1. Spirit Fanfics >
  2. Até a última pétala (NaruSaku) >
  3. A chegada de um estranho

História Até a última pétala (NaruSaku) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amorzinhos <3
Acabei atualizando mais rápido que esperava, ia dar um tempo de um capítulo ao outro..... Só que a vontade de postar foi maior :,)....
Pelos 9 favoritos, muitíssimo obrigada <3 fiquei muito, muito e muito feliz! Espero que gostem e uma boa leitura pra todos <3
E sobre a imagem, desenho que eu encontrei de como imagino a Sakura médica hehe
Obs. A fic vai apresentar várias "visões", como já foi mostrado, então terá várias versões dos personagens pra vcs terem uma ideia de todos os pontos.

Capítulo 4 - A chegada de um estranho


Fanfic / Fanfiction Até a última pétala (NaruSaku) - Capítulo 4 - A chegada de um estranho

Já era noite e a vila estava calma e quieta, seus moradores dormindo tranquilamente aproveitando da “paz" que tanto lutaram pra conseguir.

Patéticos!

Por simplesmente alcançar essa “paz" e abaixar a guarda, esse seria o motivo da queda e da destruição de Konoha. .....

O vulto estava escorado em uma árvore vendo de longe à vila. Seu rosto estava escondido por uma máscara, conseguia notar os guardas na frente tranquilos aproveitando e tirando uma soneca. Um sorriso maldoso surgiu por entre os lábios.

...............

Sakura andava de um lado pro outro estava preocupada pois Tsunade-sama havia se trancado em uma sala com outras médicos que simplesmente ESQUECERAM DELA!!! Tentava inutilmente escutar atrás da porta, mas nada.

- O que você está fazendo aí? – comentou uma voz atrás dela.

Sakura entrou em choque, não pegaria bem ser vista escutando atrás da porta, amaldiçoou-se mentalmente por ter sido pega no flagra. Virou-se devagar suando frio.

- É que.... - Hima-san estava a olhando curiosa, quase dava pra imaginar um ponto de interrogação em cima de sua cabeça -.... Hima!!!! O que faz por aqui? Voltou da sua licença?

- Você não respondeu minha pergunta, Sakura-chan – disse sorrindo - Tsunade-sama me chamou e disse que era urgente.

Após ela terminar a porta se abriu e uma Tsunade com expressão séria saía por ela.

- Hinata, achei mesmo que ouvirá sua voz, pode entrar – disse enquanto Hinata passava pelas duas apressadamente – imaginei que estaria tentando escutar, mas não são assuntos relacionados com você – a maneira que ela falou deu uma pontada em Sakura – então, por favor, cuide dos pacientes enquanto estamos ocupados na reunião.

- Certo- respondeu Sakura ainda pensando nas palavras da mestra.

E esses pensamentos rodearam sua mente, enquanto atendia alguns poucos pacientes e indo nas alas onde ficavam isolados os pacientes do surto. Em dado momento ouviu passos acelerados pela recepção, como Shizune se encontrava na reunião deixou uma das enfermeiras mais novas no seu lugar, e foi justamente a menina loira que veio correndo até ela avisando da situação.

- Sakura-sama... – gritou a garota ofegante – chegou um paciente e ele está muito ferido, mas não é da Folha nunca o vi por aqui.

Um estrangeiro? Ela foi correndo até onde a garota dizia que havia deixado ele, entrando em uma das salas o encontrou sentado em uma cadeira, segurando sua própria perna ela admirou-se ao ver Kiba parado ao lado dele.

- Kiba? – disse Sakura espantada.

- Oi Sakura – cumprimentou ela – estava vindo com o Akamaru e acabamos encontrando esse cara deitado e ensanguentado na entrada da Vila. Achei estranho porque nenhum dos guardas estava por perto.

- Obrigado por trazê-lo aqui, fez bem – disse ela se aproximando do rapaz sentado.

Olhando-o de perto ele tinha traços muito diferentes dos habituais moradores, seus olhos eram mais “puxados” e suas pupilas muito dilatadas observavam com horror para a perna a que segurava. Sakura baixou a visão para perna e viu a situação horrenda na qual se encontrava.

Olhou para a garota loira na sua frente:

- Arrume a sala de cirurgias, teremos que amputar essa perna se não a sujeira e as condições que esse rapaz passou vão criar uma infecção – ordenou. – e traga uma maca.

A garota saiu correndo, deixando Sakura, Kiba e o homem ferido.

- Me pergunto de onde ele é e o que aconteceu. Ele está em completo estado de choque – disse Sakura balançando a mão em frente do rosto do ferido, mas sem nenhuma reação da parte dele.

