1. Spirit Fanfics >
  2. Atrás das Câmeras >
  3. Quanta "amizade"

História Atrás das Câmeras - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Mais fanfic para vcs. Deliciem-se com a leitura. hehe

Capítulo 10 - Quanta "amizade"


Fanfic / Fanfiction Atrás das Câmeras - Capítulo 10 - Quanta "amizade"

No capítulo anterior:

Angélica abre a porta do apartamento e se surpreende:

Você?!!!

...........

Jaime diz um tanto desconcertado:
JC – Desculpe Angie. Eu tentei de todas as formas ficar na minha casa, dormir e não pensar em você. Mas eu simplesmente não consegui.
AV – Jaime, você é louco? Ahh, não sei por que ainda pergunto! Como entrou aqui sem que me avisassem no interfone?
JC – Helloooo! Eu sou Jaime Camil! Não é difícil para mim convencer as recepcionistas a fazerem o que eu quero. - Passa a mão pr seus cabelos, esbanjando chame com um sorriso sedutor - Você sabe!
AV – Huumm!!! Ahh claro! Como você é convencido.
JC – Por favor Vale, eu preciso estar contigo. Não consigo ficar nem mais um instante sem você.
Angie caminha até perto do do sofá, se segura, fecha os olhos e diz depois de alguns segundos de reflexão:
AV – Mas.... E a....
Jaime a interrompe, prevendo sobre o que ela iria falar:

JC - Vamos esquecer tudo isso Vale!!

Ele se aproxima de Abgélica, a faz ficar de frente a fim de encará-la e afirma::
JC – Já não existe mais nada que nos impeça de seguir juntos.
Ainda séria, Angélica o encara misteriosa!Caminha até a porta, enquanto Jaime a observa, com medo que ela o expulsasse dali de novo. No entanto, se surpreende quando Anjie fecha a porta, e ainda de costas para Jaime, afirma:
AV – Sabe que acredito em você Jaime! - Ficando de frente para ele, encostando-se na porta:

