1. Spirit Fanfics >
  2. Attack on Titan! Dear Ellie. >
  3. The end.

História Attack on Titan! Dear Ellie. - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Opa, esse é o capítulo final da terceira temporada okay? Kkkkk boa leitura.

Capítulo 25 - The end.


Fanfic / Fanfiction Attack on Titan! Dear Ellie. - Capítulo 25 - The end.


Havíamos chegado a muralha que nos separava do distrito de shiganshina e todos pareciam tensos com o que viria pela frente. E como havia titãs lá dentro não poderíamos abrir o portão então iríamos montar elevadores para transportar os cavalos até o topo das muralhas. E nesse meio tempo foi liberado para que alguns de nós entrassem para fazer o reconhecimento.

E claro eu me ofereci, e assim que nos deram a oportunidade eu sumi em direção a minha antiga casa que eu torcia para estar de pé ainda. Precisa procurar algo sobre minha verdadeira origem queria estar ciente do que meus pais haviam escondido de mim até então. E isso parecia mais próximo do que nunca, e quanto mais eu me aproximava maior ficava meu sorriso ao ver que a casa estava inteira só coberta por flores e galhos.

Estava perto da casa mas fui desviada por um belo tapa de um titã que estava por alí me jogando para dentro de um prédio quebrando a janela com as minhas costas. Me levantei o mais rápido possível me escondendo do titã que procurava pelo buraco. Mas graças aos céus ele finalmente desistiu de procurar e se mandou dalí, me levantei caminhando até a minha casa entrando sem fazer muito barulho. E me senti aliviada aquele lugar me trazia uma grande nostalgia, junto ao conforto e a tristeza.

Me sentei amarrando uma pedaço de tecido no meu braço machucado pelos vidros da janela anterior. Caminhei até a porta branca com flores pintadas, e sorri ao lembrar do meu antigo quarto. Entrei observando tudo em seu devido lugar, meus brinquedos e minhas pinturas. Eu era uma artista antes de tudo, segundo meu pai era dom da minha mãe.

Olhei meus antigos vestidos que também haviam pertencido a minha mãe. Eu os amava usar e meu pai vivia brigando por eu sempre sujar meus vestidos ou rasgar eles enquanto brincava nas árvores.

Saí do meu antigo quarto andando calmamente até o de meus pais, abri a porta olhando em volta passando a mão sobre os móveis empoeirados. Peguei o casaco favorito do meu pai o abraçando sentindo algumas lágrimas escorrendo em meus olhos. Procurei nas gavetas e nas caixas e por tudo, mas não havia encontrado nenhuma pista ou algo do tipo.

Mas ao encostar na parte de trás do armário a parte de trás virou abrindo uma passagem para um comodo escondido, desci as escadas desconfiada daquele local mas segui até uma tocha e cada vez eu descia mais. Até chegar em algo parecido com uma casa porém subterrânea, e ok isso realmente era uma surpresa imensa o que realmente tinha aqui dentro.

Mexi em tudo que tinha por ali desde prateleiras até as camas, precisava achar algo só assim descobriria o que Reiner queria a final. Achei alguns livros então resolvi ler eles, mas ao final percebi que aquela era a letra do meu pai..

"Eu e a minha esposa fugimos, mesmo sendo Marleyanos puros nossa filha era uma eldiana por algum motivo ela herdou um titã. E não foi a pior parte afinal de tudo, eles queriam usar ela para teste e nos transformar em titãs."


"Chegamos a ilha paradis e ainda éramos jovens mas esse lugar ele é diferente. As pessoas são gentis se importam com a vida com os bens e não ligam quem o que você é eles só querem sobreviver."

"A nossa doce Ellie está agora com três anos, e estamos finalmente sendo felizes. Eu entrei pra guarda agora minha meta é defender minha doce e pequena filha."

"Fomos atacados, era um espião de Marley. Ele sabia de tudo, da nossa localização e quase matou todos nós... Mas minha amada se sacrificou por nós dois."

Eu já estava chorando, a vida dos meus pais havia sido difícil por causa de mim. Eu me sentia péssima, e agora pior ainda ao descobrir que minha mãe foi assassinada e como eu não tinha essa memória. E como eu poderia invocar o poder de titã, seria igual o Eren?

Estava com esses pensamentos, quando chão começou a tremer e no meio disso tudo as coisas começaram a desmorar. Tentei salvar o máximo que pude e enquanto corria dali achei algo diferente porém reconheci o rosto, como estava escrito no verso era uma fotografia dos meus pais.

Eu queria me sentir emocionada por ver o rosto da minha mãe mas assim que saí da casa vi o titã de ataque voando enquanto era perseguido pelo blindado. O que estava acontecendo por que eles estavam aqui afinal. Desviei de algumas pedras subindo pra algum ponto alto da cidade observando aquela confusão toda que rolava alí.

