História Attraction - Clace ( Katnic) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias A Mentira (Easy A), Christian Collins, Dominic Sherwood, Hannibal, Katherine McNamara, Keegan Allen, Lily Collins, Lucy Hale, O Pacto, Pretty Little Liars, Shadowhunters, Simplesmente Acontece (Love, Rosie)
Personagens Alex Stewart, Aria Montgomery, Christian Collins, Clary Fairchild (Clary Fray), Jace Herondale (Jace Wayland), Keegan Allen, Olive Penderghast, Personagens Originais, Rosie Dunne, Sebastian Verlac (Jonathan Christopher Morgenstern), Valentim Morgenstern
Tags Dominic Sherwood, Katherine Mcnamara, Katnic, Romance, Series, Shadowhunters
Visualizações 96
Palavras 5.156
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


📖🔥

Capítulo 11 - Não há volta....


 

"Ele me faz alguém que não reconheço, alguém que nunca tive a chance de ser ... alguém que eu gosto".

Clary

Eu observo Jace durante todo o percurso.  Ele disse que estávamos indo para "casa", mas quando paramos no enorme prédio cercado por uma cerca alta de arame com arame farpado eletrificado correndo ao longo do topo pontuado por portões e guardas eletrônicos, presumo que fomos ao clube dele.  Mesmo estando na família em que estou, não tenho visto a segurança tão apertada, ou pelo menos não transmitida em voz alta.  Não, Chase é muito mais discreto.

Minhas mãos apertam o estômago de Jace enquanto eu o seguro com mais força.  Eu só vou ter alguns dias com ele.  Eu quero apreciá-los.

Ele puxa sua moto para a garagem e eu deslizo para os meus pés.  Ele se junta a mim, passando o braço em volta da minha cintura e me levando para o prédio anexo.  O homem que esteve com ele na cidade está aqui.  Ele é um homem alto, com cabelos curtos , com uma aparência agradável.   Ele tem um olhar no rosto que me faz querer corar e eu nem sei o porquê.  Eu acho que são as promessas sujas que até eu consigo ler nos olhos dele.  Ele está vestindo um corte de couro como o de Jace, com uma camiseta branca por baixo e jeans apertados moldados ao corpo.

__Pare de olhar para minha mulher, filho da puta.- Jace  rosna para ele, e eu paro de olhar para Jace.  Ele está lançando um olhar para o cara como se ele pudesse matá-lo.

O homem encolhe os ombros e diz:

_Sou apenas humano.

__O que significa que eu posso matar você, então afaste-se,- Jace rosna de volta.

_Oi linda , Eu sou a Alex .- ele diz piscando, ignorando totalmente o aviso de Jace.

  Quando ouço o rosnado de Jace, tenho que concluir que o Alex pode não ser muito inteligente.  Eu com certeza ele gostaria de irritar Jace.

_Oi.- eu sussurro, xingando-me por corar.

Jace quase me puxa para longe de Alex enquanto mergulhamos mais fundo na sala.  Isso pode ter sido um erro.  Obviamente, há uma festa aqui.  Tem mulher  Mulheres nuas.  Eles estão dançando e ... Oh.  Meu  Deus.  Há uma mulher fazendo sexo com dois homens nas costas - ao mesmo tempo.  Eu paro morta no meu caminho.  Jace tenta me puxar novamente, mas não estou pronto para chegar perto disso.

__Clary?

Afasto meus olhos da mulher que é ... bem ... _Jace, finalmente consigo dizer: __Não acho que pertenço a este lugar.- Puxo meu braço dele, pronta para correr de volta para fora.

__Onde você pensa que está indo?

__Eu ... acho que não sou o que você procura, Jace.  Acho que não estou nem perto.  Eu preciso ir.

__O que há de errado com você agora?

Estamos começando a atrair atenção - e essa é a última coisa que quero.  Fico na ponta dos pés e tento alcançar seu ouvido.  __Eles estão transando! - Eu sussurro, embora pareça mais um assobio porque ... realmente, quero dizer, ele pode ver.  Eu não deveria ter que explicar isso a ele.

Seus olhos voltam para o trio.  Acabei de ver um trio.  Um trio da vida real!  Seus lábios se movem para um sorriso completo .