Av - E sabe que.... Sinto sua falta.
Jaime sorri e se aproxima, agarrando-a pela cintura:
JC – Não tanto quanto eu sinto a sua! Você é tudo que eu preciso, Vale.
AV – Então, o que está esperando, Camil?! - Sorri maliciosa.
E finalmente Jaime Camil tem a chance de beijá-la sem o receio de ser rejeitado pela mulher que tanto ama e deseja. Um beijo quente, cheio de desejo, envolvendo-os num desejo cada vez maior de fazer amor. Encaram-se sorrindo, encostando suas frontes. Jaime morde o próprio lábio inferior, em um convite silencisoso que Angélica compreende no mesmo intante e segurando na mão de seu amado amigo, ela sorri, e o conduz até seu quarto. Aquele jeito decidido de sua Vale o encantava. Em frente a cama, o casal se encara. Jaime a agarra e beija com uma voracidade gentil, que a leva a sentir o corpo inteiro estremecer de desejo e paixão. Enquanto a beija, Jaime puxa o laço do robe, encantando-se ao observá-la naquela camisola delicadamente sexy. Começa a beijar o pescoço dela, sentindo que Vale ficava cada vez mais a mercê de seu desejo. Fazendo-a se sentar sobre a cama, ele tira a camisa, exibindo seu corpo másculo e sedutor. Angélica sorri:
AV – Hum, tudo isso só pra mim?
JC – E você ainda não viu metade!
AV – Então me mostra James! Mostra tudoo.
Jaime ri. Sabia que todo aquele jogo duro que Angélica estava fazendo antes, iria acabar nisso mais cedo ou mais tarde, pois tinha consciência de que o querer de Angélica era tão forte quanto o seu. E quanto mais o tempo passava, aumentava nele a certeza de que aquela mulher era a única que conseguia deixar seu mundo mais alegre, colorido, divertido e encantador. A sensualidade e sede de amor que Angie demonstra é algo que o encanta. Sorrindo, Jaime provoca:
JC – Que apressadinha você hem, mi querida Angélica!
Angélica se levanta da cama, aproximando-se de seu amigo, o empurra sobre a cama e em seguida sobe em cima dele, beijando sua boca e afirmando:
AV – Que lento você hem, mi querido Jaime!
Assim os dois sorriem juntos e se beijam novamente. Sem demora Jaime se coloca por cima:
JC – Ahh é assim? Eu vou te mostrar o quanto que sou “lento”.
AV – Estou esperando. – Provocou.
Logo Jaime a beija, invadindo sua boca com aquela língua atrevida, que a acendia inteira. Jaime pega na coxa de Vale e aperta. Aproxima a mão da intimidade dela, e percebe que Vale está sem calcinha, e,claro, já bastante excitada:
JC - Huum, mas que delícia! Sem calcinha! Me encanta. Adivinhou que eu viria pra cá?!
AV - Digamos que.... Eu estava esperando que você fosse aparecer. Por que demorou tanto? - Sorrindo..
JC - Você me encanta. Sua louquinha!
Angie morde o lábio inferior:
AV - Sempre que sei que você está por perto, eu durmo sem calcinha.
JC - Huumm, isso facilita muito as coisas! - Continua acariciando-a intimamente - Acho que vou viver por aqui.
Com uma gentileza um tanto voraz, Jaime arranca a camisola de Angie. O desejo é mais do que evidente em seu olhar, observa a pele delicada, os seios atraentes, aquela barriguinha, tudo em Angie o enlouquecia. Foi beijando cada centímetro daquele corpo. Chegou até o íntimo de sua amada amiga, mas, para torturá-la, desviou para beijar-lhe a parte interna das coxas. Angélica ri:
Av - Isso é algo que você gosta, hem. Me provocar!
JC - O prato principal vem depois, meu bem.
De novo observando a intimidade de Angie, Jaime sorri, e finalmente começa a lamber, chupar e se deliciar ao brincar com o centro da feminilidade dela. Gemendo, com respiração ofegante, Angélica segura nos cabelos de Jaime:
AV - Ahh, isso, isso Jaimes! Aahh! Huummmm!
Com a outra mão ela agarra o lençol e o sente devorá-la de prazer.
Depois disso, Jaime retira a própria calça e a cueca. Ele sorri, exibindo seu membro excitado para Angie, que sorrindo faz sinal com o dedinho para que ele se aproxime e assim ele o faz. Angélica se posiciona na frente dele, começando a massagear lentamente seu membro em seguida aproxima a boca, dando beijinhos, e logo abocanhando com vontade, chupando-o e ouvindo quando ele fala cheio de tesão:
Jc - Você sabe me agradar! Isso, que delícia.
Jaime segura nos cabelos de Vale e Puxa para frente e para trás, auxiliando-a naquele movimento.
Vale o olha nos olhos enquanto o saboreia. Jaime não conseguia resistir aquele olhar. Sorrindo ele afirma:
JC - Você é a melhor.
Jaime retira sem membro da boca dela, segura em seu queixo e a encara dizendo:
JC - Eu te quero agora. Eu te quero Inteira.
Jaime a beija e a faz se deitar na cama. Colocou-se por cima dela e encaixou seu membro onde queria. Naquele canal quente que o enchia de prazer. Começa a movimentar-se num vai e vem que arrancava gemidos cada vez mais altos daquela mulher que ele tanto amava:
AV - Aahh, isso, aah, que delíciaa, que delícia.
Eles mudam de posição. Dessa vez era Angélica quem estava por cima, numa cavalgada que os estava levando ao delírio da paixão. Jaime a observa, olha seus seios fascinantes, e observa o sobe e desce dela sobre seu mebro, alternando às vezes entre lentos e rápidos, e aquela reboladinha que o enlouquece. No auge do prazer, ambos se comprazem com as sensações daquele ato de amor e desejo. Vale se deita sobre ele, e ambos extremamente satisfeitos, se beijam com ternura.


Notas Finais


Beijos e até a próxima, se Deus quiser.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...