História Avalanna - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias South Park
Personagens Bebe Stevens, Butters Stotch, Clyde Donovan, Craig Tucker, Diretora Victoria, Eric Cartman, Gerald Broflovski, Kenny McCormick, Kyle Broflovski, Liane Cartman, Michael (Gótico), Personagens Originais, Pete (Gótico), Phillip "Pip" Pirrup, Randy Marsh, Scott Tenorman, Sheila Broflovski, Sr. Garrison, Stan Marsh, Token Black, Tweek Tweak, Wendy Testaburger
Tags Damien, Eric Cartman, Kyle, South Park, Stan Marsh
Visualizações 62
Palavras 2.860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey! Cap novo galero, esse tá um amorzin, espero que gostem!

Ah, e muito obrigada pelos 12 Favoritos! ♡

Um obrigada especial às últimas pessoas que favoritaram a fic, ThornNobody, Rafah17_Senpai, FakeYung, Pedro1212 e coisada0808 ! Isso me motiva a escrever demais ♡

Ps: Em determinada parte vai aparecer uma música entre parênteses, (Jaded Juice Riders - Around), Sugiro que coloquem ela quando verem, vai combinar muito com a cena!

Boa leitura!

Capítulo 10 - Reação química


Fanfic / Fanfiction Avalanna - Capítulo 10 - Reação química

XxX: Acorda porra. – Senti algo forte chutar minha perna, dei um mine pulo e abri os olhos. – Anda logo garota, eu não tenho tempo pra você agora. – Levantei minha cabeça com dificuldade, ainda com dor pela pancada na perna, logo minha visão focou em um rosto conhecido, no qual eu desejaria nunca ter visto antes.

Steve.. Quem mais poderia ser com essa meiguice toda? 

Quando percebeu que acordei ele se distanciou e deu meia volta, ok.. Sobrevivi, ainda não sei se isso é bom ou ruim. 

Levantei do chão de madeira gelado e.. Ai! Maldito chute na perna, lá vem mais um roxo pra coleção.. Fiquei totalmente de pé e, cara.. Não acredito que dormi no chão de novo, segunda vez em menos de uma semana! Puta que pariu, Avalanna.

Ok.. Pelo jeito minha mãe não tá em casa, só chegou o embuste mesmo, que ótimo. Sem hesito andei em direção as escadas e comecei a subir.

Nem fodendo que vou ficar na sala sozinha com aquele assassino mal amado, não tô nem um pouco afim de ser alisada.

Subi as escadas na velocidade de um maratonista e logo cheguei no corredor, podendo finalmente abrir a porta do meu quarto e entrar.

Hora de ficar de boa..

Caramba.. Até que senti falta daqui, esse é o único lugar da casa que eu me sinto confortável, digamos que seja minha zona de conforto. Aqui posso ser eu mesma, posso surtar, chorar e até mesmo sorrir, ninguém nunca vai saber.

Agora me diz, existe lugar melhor do que esse? 

Tirei meus tênis com os próprios pés e chutei pra qualquer canto do quarto, bom.. Um foi parar em Nárnia e o outro eu não sei. Andei até a cama e praticamente me joguei ali naquele colchão, claro que não é tão macio quanto o de Damien, mas tá valendo. Se eu fosse um pouco mais pesada essa cama teria quebrado agora.

Lar doce lar.. Pelo menos enquanto a porta estiver trancada. Peguei meu celular no bolso do moletom e.. Tá loco! Tem notificações, que milagre é esse? Entrei no Facebook e tinha alguns pedidos de amizade, então quer dizer que o pessoal da escola já me achou.. Interessante.

“ Craig Tucker, Token Black, Butters Stotch, Clyde Donovan, Bebe Stevens, Wendy Testaburguer, Eric Cartman, Kenny McCormick, Kyle Broflovski, Stan Marsh, Damien Thorn..”

Caralho! Só faltava a diretora me mandar solicitação também. Cliquei no botão “aceitar tudo” e.. Pedidos aceitos com sucesso, ótimo. É claro que um desses me chamou mais atenção, senti meu mundo girar só de ver o último nome, um sorriso bobo escapou do meu rosto. Não sabia que Damien gostava de redes sociais, nem eu mesma gosto muito, se bem que agora vou começar a gostar. Ah, falando em Damien, será que ele já acordou? 

Olhei as horas e.. Cacete! 17:46, não acredito que dormi tanto tempo no chão, isso explica a dor nas costas.. De repente um som diferente saiu do meu celular, senti um choque interno e dei pulo. Avalanna se assustando, isso já não é mais novidade.. Se bem que o que mais me assustou mesmo foi ver que ainda saia som desse pedaço velho de metal.

Desbloqueei a tela que já tinha apagado a um tempo e..

“Kyle Broflovski te enviou uma mensagem”.