Espero que ele me vire e me ajude a sair daqui.  Ele não.  Em vez disso, ele me vira, então eu estou de frente para eles.  Ele me aprisiona com o braço, me segurando contra o peito.  Seu hálito quente desliza ao longo do meu pescoço enquanto ele sussurra no meu ouvido.

__O que há de errado, querida?  Isso não te excita?  Veja como Caio segura a cabeça dela enquanto ele empurra seu pênis em sua boca.  Ela gosta disso.  Você vê como ela puxa contra seu aperto quando ele desliza de volta?

__Jace, por favor ... eu não ...

__Veja como ela empurra sua bunda contra Keegan toda vez que ele mergulha seu pênis nela.  Ela está pegando fogo pelos dois.

 

Suas palavras são sombrias e proibidas, exatamente como o que estou vendo agora.  Eu não deveria estar assistindo isso.  Eu não deveria estar ... excitada.  Eu estou mesmo que não queira ser.  Estou completamente excitada.  Tanto que eu posso sentir a umidade acumulando na minha calcinha.  Tento virar a cabeça porque assistir isso vai contra tudo o que já me disseram.  O Jace nem me permite esse conforto.  Ele morde a lateral do meu pescoço, puxando a pele e depois deixa a língua afastar a picada para nos manter tão conectados que eu não posso me virar.

__caio e Keegan estão perto, doce Clary.  Eles fazem isso com frequência.  Eles trabalham em equipe.  Eles adoram levar uma mulher à sua beira.  Trabalhando juntos até que a mulher não saiba de nada ou alguém esteja por perto.  Tudo o que ela pode fazer é pegar o que eles decidem dar a ela.  Foda-se cada vez mais, até que eles lhe dêem o que ela realmente quer.

__Jace, por favor ...

__Caio está se preparando para atirar sua carga na boca dela.- ele aponta, ignorando meu pedido.  __Você pode dizer pela maneira como ele está dirigindo cada vez mais rápido para ela.  Você acha que ela vai beber o esperma dele na  garganta?  Ou será demais e sairá da boca dela ...?

__Jace  ...- Eu quase choro, porque quando sua mão segura o meu peito e ele brinca com ele, como ele fez no cemitério, eu sei que ele poderia me fazer gozar.  Assim, fazendo nada além de me provocar e proferir suas palavras obscenas e imundas enquanto assistimos essas três pessoas fazerem o que eu só posso desejar que ele estivesse fazendo comigo.  Isso me deixa horrível por gostar?  Por que me sinto horrível - e animada?  Estou tão confusa e quero mesmo fugir.

Jace não me deixa.  Em vez disso, ficamos no meio do clube dele.  Sua mão se move do meu peito e desliza para o meu jeans.  Isso me choca, e luto, tentando me mover e espiando para ver se alguém está nos observando.  Ninguém é;  eles estão todos rindo e conversando como se esse tipo de coisa acontecesse o tempo todo.  Estou começando a acreditar que talvez sim.  O braço do Jace em volta de mim aperta ao ponto de quase dor enquanto ele morde a junção entre meu ombro e pescoço - em aviso.  Eu instantaneamente fico imóvel.  Em recompensa, seus dedos acariciam minha boceta, e eu sei que é uma recompensa porque ele beija minha orelha, chupando-a em sua boca e usando sua língua para provar a pele lá.

__ Boa menina.  Nós vamos ficar assim até que eles a façam gritar de prazer.  Não vamos ficar no segundo show.  A essa altura, querida, vou levá-lo de volta ao meu quarto e comer aquela boceta doce e molhada.

Suas palavras fazem meu corpo tremer.  Eu sei que deveria estar protestando, mas não posso.  É uma fantasia proibida em que pareço estar presa dentro e meu corpo parece estar à beira de um precipício.  Eu preciso disso.  Isso é exatamente o que se resume.  Não sou nada além de uma mulher que precisa de tudo que Jace está fazendo.  Vou me preocupar com mais alguma coisa mais tarde.  Eu mentiria se dissesse que não era emocionante e excitante assistir os três fazendo sexo.

