História Atè que a morte nos separe - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Darius Zackly, Eren Jaeger, Erwin Smith, Grisha Yeager, Gunther Schultz, Hange Zoë, Hannah Diamant, Kalura Yeager, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Mina Carolina, Moblit Berner, Nanaba, Petra Ral, Sasha Braus
Tags Aot, Levihan, Shingekinokyojin, Snk
Visualizações 55
Palavras 3.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoas aqui está um novo capítulo ficou enorme, pra recompensar os meses sem postar (mentira eu não estava conseguindo finalizar o capítulo, não encontrei um momento clímax) mas espero que vocês gostem, boa leitura.

Capítulo 14 - A Isca


Fanfic / Fanfiction Atè que a morte nos separe - Capítulo 14 - A Isca

Eu me curvei sobre o balcão do bar do hotel,Precisava me sentar e tomar uma ou três cervejas,Meus nervos ainda estavam agitados devido a todos os atritos da manhã,e minha nova descoberta referente a Levi não fora muito agradável.


-O que há com você?ainda esta brava por que já fui casado? -Perguntou. 


-Eu quero o nome e o numero do cpf dela.


-Você não vai mata-la. -Ele revirou os olhos de uma forma que me irritava e prosseguiu -vamos para o quarto.


-Me fale o sobrenome dela! -continuei 


Os olhos dele estavam semicerrados,ele me encarava com aquele ar provocante,estava tentando me seduzir para esquecer toda a nossa DR que ele já sabia que teríamos assim que pudéssemos ficar a sós,desviei meu olhar do dele,e fiquei analisando as pessoas ao nosso redor, pareciam tão felizes, crianças,casais,jovens,idosos,e eu estava passando pela pior crise na minha vida amorosa e profissional.


Abri uma das latas de cerveja que um garçom loiro dos olhos esverdeados acabará de trazer,dei um gole ávido,era uma das melhores cervejas que eu havia bebido em toda minha vida,me retirei da mesa pegando,mas uma das latinhas e deixando a outra para Levi que me encarava com um ar de cachorro que caiu do caminhão de mudanças.


Chamei o elevador,e sabia que teríamos que ter várias conversas,um calafrio subiu sob minha espinha,veja bem eu não sou uma mejera,meu problema não é o casamento passado dele,mas a mentira, talvez eu seja uma vadia egoísta,mas estou me sentindo traída por todos esses anos.


-Hanji!!! 


A voz de Levi me fez ficar no momento atual,eu tinha de sair do caminho das pessoas,olhei para trás uma grande fila de pessoas queria entrar no elevador,adentrei no mesmo, rapidamente abrindo passagem aos demais.


Nosso quarto ficava no quinto andar,foram os 2 minutos mais longos da minha vida,estar no elevador ao lado de uma pessoa que ocultou algo de extrema importância tornava tudo aquilo mais tenso que o normal.

Aquela música de fundo só estava me deixando ainda mais impaciente,meu pé direito tremia batendo no chão,mais um gole de cerveja,mais um abrir de portas,pessoas desceram,agora  só resta vamos eu e meu marido mentiroso.

Ele envolveu seus braços sobre meus ombros,me puxando para perto de si.


-Não comece, nós vamos sair do elevador daqui a pouco.


-Amor,por favor me desculpa pela mentira. -Ele franziu o cenho 


-Eu não acredito que você mentiu pra mim por todos esses anos. -Disse ao sair do elevador 


-Eu só não te contei por que não achei relevante.-Desculpou-se ele 


-Ok. Então está dizendo que me fazer acreditar que fui sua única e primeira esposa é algo normal, você me fez de idiota por todos esses anos.-Indaguei olhando atentamente em seus olhos


-Eu não me importava com esses detalhes,qual diferença faz? -Levi colocou a latinha de cerveja no frigobar e apanhou um copo para se servir de Whisky


-Qual diferença faz? Que diabos de pergunta é essa?! -Esbravejei incrédula-Nosso casamento é um fracasso,cheio de mentiras e atuações,eu já nem sei se o que você diz que senti por mim é real.


Ele me apertou contra a parede um aperto que não era nada gentil,minhas pernas fraquejaram devido aos cortes feitos pela Kunai,eu podia sentir a respiração dele em minha face,estávamos próximos demais.