Ah.. Por algum motivo senti um frio na barriga ao ler aquela pequena frase, eu só queria entender o porquê, mas então.. O que será que ele disse? Sem hesitar abri logo a conversa.

“Kyle Broflovski: Finalmente aceitou! Não entrava desde quando? Huahsh”

Deixei escapar um riso de canto. É, pelo jeito eu preciso mesmo usar mais as redes sociais, mesmo ainda achando um saco, vai ser um jeito de ter contato com os garotos mesmo longe da escola, e bom.. Com Damien também. Comecei a digitar o que vinha na cabeça pra responder o garoto da touca verde, com essa demora toda deve estar achando que levou o famoso vácuo, só espero que ele saiba que nunca faria isso com ele.

“ E aí, Judeu :), acho que desde o dia da mudança, c acredita?” Espero não ter sido muito morta ou sei lá.. Muito eu.

Não demorou muito e ele logo visualizou e começou a digitar. Sentia meu estômago girar enquanto o “digitando..” piscava na tela. Que sensação estranha, não tô curtindo me sentir assim não! Isso me assusta um pouco. Mas a pergunta ideal seria, o que não me assusta, não é mesmo?

“ Cheia de curtidas e seguidores e a bonita não entra no face? Ah, e falando em curtidas, suas fotos sã..”

*Desligando...*

Ah não, não, não... Celular maldito!

Tantas horas pra bateria zerar e isso acontece logo agora, a vida é injusta mesmo. Agora o jeito vai ser controlar a curiosidade, se é que eu consigo né! Capaz de escrever uma carta e enviar pra casa dele, perguntando o que caralhos tava escrito no final da frase.

Agora ele realmente ficou no vácuo.

Bateria descarregada, não vou poder falar com Kyle muito menos os outros garotos ou Damien. É.. parece que meus motivos pra ficar acordada zeraram também. Larguei o celular na cama e relaxei meu corpo. Virei de lado, de costas, do outro lado.. Ai, assim não dá não! É muito estranho dormir aqui sozinha. Senti aquele vazio habitual dentro de mim, as vezes até parece que ele some, mas não.. Sei que não importa meu nível de popularidade ou quantas solicitações eu receba,

eu sempre vou estar sozinha.

Engoli seco e sentei de joelhos na cama. O tempo esfriou um pouco mais, talvez pelo fato de estar ficando um pouco mais tarde. Da pra ver a neve caindo pelo vidro gelado da minha janela, com um raio de sol atrás das montanhas quase não aparecendo, mas eu tô vendo ele ali.

Queria que Damien entrasse por essa janela agora e me fizesse companhia, mesmo tendo visto ele hoje já sinto sua falta, é como se o meu vazio fosse não só tapado, mas preenchido quando tô com ele. Isso é loucura.. Eu nunca me senti tão estranha na minha vida, e olha que nem fiquei chapada ainda.

Talvez isso tudo seja pelo fato de finalmente ter conhecido alguém como eu.

Suspirei e levantei da cama, dá pra sentir o chão bem frio mesmo estando com meias, ou talvez minhas meias que são finas demais. Comecei a andar com passos lentos até a tal janela, por incrível que pareça parece bem mais confortável que a minha cama.

Sem hesito sentei e encostei meu corpo no vidro extremamente gelado, se isso vai quebrar ou não eu não me importo muito, só quero dormir e ficar de boa. Relaxei meu corpo ali, aquele frio não me incomodava, na verdade é bem o contrário.. Ele faz eu me sentir confortável.

Olhei pra vista novamente, o sol se escondia cada vez mais atrás das nuvens. Por mais que ele se escondesse, eu sei que ele continuaria ali. Deixei escapar um sorriso fraco e finalmente fechei os olhos.

Damien é o meu sol.

*Avalanna Pov OFF*

*Kyle Pov ON*

Eu esperei alguns minutos ela me responder, até perceber que a bolinha verde tinha sumido e ela tinha ficado off-line. Tudo bem, talvez tenha acontecido alguma coisa ou sei lá.. Eu acho que ela não me deixaria no vácuo de propósito, até porque somos amigos..

“Amigos”. Eu não entendo como tudo mudou do nada, ela era tão próxima de mim e eu dela, aí de repente quando vejo, ela tava distante e andando com aquele cara. Isso é tudo culpa minha.. Parece que tudo mudou no dia que não esperei ela sair da sala, e o pior foi que tentei procurar ela depois mas não achei.. Eu fui um babaca sem nem perceber!

E se ela não gosta mais de mim? Quer dizer, se é que gostava antes.. Uma parte minha acredita que ela sente alguma coisa por mim, mesmo que agora seja pouco.

Eu só.. Preciso fazer essa parte aparecer, e quem sabe um dia conquistar Ava Robert. 