- O mais estranho é ele estar na frente da Vila e nenhum guarda por perto.... Ele nessa situação- disse Kiba coçando o queijo- acho melhor eu avisar o Hokage.

- Sim, faça isso.

Despediu-se de Kiba assim que a maca chegou, com mais 2 enfermeiro que colocaram o corpo do ferido deitado, ele não demonstrou nenhuma reação continuava com as pupilas dilatadas e a expressão de espanto, gemia de dor e murmurava a mesma palavra não, não, não, não......

...............

Enquanto isso na sala de reuniões, Hinata estava surpreendida por ter sido chamada em uma reunião importante, quase sempre era deixada de lado já que havia médicas mais bem superiores nesses casos e por isso a curiosidade a corrompia. Não que fosse uma péssima médica, mas o envolvimento de pegar a liderança do seu clã, ter sido finalmente reconhecida pelos seus feitos iriam a distanciar do Hospital que trabalhava nos últimos anos. Achou que fosse até por isso que Tsunade-sama a chamará, para a sua demição, mas ao entrar na sala percebeu que o caso era mais sério.

Agora estava um pouco entediada pelo monólogo de Tsunade-sama sobre os casos de surto na Vila, que vinham aumentando cada vez mais, aquilo não a interessará, preocupava? Sim, mas não estava por dentro do assunto . Demorou um pouco mais do que esperava pra entender o real motivo da sua presença e também o porque de Sakura não ter sido convocada.

- Ser a médica do Uchiha-san? – perguntou espantada.

- Sim – disse Tsunade com um suspiro - Hokage-sama pediu que enviasse uma médica junto com Sasuke-san como prevenção caso haja algum combate .

- Tsunade-sama, porque eu? – perguntou se levantando exaltada – estou no processo de liderança do meu clã, não posso sair da Vila e também existe médicas mais competentes que eu.

- Eu sei e tudo já foi avisado ao Hiashi que entendeu prontamente! – respondeu cansada – além do mais você é a ninja exata para essa missão e o poder de sua Kekkei Genkai será mais um trunfo, e sobre a questão de outra médica, deve saber porque não chamei Sakura pra essa conversa.

Então foi por isso.... pensou

- Sim, entendi!

- Então no amanhecer você deve se encontrar com Sasuke, ele a estará esperando no portão da Vila. Entendido?

- Sim, Tsunade-sama!

...................

Estava escuro, minha cabeça pesava como se algo tivesse batido nela com força.... ao mesmo tempo me sentia tonto, parecendo que o lugar onde eu estava girava rapidamente. Abri os olhos lentamente e logo percebi que estava em um quarto de hospital, conseguia ouvir o barulho do aparelho que apontava minha frequência cardíaca. Sentia uma dor na minha perna que então fui notar, não existia mais nada depois do joelho.

- Ooh você acordou, tivemos que amputar sua perna, porque poderia se iniciar uma infecção – respondeu a mulher de cabelos rosas que mexia em uma bandeja com seringas e frascos.

Ela era bem bonita e o jaleco branco super combinava com sua aparência. Ela notou seu olhar e virou-se pra ele sorrindo.

- Vou lhe dar um remédio agora para dormir. Depois temos algumas perguntas – foi a única coisa que ele escutou antes de entrar pra aquela escuridão.

A escuridão sempre lhe foi sua companhia, quantas vezes ele a encontrou? Quantas vezes ao desobedecer seus superiores a dor que se seguia o levava diretamente a ela. O seu infortúnio.

Ele já acostumará, mas agora foi diferente. A dor..... A humilhação..... tudo isso se impregnava no seu interior o fazendo se sentir inferior a uma ameba.

Acordou novamente e ao olhar para a janela, percebeu que estava tarde ainda. O sol ainda estava alto, a primeira sensação que tinha era a falta da perna droga não devia ter deixado isso acontecer!

Apertou um botão pra chamar uma enfermeira. Logo em seguida uma garota loira apareceu.

- Aah você acordou, volto já devo avisar Sakura-sama, ela me pediu que a chamasse assim que acordasse!

Sakura deve ser o nome da médica de cabelos rosados pensou.

E estava certo em poucos minutos a mesma mulher dos cabelos rosados estava na porta.

- Olá! Conversamos um pouco antes de eu lhe dar o remédio para dormir sou....

- Sim me lembro – disse, cortando-a

- Bom, sou Haruno Sakura a doutora responsável pela sua cirurgia – disse inclinando para frente em cumprimento. – e você é quem? Desculpe-me mas não ficamos sabendo seus dados.

- Fuyuki Isao

- Então Fuyuki-kun gostaria de lhe fazer umas perguntas – disse ela se aproximando.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...