História AWKWARD - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Alice Englert, Cara Delevingne, Froy Gutierrez, Kaya Scodelario, Matthew Daddario, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Cara Delevingne, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Cara Delevingne, Drogas, Kaya Scodelario, Matthew Daddario, Nash Grier, Shawn Mendes
Visualizações 16
Palavras 709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 21 - Short Chapter


Pov's Shawn Mendes

Sidney, Austrália

Chapter Twenty, AWKWARD


Acordo com algo estranho em cima de mim, algo meio pesado mas que tinha uma leve magreza, sabe? Abro meus olhos e vejo Viola dormindo, que pela primeira vez não saiu de fininho enquanto eu dormia. Passo minha mão pelo seu rosto perfeito, dando um leve sorriso meigo. Porra, ela estava tão gelada. Tiro ela cuidadosamente de cima de mim e a coloco na cama, deitada de barriga para baixo.

Eu ainda estava de sapatos, se vocês querem saber. E aquilo que vocês chamam de ressaca, é a pior coisa do mundo.

Viola não se mexia, nem parecia que respirava, até pensaria que ela estivesse morta. Tiro minha roupa, já que Viola estava dormindo e pena dela, já que ela não vai ver essa belezura canadense. Fico totalmente nu e arrepiado, já que a Austrália tem um frio do caralho essa época do ano. Entro no banheiro e ligo o chuveiro, deixando no modo quente e me fazendo relaxar totalmente.

Como aquele filho da puta do Matthew entrou na minha casa? Será que a outra filha da puta também conhecida com Viola o deixou entrar? Dúvida duvidosa.

Após o meu incrível banho de refletição, eu descobri que por acaso eu não teria pegado a minha toalha, ah, ótimo. Saio do chuveiro e coloco a minha cabeça para fora da porta, tentando ver se a praga já estava acordada e para a minha sorte, não estava. Saio do banheiro tranquilamente, caminho até o meu guarda roupa e pego uma roupa preta qualquer, a jogo em cima da cama e balanço o meu cabelo o fazendo molhar o espelho todo.

— Eu não sabia que era tão grande assim. — Escuto uma voz doce e rouca ao mesmo tempo vindo do fundo do meu quarto. Caralho. Pego a primeira coisa que vejo e cubro o que tinha para cobrir ali, já que eu estava totalmente envergonhado. — Não se preocupa, eu já vi vários desses mas não tão… Grandes. — Viola diz, rindo e se espreguiçando, ela se levanta e suas olheiras eram nítidas.

— E-eu tenho que agradecer? Obrigada, então. — Digo, ainda cobrindo vocês sabem o que, Viola não parava de me encarar e rir. — Posso me trocar? Tipo, eu posso ter privacidade? — Pergunto, a fazendo rir mais ainda, reviro os olhos e viro de costas procurando alguma cueca na minha cômoda.

— Uau, não sabia que a sua bunda também era grande. — Ela diz, me fazendo ficar bravo, mas ao mesmo tempo rindo do que a mesma disse. — Deixa eu te ajudar... — Ela se levanta, cambaleando e quase caindo, mas ainda sim andando formosamente. Ela fica do meu lado, procurando uma cueca em específico, anjo, quem vai vestir sou eu! Ela se curva, ficando de cara com a minha cabeça de baixo. — Serve essa aqui? — Ela diz, levantando a cueca para cima e me deixado com mais vergonha ainda.

— Serve, serve. — Digo rápido, ficando totalmente nervoso e andando para trás, ficando longe daquela garota.

— Shawn, a cueca… — Ela diz, ainda segurando a cueca. Estendo a mão para que ela me entrega mas como é a cara da Viola, ela não vai me entregar assim de bandeja. — Vem pegar, bonitão. — Diz, me deixando ser opção. Corro até ela que tenta fugir, porém falhando. Seguro em sua blusa e a puxo para trás, a fazendo cair de barriga para baixo. Subo em cima dela, ainda a fazendo rir,pego minha cueca e a coloco em cima da cama. — Você é muito safado.

— Olha, você saiu correndo com a minha cueca. Cara, eu estou pelado, se ser safado é tentar ter a minha dignidade de volta, então eu sou safado sim. — Digo, lhe dando um pequeno selinho, era tão bom a ver sorrindo boba e sem motivo, ela era um anjo. Antes que eu possa, Viola puxa o meu pescoço e me beija. Eu já iria tirar a blusa de Viola porque eu realmente achei que iria rolar algo ali, mas porra, é o destino.

           — Shawn, querido… — A porta se abre, revelando uma Hayden completamente assustada e vermelha de raiva e/ou vergonha. — Mas que porra é essa?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...