História Atraído - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Nina, Pedro, Simón
Tags Drama, Lutteo, Romance
Visualizações 299
Palavras 1.955
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteiiii sentiram Saudades? Eu sei que sentiram kkkk nem demorei rsrs. temos aqui dois capítulo bônus que se passa depois de um ano. Amanhã eu posto o outro.

Capítulo 44 - Capítulo bônus. 1-2


( Que diferença faz um ano)

Matteo 

As datas são importantes para as mulheres. Especialmente para as mulheres em relacionamentos.Há todos os feriados principais: Natal, Dia dos Namorados, Páscoa. Há o aniversário - obviamente. Então, há o dia em que se encontraram, o dia em que saíram, o dia em que soltou a bomba-A1, o dia em que ficou noiva, o dia em que nos casamos...Eu poderia continuar, mas eu realmente não quero.

Porque aqui está a coisa - caras não dão a mínima para nada disso. Porque fingimos que nos importamos? É apenas para evitar a porra da surra verbal que é certa vamos receber, se agimos como se nós não nos importássemos. Para nós, há apenas um dia que vale a comemoração. Um momento que merece reconhecimento. O último dia santo da obrigação.Eu gosto de chamá-lo de Aniversário de foda.É o dia em que selou o primeiro negócio. Que trepamos enlouquecidamente. Que tive a melhor performance. Ou no meu caso, a vitória no final do campeonato.

Quero dizer, sério, vocês conhecem novas pessoas todos os dias, é uma ocorrência comum. Mas a menos que você tenha um registro estelar como este que vos fala, você não trepa com uma nova pessoa a cada dia. Então, para essas pessoas, a primeira vez que assina a escritura, é definitivamente um dia para comemorar.

E para mim e luna? Esse dia é hoje, crianças. O GRANDE DIA. Há um ano, o curso da minha vida foi alterado para sempre. A base da minha existência foi abalada.E a minha postura na cama.É por isso que eu estou na cozinha agora. Estão me vendo? Assobiando, cortando frutas, e com uma variedade de queijos em quadrados? Eles são para mais tarde. Nós vamos precisar deles, temos que manter a energia alta. Porque, no meu manual, você não apenas decora uma Festa de Foda. Você faz o seu máximo. E considerando o alto pódio olimpico que subi naquela noite? Meu trabalho fala por mim.Mas eu estou sempre pronto para um desafio. Trocadilhos.

Eu não quero que você pense que aniversários de foda são apenas sobre transar como cães. Embora, essa posição seja sempre divertida.Mas não, é também sobre a tradição. Sentimento.Presentes.

Para um primeiro aniversário de casamento, presentes devem ser feitos de papel ou algum tipo de porcaria inútil assim. Meu presente é bem melhor - os duendes do Papai Noel vão querer comer seus corações. Luna vai enlouquecer quando ela ver. Seu queixo vai bater no chão. E a calcinha vai logo atrás.A porta da frente se abre.Deve ser a garota sortuda chegando.

Saí do trabalho ao meio-dia - tinha preparativos a fazer - e eu não a vejo desde o almoço. Eu entro na sala de estar. E lá está ela - bolsa na mão, um casaco de comprimento médio enrolado em seu corpinho delicioso. Seu cabelo está solto e brilhante. Saltos pretos cravados escondem os dedos saborosos que eu gosto de chupar como um pirulito.

Ela sorri. E, como em todas as outras vezes - isso me atinge como um soco no estômago.

— Olá, Namorado.

— Namorada.

Doentio, não é? Há uma lata de lixo no canto, se você sentir a necessidade de vomitar.Eu caminho em sua direção. 

— Como foi seu dia, querida?

Ela coloca sua bolsa no chão, mas deixa o casaco.

 — Foi... distraído.

Estou prestes a lhe perguntar o que diabos isso significa, mas ela me corta.

— O que é isso? — Ela está se referindo às velas e pétalas de rosas espalhadas pelo lugar.

Dependendo do seu estilo de vida, existem diferentes definições de romance. Para alguns é a música clássica, a massagem nos pés, ou lençóis de cetim. Pessoalmente, eu acho que um boquete durante um jogo dos Yankees é o momento perfeito. Mas luna é mais dos babados, coisas femininas, este tipo de romântica. Então, isso é para ela.

— Velas.

Ela sorri.

