História Auto-falante - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Beomgyu, Soobin, Yeonjun
Visualizações 18
Palavras 1.906
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Demorei pra fazer o último, né? Foi mal hehe.

Capítulo 2 - O encontro - extra


Fanfic / Fanfiction Auto-falante - Capítulo 2 - O encontro - extra

Soobin estava nervoso enquanto andava para todos os lados de seu quarto com o pedacinho de papel entre os dedos.

 

Aquele era o número de Choi Yeonjun.

Estava indeciso se mandava ou não uma mensagem para ele, com medo de ser ignorado ou rejeitado, mesmo que o moreno havia deixado claro que o sentimento era recíproco. Lembrou-se das palavras de Beom, sobre não se "acovardar" e deixar de evitar o Choi, e decidiu que sim, iria enviar uma mensagem simples. 

          

                                                    Soobin:

                                           Enviada - 14:45

      Oi Yeonjun hyung, aqui é o Soobin ^.^

                                           

                                             Enviada - 14:47

                      Oh, espero que eu não esteja

                                             te atrapalhando

                                            

                                              Enviada - 14:48

   Mas, eu queria te perguntar uma coisa..

                    Você aceita sair comigo hoje?

                                           

                                              Enviada - 14:56

             Oh meu Deus, você deve estar me

                                       achando um idiota.

                     Apenas ignore isso hyung >.<

       finja que eu não disse nada, por favor

Largou o celular na cama e se jogou na mesma frustrado 

 –Que merda foi essa Choi Soobin? Era pra ser algo simples. Droga, agora que o Yeonjun hyung não vai querer olhar na minha cara.

 Estava quase definhando quando ouviu o barulhinho típico de seu celular, denunciando que havia recebido uma mensagem.

Pegou o aparelho abrindo no aplicativo, quase tento um ataque quando viu que eram mensagens do moreno.

Yeonjun príncipe hyung:

Enviada - 15:19

Wuah, pensei que nunca iria

me mandar mensagem, finalmente.

Como está Binie?

(posso te chamar assim né?) 

Comeu direitinho? :} 

Enviada - 15:19

Me perdoe por demorar a responder

estava fazendo meus trabalhos ㅠㅠ

e você não me atrapalhou meu anjo.

Enviada - 15:20

Ah, Soobin,

 você é tão fofo envergonhado. 

Estou cada vez mais apaixonado

 ^~^

Eu não vou esquecer do que li,

muito menos negar que eu quero

muito sair com você.

Enfim, que horas iremos nos encontrar?

PS: estou ansioso >.<

                                                       Soobin: 

                                              Enviada - 15:23

                                   KKTOÓTIMOKKKKKK

                 JDDJJDDISKMZDJAOEKSOSKS

                                       HEHHEHEHHEEHE

                                             HIHIHIHIHIHIHI

                                          SHAUSHAUSHUA

                                              Enviada - 15:24

                                          Ok, me desculpa.

                                 Tô um pouco nervoso, 

                  acho que tô passando malkkkk

                                              Enviada - 15:28

                                                           AAAAA

                        Que tal darmos uma volta...

                                                 em hongdae?

                Lá tem lugares legais pra comer

               Minha sorveteria preferida fica lá

                                                                     

Yeonjun príncipe hyung:

Enviada - 15:29

Kkkkkk não precisa ficar nervoso

Eu não vou te morder,

só se você deixar, rs

enfim, acho maneiro Hongdae

Faz tempo que não vou lá

 

Enviada - 15:30

Hmm, então as 17:00 eu passo

na sua casa pra te pegar ok?

Me passa seu endereço...

                        ........

  Aqui jaz um Soobin apaixonado demais para continuar vivendo.

Além do crush não ter o rejeitado, ele o chamou de fofo, deu em cima de si, e ainda disse que estava ansioso pro "encontro" deles. Soobin estava a ponto de desmaiar. 

Se apressou em começar a se arrumar, banhou-se demoradamente, e quando clamou por ajuda da mãe para escolher o que vestir, que sua ficha caiu:

 1° Yeonjun havia dito que aguardaria pelo chamado para saírem.

2° Yeonjun disse que também estava aguardando que Soobin o beijasse "até que a sua boca caísse"(palavras essas ditas pelo mais novo)

3° Yeonjun era alguém experiente em relacionamentos.

