História Sexology? Really? - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Bts
Visualizações 972
Palavras 762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee

Capítulo 43 - A verdade....


Jimin- nunca mais saia sozinha. Ok?

-eu não quero ficar dependendo assim de você.

Jimin- sh!- ele coloca a mao dele na minha boca fazendo eu ficar quieta- você pode me chamar a hora que quiser.

-voce pode tirar sua mão?- eu falo com voz abafada por causa da mão dele e ele tira- obrigada.

Jimin- vamos logo pra casa. Ta muito frio. Acho que vai nevar

-uhul! Neveee!! Frozennnn!! Eu vou ser a Elsa e você a anna.- ele começa a rir

Jimin- como eu sou mais sério, eu devia ser a Elsa.

-é verdade..."você quer brincar na neve?"

Jimin- não podemos fazer isso, eu não posso ficar pelado na neve, vou congelar.- ele entendeu errado (aquela carinha) 

-voce entendeu errado seu pervertido

Jimin- ah ta...- ele dá um sorriso bobo

-adianta.- eu procuro meu celular- cadê meu celular?

Jimin- meu celular ta tocando, pera aí.- ele atende e coloca no viva-voz.

Tae- opa, olha quem ta com o celular da sua namorada?

-taehyung!

Jimin- filha da puta.

Tae- nem adianta me xingar, ja vi umas fotos sua na praia, de biquíni...- eu o interrompi

-ei!!

Jimin- devolve o celular dela.

Tae- com uma condição.

-fala.

Tae- se eu for convidado pra sua festa de aniversário.

Jimin- ...ah nã...

-deixa jimin, eu quero meu celular de volta. Trato feito tae.

Tae- ok, quando você quer o seu celular?

-hoje.

Tae- entao me encontra na lojinha de conveniência no meu bairro.

-ok.

Jimin- ah não.- eu pisco pra jimin

Tae- bele...- jimin desliga o celular.

-eu ja sei o que iremos fazer.

Jimin- o que?

-voce vai comigo. 

Jimin- tá.

Break time

-aqui é a lojinha que eu, ele e nossos amigos íamos.- eu aponto pra loja.

Jimin- ah ta...- ele desce do carro e eu também.- pode ir, eu te vigio.- ele me beija e eu entro na loja.

Quando entro lá, peço um Yakult de morango. Quando eu pego o Yakult, tae me abraça por trás.

Tae- demorei?- eu me solto dele 

-cade meu celular?- eu abro os punho e ergo até ele esperando ele me entregar o celular.

Tae- me dá um beijo que aí eu te devolvo. - eu faço um sorriso de deboche

-devolve, esse não foi o trato.

Tae- seu corpo é lindo, aquelas curvas ..- ele fica bobo e eu dou um tapa na cara dele e pego o celular do bolso do casaco dele 

Vou até o caixa.

Tae- doeu.

-pra quem me jogou no chão e me beijou a força nao é nada.- eu pago a mulher do caixa.

Mulher do caixa- gamsamnida! (Obrigado)- eu dou um sorriso e ela devolve o troco

Eu vou ate a saída mas tae me puxa 

Tae- até quando você vai me tratar assim?

-se antes você nao tivesse me embebedado, postado uma foto do meu corpo pro grupo dos meninos daquela escola, feito sexo comigo ainda embebedada, nao tivesse zombado de mim pra escola inteira, você teria minha amizade ou até o meu amor. Quando voce parar de ser cuzão voce so terá minha amizade, pois um cara decente me amou de verdade.- eu me solto dele 

Tae- (s/n)!- eu nao me viro- eu nao sei amar, me perdoa por favor.- ele grita e eu nso olho pra trás, entro no carro 

Jimin- tudo ocorreu bem?- eu confirmo com a cabeça.- por que está chorando?

-nada- eu limpo as lágrimas 

Jimin- me fala 

-vamos logo.- eu fico quieta enquanto ele insistia pra eu falar o que aconteceu.

Eu amava muito o tae, parei de amar, mas depois do que ele falou ali, uma parte do meu coração foi arrancada, e essa parte foi o rancor que tinha pelo tae, sinto que a parte que foi arrancada está voltando, mas está voltando com o sentimento de amor por ele. Eu nunca tinha pensado que tae gostava mesmo de mim, quantas vezes ele rasgava minhas cartas de amor pra ele, quantas vezes ele me zoava na escola e o baek me defendia, quantas vezes ele me beijava a força fazendo com que eu não parasse de gostar dele...

Que vontade de voltar no tempo, mas agora o jimin está comigo, e ele nunca me sacaneou, e nunca me deixou.

Na verdade, se o baek me amasse mesmo, não teria demorado meses pra me procurar. Se o tae me amasse, ele faria o máximo pra me amar direito, ele nao teria me abandonado quando eu mais precisei.

Quando eu tava bêbada, o jimin não aproveitou em usufruir meu corpo, nao me deixou sair de casa e sempre cuidou de mim desde que eu entrei na vida dele.

Jimin- amor! Me responde!- eu olho pra ele

-por favor, deixa isso pra lá ok? Eu te amo.

Jimin- ta bom entao. Se um dia voce quiser me contar, me conte. Eu também te amo.- ele poe a mao dele em cima da minha

Continua... 


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...