História Até - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Abo, Chanbaek, Pwp
Visualizações 414
Palavras 764
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Conta secundária que chama né?
Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo único.


As coxas eram amassadas pelos dedos grossos e era preciso concentração para manter a sainha levantada enquanto recebia um carinho tão gostoso, que era a língua do Channie lhe lambendo e chupando todinho. Já tinha espalhado chupões e marquinhas de dentes porque ele era um alfa possessivo, havia feito questão de marcar domínio em sua pele. Ficava todo molinho ao ser pego pela cintura, sua boquinha pequena sendo engolida em segundos para um beijo faminto, e uma ereção entre as pernas surgindo muito fácil. A maozona acariciava sua cintura e barriguinha antes de descer para a bunda, dando a mesma atenção especial a ela, as vezes estapeando porque ele gostava do rubor que subia pelas bochechas gordinhas.

Uma mordida foi dada em seu bumbum, e brevemente largou o tecido acumulado da saia para por as mãos sobre os fios do maior atrás de si, puxando pela dor e fracamente o empurrando num pedido pra mais, se tremendo todo ao senti-lo rodear sua entradinha com a língua, esfregando-a e penetrando raso seu buraquinho antes de se afastar, dedicando mais uma mordidinha, dessa vez mais fraca.

— Pronto, Baekhyun-ah?

A glande tocou a entradinha piscante, pressionando, e o pequeno gemeu positivamente, pondo a ponta dos dedos na boca e mordiscando para evitar barulhos mais escadalosos ao sentir o maior empurrar para dentro, o membro grosso ganhando espaço e acabando com suas preguinhas de maneira deliciosa, efetivamente lhe tirando um choramingo falho, sendo acalentado pelo alfa que beijou seus ombros e nuca, mantendo-se parado para que se acostumasse antes de iniciar um ritmo que gradativamente aumentava.

Os beijos carinhosos de primeiro combinavam com as investidas lentas e profundas, esbarrando em seu pontinho mais sensível de vez em quando e lhe tirando sons manhosos, sentindo com perfeição o membro quente dentro de si, indo e voltando, pulsando sempre que involuntariamente se contraia ao redor dele, o próprio membro escorrendo pré gozo contra o tecido da saia e a mão do Park que lhe acariciava singelamente por cima da peça. Sabia que o cheiro de seu tesão e seus feromonios faziam Chanyeol louco, e até estava surpreso pelo auto controle dele de estar lhe fodendo devagar até o momento - mas apesar da velocidade calma, as vezes conseguia o ouvir rosnar contra sua bochecha, e lhe apertar o quadril com mais força-.

Fez um som de reclamação ao que a ereção alheia deixou seu interior, a sensação de vazio lhe causando irritação que rapidamente se mostrou em uma careta e foi o alvo de risada do alfa. Chanyeol o virou de frente para ele, beijando o biquinho para longe.

— Ainda tem aula hoje? — perguntou enquanto o despia por completo, descendo a saia com delicadeza pelas pernas do ômega antes de subir em cima dele, posicionando as coxas ao redor de seu quadril e o penetrando novamente, o vendo fechar os olhos, suspirando em deleite e deixando sua pergunta passar em branco. — Baekhyun!

— Sim. — resmungou, envolvendo o pescoço do alfa e o beijando o queixo antes de continuar, com um pouco de dificuldade porque era ele se enterrando devagar em seu interior, o ângulo de seu quadril um pouco mais alto o permitindo encostar em sua próstata facilmente, e só a expectativa lhe deixava fraco. — Piano com a Sooyeon noona e depois… hm, o q-que é mesmo?

— Uma reunião? — chutou, tentando se recordar da agenda do ômega.

— Isso. — confirmou. Chanyeol lhe segurou com mais firmeza, se ajeitou na posição e começou a se movimentar novamente, arremetendo-se com firmeza porém ainda assim, devagar. — a-ah, Yeol… mais rápido! Mais…

— Tenho que te deixar inteiro pro resto do dia, o que está pensando? — o repreendeu sério. Não podia correr o risco de deixar o garoto mancando por aí, e se a mãe dele percebesse? — Vamos fazer com calma.

Quis muito protestar, mas sabia que quando o alfa colocava algo na cabeça, custava a tirar.

— Tão bom, C-chanyeol… — sorriu involuntariamente. Juntaram os lábios novamente, permanecendo com o ritmo calmo até o orgasmo.

Ainda arfando, o ômega corado afastou as pernas para ser limpado lá em baixo, mordendo os lábios enquanto observava o maior durante isso. Cuidadoso, como sempre, ele terminou de tirar os resquícios claros e se levantou para jogar os lenços umedecidos. Quando retornou, o garoto já havia adormecido, enrolado precariamente nos lençóis, o que praticamente lhe obrigou (Não conseguia não se preocupar) a ir lá cobri-lo direitinho, plantando um beijo na testa dele antes de ir. Se veriam outro dia, e o ciclo se repetiria até o Byun ter idade suficiente para afirmarem compromisso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...