ainda estava na dúvida se era um ômega ou um beta. 

— Ah... Olá? — Tomei coragem para falar, vejo o mesmo me olhar assustado e rapidamente ele fecha o livro e corre para trás da árvore — Calma, eu... Eu não tenho a intenção de lhe machucar, como se chama ? — Pergunto olhando para a árvore que o mesmo estava escondido. 

— Er... N-não posso falar com estranhos... — Ele responde docemente ainda assustado.

— Ah... Então, olá, meu nome é Jeon Jungkook, sou um alfa lúpus, tenho 18 anos... Pronto, agora pode me dizer seu nome ? Eu prometo que não vou te machucar — Ele sai de trás da árvore olhando para o chão, segurando o livro com suas pequenas e gordinhas mãos. 

— O-o senhor é o príncipe? — Ele dá um passo para trás — M-me desculpe senhor, s-sou Park Jimin... 

— Hora! Acalme-se Jimin, sem formalidades, pode falar comigo normal, e não se preocupe, você não fez nada para pedir desculpas... Posso chegar mais perto para conferir algo? — Jimin levanta a cabeça... Seu rosto era perfeito... Tão delicado e anjelical. Ele da um passo para frente acentindo minha pergunta. 

Chego mais perto do mesmo calmamente... Seu cheiro era de ômega, tenho certeza que o mesmo colocou perfumes para cobrir esse cheiro. Seu cheiro de morangos era incrivelmente bom, oque deixou meu lobo um pouco agitado. Nunca havia visto um ômega tão lindo e cheiroso como Jimin. 

— Oh, você é um ômega... Você é muito bonito Jimin — Jimin cora fortemente, ouso seu coração palpitar mais rápido, ele estava nervoso. — Não precisa ficar nervoso, não vou lhe entregar para Jee Ho. Sou totalmente contra escravizar ômegas.

— O-o senhor não vai me entregar mesmo? — Dou um sorriso calmo. Jimin era muito fofo.

— Claro que não Jimin... Quantos anos você tem? — Pergunto sentando de baixo da árvore que o mesmo estava sentado antes. 

— Bom, estou completando 16 anos hoje... — Arregalo os olhos um pouco surpreso, faço um sinal com as mãos indicando para o mesmo sentar ao meu lado. 

— Meus parabéns pequeno! — Bato palmas sorrindo fazendo o mesmo soltar um sorriso e se sentar ao meu lado. 

— Obrigado Jeon... — Ele agradece sorrindo. 

Será que finalmente tenho um amigo? 


Notas Finais


Desculpe qualquer erro...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...