História Awake (Kim Taehyung) BTS - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Awake, Bangtan Boys, Bts, Kim Taehyung, Taehyung
Visualizações 53
Palavras 642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem ❤️

Capítulo 32 - Sorry


Fanfic / Fanfiction Awake (Kim Taehyung) BTS - Capítulo 32 - Sorry



Ela já sabia e não me contou...



Bel: — por que não me contou? — digo com a voz já alterada. 



Meghan: — me desculpe, filha. Eu — a interrompo. 



Bel: — eu não sou sua filha! 



Tae: — Bel, espera. Se acalma. 



Bel: — me acalmar? Ela devia ter me contado!



Tae: — amor — ele se coloca  na minha frente me impedindo de ver aquela mulher — vamos conversar antes, ok? Você acabou de descobrir, eu entendo o porquê de estar assim, mas não vai resolver gritando com ela. 



Olha quem fala... Seria cômico se não fosse  trágico. 



Ele segura em minha mão e me leva até o jardim. 



Me sento na grama e começo a chorar. 



Tae: — precisa...  De um abraço? — assinto e o mesmo me abraça. 



Bel: — eu estava gostando dela no início mas é como se ela tivesse me traído. Nunca poderia passar pela minha cabeça que alguém como ela seria capaz de abandonar a filha. 



Tae: — eu sei... O Harry... Ele sabe sobre isso?



Bel: — provavelmente. 



Tae: — não acredito que ele é seu pai. 



Bel: — nem eu. 



Tae: — está mais calma? — confirmo — converse com eles, sei que eles devem ter um motivo, não que justifique muita coisa, mas acho que seria bom você saber. Não acho que eles sejam pessoas más. 



Bel: — está defendendo eles?



Tae: — não, amor. Não conheço a Meghan, mas conheço Harry. Eles devem ter um motivo maior, eles são pessoas boas. Não estou pedindo que os perdoe, apenas ouça o ponto de vista deles. 



Bel: — quando vamos embora?



Tae: — amanhã...



Bel: — então tenho que falar com eles hoje...



Tae: — sim...



...



Depois de algumas horas me acalmando, finalmente crio coragem e vou até o Jardim onde Meghan e Harry estavam. 



Harry: — Bel? 



Bel: — vamos direto ao ponto. Por que me abandonaram?



Meghan: — bem... Nós tivemos você muito jovens. Quando engravidei, os pais de Harry não aceitaram muito bem, ele é filho de pais ricos mas eles o expulsaram. Nós estávamos totalmente sem condições de criar você. 



Harry: — nós realmente não queríamos te deixar mas seria muito trabalho para apenas a sua avó. 



Meghan: — desculpe, filha. Nós fomos covardes e pensamos que não fosse nos perdoar. 



Bel: — e vocês estão certos. 



Saio antes que eles possam falar mais alguma coisa. 




Está tudo bem, Bel. Amanhã você vai embora, e tudo vai ser como antes. 



[No dia seguinte]



Tae: — tem certeza que não quer se despedir dos seus pais? 



Bel: — eles não são meus pais! 



Tae: — desculpa, não está mais aqui quem falou. Apenas acho que você deve pelo menos se despedir de forma apropriada porque sei que vai ficar com um peso na consciência. E eu não quero isso. 



Bel: — eu sei, mas — sou interrompida pelo aviso de que já podíamos embarcar. 



Tae: — tudo bem, esquece. 



Íamos embarcar agora mas ouço alguém chamando meu nome. 



Maghan: — Bel, espera — ela e Harry correm até mim e chegam um pouco ofegantes pela idade — sei que não vai nos perdoar, mas só queremos nos despedir de você, podemos?



Tae: — não perca a chance, Bel — sussurra no meu ouvido. 



Bel: — p-podem...



Eles me abraçam de uma vez e eu começo a chorar sem nem saber o porquê. 



Meghan: — gostamos muito de te ver.



Harry: — sei que não pensa o mesmo mas espero te ver novamente. 



Nos separamos. 



Meghan: — tome cuidado — ela olha para Taehyung — cuide bem dela. 



Tae: — sim, senhora. 



É estranho, me sentir amada, protegida... Por alguém que não seja o Jimin ou o Taehyung. 



Talvez eu esteja chorando pela sensação de receber o amor que nunca recebi. 




Me virei para embarcar mas voltei e parei na frente dos dois. 



Bel: — espero que um dia eu possa perdoar vocês...




Notas Finais


Drama?

Nem um pouco


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...