O garotinho estava aprovado com a possibilidade de ser beijado, afinal só havia beijado duas vezes. Na primeira com a vizinha assanhada que insistiu tanto até que o garoto, na época com seus 16 anos, a beijasse. Na segunda, a um ano atrás quando tinha 19 e beijou Felix, um amigo que fizera na faculdade, quando estavam bêbados. E agora, com seus redondos 20 anos, estava entrando em pânico por medo de beijar mal. Poxa, poderia beijar o crush hoje e tinha quase nulas experiências com beijos.

 – Mãe, e se eu beijar mal? 

– Pare de ser besta menino, quando duas pessoas se gostam, mesmo que no começo seja um pouco sem encaixe, já que vocês vão estar se conhecendo, o beijo se ajeita e você vai ver que não existe isso de beijar bem ou mal.

– Okay eu não acredito que a senhora acabou de me dar uma lição sobre beijo, mas agradeço. – o moreno abraçou a matriarca que sorria amorosamente para o filho.

 – Ok, chega de abraços, se não você vai se atrasar, vamos escolher algo bem lindo pra esse garoto se apaixonar mais ainda por você – a mulher ditou dando um tapinha na bunda do filho, que se afastou constrangido, fazendo-a rir.

– Manhê...


As exatas 17:00 horas em ponto fora ouvida uma buzina na casa dos Choi, o que fez com que o garoto mais novo entrasse em colapso, fazendo sua mãe o puxar pelas orelhas, o obrigando a sair logo e não deixar o rapaz o esperando. Com isso o moreno respirou fundo, abrindo a porta de casa, vendo Yeonjun encostado em seu carro mexendo no celular. "Maravilhoso como sempre" fora essa a primeira coisa que se passou pela cabeça de Soobin ao vê-lo.

Com o barulho da porta se fechando Yeon levantou a cabeça avistando o mais baixo andando lindamente ao seu encontro. 

– Wow, você está lindo –Sorrindo maravilhado, o mais velho comentou olhando cada detalhe do dongsaeng, que ficou todo avermelhado com o elogio.

– Obrigado hyung, você também está muito bonito.

 Yeonjun apenas sorriu de lado, abraçando o garoto de lado, enquanto abria a porta para o mais novo entrar. Soobin esperou que o Yeon entrasse no carro para iniciar algum diálogo concreto.

– Você está bem? – perguntou acanhado.

– Oh, estou sim – o platinado respondeu enquanto dava partida no carro – E você?

– Hm, um pouco nervoso mas bem.

Yeonjun concordou e ambos riram com a fala do menor.

O caminho até Hongdae foi repleto de conversa e risada. A cada minuto que se passava era algo em comum que descobriam. 

Ao chegarem ao local novo em que ambos estavam curiosos para irem, se encantaram com a estrutura deveras romântica do lugar. Yeonjun animado como sempre, logo pegou a mão do moreno, o puxando para uma mesa ao fundo, onde sentaram-se. Estavam comentando sobre o local quando garçom chegou para anotar os pedidos, que garanto, não foram nada simples.

  – Com licença? Eu poderia tirar uma foto de vocês dois? – ambos olharam confusos para uma garota estrangeira que segurava uma câmera Polaroid e os olhava encantada.

– Ahn? – o moreno disse debilmente não entendendo direito o que ela dizia devido ao sotaque carregado.

– Oh, perdoe-me pela indelicadeza, mas é que eu vi vocês dois do lado de fora do restaurante. – a garota apontou para a entrada de vidro do local – Eu estou a procura de inspiração para o meu livro de romance, e vi em vocês o que eu precisava. A imagem de um casal cheio de amor puro.

 Os garotos envergonhados apenas acenaram, indicando que a foto poderia ser batida. Juntaram os ombros e sorriram para a câmera, que capturou a belíssima imagem de um Yeonjun animado e um Soobin de sorriso envergonhado. A garota sorriu agradecida, e das duas fotos que bateu, uma foi dada de presente ao "casal".

Após a garota ir embora, o pedido de ambos chegou, o que fez com que tanto Soobin quanto Yeonjun parassem de falar para apreciar a comida, hora ou outra soltando pequenos comentários sobre.

 Era por volta das 19:00 que decidiram que iriam dar uma volta pelo bairro, e novamente o platinado segurou a mão do mais novo, que olhou ambas envergonhado, mas gostando do contato. As ruas estavam cheias, músicas se mesclavam, pessoas esbarravam umas nas outras, algumas bêbadas. E Yeonjun, notando o desconforto do outro, resolveu levá-lo para a sorveteria que descobriu ser a favorita do baixinho.

