1. Spirit Fanfics >
  2. Através Do Mar >
  3. Trabalho de escola

História Através Do Mar - Capítulo 1


Escrita por: K-3tty

Notas do Autor


Oiii gente tudo bom?
Aqui vai uma fanfic jikook pra vocês, confesso que vou ter trabalho pra não confundir vocês nessa história, mas prometo me esforçar!
Espero que gostem
Beijinhos da kett! ^^
Capa por: @diangusexs e @gguukmong

Capítulo 1 - Trabalho de escola


Fanfic / Fanfiction Através Do Mar - Capítulo 1 - Trabalho de escola

Faltava apenas cinco minutos para o sinal de encerramento da aula tocar, todos guardavam seus cadernos prontos para serem dispensados mais cedo enquanto conversavam alegremente uns com os outros.


-Gente, eu sei que é de última hora, mas quero passar um trabalho de férias para vocês. -A professora de redação diz rindo ao ouvir um resmungo da sala.


-A professora, mas a gente tá de férias.


-Eu sei, mas eu juro que não vai ser algo chato. Eu quero que vocês mandem uma carta para algum lugar desconhecido, pode ser país, cidade, estado, qualquer lugar. Só tomem cuidado e não vazem coisas muito pessoais como endereço, foto, telefone e coisas pessoais de vocês, pode ser perigoso.


Todos pareciam um pouco mais contentes ao ouvir aquilo, uma carta para algum lugar desconhecido do mundo? Não parecia má ideia.


-E o que temos que escrever nessa carta professora? -Sehun pergunta ao fundo da sala.


-Bem, o objetivo desse trabalho é testar o conhecimento de vocês em português e em línguas internacionais, caso seja de outro país, também vai testar a experiência de vocês em fazer amizades. Então não se preocupem, falem um pouco sobre vocês, tentem conhecer a outra pessoa por trás do papel, conheçam ela, façam amizades normal. E quando as aulas voltarem vocês podem contar sobre quem conheceram e como foi a experiência de vocês neste assunto. Vale nota pra média então fiquem espertos. -O sinal toca. - Podem ir pessoal, boas férias!


Todos se despedem da professora e correm diretamente para suas casas. Park Jimin, um simples estudante daquela sala, pensava seriamente naquele trabalho.


“Para onde eu poderia mandar esta carta? Poderia ser um lugar bem diferente...”


O que mais atormentava a cabeça do loiro era o que escrever nesta carta, ele não sabia para quem poderia chegar, um assassino, um psicopata ou uma pessoa normal. Mesmo que as chances de ser alguém normal sejam altas, as de ser alguém perigoso eram maior ainda.


-Vamos ver, algo que não seja tão discreto mas também não tão íntimo -O mesmo fala sozinho enquanto deitava em sua cama. -Bem.. Nome, idade, gostos, hobbies... É isso basta. Se eu mandar uma foto minha vai que da problema. 


O mesmo pensa nas palavras exatas para sua carta. Ao ver corretamente o que escrever, jimin começa a colocar seu plano em prática. 


Carta-  Olá! Tudo bem? Muito prazer, meu nome é Park Jimin. Me desculpe estar mandando esta carta para você, mas me deu vontade de conhecer alguém diferente pelo mundo, sabe? Eu sou Sul coreano, sou muito interessado por dança e leitura, podem parecer hábitos bestas mas isso é bem importante pra mim. Me conte um pouco mais sobre você, não precisa ser muita coisa, apenas o que gosta de fazer já é o suficiente. 

                                              ~Park Jimin 


-Acho que isso já é um ótimo começo... 


O loiro guarda a carta em um envelope com um pequeno adesivo de coração ao meio (💌) e guarda a mesma em sua gaveta. Não iria mandar agora igual a maioria de seus amigos, afinal não fazia ideia para onde mandaria a mesma. 


O mesmo pega seu celular e vê uma mensagem de seu amigo taehyung:



Tae- Chim, pode vir aqui em casa hoje? 

Jimin- Aconteceu algo tae? 

Tae- Não, apenas estou entediado... Ta ocupado? 

Jimin- Não, é que eu ia começar a fazer as lições pra adiantar. 

Tae- Mas calma, hoje não tem nenhuma lição, é o último dia de aula.

