História Aulas de Magia! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Adolescente, Amizade, Amor, Aventura, Drama, Família, Ficção, Magia, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ooi voltei!!
Mais um cap pra vocês, espero que gostem!
Na foto desse cap temos os personagens Simon, Luís, Star (Veridiana) e Gabriel, e temos também a Tiff, ela aparece nesse cap junto com a Fox. Na foto do capítulo anterior temos A Carta, as Chaves, a manifestação dos poderes deles, tem a Academia, o Mundo Refúgio, a Fox, a Floresta do Mundo Refúgio, a Estrela que é a Marca de Nascença da Star (Veridiana) e uma Luz Azul que representa a Magia.

Beijinhos da Star ;*

Capítulo 2 - Mundo Refúgio!?


Fanfic / Fanfiction Aulas de Magia! - Capítulo 2 - Mundo Refúgio!?

—Sentem-se, bom vou explicar como funcionar a escola. As chaves podem trazer vocês e leva-los pra qualquer lugar da escola, mais podem andar pela escola como em qualquer escola normal. Temos aulas todos os dias da semana, até no feriado. Temos duas horas e quarenta e cinco minutos de aula todos os dias. Mais as horas passam de um jeito diferente aqui do que no mundo normal. O irá sinal tocar cinco vezes. O primeiro toque é para ir pra sala de aula, o segundo toque é avisando o início do intervalo, o terceiro toque é para ir pra próxima aula, o quarto toque é avisando o final da última aula, o quinto é último toque é para aqueles que ficaram na escola para estudar ou praticar saber que a escola vai fechar esse último toque vai ter um intervalo de cinco minutos é vai tocar de novo como último aviso. E não queira ficar aqui depois desse último toque. A escola vai fechar e as chaves não vão poder tirar vocês daqui. Brincadeirinha!!! Eu vou entregar o mapa da escola e vou mostrar a escola, o mapa e para o caso de vocês se perderem. A escola está aberta das 07:00 da manhã até às 00:00 da noite. Caso queira vir estudar na biblioteca ou treinar na arena, ou caso precisem falar comigo. Mais eu estudo de tarde, então só estou aqui na parte da manhã e da noite. A escola estará aberta todos os dias até nos fins de semanas. Alguma pergunta?

-Quando vai tocar o sinal para o intervalo? —Perguntou Luís. Olhei pro meu relógio.

-Daqui á 15 minutos Luís. Mais alguma pergunta? — Eles balançaram as cabeças em sinal de negativo.

P.O.V Diretora on.

—Bom. A S.M. será como à segunda casa de vocês, vamos, vou mostrar a escola pra vocês. —Fui em direção á porta é a abrir. —Esse é o corredor principal, me sigam. Essas salas são como aquela onde estávamos, só, que mais equipada, vamos usar algumas delas de vezes em quando, as salas são definidas por cores e números. —Viramos no corredor a esquerda. —Nesse corredor é proibido o uso de magia. A última sala lá no final é a sala de informática. Temos jogos, computadores, celulares tudo de última geração, querem ver?

-Claro. —Eles disseram juntos.

-Vamos só dar uma olhada. E vamos continuar. —Fomos andando, eu abrir a porta é entramos. Eu olhei pra eles e eles estavam encantados com a sala. —Se vocês gostaram de ver, vão gostar de saber que podem usar, depois das aulas e nos tempos livres. —Os olhos deles brilharam muito. —Ok, vamos continuar. –Fui em direção á porta e eles foram á frente.

-Que salas são essas? —Perguntou Simon.

-Não são salas. São portais. Não devem usar eles ainda. Na verdade nem eu não gosto desses portais. Eu fico enjoada toda vez que uso eles. Vamos temos varias coisas pra ver antes do intervalo. Vamos voltar para o corredor principal. Basta irmos reto. De voltar ao corredor principal, o corredor principal tem uma placa escrito corredor principal, para o caso de vocês acharem que estão perdidos basta irem para o corredor principal todos os corredores tem placas com seus nomes, para saber em quê corredor estão bastar colocar a mão na parede e a placa vai aparecer. —Falei colocando a mão na parede e a placa apareceu brilhando. —Estamos no corredor Céu. Temos que ir para o corredor Mar. A placa vai mostrar o caminho basta falar pra onde que ir. Por favor, nos mostre o caminho para o corredor Mar. – Uma esfera brilhante saiu da placa e foi devagar na nossa frente mostrando o caminho. —Vamos.

