História Attack on god - Capítulo 8


Escrita por: ~

Visualizações 18
Palavras 410
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O lendário capitulo 8...
Desculpa a demora espero q gostem :3

Capítulo 8 - O início do fim...


Fanfic / Fanfiction Attack on god - Capítulo 8 - O início do fim...

 (???)- não vá!...

--Me assusto e paro--

Enel- (de novo aquela voz)

Evangeline- o que foi, porque parou?

Enel- não foi nada, vamos continuar.

Era a mesma voz que ouvi alguns dias atrás. Antes eu achei que tivesse sido só coisa da minha cabeça, mas agora já não tenho tanta certeza...

Após correremos por mais ou menos quatro minutos, chegamos a minha casa totalmente ensopados e com frio.

Evangeline- nossa que frio!!! --diz enquanto cruza ou braços--

Enel- estamos ensopados, não é pra menos que estejamos com frio. --na verdade eu não estava com frio, mas me senti mal por apenas ela estar sofrendo--

Enel- espere um pouco vou lá em cima pegar umas roupas pra você se trocar.

(...)

Corri no andar de cima e procurei por alguma roupa no meu guardas roupas que servisse na Evam, mas como era sexta-feira todas as minhas roupas estavam no cesto esperando ser lavadas.

--Volto à sala sem ter encontrado nada e ela esta em pé um pouco inquieta--

Enel- desculpe Evam, mas como amanhã é dia de lavar roupa, todas estão sujas no cesto.

Evangeline- não tem problema. Eu não em importo de ficar assim. --diz sorridente, mas logo dá um espirro--

Enel- você vai acabar resfriada... Acho que não tem jeito vou ter que usar meus poderes...

Evangeline- tem certeza? Não seria perigoso usar seus poderes sendo que tem vários sensores de energia por toda a cidade? Você pode ser descoberto.

Enel- se for uma quantidade pequena não tem problema...

Me aproximo e abraço ela pondo sua cabeça em meu ombro.

Enel- feche seus olhos por favor.

Em seguida coméço a fazer a água das nossas roupas e cabelo evaporar.

Enel- pronto. Já pode abrir os olhos.

Evangeline- nossa, minhas roupas estão secas, que incrível.

--depois disso ela ficou um pouco quieta e pensativa--

Enel- algum problema?

Evangeline- Agora que parei pra pensar, já estamos namorando a alguns dias, mas não sei nada sobre seu passado ou sobre seus poderes.

(???)- não fale...

Enel- (de novo a voz?)

Enel- bem... eu sou um pouco diferente dos outros Deuses. muitos deles possuem poderes elementais ou de melhoria física como velocidade e força, mas... no meu caso é um pouco diferente.

Evangeline- como assim diferente?

(???)- não conte...

Enel- prefiro não falar sobre isso se for possível.

--digo enquanto solto ela--

Evangeline- tudo bem...

--Me viro de costas e começo a ir em direção a cozinha--

Evangeline- se você não vai dizer...

(???)- CUIDADO!!!

Evangeline- vou ter que descobrir sozinha então...

Pela primeira vez em 200 anos, senti a energia de um ser que não queria voltar a encontrar.... Um demônio!

Evangeline- MORRA DEUS IMUNDO!!!

Continua...


Notas Finais


Se tiver algo escrito errado é culpa do corretor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...