História Até Chegar - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescência, Doença, Drama, Faculdade
Visualizações 11
Palavras 535
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, escrevi essa oneshot há poucos dias. Acho que contém um conteúdo interessante e decidi compartilhá-la. Boa leitura, chuchus!

Atenciosamente, Ani

Capítulo 1 - Capítulo único


Minhas aulas haviam começado e eu estava muito feliz por ter conseguido passar em uma faculdade, após ter sido reprovada em tantos vestibulares. Era uma pessoa normal, dezoito anos, estudante de artes plásticas, bolsista na universidade federal, com planos e amigos ao meu lado, mas diagnosticada com câncer.

A decisão mais difícil que tive de tomar, foi ter que decidir cancelar minha bolsa, levando em consideração o quanto estava feliz por ter conseguido o curso no qual sonhava em cursar. O maior motivo foi por não saber o que iria enfrentar.

Fui levada pelo medo.

Iniciei meus tratamentos, e consequentemente, permaneci dentro de casa por muitos dias. Dias solitários. Deixei de participar de eventos, amigos não vieram me visitar e, minha melhor amiga deixou de falar comigo. Eu estava sozinha. Acreditei que, quando algo de ruim acontecesse comigo, iria ter apoio das pessoas que diziam o quanto eu era importante.

Estava enganada.

Tentei não me frustrar e até mesmo acreditar que tudo iria melhorar. Nada aconteceu. Cansei de estar sozinha e a cada dia que passava, doía mais ter de lidar com a vida sem o conforto de amigos.

Não estive acostumada a utilizar redes sociais, mas por estar em casa muito tempo, me tornei uma usuária. Estava logada, mas deslogada de mim mesma. Compartilhava fatos e fotos antigas para ser aceita pela sociedade e, se não alcançasse um retorno determinante para me sentir aceita, sentia-me frustrada, não percebendo que isso eram sinais do quanto estava ficando cada vez mais doente pela solidão.

Busquei me encaixar em rodas de pessoas, tentando ser aceita para fazer parte de algo, sendo excluída por algo que dizia ou fazia, talvez tivesse certa culpa, por acabar falando demais, ou por inocência minha, pensar que era importante para estar em determinados lugares ou participar de certas atividades. O sentimento de culpa, por ter agido errado em algumas situações, não conseguiam me deixar, frustrando-me, até certo ponto em pensar que minha existência não deveria ser importante, afinal de contas, as pessoas perceberiam isso e me ajudariam.

Tentei imaginar o porquê de essas coisas acontecerem comigo e, me senti a cada dia mais atrasada na vida. Havia se passado mais de um ano desde a descoberta da doença e nada havia mudado.

Me senti cada vez mais sozinha.

Via pessoas vivendo suas vidas, entrando na faculdade, iniciando um namoro, conseguindo um novo emprego. Coisas que eu planejava para mim, mas que pareciam estar tão distantes agora. Eu queria ser uma jovem normal, tendo novas experiências de vida, mas o que apenas consegui foi uma doença, no qual até fazia-me pensar em suicídio.

Cada dia é uma nova trajetória.

Hoje, após não tomar mais medicamentos, tenho buscado emprego e tentado me preparar para uma nova oportunidade em alguma faculdade. Ainda permaneço sozinha, não obtive notícias sobre minha ex melhor amiga e permaneço a maior parte do tempo com meu gato de estimação.

Até chegar o dia, no qual vou poder realizar tudo que sempre sonhei, levará um tempo para que eu amadureça com as experiências que obtive nesses últimos meses. Procuro ainda amigos novos e alguém para trocar sonhos e experiências.

Não é justo ser deixada para trás nisso que se chama: viver.


Notas Finais


Gostaram? Deixe um comentário com sua crítica? Até a próxima...

Atenciosamente, Ani


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...