-Pra quê os mapas? —Perguntou Luís.

-Para saberem andar na escola sem precisar pedir a ajudar ou ter que usar a chave o tempo todo. —A placa parou e entrou na parede, e outra placa apareceu, e nela estava escrito corredor Mar. — Obrigada. Bom, nesse corredor temos os dormitórios masculinos. E cada dormitório tem seu próprio banheiro. Os dormitórios são para o caso de quererem ficar na escola. Na verdade essa é uma Escola Acadêmica. Venham. —Falei voltando pelo mesmo caminho. — O dormitório feminino ficar no andar de cima, indo por essa porta se chegar lá. Mais não são permitindo meninos lá. —Falei apontando pra uma porta cor de Rosa. — Vamos para o corredor Sonho, onde ficar a Biblioteca e o refeitório. O sinal já vai tocar.

-Ótimo estou morrendo de fome. —Falou Simon e Luís. Eu e Gabriel rimos do comentário deles. –O que foi? —Eles perguntaram.

-Nada.

-Star. Qual a sua idade? –Perguntou Gabriel.

-A mesma que á de vocês.

-Você têm 15 anos? —Perguntaram espantados.

-Sim, por quê?

-Você se comporta como adulta, que eu pensei que fosse uma adulta. —Respondeu Gabriel.

-Bom, eu só me comporto como adulta aqui. Porque sou a Diretora, mais lá no mundo normal sou uma adolescente que meus amigos descrevem meu comportamento como de uma criança. –Respondi e sorrir. –Chegamos ao corredor Sonho. Aquela porta dupla é a onde fica a biblioteca, essa daqui é o refeitório. É aquele é o elevador. Mais ele é diferente. Não sobe e nem descer. Ele é meio que um teletransporte. —O sinal tocou. —Esse é o sinal, vamos. Hora do lanchinho. —Falei é eles riram. Entramos no refeitório. —Vou ensinar vocês como que funcionar aqui. Estão vendo esses tabletes. Eles são aprovar de magia, peguem um, eles têm vários cardápios, escolham um cardápio, tem o de comidas japonesas, comidas italianas, comidas de dietas, e as das besteiras que os adolescentes amam, doces e salgadas. Quando escolherem basta ir pra mesa e esperarem a comida e levem os tabletes com vocês. Também tem essas maquinas onde pode escolhe algumas besteiras pra comer na sala durante a aula, mais já vou avisando, não pode comer na biblioteca, alguns daqueles livros existem a milhares de anos e não devem ler os da seção proibida. A menos que eu deixe lerem. —As comidas apareceram na mesa onde estávamos sentados. —Bom vamos comer. —Enquanto comíamos, não falamos nada. Estávamos, terminado de comer, quando a porta do refeitório abre e revelar a Tiff.

-Aahhh!!! —Os meninos gritaram. Assustando a Tiff, que levantou voo. —Um dragão!!!  Ahh!!!

-Fiquem quietos, estão assustando ela.

-Ela? —Perguntaram.

-Tiff. –Chamei, ela me levantando da mesa. —Meninos essa e a Tiff. A mascote da academia. É minha amiga.

-Sua amiga? —Perguntou Gabriel.

-Sim, ela era um filhote quando eu cheguei aqui na academia. Sempre cuidei dela.

-Oi Tiff. —Simon falou com ela.

-Ela disse: Ooi, qual seu nome?

-Meu nome é Simon, e, esse é meu irmão gêmeo Luís.

-Ela respondeu: Muito prazer em conhecer os novos alunos da S.M., quem é você? Tiff esse é o Gabriel. Ela disse que é um enorme prazer conhecer vocês.

-Igualmente Tiff. —S.

-Muito prazer Tiff. —L.

-Prazer Tiff. —Gabriel falou. —Como você consegue entender ela?

-Nós nos escolhemos pra sermos amigas, nós duas temos uma ligação então conseguimos nos comunicar por telepatia. Vocês vão conhecer criaturas mágicas e se ambas as partes se escolherem vão formar a ligação. Acontece sem você perceber. Vamos terminar de comer. Tiff que comer o quê?

-É claro, uma cesta de frutas. —Peguei o tablete é pedir o que a Tiff queria. — Bom eu já terminei de comer. E vocês? —Os gêmeos se olharam e falaram.