__Você está imaginando como seria o brinquedo para dois homens, Clary?.-Ele pergunta.  __Para que um homem te dê seu pau nesta doce boceta molhada ... enquanto outro estica sua pequena bunda apertada?

Suas palavras sombrias continuam a me torturar.  Meu rosto esquenta com uma mistura de vergonha e emoção.  Mordo meu lábio para impedir que o som escape enquanto ele desliza os dedos contra o meu clitóris.  Minhas mãos, que foram inúteis, mordem os lados de suas pernas porque sinto que posso cair.

__Você está tão molhada, querida.  Diga-me, você quer que eu faça ?  Deixe seu creme doce correr por todas as minhas mãos enquanto eu foder você, para que você possa assistir keegan e caio  dando a mulher sua porra?

Minha pele está quente, corada ... estou no fio da navalha.  Quero dizer que sim, porque quero ir.  Mas não aqui.  Assim não.  Talvez seja a isso que Jace está acostumado, o que ele gosta.  Está quente.  É emocionante, mas ...

__ Tarde demais, querida.  Assista - sua voz escura sussurra.

Meus olhos estão colados na mão dele e onde desapareceu na cintura da minha calça jeans e calcinha.  Eu os trago de volta automaticamente para Saber e seus amigos.  Saber tem seu pênis na mão empurrando-o repetidamente, segurando-o sobre o rosto da mulher.  Então, ele cobre a boca e o rosto com o esperma.  Ele está segurando a cabeça dela com força pelos cabelos, batendo com o pênis na boca dela enquanto ele ejacula com força, deixando uma faixa branca de líquido espalhada sobre ela.

Ao mesmo tempo, o outro homem bate nela com tanta força por trás que você pode ver fisicamente o modo como ele empurra o corpo dela.  Seu grito soa .  Não sei se mais alguém está ouvindo porque não consigo desviar o olhar.  Observo como a mão dele se move sob ele e desaparece entre as pernas dela.  Ela grita e empurra de volta contra ele, o tempo todo tentando lamber o esperma de Caio.

Eu esqueço de respirar enquanto vejo os três terminarem.  A garota cai porque suas mãos e joelhos se recusam a segurá-la mais.  Eu teria pensado que seria o fim disso, mas é como se eles nem respirassem.  Caio coloca um preservativo.  Keegan faz o mesmo, e eu sei que eles estão se preparando para uma segunda rodada. Observo . Caio pegar seu próprio esperma no peito e no rosto da mulher.  Ele cobre o preservativo e depois se posiciona atrás dela.

__Ele está se preparando para levar a bunda dela.-  sussurra Jace.  __Eu vou te foder assim.  Estique sua bundinha tão forte que você vai pensar que eu a dividi em duas.

Suas palavras trabalham para me tirar da neblina com sua afirmação chocante, ao mesmo tempo em que me incendiam.  É então que vejo um homem em uma mesa em frente a nós, assistindo tudo o que Jace está fazendo comigo.  Estou em chamas.  Eu preciso ir, mas não assim.  Eu não quero que seja assim.

__ Jace, por favor ... .- Eu choramingo, olhando para ele e tentando desviar meu corpo do estranho.

__O que é, Clary?-  Ele pergunta, sua voz dançando em todos os nervos que terminam no meu corpo.

__Leve-me para o seu quarto, por favor?-Eu pergunto a ele.

Ele nem faz uma pausa.  Ele tira a mão e me pega nos braços para me levar.  Eu enterro meu rosto em seu pescoço e seguro, desesperada por ficar sozinha com ele.

Jace

"É uma guerra dentro de mim, querer sujar Clary e saborear sua inocência."

 

Eu luto comigo mesmo. Era um risco empurrá-la até agora, mas foda-se era divertido.  Ela é tão jovem, tão imaculada pelo mundo.  Eu posso pegá-la e fazê-la minha completamente.  A ideia se instalou dentro do meu cérebro e não consigo me livrar dela.  Por que eu precisaria seguir em frente?  Eu quero possuí-la.  Eu quero que ela seja minha para fazer o que eu quiser.  Não é racional, mas é fodidamente real.  Quando Alex continuou olhando para ela, eu queria acabar com o filho da puta.  "Minha" era a única palavra que meu cérebro repetia.  Eu me senti como um homem das cavernas, e a única palavra que eu pude formar era ... minha.

