História Até o Fim - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Amor Verdadeiro, Aventura, Drama, Fantasia, Ficção, Romance
Visualizações 4
Palavras 916
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Apenas aproveite e deixa seu feedback para eu continuar a escrever :D
Ty <3

Capítulo 1 - Capítulo Um


Reino De Flowning

Van Chae

Acordo com a luz do Sol batendo na minha cara, e lembro que esqueci de fechar a janela e a cortina do meu quarto. Levanto sonolenta e escuto um som de porta abrindo.

Sinna: Senhorita, ainda bem que se levantou, trouxe seu café da manhã. - Sinna, minha empregada e melhor amiga, vivemos juntas desde crianças, ela é meiga e carinhosa, belos cabelos castanho, pele morena e com um sorriso enorme acompanhado.

Eu: Ja falei que pare de me chamar de "Senhorita" , Sinna. Somos amigas desde infância e você nunca me chamou assim.- ela deixou a bandeja em cima de minha cama.

Sinna: Tenho que começar a te chamar assim, Chae. Ja que eu serei sua futura dama da corte. - Diz indo para meu armário e pegando vestidos para mim. - Agora comece a tomar seu café e depois tomar um belo banho , pois você terá uma reunião importante no salão principal.

Eu: Por qual motivo já? - Digo sem entender e ela me olha um pouco chocada.

Sinna: Você não lembra que dia é hoje? - diz e mexo a cabeça em negação. - É seu aniversário, Chae!

Eu: Aaah, sim, agora que eu lembrei. - bato na cabeça ao ter esquecido meus 18º aniversário.

Sinna: Como pode esquecer algo tão importante? Você realmente é avoada e esquecida, Chae. - diz e acabamos caindo na gargalhada. -Tá bom, tá bom , agora irei preparar seu banho , então termine rápido.

Eu: Você que manda. - digo levantando os ombros e rindo.

Começo a tomar meu café lentamente e olho para a paisagem através da janela enorme e penso, como é bom viver livremente sem obrigações. Acabo meu café e entro no banheiro, que já estava pronto a banheira e a Sinna sai do banheiro e me deixa sozinha, entro na enorme banheira e começo a me lava, enquanto canto qualquer música que veio na minha cabeça.

---- Algum tempinho depois---

Desço as escadas e indo direto para a salão principal, onde vejo minha Mãe e meu Pai, e mais 3 pessoas. Vou até eles e me cumprimento educadamente.

Pai: Filha, esses são os Reis do Reino de Slow e seu Princípe James.- diz meu pai com um sorriso extremamente alegre.

Eu: Prazer em conhecê-los e é uma honra vocês estarem aqui.

Rainha: Que bela garota, educada e gentil, é um prazer em finalmente conhecê-la.- diz se curvando e faço o mesmo.

Rei: Princesa, quero lhe apresentar meu Filho, James Howart, Futuro Rei de Slow.- Diz dando passagem para seu filho, que acaba pegando minha mão e a beijando.

James: É uma honra em conhecê-la, Princesa.

Eu: O prazer é todo meu.

Mãe: Chae, estamos aqui finalmente reunidos para anunciar para você seu casamento!- diz minha Mãe com um enorme sorriso.

Eu: Oi?

Pai: Sei que hoje é seu aniversário, mas estávamos programando isso desde quando você era nova e como hoje você irá se tornar uma adulta, decidimos botar o plano pra funcionar.

Eu: Pera um momento, e vocês fizeram por muitos anos e nem sequer perguntaram minha opinião?

Mãe: Sabíamos que você não iria concordar com tal coisa, por isso decidimos contar quando fosse a hora.

Eu: Eu...Eu, preciso ir...-digo saindo de lá as pressas do salão principal.

Pai: Chae!! Volte aqui! Agora!

Saindo correndo do castelo e e vou até os estábulos e pego Pegasus, subo as pressas quando vejo guardas reais vindo em minha direção e saindo de lá.

Já estou bem longe do Reino e acabo chegando em uma enorme floresta, quando chego perto, Pegasus se recusa a entrar. Desço dele e adentro aquela floresta, enquanto ando acabo ouvindo vários e vários bagulhos e acabo me assustando com um barulho e saio correndo, corro e corro até acaba caindo no chão e me ferindo.

Eu: Ai, Droga...- vejo um enorme corte no braço , com a terra na enorme ferida.

Vejo em minha frente , uma água brilhante onde poderia passar água na ferida, me levantou com dificuldade e vou até a água brilhante. Me ajoelho diante da água, e quando eu iria pegar a água para passar na ferida, sinto algo agarrando minha mão com força.

XXX- O que pensa que está fazendo, Humana? - diz uma Mulher com enormes asas brancas e brilhantes, pele morena, cabelos escuros e olhos castanhos. 

Eu: O que----

XXX: Perguntei, o que pensa que está fazendo, Humana? Responda! - diz apertando meu braço com força, que começou a doer.

Eu: E-eu me perdi, por favor, me solte!- imploro já com uma dor enorme- Por favor!

XXX: Tudo bem. - solta e sinto meu braço se aliviando aos poucos. - Como parou aqui?

Eu: Eu ja disse! Eu me perdi no meio da floresta e acabei chegando aqui, me ferir e só queria água pra limpar a ferida.

XXX: Não pode tocar nessas águas, são sagradas.- diz me levantando do chão. - Venha, eu faço seu curativo.

Eu: Como posso confiar em você, Sobrenatural?

XXX: Vamos lá, eu não mordo, como nas suas "historinhas" dizem, ok? Vamos ou ainda quer ficar com esse braço sangrando?- diz apontando para meu braço ja saindo sangue misturado com a sujeira.

Eu: Ok. - ela me leva pra dentro dos arbustos e andando um pouco , chegamos a um lugar que nunca tinha visto.

Eu: Uau! Onde estamos? - Digo admirando tanto brilho, cores e criaturas Sobrenaturais.

XXX: Bem vinda á Prisnin, Humana.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...