-Hanji! Eu não me importo de você ser ou não a primeira mulher com quem eu me caso. -Sua voz era baixa e rouca e diga-se de passagem um tantinho sensual-Eu não me importo com isso,pois eu quero que você seja a última mulher na minha vida.


Eu não tinha o que dizer após ouvir essas palavras,eu estava chateada e ao mesmo tempo seduzida por todo aquele clima que se estabeleceu no recinto,os lábios dele tocavam minha face em intensos e ao mesmo delicados beijos, minha respiração me entregava estava se tornando entrecortada.


-Eu te amo,Hans ... -Sussurou ele em meu ouvido- Eu não sou o marido perfeito,mas eu quero que você saiba que o que eu sinto por você é real,mesmo ocultando tantas coisas.


Seus olhos tristes se tornaram ardentes,acariciei sua face contornando seus lábios e colei nossas testas,fechei os olhos aproveitando aquele momento harmonioso entre nós,aqueles momentos eram raros em nossos dias atuais,ficamos assim por alguns minutos até que caminhamos juntos para a cama,me sentei sob o colo dele enquanto ele me abraçava forte.


-O que vamos fazer,para apanhar o tal do Eren? -Indaguei


-Eu não faço idéia e não quero discutir sobre isso,tenho coisas mais interessantes para fazer. -Respondeu Levi em um tom sugestivo

Eu havia entendido sua provocação e retirei a sua camisa fazendo o mesmo se deitar sobre a cama,iniciei uma sessão de provocações,mordiscando e depositando suaves beijos em seu abdômen sarado,ele retirou o amarrador de meus cabelos e eu me abaixei para desabotoar sua calça,eu podia sentir um volume sobressaltado em sua cueca box,me sentei sobre o seu colo fazendo o mesmo soltar um profundo suspiro e fazendo o ele me olhar com um ar de questionamento.


-Já saquei qual é a sua,vai me castigar por não ter te contado que eu já fui casado, não é mesmo?! 


Eu soltei uma leve gargalhada,e me levantei do colo do Ackerman,andando de forma descontraída até a porta do banheiro.


-Hans, não faz isso comigo não,vem aqui.


Eu sabia que ele viria atrás de mim, então deixei a porta do banheiro aberta, enquanto enchia a banheira, e colocava alguns sais de banho.


-Você é uma menina muito mà.-Disse ao dar um tapa em meu bumbum


-Eu só estou lhe retribuindo.


-Você sabe que se fizer isso,vou ficar excitado a noite toda,e vai ser meio difícil concluir o nosso plano...er...como posso dizer,nesse estado. -Disse apontando com as mãos para abaixo de sua cintura


-Sendo assim o banho morno veio em boa hora,não é mesmo? -retruquei saindo do banheiro


-Poxa Hans é sério, não faz isso.


-Faço e se continuar reclamando faço mais...-Sussurei baixinho em seu ouvido




Levi Ackerman 


Não estava sendo fácil bancar o bonzinho do lado de Hanji porém se eu fosse direto ou dizendo da forma que ela prefere,se eu for grosseiro,ela com certeza não irá fazer nada do que eu quero e irá continuar a jogar na minha cara,toda a história da minha ex esposa oriental.


-Hans nós não temos muito tempo, então eu aconselho que você faça o seu marido feliz. -Disse enquanto ignorava por completo sua provocação e tentava disfarçar o resultado da mesma.


-Eu até poderia saciar toda essa vontade que você está, porém estou muito ocupada acordando uma ligação.


-Odeio quando você faz esse tipo de coisa. -bufei enquanto a impedia de sair  do banheiro, já que não estava dando certo com pedidos e palavras,eu iria para ações,esses normalmente eram os pontos fracos dela.


-Sabia que você é muito chato? 


-Você também,eu só quero cuidar de você. -Disse ao empura-la para a parede,apanhei um kit de primeiro socorros que havia no armário do banheiro,me abaixei a altura das formosas pernas de Hanji e abaixei seu shirts (assumo que não tinha nenhuma necessidade disso, porém fazia parte do meu digamos tratamento) 


-Mas que merda você está fazendo Rivaille? 


-Cale a boca quatro olhos de merda. 