Eu a levo para o meu quarto, ajudo-a a ficar de pé e tranco a porta atrás dela.  O silêncio na sala é espesso, e espero que ela me diga o que está pensando.  Não demora muito.

__Eu não sou essa pessoa.- ela sussurra como se tivesse algo para se envergonhar.

__o que ?

__Eu nunca vou ser alguém que possa se sentir confortável fazendo o que acabamos de assistir.- diz ela, e como se ainda estivesse vendo, seu rosto fica vermelho como sangue.  Algo me agrada, mas ainda quero que ela admita que gostou.

Inclino-me contra a porta, observando-a.  Meus olhos viajam para cima e para baixo em seu corpo.  Ainda vejo sinais de excitação no corpo e na respiração dela, sem mencionar que ela está tendo problemas para encontrar meus olhos.

__Você gostou, querida.  Mesmo agora, você está morrendo de vontade de vir - digo a ela, cruzando os braços e esperando que ela me admita.

__Isso foi…

__Estava fodidamente quente como o inferno. -  digo a ela, e de alguma forma, seu rosto fica um rosa mais escuro.

__Se eu fizer sexo com você ... -  ela começa.

Mas eu não a deixo terminar.  __Não há 'se', Clary.  Eu vou ter você.  Antes de você sair desta sala, terei você várias vezes - prometo a ela.

__Nesta quarto.- diz ela, os nervos fazendo sua voz tremer.

__Você tem algum problema com isso?

__Nesta quarto, não lá fora.

 Ela dá um passo para trás, mas eu não a deixo recuar.  Eu deixei minha mão segurar a lateral do pescoço dela.  Seus olhos verdes são grandes e eu olho diretamente para eles, então ela vê que o que estou prestes a dizer a ela é a verdade.

__Ninguém me verá trazendo prazer para você, exceto eu, se é isso que você quer.  Estar com outro significa que deve ser agradável para nós dois, mi cielo.

__Você ... Você gosta ... do que eles fizeram?.- Clary pergunta.  __É isso o que você faz?

__Você está perguntando se eu gosto de compartilhar mulheres?  Sim, eu faço às vezes.

__E na frente das pessoas?

__Não.  Eu gosto de dar a minha parceira toda a minha atenção.  Não preciso que outros gostem disso comigo.

__Oh.

__Mas, Clary, não há nada errado com as pessoas que precisam desse tipo de prazer em suas vidas.

__Escute, Jace, eu realmente gosto de você e tudo, mas acho que não posso fazer isso.  Eu não quero isso.

__Você é uma Mentirosa.  Você quer que eu prove isso?

__Não, não sou mesmo.  Estou falando sério.  Eu quero ser honesta com você - ela diz, se afastando de mim.  Desde que ela está indo para a cama e se sentando e não tentando sair do quarto, eu a deixo.

__Estou ouvindo.- eu a indigo quando ela fica quieta.

__Foi preciso toda a minha coragem para me entregar a você.  Até te conhecer, nunca pensei muito em sexo.  Então ... isso é meio novo para mim.

A parte cansada de mim quer chamá-la de mentirosa, mas não posso negar a honestidade tímida em seu rosto agora.  Meu peito aperta em reação, e essa porra de palavra explode em meu cérebro novamente: minha

__Clary ... chegamos longe demais para voltar agora.

__É isso mesmo.  Eu não posso ser essa mulher lá fora.  Eu simplesmente não posso ...

__Eu disse que não faço shows públicos.  Não há ninguém neste quarto além de você e eu, querida.

__Foi ... interessante assistir.- ela se atrapalha.

__Interessante?- Eu pergunto, cheia de descrença.

__Foi excitante ...

__Estava fodidamente quente.- eu a corrijo, depois me chuto enquanto ela se sacode fisicamente, como se eu a batesse.  Porra, eu continuo esquecendo como ela é jovem e, diabos, como ela é inocente ... mesmo que essa seja a razão dessa conversa.  Eu nunca lidei com isso antes.  Será que vale a pena, mas isso não importa.  Não ficarei satisfeito até tê-la.  Minha

__Mas eu não posso fazer isso.  Eu não quero fazer isso.

Eu suspiro, cansado de falar.

