1. Spirit Fanfics >
  2. Awlays Together - JIKOOK- ABO >
  3. Encontro com SeukMin

História Awlays Together - JIKOOK- ABO - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


oii pessoinhas, tudo bem? bom, já se passou um mês desde o último capítulo, e como tinha dito, eu tava sem internet, e iria dar um jeito.
bom, eu troquei por uma melhor, mas, acontece q estou atolada de afazeres e tarefas, espero que compreendam.
me desculpem a ausência, boa leitura 🐥🐰❤️

Capítulo 4 - Encontro com SeukMin


Fanfic / Fanfiction Awlays Together - JIKOOK- ABO - Capítulo 4 - Encontro com SeukMin

Jungkook on~

Depois que cheguei em casa, tomei meu banho e resolvi tirar um cochilo, eu estava exausto, e o jantar seria daqui três horas, eu não tinha tanto a temer.


Peguei meu Blazer, e meus sapatos casuais, os separei, os colocando pendurando em um cabide separado, para que quando eu acordasse, pra mim não esquecer que seria com aquela roupa.


coloquei meu fone em uma música lenta e tirei um cochilo.



não sabia descrever o nível do meu cansasso, e alegria, pois por engano, me encontrei com o ômega, e ainda consegui seu número.



espera, como você é burro Jeon Jungkook, você está com o número dele, o que está esperando.???



Saltei da minha cama, em um passe que fez meu celular cair no chão, e levando os fones juntos


o peguei rapidamente para checar se estava tudo bem, e não havia acontecido nada de mais


eu me levantei de uma maneira tão rápida, que minha pressão tinha caído, que ótimo


comecei a ter tonturas, me impossibilitando de andar, e ainda por cima de me lembrar aonde guardei o papel com seu número.



Droga!!! Eu havia deixado no carro, dentro do porta luvas.



Por que eu ainda faço as coisas assim? sou um completo de um descuidado.


Não dava pra mim descer e ir pegar um pedaço de papel - que significava muito por sinal - mas, como não podia deixar isso pra trás, decidi que faria isso depois quando eu ja estivesse dentro do carro seria mais fácil


desci para a cozinha, e peguei uma garrafa de água gelada, abri, e dei conta de a beber por inteiro o líquido presente nela


Você deve estar se perguntando, por que você estaria atrasado para o encontro menino Jeon? sendo que ele é na sua casa??



então, meu pai acabou de atrasando com os negócios, e não deu pra fazer os preparativos do jantar, então perguntei se poderia ser na casa dela, e ela aceitou, com a condição que eu não me atrasasse, uma coisa bem rara de se acontecer, mas eu ia tentar



peguei uma maçã, era a única coisa que não tiraria meu apetite até eu chegar lá, fui a mordendo enquanto eu subia as escadas em direção ao meu quarto




fazia uns dias que meu amigo não me mandava mensagem, o que havia acontecido com Yoongi, ele não me respondia mais, estava me sentindo sozinho, já que ele era meu único amigo, eu tinha Taehyung também, mas, depois de um ocorrido entre nós, nunca mais mantemos contato. E antes de ficarem perguntando, nós quase tivemos um rolo, e foi muito constrangedor, tínhamos 14 anos, decidimos nunca mais nos falar depois disso — é melhor eu esquecer esse assunto –


depois desse meu pensamento e corria toda, me dei de cara com o relógio, caindo a ficha que faltavam 01:30 para o encontro, sera que já está na hora de me arrumar? afinal, se eu adiantar, não chego atrasado

Fui até o banheiro, arranquei minhas roupas, e coloquei o terno preto, logo em seguida os sapatos, e fui me ajeitando.


Fui penteando meus fios, enquanto me olhava no espelho.


Nele, eu via um garoto lindo, que logo estaria compromissado




peguei as chaves do carro, e fui em direção ao mesmo.


Tive a ideia de passar em uma loja de flores, e comprar um buquê de rosas para ela, eu deveria demonstrar algo


~~

Minutos depois, eu já estava em frente a sua casa, uma mansão gigante, enquanto eu passava pela portaria, eu observava o quanto aquela casa era bem detalhada e bonita




Toquei a campainha, e fui atendido por SeukMin, que logo me levou para sala de jantar


Lá, estava uma mesa comprida, com muitos aperitivos, e enfeites que davam um toque a mais na mesa



Eu pego o buquê e entrego pra ela

— Muito obrigada — disse ela, envergonhada — tem algum problema se minha família jantar conosco? - perguntou


— Problema nenhum – Respondi 


Lá estávamos na mesa, os quatro assentos. Eu estava ao lado de SeukMin, a minha frente, Jimin, e ao seu lado, NongSon.