Me abaixei analisando os cortes da Kunai,uma das pernas estava quase cicatrizada,a regeneração de Zoe sempre foi algo fora do normal,muitas vezes eu dizia que ela era um mutante ou alguma abominação da terra, porque era algo assustador,uma vez ela cortou a mão,um corte profundo e largo fazendo comida,ou assim eu pensava que era, aposto que foi em alguma missão,mas de qualquer forma em dois dias a mão dela estava nova em folha, deixando apenas uma certa relevância na palma de sua mão.


Limpei com sabonete antibacteriano todo o ferimento que havia ali,aquilo estava sendo tentador, era difícil suportar a vontade de acariciar aquelas belas coxas grossas,respirei fundo algumas vezes entre um "Aii" e um "Ui" de Hans,aposto que os hóspedes do quarto ao lado pensaram que estávamos fazendo sexo,o que infelizmente não era verdade,

Após terminar me levantei deslizando minhas mãos por entre suas pernas, tentando alcançar seu ponto mais íntimo.


-Agora podemos tomar um banho juntos e depois iremos fazer um curativo. -Indaguei com um sorriso malicioso em meus lábios.



Hanji Zoe Ackerman 


Eu adorava vê-lo daquela forma tão sexy e ardente, e era difícil negar fogo ao Senhor Ackerman, tão difícil quanto a resistir aos seus toques,certeiros e maliciosos,ao notar que todo o sangue coagulado do lado de fora de minha perna já estava limpo, tentei me mover, porém o toque das mãos dele não me permitiram, respirei fundo tentando não demonstrar as reações de meu corpo,mas era praticamente impossível,eu estava trêmula e arrepiada,e nos meus planos isso não acontecia, eu tinha que castigar ele,e o faria a qualquer custo,eu iria jogar o jogo dele,e fazer com que ele acredita-se.

Iniciei alguns beijos pelo seu pescoço,correspondendo vez ou outra com os seus toques e minha parte mais íntima,logo ele tocou meus lábios com os dele e eu correspondido,algo que não foi muito difícil, já que era o que eu queria fazer.


Logo nossos lábios se encontraram,retribui cada toque dele minuciosamente porém em áreas diferentes,nossas línguas se entrelaçavam em um dança cheia de sintonia, eu me afastei dele apenas para ajuda-lo a retirar minha blusa,e recuperar o ar que já nos faltava,era ótimo ver que tinhamos essa reação ainda ao toque um do outro, voltamos a nos beijar e dessa vez o beijo foi mais voraz e intenso,Levi apertava uma de minhas coxas com determinada força,com certeza havia esquecido de meu ferimento, porém aquela dor que senti tambem me proporcionou  prazer, pode ser um pouco masoquista mais é a verdade,soltei um leve gemido de dor e prazer e sorri por entre nosso beijo,ele me encarava com aqueles olhos cheios de volúpia,o telefone tocou e ele respirou fundo, de forma impaciente.


-Fique aqui,não vamos sair desse quarto até, terminarmos. 


Eu Respondi ele com um beijo cheio de paixão o telefone continuava a tocar,eu já imaginava quem seria, mas tinha que mostrar a Levi que ainda estava chateada com ele,a cada beijo eu o direcionava cada vez mais para trás,não preciso lhe dizer que homens ficam meio idiotas quando estão excitados,quando cheguei no ponto em que estava perfeito dei um leve empurrão que fez o Ackerman cair na banheira,um som oco me assuntou mais eu não podia parar para ver se estava bem ou não,corri até o Telefone para atender o mesmo.


-Alô


-Escute Leonhart,sou eu.


-Ah sim,diz ai conseguiu comprar a edição especial do Arqueirp verde?- Indaguei 


-Siim,e te mandei um PDF que encontrei na Internet, Boa Leitura. 


Desliguei o telefone, era Nanaba ela tinha me enviado novas informações sobre a I. Temp e o esconderijo de Yager,era um fato que a Agencia também estava por lá,então eu precisava de uns novos equipamentos,encaminhei alguns emails pouco amigáveis para Erwin,havia conseguido através do celular do meu distraído marido.


-Zoe, vem aqui. -Gritou o mesmo do banheiro 


-Tome um banho e seu fogo irá passar amor,e seja rápido temos trabalho a fazer. 