__Diga-me exatamente o que você não pode fazer, Clary para que possamos encerrar esta conversa.

__Eu não posso ser ela!

Dessa vez, meu suspiro saiu mais como um grunhido porque, Jesus, eu sei que ela é jovem, mas desde quando isso ficou tão difícil de entender de uma mulher?

__Quem?

__Não quero fazer sexo com mais de uma pessoa, mais que você.  Eu não posso fazer isso, Jace.  Não posso e ... não vou. -Ela respira fundo.  __Então, acho que é melhor se você apenas ... me levar de volta agora.

__Você vê mais alguém nesta quarto, Clary?

__Bem, não, mas ... tudo isso era obviamente normal para ...

__Para eles, sim.  Eu não trouxe você aqui para compartilhar com qualquer pessoa do caralho.  Você não me ouviu ameaçar meu próprio irmão lá fora por apenas olhar para você?

__Bem, sim, mas eu não achei que você estivesse falando sério.

__Eu estava falando sério.

__Você é muito confuso, Jace.

__Jesus, mulher, se olhe no espelho.  Agora, terminamos essa maldita discussão?

__Eu acho.

__Obrigada,  Agora tira.

__Tirar o quê?

__  Tire essas roupas. 

Seu rosto fica mais colorido, mas não tem mais nada a ver com vergonha.  Agora, ela só está chateada comigo.  Eu gosto disso.  Eu gosto quando ela me mostra espírito.

__Você percebe que eu nunca fiz isso antes, certo?

__Sim, e isso está me deixando louco.

__Você não deveria estar entendendo?  Ou ... talvez até atencioso?

__Não.  Eu só devo garantir que você volte várias vezes e não possa andar quando terminar e o que farei.  E, como um bônus adicional, farei seu corpo desejar o que só eu posso dar, para que você sempre queira mais ... mesmo quando eu fiz você gozar tanto que desmaia de prazer.  Agora, mi cielo ... tira.

Clary

"No que eu me meti?"

Tira, ele diz.  Como isso é tão fácil.

Eu poderia odiá-lo agora.  Sinto como se estivesse em uma maldita montanha-russa desde que Chase me confrontou.  Este dia com Jace não fez nada para resolver todo o medo e convulsão dentro de mim.  Agora, depois de me passar pelo espremedor, ele apenas fica lá e me diz para tirar a roupa.

Eu deveria dizer para ele se foder.  O problema é que ele provavelmente encontraria alguém para me substituir.  Não se trata de amor.  Não haveria amor com Jace, mesmo que Chase não estivesse na foto.  Eu não vou conseguir amor.

A imagem de Chase vem à mente.  Mordo o pânico e, em vez disso, centralizo meu olhar em Jace, enquanto mexo nas minhas calças.  Acabo tirando , mas definitivamente não é sexy e sedutor como nos filmes.  Eu quase caio quando os começo.  Eu me sinto estúpida.  Eu me levanto e respiro fundo.  O Jace fica ali sem dizer nada.  É como se ele estivesse me desafiando a ir mais longe, como se ele não achasse que eu faria isso.  Ele provavelmente tem um bom motivo para pensar que não.  Meu nervo está prestes a fracassar.  A única coisa que me faz continuar é a lembrança do beijo de Jace e seus dedos na minha pele.  Isso me dá a coragem de puxar a camisa sobre minha cabeça.  Agora estou aqui de calcinha e sutiã  observando-o.

__Sutiã primeiro, querida.

Eu respiro fundo outra vez;  estremece através do meu corpo e sai irregular.  __Você está meio que sendo idiota.-digo a ele, estendendo a mão para trás para desfazer o fecho.

__Eu gosto de assistir você, doce Clary.  Gosto de lhe dar ordens e de executá-las.

__Eu não sou uma serva ...

__Aqui Clary.  Eu quero que você tome minha direção.  Faça o que eu lhe pedir.  Me dê isso e eu te recompensarei.  É meu trabalho mostrar seus limites e pressioná-los.  Meu trabalho é dar ao seu corpo exatamente o que ele precisa ... e o que ele desejará.

