1. Spirit Fanfics >
  2. Através das Dimensões >
  3. Monstro

História Através das Dimensões - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Oii como prometido mais um capítulo.

Capítulo 27 - Monstro


Pov Benjamin

Mais dois meses se passaram. Dois meses que fizeram meus sentimentos pela Samantha ficarem mais fortes. Sentimento que está em risco, assim como a vida dela, a minha e a de todos que estão conosco e que sabem do nosso segredo.

Ja faz dois meses que tantas coisas aconteceram.

Samantha esta muito mal. Ela anda desmaiando, tem se sentindo fraca, sempre está pálida e aparenta cansaço. Quem olha pra ela, pensa que ela está doente, mas sei que está assim por conta de Savannah. A primeira vez que ela desmaiou, foi no piquenique que fomos com nossos amigos a dois meses atrás. Estava tudo bem até que de repente ela se sentiu mal e simplesmente desmaiou nos meus braços.

Flashback on

Estamos sentados comendo as coisas que trouxemos e rindo das besteiras que o Mathias e o Biel falavam, enquanto as poucas pessoas que estavam no parque, passavam nos olhando, algumas olhavam pra gente como se fossemos loucos (apesar que acho que esse termo serve muito bem para Mathias e Biel) e outras simplesmente não se importavam ou achavam normal nosso comportamento extremamente, como posso dizer... escandaloso.

-Ei gente! - grita Sophia -Vamos brincar de cabra cega pra lembrar da infância!?

-Fala sério. Ta brincando né? - fala Zac zoando com a cara da irmã -Que coisa de criança.

-Eu não acho. - fala Fanni -Eu topo brincar.

-Eu também. - dizem Emma, Bia e Samantha em uníssono.

-Eu também não vejo nada de mais. - diz Biel -Acho que vai ser divertido.

-Eu também acho. - diz Mathias.

-Eu acho que o Zac não sabe brincar, por isso tá fazendo drama. - provoco -Ele sabe que sou melhor que ele.

-Claro que não. Eu sou o melhor. - diz ficando de pé.

-Então "senhor eu sou o melhor", você começa. - diz Sophia amarrando um pano em seu rosto, tampando seus olhos.

E então começa a brincadeira... a gente corria e ria sem parar, pois Zac tropeçava mais que tudo.

Paro perto de Samantha, vendo ela respirar com dificuldade.

-Correu demais? - pergunto a vendo negar com a cabeça.

-Tá tudo rodando. 

-Como ass... - antes que eu possa terminar ela desmaia em meus braços -Sam!! - grito atraindo atenção dos outros que param de brincar vindo até nós -Sam acorda!!

Flashback off

Depois desse dia ela desmaiou mais cinco vezes na escola, me deixando completamente apavorado.

Todos estão preocupados. Nossos amigos pensam que ela está doente.

Para piorar tudo, ela continua tendo pesadelos com o portal, com uma menininha que ela diz que se chama Lily, com Savannah e com aquelas vozes na Dimensão das Sombras (que por sinal, quando ela tem pesadelos com as vozes eu também tenho). Dificilmente ela está conseguindo dormir direito e quando dorme, acorda assustada com esses malditos pesadelos. Ja perdi a conta de quantas vezes tive que pular da sacada do meu quarto no meio da noite, para entrar no quarto dela para ver se estava tudo bem, seus gritos davam pra escutar da minha casa.

Hoje é sábado e estou na casa dela sentado no sofá enquanto ela está deitada com a cabeça no meu colo dormindo, foi difícil mas consegui fazer ela dormir. Faço carinho em seus cabelos, enquanto olho sua expressão serena.

Ed e Fanni aparecem e sentam no outro sofá.

-Finalmente você conseguiu fazer ela dormir. - diz Fanni.

-Pois é. Foi difícil. Ela estava com medo de dormir e ter pesadelos de novo. - dou um suspiro -Ela diz que eles a machucam, principalmente os que ela tem com Savannah.

-É difícil de acreditar que tantas coisas ruins estão acontecendo com ela. - Fanni fala triste e encosta sua cabeça no ombro de Ed.

-Concordo com você. - digo olhando pra Sam que continua com a expressão calma.

Ficamos em silêncio por um tempo, só olhando ela dormir.

-Será que os meus pais vão demorar muito pra voltar? - pergunta Ed quebrando o silêncio.

-Não sei, mas espero que não. Quero saber o porque que o Sr. Paulo os chamou lá. - digo o olhando.

-Espero que seja alguma notícia boa. - diz Fanni e Ed segura em sua mão.

Escuto Samantha murmurar e se mexer. Olho para ela e vejo que sua expressão serena não existe mais e foi substituída por uma expressão de pavor.

-Por favor. - murmura -Ele não. - se mexe de novo e começa a apertar um dos braços. Pego sua mão para faze-la parar de se apertar e me assusto com sua força.

