História August Sixth - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Sehun, Xiumin
Tags @filha_changlix, Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kaisoo, Kyungsoo, Sebaek, Sehun, Suícidio, Xiuchen, Xiumin, Yaoi
Visualizações 28
Palavras 1.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi pessoas do meu coração,turu bão?

Capítulo 1 - Park Chanyeol e Byun Baekhyun


Fanfic / Fanfiction August Sixth - Capítulo 1 - Park Chanyeol e Byun Baekhyun

Tudo começou quando recebi um telefonema do meu amigo de longa data:Minseok. Eu era o detetive de um pequeno bairro de Seoul. Ele alegava que nosso amigo avia morrido a poucas horas,e que o caso era um mistério para a polícia. Ninguém sabia o que de fato avia acontecido com Byun Baekhyun e Park Chanyeol,seu namorado!

O casal era reservado e sempre culto. Lembro-me de sempre ver Baekhyun sorrir,mas isso mudou quando ele anunciou o novo namorado. Ele era alto e com um sorriso encantador em seus lábios finos e avermelhados,o típico par ideal para o Byun. Eles demostravam realmente se amar de ante ao olhos alheios,sempre com carícias e se declarando um ao outro com muita frequência

Mas o que aconteceu com eles naquela noite chuvosa do dia 06 de agosto?o que de fato aconteceu no apartamento do casal?

Moradores ao lado do apartamento onde o crime aconteceu,relataram não ouvir nenhum tipo de ruído ou barulho que seja considerado suspeito. No máximo escutaram o casal mais uma vez discutir aquela noite. Também disseram que o casal brigava constantemente então nem se deram o trabalho de ir verificar o que acontecia no apartamento. Eles disseram que logo depois ouviram choros,e quando iam checar o que acontecia ouviram ambos falaram que se amavam muito,então deixaram tudo como estava.

E se ele realmente tivessem indo ver o que acontecia naquele apartamento?

Aquela foi a última coisa que escutaram no apartamento do casal,e foi a última vez que ouviram alguma coisa sair de suas bocas. Agora eles estavam mortos,ambos morreram com cortes profundos em seus pulsos e pescoços.

A Polícia não descartará o fato de poder ser um suicídio coletivo. Porém eu conheço o amigo que tenho — agora tinha — e sei bem que ele não seria capaz de cometer suicídio. Ele não tinha motivo de fazer tal ato.

Já eu não descarto o fato de pode ter cido um assalto?Não!não levaram nada do lugar. Talvez o casal avia se metido em problemas... Nada era compatível com o que tínhamos. Não avia nada fora do lugar,estava tudo em perfeito estado. A não ser uma coisa:Uma carta encontrada amassada na mão do casal

Engraçado como até na morte morreram de mãos dadas

Essa foi a única coisa a ser encontrada na cena do crime. Na carta avia um texto de despedida.

"Falho!nosso sistema e falho,nossa sociedade e falha,e nossas vidas foram falhas, onde deveriam ter cido concertadas a tempo... Porém não foram. Onde!onde eu errei?porque estou prestes a fazer isto?porque estou aqui? Onde? Onde estou?porque estou aqui?ninguém realmente se importa com que sinto. Irritado!é o que estou sentindo agora,irritação. Porque justo comigo?eu era uma boa pessoa. Quantas vezes eu falei sobre meus sentimentos com você,e quantas vezes fui ignorado?o que você fez?NADA!um belo e bonito nada. Estimável! Vou sentir saudades dos meus amigos,das nossas convesas. De você! Lastimável! Que lástima olha onde paramos!agora sou apenas um casulo onde não se abita mais nenhuma borboleta. Estou vazio. Estou indo agora,mas não se esqueça de mim

                             Byun Baekhyun

                              Park Chanyeol."

Sem sentido!aquele texto não avia sentido algum. Como ele escreveria algo daquele tipo?não faz o feitio do Byun! Não me conformo em acreditar naquele monte de merda escrito em um papel ensanguentado e borrado por conta de lágrimas que caia de seus olhos

— Ainda com isso Kyung?venha dormir!está tarde e você passou praticamente toda a manhã lendo essa carta – Jongin meu namorado falava deitado em nossa cama

— Estou muito concentrado,eu sei que não foi suicídio ,algo nesta carta está errado! –O moreno revira os olhos – Achei!

— Porque gritar estamos um do lado do outro! – Jongin levanta da cama e caminha até mim me olhando confuso

— Olhe estas palavras e me fale se notou algo de estranho – O mesmo assente e o mostro as palavras

—"Falho","Onde","Irritado","Estimável","Lastimável","Estou"? O que isso tem a ver com a morte do seu amigo? – O moreno me pergunta

— Peque as iniciais e veja a palavra que forma no final,confesso que no começo fiquei sem entender também mas depois fez sentindo – O expliquei e ele Pegou uma folha para lhe ajudar

— "F". "O". "I". "E". "L". "E" - Falou pausadamente para poder escrever em uma folha Branca que fora pega no meio tempo em que falava as palavras para o mesmo – "Foi ele"? O que isso tem a ver com a morte? Quem é "ele"? – Falou massando o papel e puxando uma cadeira para perto

— Eu conheço bem o Byun,ele nunca se mataria. E aqui está a prova! Agora só falta eu descobrir quem é "ele". Baekhyun não tinha motivos para cometer tal ato,e pelo que pesquisei,muito mesmo o Park. Ambos se amavam,não tem lógica.

— E você? - Ele se aproximou e me roubou um selar – Será que você me ama? – Falou fazendo um bico em seus lábios avermelhados e cheinhos

— Aigoo,que pergunta mais sem cabimento. Não está na cara que sou perdidamente apaixonado por você? – Beijo seus lábios e ele sorri com o ato concordando

— Promete que independente do que acontecer,você ainda irá me amar? — Ele me pergunta aflito

— Porque isso agora? Está escondendo alguma coisa? – Ele nega – Claro que continuarei a te amar meu amor – O abraço e ele coloca sua cabeça na curvatura do meu pescoço

— Eu tenho medo hyung –O olho sem entender absolutamente nada. Afinal medo de que?

— Jongin você está com medo de que? Não a nada a temer,eu estou aqui –ele sorri forçado e me abraça forte,como se a qualquer momento ele fosse me perder

— acho melhor irmos dormir. Está muito tarde e amanhã você precisa sair cedo – levanta e vai até cama deitando no seu local de costume,e logo em seguida me deito o abraçando por trás. entir seu cheirinho era a melhor coisa

— Eu te amo –ele sorri e se vira para mim,me encarando. Pode sentir borboletas em meu estômago. Que melancólico

— Também te amo –me dar um selar e outra vez fica de costas para mim se aconchegado nos meus braços. Começo a fazer cafuné em seus fios negros e macios,porém acabo dormindo antes dele


Notas Finais


Acharam que iam se livrar de mim tão fácil?estão muito enganados kksnsisnshkaMiwbkqkuabm (risada maléfica)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...