1. Spirit Fanfics >
  2. Ave sangria - Imagine Akatsuki >
  3. A primeira e infeliz perda.

História Ave sangria - Imagine Akatsuki - Capítulo 1


Escrita por: Elise_Corleone

Notas do Autor


_Eu sempre faço o primeiro capítulo curto como um teste._

-A protagonista dessa história é obviamente a Konan, mas com o passar dos capítulos isso muda.
-A história não é 100% coerente com os acontecimentos do anime, então não seja chato querendo algo completamente fiel, apenas aproveite a leitura.

Capítulo 1 - A primeira e infeliz perda.


Fanfic / Fanfiction Ave sangria - Imagine Akatsuki - Capítulo 1 - A primeira e infeliz perda.

“Eu me lembro como se fosse agora, estar sobrevoando as nuvens, com aquele ar fresco em nossos corpos, e os braços de Yahiko me abraçando, ele era um verdadeiro anjo, enquanto a gente se abraçava, ele acariciava meu cabelo e me beijava... Eu o olhei admirada” - Pensou Konan, com um sorriso bobo e as bochechas coradas, por um milagre, ela parou de chorar.

Nagato a olhou de longe; 

– Konan? Que bom que parou de chorar, mas por que está sorrindo? E seu rosto está todo vermelho... – Questionou o inocente garoto, a encarando com seus incríveis rinnegans, Nagato chorou tanto que haviam marcas de lágrimas até pelo seu pescoço.

– Nagato.. – deu uma risadinha – Limpe seu rosto, tá engraçado te ver assim. – Konan se levanta indo até um pequeno riacho, e também lava seu rosto, nessa fria noite de remorso, ambos acabam dormindo em frente á uma fogueira, juntos com uma manta ao som da chuva.

Em algumas noites, Nagato se tornou obessesivo pela morte do amigo, e conservou o corpo do mesmo. Konan não soube de nada disso, até ela ver, o corpo de Nagato, sua pele estava incrivelmente revigorada, mas havia um porém... Seus olhos eram um característico rinnegan.

Tomou um susto tão grande que caiu no chão, por um segundo pensou estar alucinando, até o mesmo segurar a mão de Konan para a levantar, havia um sorriso de canto no rosto de Yahiko, ao encarar aquele rosto modificado e revigorado, Konan pulou em cima dele, e lhe deu um doce beijo de língua, no meio do beijo sentiu o sal de suas lágrimas, mas ao mesmo tempo sentiu um gosto horrível, o corpo de Yahiko ainda estava um pouco podre por dentro, ela se afastou emocionada.

– V-Você sabe que eu sou o Nagato né? – disse ele, apesar de ter a aparência de seu amigo ruivo, a voz era de Nagato, reencarnado, e Nagato estava extremamente envergonhado já que ele também ama Konan.

– Eh!? D-desculpe de verdade, mas... Como?

– Heh, desculpe não contar Konan, e desculpe pelo beijo ruim, o corpo ainda está meio decomposto, eu garanto que vou mudar isso. – Após essa desculpa de Nagato, Konan surtou, não aguentou nem olhar para Yahiko naquela forma, o ruivo parecia estar sofrendo, e Nagato parecia estar se aproveitando.

– Querida, eu quero que entenda, nós iremos nos vingar por toda a injustiça, que fizeram contra nós três, nós da akatsuki vamos criar um novo mundo de êxtase! De liberdade! E a dor é o nosso caminho! – Gritaram Yahiko e Nagato, ali se intitulando de Pain. Essas palavras foram gravadas na mente da jovem Konan até os dias atuais;

--------------

Konan suava pelo corpo todo, teve de tomar um banho antes de realizar essa missão, seu objetivo era reunir renegados para a akatsuki e impedir mais guerras. Soube por um espião que um tal de "Madara" estaria planejando uma destruição de um clã inteiro, o pior? É seu próprio clã. Depois de seu banho, a bela jovem secou seu cabelo roxo, cortou algumas pontas e usou uma peruca de um cabelo castanho escuro, para se disfarçar teve que até pintar a sombrancelha e retirou seu piercing da boca.

Colocou uma roupa em tons de roxo escuro e preto, e um tamanco preto, roupas típicas das senhoritas do clã uchiha, e pra variar, ela teria que se passar por uma uchiha iniciante, pois não teria como forjar o Sharingan, Konan saiu de seu quarto, andando pelo tapete de cetim do corredor, desceu a escada magestosa em espiral chegando no andar de baixo, e se deparando com Pain comendo um sanduíche, ele a olhou de cima a baixo

– Pra onde a minha senhorita Konan pensa que vai assim? Tá tão chique... E essa roupa é meio curta né? – invejou Pain, ele parou de comer para encarar a garota, ela deu de ombros, pegou uma mochila cheia de armas e saiu de casa, olhou para trás reparando em sua casa camuflada, havia a comprado á menos de dois anos, claro com a missão de fazer um lar para os novos membros da 'Akats.

Uma viagem de pelo menos 2 dias, da base secreta até Konoha, mas a sorte dela é que a base secreta possuía túneis ligando uma cidade a outra, chegando em konohagakure em menos de 8 horas. “Sua primeira ação ao chegar em konoha é ir conversar com o representante de clãs, representante dos uchihas e líder; fugaku uchiha”. – Konan leu essas informações em pedaços pequenos de papéis com várias outras informações secretas.

Ao correr para onde Fugaku estava dando uma palestra com os uchihas, Konan olhou a bela paisagem, reparando em como a cidade estava bela e a noite era plena na aldeia da folha, sentiu um aperto forte em seu coração, amargurada pela guerra que está prestes a acontecer.

Ele me ganhou com sua fala, me garantiu que as guerras acabariam, então mais inocentes morrem... Por nossa culpa.
Eu sinto muito mundo ninja, não há cura.
Não há amor para mim.











→Capítulo a seguir→



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...