Suas palavras me cobrem suavemente como outra forma de sedução.  Eles fazem meus joelhos fracos e meu corpo responde, mas ao mesmo tempo eles me deixam triste.  Não vou ter tempo com o Jace e acho que já anseio pelo que ele pode me dar.  Vai piorar depois que eu realmente dormir com ele?

Minha mão cobre meu peito enquanto deixo meu sutiã escorregar de um ombro, depois exercito a coragem de removê-lo completamente.  É quando eu vejo seu corpo apertar, seus olhos colados a mim.  Este homem forte, coberto de tatuagens , está totalmente envolvido em mim agora.  Ele está assistindo todos os meus movimentos.  Eu tenho toda a atenção dele e ele está cheio de necessidade ... por mim.  Algo sobre isso me impressiona profundamente.  Eu posso seguir as ordens dele, mas me sinto poderosa agora.  Largo o sutiã e tento ser corajosa o suficiente para não mergulhar no chão e encontrá-lo.

__Bella.- ele sussurra.  Eu preciso aprender espanhol.  Chasse e Christian me fizeram estudar francês na escola porque a família tem casas e empresas lá.  Quando me afastar, juro que memorizarei e aprenderei cada palavra para poder reviver esses momentos.  Eu já tenho certeza de que qualquer coisa que venha depois de Jace nunca me tocará como ele.

__Jace…

__Você é linda, mi cielo.- ele geme.  __Tão linda !.- Ele veio até mim.  Suas palavras dançam na minha pele enquanto seus lábios encontram gentilmente meu ombro, suas mãos grandes segurando meus quadris.  __Você tira meu fôlego.

Parece uma linha, e talvez seja, mas me faz sentir bonita.

__Deite-se na cama.-ele me diz.

Mordo o lábio inferior para não dizer a ele que não estou pronta.  Deito, deixando minha cabeça cair metade no travesseiro e metade no colchão.  A cama está desfeita e os lençóis estão amarrotados.  Eu me preocupo que ele tenha outras mulheres aqui, mas uma vez que me deito, seu perfume e perfume me cercam, me confortando.

Eu suspiro quando suas mãos circundam meus joelhos e ele me puxa de volta para ele.  Eu o observo atentamente.  Ele pega a cintura da minha calcinha e olha para mim.  Ele pisca.  Então, assim, ele as rasga.

__Eu não tenho nenhuma outra.

__Não quero que você cubra minha propriedade.- diz ele.  __Você não vai mais usá-los, Clary.  Quero você nua sob a roupa e pronta para mim sempre que eu quiser.

Quero discutir, mas isso é algo que posso dar pelos poucos dias que restam com ele, então não o faço.  Ele empurra minha calcinha arruinada no chão e se posiciona entre as minhas pernas.  O calor bate no meu corpo, e uma mistura de desejo e vergonha flui através de mim, deixando minha pele rosada.  Eu posso sentir o calor queimando em mim.

__Jace eu acho, quero dizer ...-Paro de falar.  Acho que não poderia dizer outra palavra se quisesse.  Não importa, porque todas as minhas palavras param.  Eles se alojam na minha garganta, incapazes de se mover, quando sinto sua língua bater contra a parte interna da minha coxa, sua respiração contra mim.

__Deite-se e apenas aproveite, Clary . - diz ele, e eu faço exatamente isso - sem discutir desta vez.  Eu não posso discutir.  Eu sinto que posso desmaiar.

Jace

"Eu morreria um homem feliz com ela na minha língua por toda a eternidade."

Eu me sinto como um homem se afogando, me perdendo nela.  O cheiro de sua doce vagina me envolve e eu inspiro ... o néctar mais doce que eu já sonhei, finalmente ao meu alcance.  Eu mordo a parte interna da coxa dela, marcando-a.  Meu pau estremece em reação porque o filho da puta sabe que ele finalmente vai reivindicá-la.

Eu me afasto e rapidamente tiro minhas roupas, esperando que ela esteja distraída o suficiente para que a visão do meu pau não traga seu medo para a frente novamente.  Minha experiência com virgens é inexistente.  Eu não precisava que Clary me dissesse que ela nunca havia feito isso antes.  Seria um tolo para não vê-la.  O mero fato me traz alegria.