-Eu não posso ter um minuto de prazer com minha mulher. -Bufou em alto e bom som para que eu escutasse 


Apanhei alguns dos objetos que precisava com Erwin,ele apareceu fantasiado de Elvis na frente do hotel,foi a coisa mais ridícula que vi em toda minha vida,segundo ele era por uma causa maior, essa causa maior se chama "Não quero perder meu emprego,por causa de vocês." mais de certa forma não vou julga-lo,já que ele presenciou o poder da I.Temp algumas horas atrás,quando Levi saiu do banho com a cara mais emburrada do mundo, eu já estava colocando o colete a prova de balas,apanhei minha mala com Notebook,armas,Headset e claro algumas cordas, nós faríamos a melhor invasão de todos os tempos.


-Te espero Lá em baixo,não precisa ficar passando tanto perfume nós não estamos indo pro tapete vermelho. -Disse ao sair do quarto 


-Cale a Boca sua quatro olhos de merda! 


Eu sempre ignorava quando Levi me ofendia por usar óculos,um dos motivos é que ele jamais iria parar de falar isso,era praticamente o meu apelido,para momentos em que ele estava muito nervoso comigo ou quando simplesmente ele queria que eu fica-se quieta.

Ao adentrar no elevador um casal que estava quase ao ato de coito, me olhou com grandes olhos arregalados, como quem diz "Meu deus alguém no elevador." a expressão deles era totalmente sem sentido,seria mais comum eu ter essa reação,pegações e jovens fogosos a parte,desci até o estacionamento e apanhei o carro de Petra não era muito seguro sair com ele,porém não tínhamos muitas escolhas, não teríamos tempo para comprar um carro.


Liguei o som do carro,já que eu ia trabalhar que fosse animada,eu estava encarando toda a situação com a I.Temp como se  eles fossem o meu novo trabalho e creio que Rivaille estava fazendo o mesmo referente a agência dele,nos definitivamente não brincávamos em serviço,após o retorno de meu marido partimos rumo ao endereço que Nana havia enviado em meu email pessoal, pelo que dizia ali chegariamos a uma das ilhas de NY aonde se localizava O tal do Yager,nós iriamos entregar o garoto para eles e nos livrar de toda essa confusão de uma vez por todas.


-O que tem dentro das malas? -Indagou Levi sem tirar os olhos da estrada 


-Armas,cordas e um Headset.


-Perfeito,eu entro você me passa as informações. -Disse ele

-Tem que ser coisa rápida,eu desligo a energia e você pega o garoto.


Observei ele de cima abaixo,se eu houvesse estudado com ele na época da escola ou até mesmo na faculdade,ele seria o tipo de colega que eu detestaria,aquele nerd arrogante que quer fazer todas as partes do trabalho sem  ajuda de ninguém, e quando não dá conta coloca a culpa em todos os membros do grupo,mas se ele queria entrar no local e sequestrar nossa "Carta de Euforia" eu deixaria por conta dele.


Levi Ackerman 14:40 PM 


Eu Pensei que fosse extremamente difícil invadir um quarto de hotel,mas essas instalações eram cheias de pontos fracos, inclusive na segurança,Nanaba havia usado um dos Malwares que Hanji havia criado,e havia funcionando perfeitamente,os computadores do hotel foram hackeados e todas as informações foram enviadas diretamente para o computador de Nana,nas informações continham número do quarto e quantidade de pessoas que estavam nele, pelas contas era apenas dois, então agora que estou passando perto de canos,teias de aranhas e aturando as ordens de Zoe,eu devia ter mandado ela vir em meu lugar,mas sabendo que a mesma detestava receber idéias e seguir planos ela faria tudo no improviso.


-Levi vira a esquerda. -Sua voz soou no headset -Pra onde você tá indo,eu disse ESQUERDA.


-Amor não tem esquerda,eu posso ir pra frente, pra trás, mas não tem esquerda ok, então pare de gritar.


HISTÉRICA Zoe era uma mulher escandalosa e por vezes histérica,tenho pena dos colegas de classe dela no orfanato.


-Zoe desliga a Luz da câmera! -Seria estranho se as pessoas do toalete masculino nota-se uma luminosidade vindo do teto,nosso plano iria por água abaixo.


-Espero,o Notebook travou a conexão com a câmera, que merda. -Bufou ela


-Zoe está vindo gente,desliga essa merda,agora!-Dessa vez eu quase gritei 


-Calma, eu tô tentando.


-Desliga o Notebook agora. -Susurrei para que o rapaz robusto que estava prestes a usar o sanitário não me escutasse. 


-Prontinho. 


-Agora eu vou descer e capturar o tal do Eren.