O mais novo ao adentrar o lugar, quase surtou ao descobrir que haviam feito um sabor novo de sorvete. O sorvete de melancia. Soobin era louco por melancia.

 O Yeon pediu para que ele escolhesse uma mesa para sentarem enquanto ele fazia os pedidos. Logo sentou-se ao lado do moreno, entregando um pote grande de sorvete de melancia. 

Soobin estava tão animado que não percebeu que havia se sujado. 

– Você parece uma criança desse jeitinho – o platinado riu da careta do mais novo, passando o polegar sobre os lábios do Bin, limpando os resquícios de sorvete. 

O garoto de cabelos lisos só queria enfiar a cabeça em algum buraco para esconder a vergonha que estava sentindo. Olhou para o mais velho, o vendo sorrir para si, não se aguentando ao retribuir.

 Após terminarem o sorvete, foram em direção ao local onde deixaram o carro. O caminho de volta foi ainda mais animado, haviam ligado o som, e cantavam animado as músicas que tocava na rádio.

Desceram do carro ao chegarem na porta da casa do mais novo, e o moreno parou em frente ao mais velho, com as mãos para trás, acanhado.

– Bom, obrigada por hoje, a gente se fala amanhã?

– Sim, nos vemos amanhã na faculdade. – o mais velho viu Soobin abanar as mãos em despedida e virar-se para ir embora.

Yeonjun sentia que tinha que precisava fazer algo. E foi por isso que segurou um dos braços do mais novo.

– Hey, espere Soobin.

O Choi o puxou, deixando os rostos próximos, olhando para Soobin como se pedisse permissão. O garoto passou os braços sobre o ombro do mais alto e fechou os olhos numa muda afirmação.

E Yeonjun não perdeu mais tempo, colando os lábios com delicadeza, sentindo a maciez que era os lábios do mais novo, pedindo passagem para aprofundar o beijo, que logo foi cedida, fazendo o ósculo evoluir. Soobin arfou quando sentiu sua língua encostar-se a do outro, embrenhando-se com fome. Sua cintura era apertada e seu corpo puxado ao encontro do mais alto, como se fossem se fundir.  

O beijo se findou pela falta de ar, as testas encostadas, a respiração desregulada, os corações acelerados.

 – Me desculpe, eu não consegui me cont.. – o platinado fora calado pela boca do mais novo, que voltou a grudar na sua com fome, os dedos se embrenhando-se nos fios escuros, puxando-os para que conseguisse beija-lo direito.

Para ambos , se beijarem estava sendo a melhor coisa que já puderam experimentar. Os sentimentos transbordavam a cada contato entre as línguas, a cada arfar. Ao se separarem novamente, após vários selos, ambos se olharam sorrindo abobalhados. 

– Obrigado por hoje, de verdade, eu me diverti bastante. – Soobin ditou enquanto acariciava a nuca do mais alto.

– Eu quem agradeço, acho que nunca me diverti em um encontro como hoje, e bom espero que nós próximos possamos nos divertir mais.– Yeonjun confessou, selando novamente os lábios viciantes do moreno.

 – Isso quer dizer que...

– Sim, Choi Soobin, eu quero ter mais encontros com você, quero poder andar de mãos dadas, e principalmente, quero poder te chamar de amor.

– Yeonjun i-isso.. 

– Xiiiu, apenas seja meu namorado, uh? Eu juro te fazer muito feliz. – o platinado perguntou acariciando o rosto avermelhado de Soobin, que estava completamente surpreso pelo pedido repentino.

 – E-eu.. meu Deus eu acho que eu vou desmaiar – o mais novo fechou e os abriu novamente ao ouvir a risadinha do outro.

 Olhou terno para o mais alto, que continuou o olhando com expectativa, se aproximou para sussurrar algo no ouvido de Yeonjun.

– É claro que eu aceito ser o seu namorado, seu bobo.

Os lábios se aproximaram novamente para um novo beijo.


–Minha nossa, eu e sua mãe achamos que você não fosse aceitar essa merda, quase fui aí te dar um murrão.

Os dois, agora, namorados viraram-se assustados para a entrada da casa de Bin, encontrando Beomgyu e a mãe de Soobin parados na porta, que olhavam felizes o mais novo casal, que estavam extremamente envergonhados.

 E novamente, Beomgyu o fazia passar vergonha. Mas dessa vez, teve ajuda da mãe do pobre Soobin, que não perderia a chance de caçoar o filho mais novo.


Notas Finais


The End.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...