1. Spirit Fanfics >
  2. Até que o ômega nos separe >
  3. Por um dia

História Até que o ômega nos separe - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oisss amado.
Chegando ....

Capítulo 6 - Por um dia


Jimin dormiu, não que tivesse qualquer outra coisa para fazer no hospital, porém seu sono foi tudo menos revigorante. Sentou na cama e olhou para a janela os primeiros sinais de que o dia estava amanhecendo, a luz branca e fria entrando por entre as persianas.

O ômega bocejou e quase riu de si mesmo passou boa parte da noite acordado e quando estava na hora de ir embora o sono o abraçou, e acabou por adormecer.

Hoseok seguiu para o hospital assim que a enfermeira, muito amigável lhe avisou que o médico liberou o Park.

―Bom dia - ela disse assim que o alfa entrou na recepção.

―Bom senhorita - disse com um sorriso que fez a jovem quase cair da cadeira.―Posso levar meu primo?

Não que ela realmente acreditasse que o ômega era primo do Jung mais como tinha outra enfermeira bem ao lado o ruivo mentiu gentil para não trazer problemas a moça.

―Claro que sim ― disse ela ainda com um sorriso bobo nos lábios.

O alfa foi para o quarto onde o ômega estava, uma batida leve na porta e entrou em seguida, o garoto estava adormecido encolhido na cama parte da coberta estava embolada nos pés do loiro e sua blusa levantada o bastante para que parte de alguns hematomas fossem visíveis, eles provavelmente foram causados pelo acidente.

―Bom dia ― Hoseok falou baixo quando os olhos claros do garoto se abriram.

―Bom dia senhor Jung ― Jimin falou tentando se sentar e acabou por se atrapalhar com o cobertor.

―Eu te ajudo ― Hoseok o apoiou o menor no braço e o viu fazer uma leve expressão de dor ― Machuquei você?

―Não ― respondeu baixinho, tinha doido, mais não queria ficar choramingando como uma criança.

Hoseok assentiu e aguardou o menor se colocar em pé.

― Sua mochila está no meu carro ― o alfa falou quando o loiro começou a procurar pelos pertences.

Jimin suspirou ao lembrar da sua roupa que tinha sido substituída pelo pijama do hospital, estava suja e molhada em um saco azul no chão ao lado da porta, ele teria de ir com ela para o trabalho.

―Jimin - o ruivo chamou e sorriu ao perceber que o loiro tinha esquecido completamente de sua presença ―Espero que sirva ― disse ao alcançar uma sacola para o ômega.

―O que? ― pegou a sacola meio incerto em fazê-lo .

―Roupa para você. As suas estavam molhadas e acredito que não possa sair de pijama.

 Jimin sentiu o rosto esquentar, aquela estava se tornando uma situação muito vergonhosa.

― Obrigado e desculpe o incomodo.

―Não se desculpe ― deu um sorriso consolador para o loiro ― pode se vestir vou aguardar ali fora.

Jimin não teve tempo de reclamar ou negar o alfa apenas saiu o deixando com a sacola na mão. Pegou as roupas e as vestiu uma calça jeans uma camiseta branca e uma blusa de moletom as peças eram novas apesar de estarem sem etiqueta o cheiro as denunciou, enquanto o ômega se remoía de vergonha ficou ainda mais vermelho ao encontrar entre as roupas uma boxer.

―Como ele ….―gemeu desanimado a roupa coube perfeitamente. ―Vou dever a alma daqui a pouco.

Saiu do quarto e como prometido o ruivo estava ali sentado no banco o aguardando, Jimin se apressou em fazer uma reverência.

―Obrigado senhor Jung, vou me certificar em devolver as roupas e pagar por qualquer dano que possa ter ocorrido com seu carro.  

―Jimin, já pedi para me chamar de Hoseok ―deu um sorriso gentil ― e agora vamos.

―Por favor me passe seu contato ― insistiu o loiro.

Hoseok apoiou levemente o braço do loiro e começou a caminhar levando o mais jovem consigo.

***

Jungkook não acreditou nos próprios olhos, quando terminou sua aula da manhã e encontrou ali na bem na sua frente sua mãe e um ômega até então desconhecido para si.

―Jungkook ― disse a progenitora com um sorriso social nos lábios ― Que bom te ver filho.

―Omma ― foi um resmungo mau humorado ― o que faz aqui?

Ela lhe lançou um olhar frio seguido de uma frase ainda mais gelada.

―Sou sua mãe e tenho todo o direito de vir vê-lo ―Antes que o filho retruco-se ela continuou ― Esse é Yoonjae seu noivo.

O rapaz alto fez uma reverência perfeita indicando toda sua classe, Jungkook soube nesse momento que o omega era o escolhido da mãe, não por esse ser de uma boa família mais por que o mais jovem era com certeza uma marioneta para ela. 

―Muito prazer Jungkook ― disse ele.

A educação obrigou o moreno a responder com o melhor que conseguiu sem gritar e expulsar os dois da sua frente.

―O prazer é meu.

E ali estava os três parados se entre olhando mudos, mais não por muito tempo a senhora Jeon era expert em manter conversas.

―Filho, vamos conversar ― ela disse com seu comum tom autoritário ― No café aqui próximo, sei que não tem mais aulas no período da manhã.

Touché ela o tinha pego e como ficou sem alternativas (apenas porque tinha prometida ao Hoseok ) seguiu com as duas até o café.

―Eu disse que nos conheceríamos no sábado ― disse Jungkook assim que sentou na cadeira.

―Eu sei querido ― outro sorrisinho falso o alfa pensou ― Mais não pude esperar, e claro Jae também não.  

O ômega apenas sorriu e deu um leve aceno com a cabeça, Jungkook queria gritar para que falasse e gritar com a mãe para que calasse a boca.

―Como eu lhe disse, Jae está informado da sua situação e mesmo assim vai manter o compromisso de se casar com você e claro com o senhor Jung.

―Esta? ― Jungkook alfinetou e agora voltou a atenção para o ômega de cabelos castanhos ― Sabe que somos casados e que não pretendemos nos separar e que você vai viver conosco sem nunca ser marcado.

Aquela foi cruel mas Jungkook não queria enganar o rapaz, sabia que o sonho de todo ômega era ser marcado e ter uma ligação única com seu alfa, porém ele e Hoseok não marcariam o ômega.

―Eu sei ― Jae falou e seu tom foi firme e decidido ― E estou disposto a casar mesmo assim.

―Meu marido ainda não te conheceu ―Jungkook falou um pouco abalado pela segurança do outro ― e não farei nada que Hoseok não concorde e principalmente me casar com um ômega.

―Muito bem ― ele deu um sorriso ― vamos conhecer Hoseok.

Jungkook não gostou de como o nome do outro alfa foi pronunciado, ele podia não estar disposto a aceitar Jae mais não podia negar ele era lindo e com certeza Hoseok o aprovaria.

***


Notas Finais


Bjus no kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...