1. Spirit Fanfics >
  2. Atrocidade (Jikook ABO - ?? Ending) ft. Killer Bunny >
  3. The Hospital - The Bunny I

História Atrocidade (Jikook ABO - ?? Ending) ft. Killer Bunny - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia neah, outro capítulo pra vocês 💅👉👈mas esse é um capítulo menor rsrsrsrs.
Pra quem não entendeu o que aconteceu no final, espera o próximo capítulo e façam logo suas teorias :))
Lê com atenção
Lê comendo pão
E lava a mão krai🐧💕✋

Capítulo 7 - The Hospital - The Bunny I


————— 

— E-eu, não quero ir pro hospital. — o interrompi, para que não prossegui-se, eu não quero isso.

      — Ah.. — Ele se afastou um pouco, mas no mesmo momento tentou disfarçar — Jungkook, olha a sua barriga!! Se você não fo isso vai infecciona e você morre aqui mesmo! Uma pessoa enfiou uma faca em você e você não que i po hospital? — brigou colocando a mão perto do corte.

       — Exatamente.

       — Você vai po bem ou po mal

       — Que saco..

       — Pelo menos você vai fica bem! Isso dói muito não dói?

       — se eu me mexer um pouquinho de nada dói, se eu ficar parado não..aí eu não sinto nada...

       — Foi sote você te sobevivido, está vivo até agora.

       — Sim, foi tão...do nada

       — Como do nada?

       — Eu ia no banheiro e ele (Killer Bunny) me enforcou na parede, depois me tacou no chão e na escada que foi aonde eu caí, e lá embaixo ele me deu uma facada.. — disse relembrando a cena, e quando eu lembrei da facada, a mesma dor daquela hora voltou, era uma sensação horrível, então logo me encolhi, tapando o corte com meus braços.

         — Ei ei! Vai se suja, não faz isso, vai machuca mais!!

         — Ta-ta doendo...muito..Ji-jimin... — ele tentava me acalmar e tirar meus braços de cima da minha barriga, já que estava apertando o lugar da facada e estava me sujando ainda mais de sangue.

         — Mas vai passa..relaxa, fica bem quietinho e respila que vai pala — fiz o que ele pediu e ele se deitou me abraçando de lado.

          — eu..eu to bem, agradeço mais uma vez — acariciei sua nuca. Na verdade queria o abraçar de volta, mas não era possível deitar de lado.

         — Quando a do vie é só se acalma que fica tudo bem — beijou minha bochecha

         — Ta bem..

     Ele cuidava muito bem de mim, eu amo isso porque...alguém diferente se importa comigo e demonstra, mas agora ele parecia chateado.

— Mas..e ele?

P.o.v Jimin

    Uma inesperada quebra de tempo. Já são 08:18 e Jungkook já esta no hospital, e eu também. Eu e os pais dele esperavamos os médicos virem dar alguma informação sobre ele e começamos a conversar.

     — O que você é do meu filho? — perguntou a mãe dele

     — A gente se conheceu a pouco tempo...e somos só colegas..não amigos....

     — E como vocês se conheceram? — o pai dele questiona

     — Então..ahm... — me lembro do mercado e da delegacia, da minha mãe...meus olhos marejam — foi..no mecado — e então sorri forçado

     — Sério? Nossa, ele não me disse que ia no mercado em momento nenhum..

     — Fo-foi...ontem...

     — Ontem ele estava na casa do amigo, foi o que ele nos disse. Está mentindo?

     — Ele estava com um amigo lá... — menti, mais uma vez.

     — Ah sim..agora fez sentido

     — Mas, anjo, seus olhos estão cheios de lágrimas..aconteceu algo?

     — Esta tudo bem, moça..não se pleocupe..

     — Nós vamos te ajudar ok? — a mulher disse

     — Nós vamos mesmo ajuda-lo? — sussurrou no ouvido da mulher, mas eu pude ouvir.

     — Mas é claro, ele fez algo errado? — respondeu sussurrando também

     — Não gostei dele... — respondeu da mesma forma. Nesse momento meus olhos marejaram mais e acabei não aguentando segurar, começando a chorar na frente deles dois e ela olhou decepcionada pro homem.

P.o.v autora

      — Você e esse seu problema babaca de magoar os outros — Na un se levantou do lado do marido e se sentou do outro lado de Jimin, fazendo o menor ficar no meio dos dois.

      Ninguém falou mais nada. Jimin apenas chorava, só queria saber de Jungkook e ir embora chorar em seu lado quarto.

P.o.v J##### 

  “Acordei em uma sala branca, clara e vazia. Meu corpo tremia de medo, não de frio, mas eu não sabia o porquê. Aparentava ser um quarto de  hospital, e, como não havia nenhum aparelho conectado a mim, levantei.

      Andava pelos corredores vazios e muito mal iluminados do hospital, até que quando eu ia virar para outro corredor...eu vi eu mesmo, enforcado, repleto de facas encravadas no meu corpo, uma poça de sangue embaixo de mim, além do meu corpo também ensanguentado. Meus olhos arregalaram e encheram de lágrimas, eu paralisei e fui a pensar “como se..eu estou aqui?” e corri dali, a procura de um espelho. Achei um espelho na recepção e quando me olhei...eu era...o Jimin.

     — O que....? — passei a pensar que todo esse tempo, minha vida inteira eu fui o Jimin, fui internado por anos e agora que eu acordei, vejo o Jungkook morto e ele era provavelmente alguém importante pra mim.

      Começo a chorar desesperado e corro até a porta, tentando abri-lá. Uns minutos forçando e a mesma se abriu, revelando um mundo totalmente deserto, nublado, quase sem cor mas havia um animalzinho num banco, no meio da praça que era do outro lado da rua. Cessando o choro caminhei lentamente até o banco. Ao chegar lá havia um coelho, machucado, com seus pelos cheios de sangue. Do lado do coelho que me olhava assustado, havia uma faca, também cheia de sangue.

       Com cuidado eu peguei o coelho no colo e o abracei sem força, sai andando com ele sem me importar com a faca..que era igual a do Jungkook.


Notas Finais


Eu não sei quando sairá o próximo capítulo, mas eu prometo de dedinho que não demorarei, beijo pinauta 🐧💕

Desculpa se eu confundi alguémKKK


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...