Procurei por algum conhecido e acabei achando o Jean, ele me explicou que foi uma emboscada inimiga e que o titã bestial estava do outro lado da muralha nos esperando com muitos titãs e pedras. Respirei fundo guardando a foto em meu bolso. Estávamos em uma guerra agora!

Já estava equipada então avancei junto a Jean ajudando a limpar a área dos titãs que restavam dentro da muralha. Uma explosão foi ouvida ao fundo era o titã blindado sendo explodido pelos nossos canhões novos, era lanças foguetes que podiam explodir aquelas carcaça dura.

Precisávamos segurar as pontas até o Eren conseguir fechar o portão com seu endurecimento e estava sendo difícil os titãs pareciam mais organizados dessa vez. Agora estavam cercando nossos cavalos isso com certeza era ordem do bestial. Agora as coisas estavam ficando mais complicadas, e pra ajudar eu estava com medo já que não tinha visto o Bertholdt ainda... O que aconteceria afinal?

Só voltei minha atenção ao campo de batalha quando vi uma pilha de pessoas e casa sendo levadas por uma onda de pedras arremessadas pelo bestial. Ele havia matado centenas de soldados em apenas um lançamento e estava todo mundo assustado com isso.

Me juntei a Erwin e ele parecia concertado demais naquele assunto então ele se virou me olhando e sorriu bagunçando meu cabelo levemente.

- Volta pra muralha pequena, ajuda o Armin e a Mikasa deixa isso aqui comigo! - O olhei sem entender nada e então ele segurou minha mão dando um beijinho nela. - Seu pai teria muito orgulho de você, cuida do Levi pra mim.

- Comandante....

Ele sumiu com a tropa para fora da muralha em direção ao titã bestial e eu obedeceria a ordem do meu comandante. Voltei até meus amigos encontrando um Eren preparado pra selar o portão e foi isso que ele fez, e quando Mikasa estava prestes a finalizar o Reiner algo passou voando muralha a dentro.

Foi uma suposição mas eu sabia que havia algo dentro daquele negócio, corri até o pessoal vendo aquela explosão em camera lenta passar pelos meus olhos, meus amigos se machucariam eu não podia deixar e nessa corrida que parecia ter durado muito tempo senti uma energia forte e logo depois fui jogada para longe sentindo meu rosto esquentar muito pelo vapor muitos cacos de vidro contornando minha pele.

Me levantei sentindo meu corpo pesar com as dores que eu sentia no momento e sim eu estava preocupada com Armin e Mikasa tanto que os procurei por tudo. Eles estavam protegidos por um escudo de cristais semelhantes aos da Annie. Mas isso não era momento para pensar, o gigantesco titã colossal estava caminhando em direção a muralha agora para tentar impedir Eren que estava ainda fechando o portão.

Não tínhamos como impedir ele isso era terrível ele chegaria no Eren antes mesmo de nós todos já que era impossível vencer ele agora. Eu já tinha entrado desespero mas Armin disse que tinha uma plano só precisávamos de uma distração. E que ele e o Eren resolveriam tudo a partir dali e eu confiava nele mais que tudo seus planos sempre deram certo desde a infância.

Com isso tínhamos um colossal caminhando em direção a muralha enquanto um garoto loiro fazendo algo que não dava ver de tão longe. Mas ele parecia estar tentando distrair o titã mas a gente não havia entendido bem o porque, só conseguíamos pensar em mobilizar o colossal ou melhor o Reiner já que ele havia sido retirado já.

E em meio a esse vem e vai que ouvimos apenas o titã colossal se desmanchar enquanto alguns pedaços já desmoronavam. Pelo que entendi Armin havia criado a distração para que o colossal focasse seu ar quente em apenas um lugar e quando precisasse recarregar Eren o derrubaria.

E deu certo. Eu estava tão feliz com isso, finalmente havíamos capturados os dois e obteríamos informações sobre eles e de onde eram e quais seus motivos. Mas isso foi impedido pelos gritos das pessoas do lado de fora da muralha e algum tempo depois as pessoas voltaram entre eles o corpo de alguém tão querido por mim.

Erwin estava sem vida agora deitado sobre aquele telhado velho e eu já me encontrava chorando no momento tentando acordar ele. Levi chegou em seguida, coberto de sangue e por mais que tivesse tomado um susto com isso, eu havia achado que nada mais me abalaria até ouvir o Eren gritar quando encontrou um corpo carbonizado que ele gritava ser o Armin.

E no meio desse desespero nosso fomos pegos de surpresa pelo tita carroceiro com um homem logo acima ele capturou o Reiner e quando achamos que ele iria se mandar senti meu corpo ser puxado e eu fui capturada a última imagem que vi dos meus amigos mortos e meu amor coberto de sangue.


Notas Finais


Irra, e agora clã. Beijinhos!👉👈😳🤧


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...