 — Obrigada, Capitão Óbvio. Quero dizer para que servem?

Eu ando ao redor dela, meus olhos acariciando cada curva lentamente - onde as minhas mãos estarão trabalhando em breve. Então, eu me inclino e sussurro ao lado de seu ouvido: 

— Elas são parte de sua surpresa. Porque hoje é um dia muito, muito especial.

Ela treme - um bom indicativo. E sua voz sai sussurrada.

 — Eu sei. Um ano atrás, hoje, eu balançava o seu mundo.

— Você balançou meu mundo?

Ela acena com a cabeça, e seus olhos brilham. 

— Yep. Direto para fora de seu eixo.

— Eu tenho certeza que foi o contrário.

Sua língua espreita para fora e molha os lábios.

 — Você está redondamente enganado, Sr. Balsano.

Eu me aproximo mais.

 — Talvez você precise de uma reciclagem, Srta.valente.

Ela inclina a cabeça, olhando nos meus olhos. Me desafiando.

— Eu acho que a reciclagem é exatamente o que eu preciso.

Minha mão envolve seu pescoço, puxando-a contra mim. E nossos lábios se moldam juntos. Um ano atrás, eu não apreciava o valor de um beijo. Na verdade, ele era apenas um provocador - como o fluxo interminável de pré-estreias que você tem que assistir na tela do cinema, até chegar à atração principal.Mas com luna, o beijo é quase um evento único. O jeito que sinto seu gosto. O jeito que ela geme. A forma como sua língua desliza contra a minha. É fodidamente estonteante.

Minhas mãos vão até seu corpo para tirar seu casaco, mas ela agarra minhas mãos. E se afasta, um pouco sem fôlego.

 — Espere. Ainda não. Saí do trabalho mais cedo hoje - para pegar algumas coisas. Para você.

— Eu tenho uma coisa também. Posso ser o primeiro?

Eu gosto de ser o primeiro. É exatamente como eu sou.

— Ok.

Eu fico diante dela. Então eu lentamente desabotôo minha camisa, mantendo contato com seus olhos o tempo todo.Luna tenta adivinhar.

 — Você teve aulas de strip-tease?

Eu sorrio.

 — Não. Mas eu vou manter isso em mente para o próximo ano. 

 Minha camisa bate no chão. Eu levanto a minha camiseta branca sobre a minha cabeça. E a mão de luna sobe para o meu peito e trilhas para baixo meu estômago. Eu recuo e abano o meu dedo. 

— Paciência, luna.

Ela bate o pé e faz beicinho. E eu quero dizer a ela exatamente onde ela pode colocar esses lábios carnudos. Mas eu não falo. Presentes vem em primeiro lugar.Em seguida, é a nossa vez.Ha - você consegue ver isso?

Eu me viro para o lado e removo a atadura de gaze que cobre meu bíceps direito superior. E então ela o vê. Seus olhos ficam vidrados, e sua mandíbula cai.E ela sussurra: 

— Você tem uma tatuagem... com meu nome?

É uma tatuagem preta - escrita LUNA.

Eu espero que você não esteja pensando que ia ser um anel de noivado ou algo assim. Esqueça essa merda. Nos dias de hoje e na nossa idade, os anéis não significam muito. Pergunte a qualquer homem casado que frequenta os bares de strip- anéis podem ser removidos.Mas uma tatuagem? Isso é para sempre. Permanente - a menos que você goste da ideia de ter várias camadas de pele raspada.Os dedos de luna deslizam por ela, incrédula.

 — Eu amo isso, Matteo. É a coisa mais incrível... que alguém já fez por mim. Eu te amo.

Eu toco seu rosto com a mão.

 — Não como eu te amo.

Ela sorri por um momento. Mas então sua expressão muda. E ela parece... desapontada.

— O quê? O que há de errado?

— Nada... é só que... você marca o meu nome em sua carne. Eu acho que eu me sinto um pouco estúpida. Tudo o que eu tenho para você são brinquedos.

Meus ouvidos animam. Como um cão ao ouvir o farfalhar de seu saco de comida.

— Brinquedos? Será que esses brinquedos são... atrevidos... por natureza?

Luna morde o lábio. E assente.

Doce Jesus. Minha boca fica seca.

 — Posso... vê-los?