Jimin- Eu sei mas eu acabei acumulando a lição toda do primeiro e segundo bimestre... Sabe a minha irmã. E como os professores não querem nem saber, tenho que entregar tudo isso semana que vem. 

Tae- Ai meu Deus, quer que eu te ajude? Eu vou pra sua casa rapidinho. 

Jimin- Tae eu não quero que se incomode... 

Tae- Você é meu melhor amigo, não vai me incomodar. Já to indo ai. Aaah e afinal, já sabe pra onde vai enviar a carta? 

Jimin- Ainda não, tenho o verão todo pra pensar nisso, estou sem ideias agora. E a sua pra onde vai levar? 

Tae- Eu acho que vou enviar pro Egito

Jimin- Caramba, Egito??? Isso é incrível! Mas se responderem, como vai saber o que ta escrito? 

Tae- Ah isso é baba, eu aprendi a língua deles enquanto estudava em um cursinho, nada demais. To chegando aí viu, me espera. 

Jimin: ok, to esperando. 



O mesmo deixa seu celular de lado e antes mesmo de tocar em sua mochila para pegar seu material, ouve sua irmãzinha chorando no quarto ao lado. O mesmo corre e pega a pequena bebê no colo. 


Maryan era a irmã mais nova de jimin, com apenas 8 meses de idade. Seu pai havia morrido em um acidente de avião e infelizmente sua mãe tinha morrido no parto, sobrando apenas jimin para cuidar de sua pequena irmã. 


Não que ele não gostasse dela, muito pelo contrário, mas as vezes o loiro desejava apenas um tempo sozinho. A maioria de seus dias começava com o mesmo alimentando sua irmãzinha com uma mamadeira, dando banho nela e fazendo-a dormir para finalmente poder se arrumar pra ir a escola. O medo de deixar a pequena sozinha sempre lhe consumia mas não tinha dinheiro para pagar uma creche á mais nova, então sempre deixava seus dias por base da sorte. 


Como se não bastasse toda a correria e preocupação de manhã, ao chegar da escola o loiro precisava manter a casa em ordem, a irmã limpa e feliz, e seus estudos em dia. As vezes mal conseguia dormir e isso acabava com ele. 


-Espero que esse mês de férias me faça bem... -Ele diz enquanto via a pequena se distrair com um patinho de borracha. -Vou fazer leite pra você. 


Aproveitando que a irmã estava distraída, Jimin caminha até a cozinha preparando um leite morno para a pequena, provavelmente aquele choro era fome. O mesmo toma um leve susto ao ouvir a campainha tocando. 


-Ah oi tae, entra -O mesmo diz ao abrir a porta para o maior. 


-Oi Chim! -Ele sorri- O que esta fazendo? 


-Ah nada demais, to preparando a comida da Maryan. Falando em comida se quiser comer algo pode pegar aqui. 


-Relaxa chimmy. Quer ajuda pra cuidar dela? -Tae diz com seu sorriso de sempre. 


-Olha só da o leite pra ela enquanto eu faço uma prova? É rapidinho... 


-Claro, não precisa nem pedir -Tae diz sorrindo pegando a bebê no colo e dando a mamadeira com cuidado para a mesma. -Jimin, quando você acabar eu posso falar com você?? 


-Claro que pode, é importante? -Jimin diz distraído não percebendo a seriedade na fala do mais velho. 


-É importante pra mim... Mas pode fazer suas coisas, apenas quando você acabar podemos conversar. 


-Claro tae, obrigado mais uma vez -Jimin diz sorrindo correndo até seu quarto e pegando rapidamente seus materiais, queria acabar e entregar aquilo o mais rápido possível para finalmente ficar um pouco livre. 


Taehyung observa o mesmo ao longe, Jimin era seu melhor amigo entre todos esses 7 anos, e tinha uma queda escondida pelo mesmo porém nunca tomou coragem para dizer. Todos os momentos, os carinhos, trocavam alguns selinhos mas não era nada que tae pudesse considerar. 


Aproveitando que hoje estavam sozinhos, tae esperaria pra falar. Fazia um carinho leve em Maryan enquanto a mesma adormecia após seu lanchinho da tarde. 


"Tomara que tudo de certo"


Era o pensamento de ambos naquela casa. 


Notas Finais


Gente o capítulo não foi tão longo mas prometo que no próximo tem mais! Até logo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...