__ Jace ? - Sua voz suave pergunta, uma mistura de emoção e nervosismo.

__ Vou fazer você se sentir muito bem em um minuto - digo a ela.  Então, eu uso meus polegares para separar os lábios de sua vagina.  Seu clitóris pequeno e duro está latejando, chamando minha atenção.  Eu aplaudo minha língua, disparando dentro de sua entrada.  Seu gosto floresce na minha língua e eu gemo.  Um homem pode se tornar viciado em seu gosto.  Eu poderia me tornar viciado.  Eu empurro minha língua para dentro novamente, juntando mais creme e transando com ela.  Seus gemidos são o único incentivo que eu preciso.  Meu polegar desliza sobre seu clitóris e instantaneamente mais de seu creme se derrama.  Eu bato aquele pequeno nó duro com a língua várias vezes enquanto deslizo dois dedos nela.  Dou-lhe apenas um gostinho, deslizando os nós dos meus dedos. Ela aperta, todo o corpo tenso.

__Você tem que relaxar, querida ... relaxe seu corpo.

Um arrepio percorre seu corpo, mas lentamente eu sinto os músculos em sua vagina aliviarem.

__ Jace.. ?

__Sim, mi cielo?.- Eu respondo, deslizando meus dedos todo o caminho dentro de seu canal apertado desta vez.  Eu vou devagar, esticando-a porque ela é tão fodidamente apertada.  Mal posso esperar para afundar em casa.  Começo a foder com meus dedos, com cuidado e metodicamente, esticando-a para o meu pau e dando-lhe prazer ao mesmo tempo.  Eu uso meu polegar para acariciar seu clitóris novamente, dando-lhe o prazer extra que ela precisa para trazê-la perto do orgasmo.

__O que ... o que você está fazendo?-Ela pergunta quando minha língua volta a provocar seu clitóris e lambendo o creme que flui ao redor dos meus dedos.  Seus quadris se movem contra a minha boca e os músculos de sua coxa se contraem enquanto ela tenta cavalgar.

__Dedo transando com você.-eu murmuro contra seu clitóris, puxando o pedaço latejante em minha boca, capturando-o entre os dentes e amarrando-o com a língua.  Suas mãos descem para minha cabeça, seus dedos passando pelos meus cabelos.  Ela está me puxando para sua buceta.  É ainda mais erótico porque ela não tem ideia do que precisa.  É puro instinto. 

__Mas você ... eu pensei que estávamos indo para ..."

__Pensou o que, querida? - Eu pergunto, me afastando um pouco para que eu possa ver o jeito que ela chupa meus dedos por dentro.  Eu deixei minha língua dançar ao longo dos lábios dela, tocando meus dedos e juntando seu creme.

__Eu pensei que você estava indo ... Jace!" Meu nome é gritado quando eu a estendo aberta com os dedos e faço a entrada perfeita para a minha língua.  Eu a fodo com a língua e colho todo o suco doce que posso.  Eu empurro meu polegar contra seu clitóris endurecido, amando os barulhos vindos dela.  Quando olho para cima, ela está sentada para poder ver tudo o que estou fazendo com seu corpo.

__Eu vou te levar.  Vou levá-la de todas as maneiras imagináveis ​​... começando a consumi-la - digo a ela, ou talvez esteja avisando.  Envolvo meus braços em torno de suas coxas, puxando sua boceta no meu rosto.  Então eu como ela.  Minha língua empurra para dentro, transando com ela e adicionando a pressão da minha boca e nariz.  Solto apenas para lamber seu clitóris e chupá-lo na minha boca.  __Foda a minha cara, doce Clary.  Tome seu prazer.  Pegue. - Eu a encorajo enquanto ela tenta cavalgar.  Trago uma mão para trás e empurro meus dedos de volta em sua vagina enquanto a torturo com a boca, comendo, lambendo, provocando, fodendo e devorando-a.

