História Authentic Blood - Killer bunny - Jjk - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 3
Palavras 1.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Three people searching


Fanfic / Fanfiction Authentic Blood - Killer bunny - Jjk - Capítulo 3 - Three people searching

Ouça, marque as minhas palavras

Um dia, você irá pagar,

Você irá pagar

Carma irá coletar seu débito

Wolf in sheep's clothing- set it off

[...]

-Jiminie, tem certeza?- jin falava ao pequeno, socializar não estava no nosso vocabulário- Talvez a Emily chame o chefe gostosão.

- O QUE?-ao menino ficou mais vermelho que ketchup- O-ok talvez eu vá, MAS NÃO PELO CHEFE DELA.

-Minie, pode falar seus amores pra mim tá?- Tentei falar segurando riso. Park Jimin era a definição de fofura-Mas jin... Nós temos que fazer as roupas, será que vai dar certo?

-Aish, vai sim-O mais velho disse dando tapinhas nas costas do pequeno- Além de que vai ser mês que vem, fiquem tranquilos

Seokjin, ou anjo, sempre fazia isso de nos tranquilizar, não sei como fazia, mas funcionava.

Meu telefone começou a tocar, talvez Tae? Ele não tinha vindo hoje. Fiz sinal aos meninos calassem a boca. Por ficar falando do meu chefe, aparentemente ele vem do além e me liga.

-Yoongi?-Jimin gelou. QUE FOFURA-Estou na faculdade agora. Espero que seja algo sério- era verdade? Sim.

-Houve um homicídio, tiro e gente rica- ele parecia tranquilo- gostaria que você analisasse umas coisas.

-Certo- suspiro. Faculdade, trabalhos, isso era cansativo- Estou indo aí- Jin e Jimin me olhavam atentos.

-Ah, Yoongi= ele murmura um "hm"- você gostaria de ir em uma festa a fantasia mês que vem?-Eu estou com medo do Park, ele vai me comer viva no sentido literal.

-Talvez-a linha fica em um silêncio mortal- Certo, eu vou.Tchau-Jin da um grito e jimin fica mais branco, se é possível.

Desligo o telefone e recebo um "eu falei" do jin que recebia tapinhas de um ser de cabelos loiros.

[...]

-Eu estou quase mudando de período da faculdade- sempre era de quando eu estava fazendo algo feliz, SEMPRE- As pessoas não sabem que rolou um homicídio tipo, as 11 da noite?

-Normalmente eu peço para o Wang fazer casos desse tipo. Ele prefere-Por falar nisso, Mark não apareceu em casa.

Avançamos até o interior do prédio refinado.O corpo estava com um buraco na cabeça, no meio da testa, olhos abertos, encostado na cadeira do grande escritório. Quem quer que seja esse cadáver era uma pessoa importante.

Os vidros espelhados da janela quebrados, paredes com quadros e mais quadros, papéis espalhados na mesa e computador aberto.

-Tzui Mikaela, 30 anos, dona da empresa-Bambam falava calmo- Parecia que ia comprar uma empresa pequena endividada, mas pela morte, só quitou as dúvidas e não comprou a empresa.

-Vamos ver então- os meninos estavam saindo da sala- Talvez seja porque ela tem um alvo pelo tamanho de testa?

-Seu humor ainda vai te dar problemas- Ok, minha boca tem que pensar melhor antes de falar.

-Naaah, não vai dar nada- Suga arqueia as sobrancelhas e murmura um "uhum"- Viu, eu sou um amor de pessoa- faço orelhinhas com as mãos e uma carinha de gatinho abandonado.

-Fofa que nem uma aranha- O Tailandês falava

-Teu cu, aranhas são fofinhas- levanto e vou até eles com os braços cruzados- vocês já viram as patinhas delas- Podia ganhar dinheiro por cada virada de olho, que olha... Meu nome é Bill Gates.

Os mesmos saem da sala e me deixam finalmente fazer o meu trabalho.

A mesa, a cadeira e o corpo ficavam no fundo da sala.O janela quebrada ficava quase na frente da sala a direita. Fui até atrás daquele cadaver, a bala tinha atravessado a cabeça e feito uma marca na parede, a arma no mínimo seria de um calibre forte.

Na direção onde a provavel bala tinha vindo, uma linha reta até um prédio de estacionamento, ele era aberto e com boa visibilidade, uma arma poderia ficar fácil lá.

O prédio era a uns 200 metros. Sai da sala passando pela recepção do prédio vendo pessoas discutindo, vejo Bambam e aviso aonde vou.

Ok, o problema não é a distância, e sim o botão do elevador que não chamava o mesmo. Não sou sedentária, mas subir lances de escadas não é legal. Tive que ver o andar aproximando, olhando para o escritório com a mulher até achar um que era provável.

Sexto andar, uma visão limpa para a mesa e em linha reta com o vidro quebrado.'Ta aí, só falta saber quem fez. Procuro por uma câmera de monitoramento ou algo do tipo, era meio impossível de não ter em um lugar assim. Vou até o local de vigilância, no térreo.

-Com licença- digo batendo na porta onde um senhor atende- Posso ver as filmagens das câmeras, senhor?

-Isso são informações confidenciais- Ele diz me analisando - não posso oferecer para qualquer um.

-Oh... um segundo- pego meu distintivo e mostro ao velho- Agora não é "qualquer um"

-A-ah- A melhor parte era quanto as pessoas congelavam - Estão aqui.

-Obrigada- vou até o computador do vigia e pego meu pendrive da bolsa, melhor prevenir do que remediar- essas são as filmagens de hoje?

-Sim, senhora- É ele ficou meio apavorado. Coloco o pequeno aparelho no computador do mesmo e pego as filmagens para mostrar aos meus superiores-Era só isso...? Senhora

-Era, obrigada- Como eu queria teleportar de volta, mas não, temos que andar até o bendito prédio, de novo.

-Onde você estava?!- Temos um chefe bravo- Eu olho e não tem mais

Emily aqui, você some, simplesmente.

-Calma, eu fui fazer o meu trabalho- levanto o pendrive- E tenho filmagens.

-Aish,ok-Yoongi suspirou- vamos ver isso

E a cena da semana passada se repetia, eu, Yoongi, Kunpimook e algumas outras pessoas envolta, só faltava Jackson, tentando ver a filmagem

-Qual andar foi?- aponto na pasta que estava escrito "6"- Vamos ver...- o mesmo passava pelas câmeras, tudo normal, carros, pessoas, pessoa com uma máscara, famílias.

-Ei,ei, volta- Min falou antes de mim-Que. Merda. É. Essa?- falou pausado, novamente prevendo minha fala

-Um urso com um rifle?- Era uma máscara de ursinho, apontando a arma para fora, mirando e atirando- Me diz que tomei LSD e não percebi- levei um tapinha do bambam, eu tinha que calar a boca

Aquele ursinho apontou a arma para câmera, parecia um déjàvu, e atirou encerrando a filmagem.

-Teddy?- Recebo um olhar do meu superior- E você tem nome melhor pra dar?- Era melhor que chamar de "ursinho assassino"

-Teddy, Bunny- ele olhou fixamente para a tela- Mudança da máscara?

-Não...Os tipos físicos são diferentes- A altura também era- Olha a diferença- peguei meu celular com a filmagem de Bunny.

-Killer Bunny e Teddy Bear- ele suspirou- Temos menos noites de sono


Notas Finais


Oi
Não me matem e perdão por erros ortográficos
Pra quem ainda esta lendo isso(ou seja ninguém), eu mudei muito o conceito inicial e ficou meio complicado, digamos

obrigada, pessoa =)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...