Alguns caras não curtem brinquedos. Vibradores - com seus sinos e assobios  podem ser intimidantes. Mas não para mim. Penso neles como ferramentas do comércio. As ferramentas de poder, para ser exato, e não há vergonha nenhuma em usá-los. Mesmo um mestre carpinteiro não tentaria construir uma casa sem um serrote e martelo, sabe?

Luna tira um saco para fora de sua bolsa. Ela chega e puxa um curto chicote de veludo de ponta.E meu pau ganha vida como o monstro de Frankenstein.

Todas as mulheres ai fora estão prestando atenção? Tomem nota. Brinquedos sexuais são o melhor presente. Diversão para toda a família. Ok, na verdade não. Mas eles são definitivamente o melhor presente que poderia me dar.Ela o entrega para mim. 

— Lembra-se há poucas semanas? Na sala de estar, quando você... você sabe... com a mão?

Minha voz está sem fôlego.

 — Yeah.

Claro que me lembro. Você pode não saber, olhando para ela, mas no fundo, luna é uma provocadora total de pau. Ela gosta de me empurrar para a borda - ficar me atiçando. E nesse dia em especial, ela estava me provocando toda a manhã, andando por aí sem sutiã em uma regata e calcinha. Em um ponto, ela se sentou no meu colo e se balançou.

Então ela pulou fora alegando que não tinha tempo para terminar o que tinha começado porque ela tinha trabalho a fazer.E eu fiquei louco com isso. Puxei-a para trás, lancei ela em minhas coxas e a espanquei, como a garota safada que ela era.

Não havia nada para escrever uma história obscena - apenas algumas bofetadas curtas na bunda. Mas foi divertido.

 Luna enfia de volta a mão no saco precioso. E tira um pequeno cilindro de É um vibrador. Parece quase como um daqueles brinquedos elétricos que dava choque quando éramos crianças. Ela me entrega.

— É chamado de B...

— Bala — eu termino por ela. 

— Sim, eu sei. — Eu fico olhando para ele. E as imagens de luna se contorcendo debaixo de mim  na fronteira da beira da loucura e implorando para vir enchem minha cabeça.

Minha voz sai áspera, em adoração. 

— Você é a namorada mais legal do mundo.

Eu envolvo meus braços em volta dela e a beijo. E é longo e lento e apreciativo.Luna se afasta e me dá um grande sorriso. 

— Há mais uma coisa. Guardei o melhor para o final.

Ela desliza o cinto do casaco lentamente dos laços e apertos com ambas as mãos. Em seguida, com um movimento fluido, ela deixa o casaco cair no chão.E eu quase gozo ali.

Muitas mulheres pensam que lingerie é o ingrediente mágico de sedução. Elas compram algo com rendas e caro e esperam que nós homens babemos em nossos fodidos colos. Mas isso realmente não funciona dessa maneira.No Natal, por exemplo, quando você vê um pacote grande, brilhantemente envolto sob a árvore com o seu nome, você fica interessado. Mas não é o papel de embrulho que você está olhando. É o presente dentro. Lingerie funciona da mesma maneira. É bom, mas nu é sempre melhor.

Exceto por isso.Este é o sonho molhado de todo homem nascido depois de 1975.É a elite do erotismo.

A fantasia final.

Ah, sim - é a Princesa Leia de biquíni.Minha boca cai aberta.

 — Ah... meu... filho da puta.

Luna gira lentamente. Orgulhosamente. 

— Você gostou? É com abertura.

Estou sem palavras.Sério. Eu não tenho palavras. Tenho certeza de que cada gota de sangue em meu corpo foi redirecionado para o meu pau, então não há suficiente no meu cérebro para formar qualquer palavra.

A voz de luna é baixa e tentador

— Se você prometer ser bom... Eu vou deixar você me acorrentar como Jabba fez com Leia.

Eu saio do meu transe induzido de tesão. Eu pego seus braços e a puxo.

— Baby, a única coisa que eu posso prometer é que você não será capaz de andar amanhã.

Eu a pego e jogo por cima do meu ombro. Ela grita. E ri. E eu ando pelo corredor, passando pela minha bandeja de lanches preparados.

Porque, na verdade - quem diabos precisa de comida?



Notas Finais


Lutteo safadenhos , acho que nem os bombeiros conseguem abaixar esse fogo todo. Iai gostaram do capitulo bônus ? Amanhã tem mais bjs ♥ ♥.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...