E não vai ser nenhum satãnista de preto que vai me impedir de fazer isso.

Fechei o notebook e deixei de lado na cama.

*Kyle Pov OFF*

*Avalanna Pov ON*

**********

XxX: Avalanna, acorda! – Me desequilibrei sentindo meu corpo ser chacoalhado, quem é o filho de caralho que tá me acordando desse jeito? Abri os olhos na velocidade da luz e levantei da.. Janela? Ah é mesmo, eu dormi aqui essa noit.. Calma aí, que horas são?

Eu: Ai! Para de me acordar assim! – O sujeito, ou melhor.. A sujeita que me acordou foi minha mãe, ela mesma, a irresponsável.

Mãe: Você merece! Não acredito que dormiu na janela! Seu pai me contou que te encontrou dormindo no chão da sala ontem, você acha que isso é lugar pra dormir?! – Calma aí, o que ela disse?

Eu: Você tá mesmo agindo como se aquele nojento fosse meu pai?! O meu pai tá morto por causa desse cara! E eu espero que você saiba que logo ele vai morrer também. – Senti meu corpo em chamas por dentro, vai ser só uma questão de tempo até eu finalmente conseguir matar esse cara. O cara que matou todas as esperanças que eu tinha sobre a vida.

Mãe: Você não sabe de nada. – Ela abaixou a cabeça e engoliu seco, logo a levantou novamente. – Agora vai atender o telefone, algum cara da pizzaria tá querendo te cobrar não sei o que, não entendi nada! Vai resolver essa merda que você fez logo!!! – Falou quase gritando com um tom de voz agressivo e saiu do quarto. 

Pizzaria? Mas eu não pedi pizza nenhuma.

Saí do quarto também e desci as escadas com pressa, é incrível como sempre tem uma coisa pra me irritar todos os dias e algum problema aparece!! Eu acho que não nasci pra ter paz não.

Logo cheguei na sala e fui até o telefone fixo, que estava fora do gancho e coloquei o mesmo na orelha.

Eu: Que é?– Falei puta da vida e ainda sonolenta, não tive tempo nem pra coçar a bunda.

XxX: Entregador de pizza. Sra. Avalanna encomendou 14 pizzas grandes e ainda não pagou o valor do total, que no caso é 130 dólares. – 130 dólares?! Tá de sacanagem, como isso? Eu não tenho grana nem pra encomendar uma bala.

Eu: Seja lá quem você for, vai pro cacete junto com essas pizzas, bom dia. – Bati o telefone no gancho. Eu não acredito que me acordaram pra isso.. Deve ser alguma criança passando trote, só não sei como sabia meu nome.. 

Estranho, só que eu não me importo.

Dei os ombros e andei em direção às escadas novamente, um pouco antes de chegar até elas parei. Ainda não vi as horas hoje.. Direcionei o olhar pro relógio que fica na parede da sala e.. 18:39

Cacete! Eu realmente tô dormindo demais.. Legal, assim não preciso aturar tanto minha mãe e aquele embuste. Tirei o olhar do relógio e voltei o foco nas escadas, vai ser bom ficar um pouco de boa antes de começar a me arrumar pra aquela festa, falando nisso preciso colocar meu celular pra carregar.

Logo cheguei no corredor e entrei no meu querido quarto, fechei a porta e girei a chave, como de costume, caso contrário corro o risco da minha mãe chegar e meter o louco de novo.

 

XxX: BUH! Sua pizza chegou. – Como num baque senti duas mãos encostando meus ombros, e não preciso nem falar do quase infarte que tive agora! Deixei um grito escapar, que logo foi abafado por uma das mãos. Ai fodeu, é agora que vão me matar e vender meus órgãos na deep web.. – Deixa de ser assustada, garota! – Essa voz aí.. Quem mais poderia ser? (Jaded Juice Riders *ON*) Me virei e vi aquela face pálida olhando pra mim com seu típico sorriso de canto irônico. Deixei escapar um também, de algum jeito é bom estar vendo ele de novo.

Eu: A pizza é por conta da casa, Sr? – Perguntei com um leve tom irônico na voz, levantando uma das sobrancelhas. Ele apoiou os dois braços na parede, praticamente me fechando e me fazendo ficar de frente com ele, a gente tá bem mais perto que o normal agora.

Damien: É claro que não, você vai ter que me pagar..– Ele me olhava diretamente nos olhos com um olhar profundo, tão profundo que chegava a queimar. Senti algo pulando dentro de mim, acho que é aquilo que chamamos de coração.. Ele estava completamente acelerado e meu mundo girando. Meu deus, como esse garoto consegue me deixar assim? Eu gosto e ao mesmo tempo odeio isso.

Eu: É mesmo?.. Como? – Falei ainda com ironia, só que dessa vez com o coração à mil. 