-Lembre-se ele está no quarto 888. 


-Ok,vamos perder o contato agora.


-O que, não tira o radar ou eu te mato. 


-Você disse pra eu improvisar, é o que estou fazendo querida.



Pulei dentro do banheiro, com uma mala mediana,apanhei minhas roupas e fiz uma pequena mudança em minhas vestes deixando apenas o colete em caso de ocorrer um emprevisto,o resto fora substituídos por uma camisa social, calça e um terno preto,era hora do show, apanhei uma faca é óbvio minha kakute,deixei próximas caso eu precisasse usar, não fora complicado encontrar o Jovem Eren,ele estava indo de encontro a um dos quartos,quando posicionei uma de minhas mãos em seu ombro.


-Podemos conversar? -Disse ao afastar um pouco meu terno deixando a mostra a faca e a Kakute.


-C-claro que sim. -Disse ele com a voz trêmula 


Fora muito fácil sair com ele do Hotel,bastou umas ameaças por todo o caminho,ele simplesmente não resistiu, e o mais estranho de tudo nenhum a gente do FBI tentou nos parar, foi aí que decide quebrar o silêncio.


-Cade os agentes? 


-Eu não sei,eles deixaram você ficar caminhando pelo hotel? Sem algemas? 


-Sim,deixaram. 


-Eu detesto ter que fazer isso,mas vou precisar te revistar. 


Quando saímos do hotel,fiz com que ele parece em um beco vazio aonde só restava uma lata de lixo e um cachorro,pensei em transferir essa parte do plano para Zoe,mas só de pensar nela tocando em outro homem desisti da idéia, eu mesmo fiz observei os tornozelos para verificar, e nada,nenhuma escuta ou algemas,bate com a cabeça do mesmo no lixo o precionando contra o cesto de ferro.


-Se estiver escondendo alguma coisa, eu te mato, não duvide disso.


(Hanji Zoe Ackerman) 


Eu não aguentava mais esperar,o computador sinalizava que Levi estava perto, uma pena que não podia chamá-lo já que ele não seguiu meu plano,eu odiava quando ele fazia esse tipo de coisa,ele fazia isso com quase tudo,por exemplo com a lista do supermercado, havia dias que eu pedia para comprar apenas suprimentos e ele trazia suprimentos e os malditos produtos de limpeza,era nojento trazer produtos de limpeza com coisas que iríamos comer, espero que você leitor me entenda,ele colocava verduras junto com sabonete, vindo de uma pessoa viciada em limpeza chegava a ser estranho.


Uma vez ele mudou de idéia sobre a decoração do nosso quarto quando já havíamos combinado que ele não poderia decorar a sala e muito menos o quarto,esses setores ficariam do meu jeito,e o que ele fez trouxe um abajur do século passado que não combinava em nada com mobília,passado alguns dias joguei tudo no lixo, e talvez por esse motivo ele tenha comprado a mesa de sinuca,fora tudo premeditado eu não aguentaria tirar a mesa da sala sozinha, ele comprou algo grande o suficiente para que eu não jogasse no lixo, enquanto ele estivesse no trabalho,ele não seguia meus planos nada do que eu dizia era acatado.


Olhei para o retrovisor entediada,apanhei uma das minhas armas e atirei diretamente na câmera que estava no poste que podia ver o nosso pequeno sequestro,ao retornar para o carro pode notar que Levi e um garoto franzino de cabelos castanhos escuros,se aproximavam, o garoto estava assustado e com uma carranca de ódio,abri o porta malas para ajudar,pude notar que o garoto já estava algemado,o que impedia de reagir.


-Por que não seguiu o Plano?! -Questionei


-Seu plano tinha falhas Zoe.


-Você se desviou do plano,completamente.


-Metade dessas missões é instinto.


-Instinto? você poderia ter acabado com todo o plano.


-Mais não acabei,foi tudo feito do jeito do Levi.


-Pois è foi mal feito,assim como o natal,o dia de ação de graças e o nosso aniversário,sabe o mais engraçado? -Fitei  o mesmo nos olhos-Todos esses eventos foram organizados por você,a questão é que você nunca pensa em equipe.


-Eu não penso em equipe?! -Ele deu um pequeno sorriso de lado ele estava com raiva podia ver em seus olhos -Você não quer uma equipe Zoe, você quer um criado,quer que tudo sai do seu jeito,quem pode atender as suas expectativas?! 