-Aí!! - grito atraindo atenção de Ed e Fanni que estavam distraídos -Sam acorda. - digo a sentindo apertar ainda mais a minha mão.

-Sam. - diz Ed se ajoelhando na frente do sofá junto com Fanni -Sam acorda!

-Ele não! - aperta mais e mordo o lábio para não gritar por conta da dor.

Ela está apertando minha mão de uma forma extremamente forte.

-Sam! Você tá me machucando! - tento soltar minha mão, mas só fiz ela segurar mais forte -Porra!

Fanni olha pra mim sem saber como ajudar.

-Eu vou mata-lo! - olho assustado pra Samantha, pois essa voz não é dela, mas eu sei muito bem a quem pertence -Benjamin vai morrer! - sinto minha mão congelar, olho para a mesma a vendo ser coberta por gelo -Todos que você ama vão morrer!! - grita e o gelo começa a se espalhar pelo meu braço.

-Sam!! - Fanni grita sacudindo a mesma.

A sala inteira começa a ficar fria e estacas de gelo começam a aparecer das paredes.

-VÃO MORRER! - Sam, quer dizer Savannah grita e alguns quadros quebram nos assustando.

-SAMANTHA! - Ed começa a sacudir a irmã, mas assim como Fanni não obtém resultado.

Começo a respirar mais rápido pois o gelo está chegando perto do meu pescoço.

Mais coisas começam a quebrar, um vento estranho começa dentro da casa e por uma força invisível Fanni é jogada para trás, acertando as costas em cheio na televisão, caindo no chão logo em seguida com a TV e um pedaço do painel em cima dela.

-FANNI! - Ed grita indo em direção a mesma a ajudando.

-PORRA SAMANTHA ACORDA! - grito desesperado.

-MORRER! - Savannah grita e começa a rir.

O gelo chega em meu pescoço e começo a perder o ar. De repente sou atingido por uma grande quantidade de água e escuto Samantha gritar inclinando o corpo pra frente e caindo deitada de novo.

Olho pro Ed que está com a mão estendida em nossa direção, enquanto Fanni está ajoelhada no chão com o braço e a cabeça sangrando. Volto a olhar pra Samantha que ainda está com a cabeça deitada na minha perna. Ela está olhando pra cima, respirando pela boca em busca de fôlego e eu não estou tão diferente dela.

Pov Ed

Estou apavorado.

Olho em volta vendo as estacas de gelo na parede desaparecerem aos poucos, vários cacos de vidro e porcelana jogados no chão. Isso está um caos!

Me ajoelho no chão colocando a mão no queixo de Fanni, levantando sua cabeça para olha-la. Ela está chorando.

-Você tá bem? - pergunto mesmo sabendo que não.

-Eu to com medo dela. - olha pra Samantha que continua olhando pra cima respirando pesado -Eu to com medo da minha melhor amiga. - a abraço.

-Calma meu amor. Vai ficar tudo bem. - digo tentando acalma-la.

Mas pra falar a verdade, também estou com medo.

[...]

Pov Samantha

São 4 horas da tarde e estou sentada na cama abraçando meus joelhos sentindo medo. Medo mim.

-Eu machuquei minha melhor amiga e quase matei quem eu amo. Eu machuquei minha melhor amiga e quase matei quem eu amo. Eu machuquei minha melhor amiga e quase matei quem eu amo. - comecei a repetir em pânico.

-Samantha. - sinto Benjamin tocar em mim e me afasto dele -Sam, sou eu. - ele coloca sua mão em meu braço e me afasto novamente.

-Fica longe de mim! - digo olhando pra frente -Eu machuquei minha melhor amiga e quase matei quem eu amo. Eu machuquei minha melhor amiga e quase matei quem eu amo. - comecei a repetir e ele toca em mim de novo tentando me acalmar -TIRA A MÃO DE MIM! - grito e sinto uma energia sair de mim e Benjamin é jogado contra a parede que fica do lado direito da cama -EU SOU UM MONSTRO! EU QUASE MATEI VOCÊ! - ele se levanta me olhando assustado.

Abraço mais forte os meus joelhos, sentindo as lágrimas decerem. Percebo que Benjamin tenta se aproximar novamente.

-Se afasta ou eu te mato!! - digo alto e volto a olhar para ele -Pois é isso que vai acontecer com as pessoas que eu amo se elas ficarem perto de mim, elas vão morrer. Eu falei aquela vez pra você se afastar, mas você não quis e hoje eu quase te matei!

-Samantha não foi você. - diz vindo até a cama.

-SAI DAQUI!

-Eu não vou sair! Você precisa de mim! - pega na minha mão me virando de frente pra ele -Eu não vou me afastar de você. - passa a mão pelo meu rosto.

Fico calma por alguns segundos mas sou tomada pelo pânico de novo.

-SE AFASTA! - grito o empurrando e nesse momento sua mãe que estava ajudando eles a arrumarem a bagunça la em baixo aparece no quarto vindo até nós.

-O que foi? - pergunta.

