1. Spirit Fanfics >
  2. Através do espelho(Imagine Jeon Jungkook) >
  3. Capítulo VII

História Através do espelho(Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Gente...primeiramente oi, e eu queria pedir desculpas pelo meu sumiço e que eu precisava de um tempo pra pensar eu também estava com problemas e isso afetou os meus pensamento para fazer um bom capítulo para vocês.

Capítulo 7 - Capítulo VII


P.V.O.Meghan

 

Certo, hoje se completou sete dias. Sete dias em que não vejo nem tenho notícias de JK. Quando pergunto para alguém, e explico suas características ninguém parece conhecê-lo, e as vezes acham que eu estou falando do príncipe, sendo que eu nunca vi o príncipe. E quando ele aparece, eu estou em um ponto distante.Mas minha curiosidade em vê-li, nem está sendo tão grande. Me preocupo mesmo com JK, aquele bastardo some sem dar nenhum aviso, nem sei ao menos onde ele mora, se ele está ocupado com o trabalho, nem sei se ele trabalha. Não considero isso como uma saudade, apenas estou preocupada e culpada ao mesmo tempo, não sei se esse seu sumiço tem a ver com o nosso último encontro. E se for, estou começando a me arrepender.

Mais um noite se veio, o frio estava presente, então as cobertas só faltavam fazer uma montanha em cima de mim. 

E isso me fez lembrar da celebração que irá ter, Luna me disse que todo ano essa celebração de repete. Onde toda a família do rei e da rainha se junta, principalmente a Vó do príncipe, mãe da rainha. Luna me explicou que me mesmo não tendo seu cargo, por estar cansada e frágil, ela é considerada a melhor rainha já existente em todos os anos. Por isso é respeitada por todos e quando está aqui, tem a honra de dar as ordens. 

Essa celebração tem um motivo específico. Lá no castelo, onde eu nunca nem passei perto, existe um jardim, onde tem a mais rara flor existida, mantida em um belo e gracioso canteiro, como disse Luna. A Tal Flor se chama dama-da-noite, eu nunca ouvi falar. Só pelo o nome, ela parecia graciosa. Mas Luna não terminou de me contar, ela foi dormir.

E pensando na flor, e em Jk, peguei no sono, um sono bom e quentinha, poderia ser melhor, se eu tivesse alguma aparição de Jk, mas é isso que temos para hoje.

 

Manhã seguinte

 

Acordei com o sol daquela bela manhã. Mesmo que esses dias eu vivo me remoendo pela não aparição de JK, a cada manhã o mundo está sendo novo para mim, e eu me sinto bem por isso. Sinto que estou voltando a viver, a ter sorrisos mais sinceros e compreensíveis. Meu cansaço se tornar uma coisa boa de que eu fiz um bom trabalho, não é igual, é diferente de ser uma escrava de Nadia e ainda receber amarguras. Eu sinto que aqui é meu lar.. não pretendo voltar.

E com pensamentos bons, me coloquei de pé.

 

(...)

 

Acho que era umas 16:02. O movimento estava calmo, as tortas estavam vendendo bem e recebendo muitos elogios pelo cheiro bom e o gostos delicioso, não sobrava uma migalha para levar para casa. Isso era bom, muito bom. Mas já que o movimento estava calmo. Perguntei para Luna se ela se importaria se eu a deixasse sozinho por um momento para eu dar uma volta um pouco pelo vilarejo.. conhecer lugares onde ainda não vi. E ela disse que estava tudo bem. Então me pus a caminhar. Alguns lugares, lojinhas, e casas eu já decorei, e já conversei com as pessoas, mas tem um ponto que eu não entrei muito. O ponto onde fica mais além, por exemplo.. pessoas mais sucedidas que tem melhor vida do que onde estou. E também é bem mais perto do castelo que só via de longe. O castelo é realmente belo, muito belo. Gigantesco e imenso. Meus olhos brilhavam, parecia que eu era uma criança que ganhou um doce.

 

Desviei meu caminho dali, encontrando um lago calmo e bonito, havia árvores de cores diferentes, oque deixava tudo mais harmônico. Havia alguns cisnes e patos no lago, enquanto os pardais e as andorinhas voavam pelo céu, pousando de galho em galho. Que a pouco o sol iria se por e eu queria muito ver isso, pois iria ser uma imagem bela de se ver. Me sentei ali no gramado verde, perto de algumas flores amarelas pequeninas. Eu estava concentrada de olhos fechados, me apoiando com as mãos no gramado, enquanto pegava sol, eu era pálida demais, realmente precisava.

-Olha quem está aqui..- ouvi uma voz que eu sabia muito bem quem era e fazia um tempinho que eu não ouvia. Abri meus olhos no mesmo momento.

-JK...- Me levantei apressadamente ficando de frente a ele. Lhe dei um tapa forte no braço.- Por que sumiu, hum?- lhe dei mais um tapa novamente.- Tem noção do quanto me deixou preocupada?- distribui vários tapas em seu peitoral eu realmente estava irritada com ele.

-Calma, Calma..- disse rindo segurando meus pulsos, oque me fez cambalear para mais perto dele, onde senti meu corpo bater contra e nossos rostos ficarem rentes um ao outro.-Eu estou aqui...- disse em um tom rouco com os olhos fixos aos meus.


Notas Finais


Desculpem qualquer erro.
Oque acharam?
Podemos continuar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...