-Nós também.

-Eu já.

-Bom, no tablete tem o botão limpeza. Sempre que terminarem usem, ele. Por favor. —Terminei de falar e o sinal tocou. —Bom, o sinal tocou. Querem conhecer a sala dos seres místicos?

-Claro. —Os gêmeos falaram.

-Por que não.

-Vamos de elevado, algumas salas só, conseguiremos chegar pelo elevador. Tiff, bom apetite. Vamos. — Saímos do refeitório e fomos a caminho do elevador. Apertei o botão, esperamos um pouco e a porta do elevador se abriu. Entramos. —Assim como no refeitório, temos que achar o nome da sala. Aqui. —Falei quando achei o nome da sala e apertei. E a porta se abriu. —Fiquem perto de mim. –Fui á parede e peguei quatro pulseiras. –Essas pulseiras são para o caso de alguém se perde. Basta aperta o botão vermelho, apertem o verde se vocês se machucarem. O botão amarelo é um comunicador. Vamos pela trilha.

-Quando você disse sala dos seres místicos, eu achei que seria uma sala é não uma floresta. —Comentou Gabriel.

-Eles não poderiam viver em uma sala de aula. Esse é o habitante deles. Olhem pra cima, perceberam que aqui está de dia? —Eles concordaram. —E porque estamos em outro mundo. A Academia fica em um universo alternativo. Aqui é um mundo refúgio pra essas criaturas mágicas. A primeira Diretora, a Fundadora da Academia, a milhares de anos atrás criou esse mundo e trouxe as criaturas pra cá, aqui tem de tudo.

-Tem pégasos? —Perguntou Simon.

-Sim, mais os quê tem, aqui são selvagens. Na Academia temos pégasos domésticos. São poucas as criaturas que são ou foram treinas. As selvagens não iram atacar, se não encodarmos ficaremos bem. Vamos, vou levar vocês pra ver as fadas.

-Não podemos ver outras coisas? —Perguntou Luís.

-O que gostariam de ver?

-Não sei. Qualquer coisa, menos sereias e fadas. –Ele respondeu.

-O que vocês acham de ir ver as Fênix’s?

-Legal. –Disse Luís.

-Acho que elas devem ser lindas. —Comentou Simon.

-Claro. —Gabriel falou por último.

-Quem sabe vermos alguma nascer. Venha por aqui. —Depois de alguns minutos, caminhado chegamos ao campo das fênix´s. — Chegamos. Cuidado pra não assustar elas. —Eles foram andando e eu me sentei no chão pra descansar.

Eles pareciam estar gostando. O que será que o Gabriel vai pensar se descobrir que eu sou a Diretora? Saí dos meus pensamentos quando uma fênix pousou na minha frente ela já estava velha.

-Rapazes venham ver. —Chamei, eles que vieram. —Ela está dizendo que quer mostrar pra vocês como uma fênix morre e nasce. Ela disse que se chamar Fox. E está dizendo adeus. Até Fox. — Ela acendeu e queimou, virou cinzas. — Quando as Fênix morrer, elas renascer das próprias cinzas depois de alguns minutos. —Se passaram alguns minutos.

-Ela está demorando demais, não está não?

-O tempo máximo pra uma Fênix renascer é de cinco minutos Luís e só se passaram dois. Olhe ela está nascendo. — Um lindo filhote de fênix saiu das cinzas. —Ooi Fox.—Eu falei olhando pra ela que quando me ouviu se levantou e veio andando pra perto de mim, fiz carinho nela e peguei ela com as mãos. —Pronta?

-O que ela falou? —Perguntou Gabriel.

-Que ela quer ir pra academia com você. —Respondi estendendo ela pra ele. Que a pegou com cuidado e deu um sorriso. —Você se responsabilizar por ela? Você vai cuidar bem da Fox?

-Vou tentar, mais não sei como cuidar de uma fênix.

-Quando voltarmos pra academia, lhe darei um livro de como cuidar de uma Fênix. Vamos voltar. Está ficando tarde. —Fui andando na frente, quando estávamos na metade do caminho, resolvi falar. —Onde vocês estudam?


Notas Finais


Espero que tenham gostando. Quinta-feira postarei o próximo capítulo para vocês.
Tenham uma boa semana!
Amo vocês <3
Beijinhos da Star ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...