-TIRA ELE DAQUI! - digo me encolhendo na cama -TIRA! - grito enchergando embaçado por conta das lágrimas.

-Benjamin sai daqui! - ela se senta ao meu lado na cama me abraçando.

-Mas mãe...

-Agora!! - diz seria e ele sai do quarto -Ta tudo bem querida. Já passou.

-Ele tem que ficar longe de mim... eu não quero machuca-lo. Eu... eu... o amo. - digo a abraçando forte chorando.

-Ta tudo bem.

Pov Benjamin

Desço as escadas correndo sentindo as lágrimas tomarem conta de mim e me esbarro em Fanni.

-Benjamin o que foi? - diz me olhando preocupada e eu a abraço chorando mais ainda.

-Ela não quer ficar perto de mim... ela... ela não quer. - falo soluçando.

Pov Fanni

-Calma vai ficar tudo bem. - digo me desfazendo do abraço e olhando pra ele -Ela tá assustada. Todos estamos. Dá um tempo pra ela.

-Mas e se ela não...

-Não pensa isso cara. - Ed diz saindo da cozinha o interrompendo -Ela está nervosa. Depois você fala com ela. Vem, vamos comer alguma coisa. - Benjamin o acompanha até a cozinha.

Ed está se fazendo de forte mas sei que está assustado assim como eu. Não sabemos como ajuda-la e o Benjamin é o que mais está sofrendo com isso tudo.

Pov Samantha

Ja anoiteceu.

Depois do meu surto não sai do quarto, fiquei o tempo todo sentada nessa cama. Dona Luce me trouxe comida e ficou um bom tempo comigo, mas pedi que me deixasse sozinha.

Me levanto e vou em direção ao espelho do guarda-roupa e vejo meu reflexo. Eu estou horrível. Pálida, com olheiras, boca sem cor e até os meus olhos perderam seu brilho. Estou literalmente acabada.

"Estou consumindo você" diz a voz na minha cabeça.

Savannah.

-Eu sei. - digo sentindo uma lágrima cair.

-Samantha. - dona Luce bate na porta -Seus pais chegaram e querem falar com todo mundo e pediram pra você descer.

-Estou indo. - me olho mais uma vez no espelho e depois saio seguindo dona Luce.

Quando desço as escadas, vejo Ed, Fanni e Benjamin sentados em um sofá e me sento no outro com dona Luce, evitando ao máximo olhar pro Benjamin.

Minha mãe entra pela porta e vem até mim me abraçando.

-Como você tá? - me pergunta fazendo carinho em minha cabeça -Lucinda me ligou e contou o que aconteceu e...

-Eu to bem mãe. - me desfaço do abraço me sentando de novo -Cadê o papai?

-Está no carro, ele já vai entrar. - diz indo pro meio da sala -Bom, como vocês sabem Antonni e eu fomos falar com o Sr. Paulo pois ele nos chamou. Bem ele teve algumas visões e resolveu ir até a Dimensão das Sombras.

-O QUE? - perguntamos em uníssono.

-Tivemos essa mesma reação, mas não podemos fazer nada, ele ja tomou essa decisão. - ela continuou -Mas enfim, não sei se vocês sabem mas ele tem uma filha de 6 anos e como ele não tinha com quem deixa-la, ele pediu para cuidarmos dela até ele voltar. Ela é uma menininha encantadora e tem o mesmo poder que o pai. Visões. Só que pelo o que ele falou, os poderes dela são mais fortes que os dele. Por isso temos que cuidar bem dela.

-Nossa. É incrível o fato dela ter os poderes superiores aos do pai. - diz Fanni.

-Verdade. Ela vai se tornar uma ótima guardiã do portal quando crescer. - completa Ed.

-Concordo. - continua minha mãe -Queria saber se tudo bem ela ficar com a gente? - pergunta olhando pra mim, Fanni e Ed.

-Claro que sim. - Fanni diz e concordamos.

-É só ela ficar longe de mim. - falo e todos me olham -Não quero machuca-la.

-Sam... - Benjamin começa a falar, mas o interrompo sem olhar pra ele.

-Onde ela tá? - pergunto.

-No carro. - diz minha mãe triste -Vou chamar seu pai para entrar com ela. - ela sai e percebo Benjamin me olhando mas ignoro. É melhor assim.

Vejo minha mãe entrando e...

Ai meu Deus.

-Gente, essa aqui é a...

-Lily? - digo ficando de pé e todos me olham sem entender, tirando Benjamin que não parece tão confuso pois é o único que sabe dos meus sonhos com ela.

-Oi Samantha. - ela diz tímida.








Sinto a morte. E você?

Sinto o perigo. E você não?

Bom,

As coisas vão sair do controle.

Mas quem deve sobreviver ou morrer?

Te digo uma coisa, a batalha de anos atrás está para se repetir.

Prepare-se


Notas Finais


Isso é tudo por hj! Espero q estejam gostando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...