Damien: Assim..– Ele continuou com as mãos na parede, mas agora se aproximando devagar enquanto olhava fixamente pra minha boca, com um olhar de desejo. Ele fica muito bonito de perto..

Fechei os olhos e respirei fundo me aproximando dele também, até que..

(Jaded Juice Riders *OFF*)

*Barulho de campainha*

Levei um mine susto e abri os olhos instantaneamente, ele fez praticamente o mesmo e se afastou um pouco, tirando os braços da parede. Puta merda, tava bom demais pra ser verdade.

Mãe: Avalannaaa, vai atender a campainha! – Logo pra quebrar o silêncio, a voz da minha mãe ecoou pela casa, agora fodeu o esquema todo mesmo. Acho que eu sou a pessoa mais azarada do mundo.

Direcionei o olhar novamente pro Damien, que estava andando em direção à minha janela, ah.. Ele tem mesmo que ir? 

Eu: Já vai? Você acabou de chegar! – Falei, não conseguindo disfarçar o desânimo. Ele me olhou fixamente e riu, junto com um sorriso de canto no rosto. Andei em sua direção e parei na frente dele, devo estar com a cara parecendo um pimentão agora, odeio quando isso acontece.

Damien: Vim só pra te ver um pouco hoje, tá ficando tarde e eu tenho umas coisas pra resolver com meu pai. Quando você menos esperar eu venho com uma pizza nova e passo o dia e a noite com você.. – Falou e em seguida deu um sorriso de canto, se aproximando do meu rosto e deixando um beijo na minha testa, senti meu coração derreter. Isso foi a coisa mais fofa que alguém já fez em mim.

Como um idiota como Damien consegue ser tão fofo?..

*Som de campainha*

Damien: Ih, melhor eu vazar logo, se não daqui a pouco tu vai me mandar ir pro cacete junto com as pizzas de novo. – Puts! Deixei escapar uma risada e ele também, logo abriu o vidro da janela e sentou na borda da mesma. – Aliás, gostei do cabelo, garota. - Antes de sair completamente, se virou e deu sua habitual piscadinha no olho junto com seu sorriso de canto, até logo sair completamente da janela e sumir da minha visão.

Continuei olhando pra janela com um sorriso no rosto, tô parecendo uma boba desse jeito. 

Nunca me senti tão idiota antes.

*Som de campainha (3x)*

De repente o som da campainha me acordou pra realidade novamente, quem caralhos deve ser agora? Rapidamente andei em direção a porta e a destranquei, chegando no corredor e logo descendo as escadas na maior pressa, devo estar com alma de maratonista hoje, só pode.

Finalmente cheguei na porta de entrada e a abri, como sempre ela tava destrancada, mas isso não vem ao caso agora.

Quando ela se abriu totalmente minha visão logo focou em quatro garotos que eu conhecia muito bem. Eita! Não sabia que iam vir tão cedo.

Cartman: Finalmente porra! Tava batendo uma caralho? – Cartman e suas palavras doces.. Cada merda que esse gordo fala! Não hesitei em rir. 

Eu: Não fode, o punheteiro aqui é você, seu bosta! – Os garotos riram da minha piadinha e eu também, hoje tô pro crime maluco. 

Voltei meu olhar á todos eles, que wow.. Já estão arrumados pra festa?

Stan usava uma jaqueta preta e sua habitual touca azul, Kenny vestia uma camisa xadrez marrom com azul, que por incrível que pareça combinou pra cacete. Kyle continuava com seu chapéu verde habitual e usava um moletom vinho bem escuro, que wow.. Combinava perfeitamente com seus fios de cabelo que escapavam do chapéu.

Kenny: Para de brisar, louca! – Falou rindo, Kenny sempre cortando minhas brisas. - A gente pensou que você tava no banho, se arrumando ou alguma coisa assim por causa demora. – Na verdade foi um motivo bem melhor do que qualquer outro existente.. Sem querer deixei escapar um sorriso de canto.

Eu: Ah, foi mal. É que eu.. Eu..- Pensa rápido porra- Tinha acabado de acordar e demorei pra perceber a campainha. Mas afinal.. Que horas são?

Kyle: São.. – Direcionou o olhar pro relógio de pulso que usava. - 19:27, tá loco! – Puta merda, sério que o tempo passou tão rápido assim? Ok.. Melhor tomar um banho e começar a me arrumar pra tal festa.

Eu: Ah, podem entrar e esperar na sala, prometo que não demoro! – Eles assentiram com a cabeça e entraram, ok..

Até que tô com um bom pressentimento sobre essa noite, talvez isso seja um bom sinal.. 

Ou não.


Notas Finais


Eai, será que vai dar merda?

Espero que tenha gostado, não se esqueça de favoritar e comentar!
beijão ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...