__Jace !

Ela grita acima de mim, mas eu já posso sentir como seus músculos estão tremendo e me apertando.  Assim que a primeira onda de creme banha meu rosto, eu me afasto, levanto rapidamente enquanto ela está no meio de seu orgasmo.  Então, eu entro dentro dela, rasgando sua barreira virgem e fazendo-a completamente minha.  As paredes de sua boceta colidem contra o meu pau, espremendo a porra dele.  Ela grita e olha para mim com lágrimas nos olhos.  É preciso tudo o que tenho para me manter imóvel enquanto seus músculos tremem e se apertam contra meu pau, exigindo que eu me mova.  Eu não posso  Ainda não.  Eu devo isso a ela.

__Dói. -  ela geme através das lágrimas, mesmo enquanto seu corpo ainda estremece de seu prazer anterior.

__ Só por um momento, mi cielo.  Você pode sentir como você já está abrindo espaço para o meu pau?  Esticando para caber apenas no meu pau?  Meu…

Trago meus dedos entre nossos corpos, procurando seu clitóris e esfregando-o suavemente na minha necessidade de despertá-la ainda mais.  Depois de um pouco, deslizo um pouco mais para dentro.  Clary engasga, a cabeça pendendo de volta em prazer.  Eu continuo trabalhando seu clitóris até que seu fragmento de fome começa a me levar ainda mais fundo.  Quando eu chego ao fundo, bolas profundamente dentro dela, manobro seu corpo com cuidado para que eu esteja deitado sobre ela.  Eu beijo suas lágrimas, levando-as na minha língua, assim como eu fiz o suco doce de sua vagina.  Eles pertencem a mim, assim como o corpo dela.  Ela é minha agora.  Seu destino está selado e ninguém a afastará de mim, nunca.

__Você não deveria estar se movendo?-Ela sussurra, empurrando com os quadris e gemendo com a sensação.  Sorrio, sentindo uma felicidade que nunca senti antes.  Deslizo de volta e seus dedos mordem meu braço enquanto ela tenta me parar.  Os calcanhares de seus pés se enrolam na minha bunda;  ela se apega a mim quase tão apertada quanto sua boceta ao meu eixo, recusando-se a desistir.  Deixo apenas a ponta para dentro.

__Clary. _eu me ajeito, precisando ver o rosto dela.

__Jace ?

__Você pertence a mim.-digo a ela.

Em algum lugar ao longo do caminho, eu esqueci que isso só deveria durar até eu ficar entediado.  Fui capturado por esse pequeno deslize de mulher e não quero deixar ir.  Ela cura algo dentro de mim.  Ela acalma a fera que sempre arranhou por dentro, precisando se libertar.  Ela não me devolve as palavras, mas lambe os lábios e acena com a cabeça que sim.

É o bastante.  Para agora.

Eu empurrei com força nela, deixando minhas bolas baterem contra ela.  Eu me afundo nela e depois me afasto, apenas para empurrar novamente.  Preocupo-me por ter certeza de que ela está bem, mas quando seus quadris empurram para dentro de mim, paro de me preocupar.

Então ela sussurra:

__Mais.

Isso é tudo que preciso.  Empurro-a com mais força na próxima vez e não paro.  Cada impulso é mais profundo, mais sombrio.  Cada puxão cresce mais rápido até que nós dois estamos freneticamente se fodendo, seu corpo tentando acompanhar e atender todas as minhas demandas.  Mesmo quando ela termina o orgasmo, eu não desisto.  Minha mão puxa seu quadril para cima em um ângulo, então eu varro as laterais de suas paredes.  Ela grita com a estimulação adicional.  Meu pau afunda ainda mais, raspando seu colo do útero.  Foi quando eu deixei meus dedos irem ao seu clitóris e o manipular até que ela gritasse meu nome novamente e eu senti seu segundo orgasmo colidir com ela.  Eu bato nela, sabendo que estou pronto para explodir.  Quando ela se aperta contra o meu pau , eu deixo ir.  Sinto minha semente inundando seu ventre, pintando seu interior comigo ... eu

Antes que eu termine, cada centímetro dentro e fora dela será marcado e possuído por mim.  Só eu.

 


Notas Finais


E aí foi quente o hot ou não ? 🔥
E aí o que vocês acham que vai rolar daqui pra frente?📖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...