-Eu quero alguém com quem eu possa contar,alguém pra confiar.


-Zoe você sufoca todo mundo.


-O que quer dizer com isso?! 


-Que você não deixa espaço pra erros,essas coisas acontecem,tem que ser espontâneo


-Mas você não precisa seguir nada disso,afinal isso nem é um casamento de verdade. -Retruquei  com uma voz cheia de sarcasmo


(Levi Ackerman 22:00PM Em algum hotel espelunca qualquer)


Estávamos todos em um quartinho de hotel,o cheiro de alvejante barato predominava no ambiente,colocamos o garoto sentado em uma cadeira.


-Eu sei que você ouvir nossa discussão no carro,mas não veja isso como algum ruim,seria um grande erro da sua parte.



-Levi anda logo.


-Calma Hanji Zoe, sabia que não é legal você ficar chamando minha atenção na frente dele?!


-Pessoal vocês podem me trazer pipoca e um refrigerante?! -Exclamou Eren nos observando


Observamos ele por um minuto,eu sei o que minha quatro olhos estava pensando.


-É que tá interessante a brig...


-Cala a boca! -Fitei sério para o garoto- Por que nossos chefes quer nos matar? 


-Pelo menos uma água eu tô quase desidratado.


Zoe se levantou com uma caixa de ferro nas mãos, não era uma lataria qualquer,era ferro ela acertou em cheio a face do garoto que logo soltou um grave gemido.


-Mandou bem amor,agora vou apresentar as suas opções Eren. -Peguei uma pequena lista -Opção A Você fala a gente escuta e não tem dor, Opção B você não fala e eu arranco todos os seus dedos com um alicate,isso costuma ser bem dolorido, Opção C eu gosto de variar um pouco nos detalhes e deixo grande parte da tortura na mão da Zoe,ela tem tendências para a psicopatia.  


-Eu continuo querendo o Refrigerante e a pip... 


O garoto parou quando notou o olhar psicótico que Zoe lançava para ele enquanto estava com um alicate em suas mãos.


-Opção A, eu escolho A... -A respiração de Eren estava ofegante- Peguem a foto no meu bolso


-Se levanta idiota. -Disse Zoe perdendo a paciência, ela apanhou a foto no bolso do garoto 


-Eu não sou o alvo, vocês são, as agências de vocês descobriram que eram casados e decidiram matar vocês,afinal vocês são concorrentes.


-Você guardou a foto dos alvos no seu bolso?-indaguei 


-Que tipo de idiota faz isso?!-Zoe revirou os olhos


-Desculpa,eu faltei a aula de dar fim a foto dos alvos,assim como vocês faltaram na aula de não se casar com o inimigo.


-Você era a Isca ou é?!-Zoe indagou se aproximando e retirando o cinto do garoto


-Nos estamos sendo seguidos,ele está sendo rastreado.


-Quanto tempo temos,5 minutos? -Perguntei


-3 minutos pra sumir daqui.


Até que a Morte nos separe 


O dia havia sido exausto do começo ao fim,pensei em matar Eren é jogar seu corpo por aí, porém Zoe me deu uma ideia melhor, jogamos o mesmo na cova dos leões,deixamos que ele fosse encontrado para falar que nos sábiamos de tudo, caso ele quisesse morrer.

Eu sei que ele não contaria toda a verdade ao invés disso contaria apenas que havíamos descoberto o plano deles,ele iria perder seu emprego,mas lhe oferecemos uma chance de sobreviver, ou passa informações sobre Atlanta e a I.temp ou nós matariamos ele, informamos que ele tinha de encontrar Nanaba, de forma hiper confidencial do decorrer da madrugada  e providenciar mapas de todas as  sedes  das agências e os próximos passos  das agências, nós tinhamos mais um aliado,mas estávamos passando a noite em um esgoto desejando que ambas as agências mandassem seus homens embora, e junto com eles todos os insetos nojentos que passavam por nós,seria uma noite difícil em Especial para mim.

Nós ainda estávamos sendo procurados e já eram 00:00 PM algo dentro de mim me dizia que estávamos prestes a nos separar,por bem ou por mal,eu definitivamente não estava pronto para isso.


Notas Finais


Sugestões são sempre bem vindas, até o próximo capítulo 😘

Obs: Me desculpe por algum erro, não tive tempo de revisar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...