1. Spirit Fanfics >
  2. Autumn love >
  3. 20 de outubro de 2019 (Primeira parte)

História Autumn love - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


"And sometimes you close your eyes and you see the place where you used to live when you were young." - When you were young (The Killers)

Capítulo 1 - 20 de outubro de 2019 (Primeira parte)


Era domingo. Eu vivia em um pequeno quarto perto de uma universidade e de uma estação de metrô do outro lado do mundo naquela época. Trabalhava de domingo a domingo dando aulas de inglês, então o dia da semana não fazia muita diferença. Aquele dia, acordei 11 da manhã depois de ter passado boa parte da noite acordada. Levantei correndo, tomei banho, e sem saber direito como me preparar para o clima indeciso daquela época do ano, vesti um suéter cinza e uma calça jeans surrada. Peguei uma mochila e me certifiquei de colocar um casaco de frio dentro dela, assim como um pequeno guarda-chuvas. Assim, calcei meu par de Adidas cinza com cadarços verde-água que havia comprado com muito esforço e que já estava por um fio, e saí andando pelas ruas cobertas por folhas amareladas. Comi correndo alguma porcaria (provavelmente hambúrguer de microondas com achocolatado)  que parei para comprar em uma das lojas de conveniência que encontrei pelo caminho. Todo domingo era isso, e todo domingo eu pensava que podia simplesmente pegar o metrô, então não teria que andar por mais de 30 minutos. Mas têm momentos na vida que qualquer quantia de dinheiro é bem-vinda, o que fazia com que eu me convencesse de que aquela caminhada era uma boa ideia. Mesmo que o vento machucasse meus ouvidos e as frutas que caíam das árvores e apodreciam nas calçadas tivessem cheiro de vomito. Ainda era uma bela cidade, de qualquer forma. 

Trabalhei até 7 da noite. Meu chefe e alguns alunos iam jantar juntos e me convidaram por decoro. Eu tinha marcado de me encontrar com uma amiga ali perto, então recusei educadamente o convite. Encontrei com a minha amiga em algum café qualquer. Era um momento da minha vida em que eu precisava desesperadamente de contato humano. Minha depressão e ansiedade estavam me levando a ter uma das épocas mais sombrias que havia tido até então. Problemas familiares, financeiros, e então eu acabava me embebedando sozinha em meu quartinho minúsculo em plena quarta-feira à noite para apagar. 

O problema é que mesmo que encontrasse com meus amigos, não conseguia falar o que queria ou me sentir a vontade, não importa o quanto tentasse. Tudo o que conseguia fazer era rir e sorrir de piadas que mal tinha escutado, fazer perguntas pertinentes e citar um ou outro fato aleatório para continuar diálogos. Depois do café, andamos sem rumo pelo bairro. Passamos em uma loja de doces, como era nosso hábito. Comprei chocolates e um doce esquisito e barato que atraiu minha atenção. Parecia uma cartela de remédios. De acordo com a minha amiga, tinham gosto de refrigerante e foram muito populares nos anos 90.

Quando saímos da loja, minhas energias para arranjar desculpas para continuar com o passeio haviam se esgotado. Então, quando minha amiga disse que deveria voltar para casa, fiquei mais que aliviada de conduzi-la até a estação de metrô mais próxima. Abracei-a e sorri. Ela atravessou a catraca enquanto eu acenava. "Manda uma mensagem quando chegar em casa!", disse eu em voz alta para que ela me ouvisse em meio aquele mar de gente. E então era hora de voltar para casa. Virei-me para percorrer meu caminho até a saída 4 do metrô e seguir meu caminho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...