Não posso negar que me senti meio desconfortável. O ômega, só olhava para o prato, e mexia na comida, envergonhado presumo


Tudo estava em silêncio, ninguém falava nada, até que NongSon puxa um assunto.



— Então, vocês já estão namorando?


No mesmo momento, Jimin da uma leve engasgada com a comida que tinha posto em sua boca

— Eu preciso ir no banheiro – Disse ele, se retirando da mesa


Todos haviam ficado em silêncio novamente, eu e SeukMin trocamos olhares assustados


– Está tudo bem com ele? – Perguntei


— Sim, ele se engasga direto, já é normal – Disse NongSon, dando gargalhadas em seguida


Eles enxergavam os atos de Jimin como bobeira, e provavelmente não deixariam eu ir atrás dele, eu precisava de um passatempo para ir ver se ele estava bem


Puxei a toalha de mesa com cuidado, fazendo derramar vinho em meu terno

— Oh céus, eu sou muito estabanado, onde posso me limpar? – Dei um de ator


— Vá até o banheiro, e passe água, antes que manche — Disse SeukMin - Talvez demore um pouco até sair

Fui em direção ao banheiro, passei uma água no meu terno, coisa rápida, e fui atrás de Jimin, querendo saber se o mesmo estava bem


Procurei na sala de star, nos corredores, no salão e até no estacionamento... e nada do ômega 


o que aconteceu?


Fui para o lado de fora e avistei um jardim semelhante com a de quando nos conhecemos, minha curiosidade foi mais alta, então acabei entrando lá dentro


ele era totalmente parecido com o primeiro, e até os banquinhos brancos ele tinha... aquele jardim, me trazia paz.



Andei em direção de um banquinho, sentando-me no mesmo, e relembrando do dia do jardim, o quanto eu fui idiota, e que eu poderia ter enfrentado meu pai.


as vezes fico questionando minha sexualidade... sabe, eu estou saindo com uma garota so pra aproximar do irmão dela. O que há de errado comigo? talvez eu esteja gostando desse ômega? será que já virou paixão? ao ponto de eu inventar uma desculpa no meio de sua família só para vê-lo. Fiquei instantes naquele banquinho pensando sobre mim


Eu sinto como se minha vida fosse aquelas histórias clichês de amor, sempre vai ter um obstáculo pra você realmente chegar onde quer, mas você sempre alcança o objetivo quando menos espera  

Mas, e se eu estiver passando por isso? ou algo do tipo, por que, o que eu sinto agora, nunca senti antes

– Aish, eu sou um idiota – digo pra mim mesmo

– Falando sozinho? – abro os olhos, e vejo o ômega na minha frente

– você está melhor? tinha se engasgado e seu pai disse que é normal – perguntei

– sim eu.. engasgo quando me mostro surpreso - ele olhava pra mim


– como assim "surpreso?", o que te deixou surpreso durante a mesa? – sento mais pro lado do banquinho, dando um espaço pra ele sentar, batendo a mão no lugar


– nada de mais, é um assunto que me deixa tanto que desconfortável – ele responde, sentando ao meu lado


– o meu casamento com a sua irmã? - perguntei


– sim!! quer dizer, não! ou sim – ele estava gaguejando – eu estou completamente confuso com isso, tenho medo de perder minha irmã – exclamou

– garanto que isso não irá acontecer – olho pra ele



Jimin on~

Droga!! ele atingiu meu ponto fraco, ele fez a pergunta do que justamente havia acontecido


não sei se ele acreditou na minha desculpa, mas, o caso não me era perder SeukMin, e sim, que eu sentia uma coisa de estranha nos dois, como se, eles não fossem um pro outro

como eu ia dizer isso pra ele?
"me  engasguei por que sinto que você não foi feito pra minha irmã"


desse jeito o menino vai ficar triste coitado


– está pensativo? – ele pergunta

– sim – respondi

– no que está pensando? – ele olha nos meus olhos

– omo!! não é da sua conta! – viro seu rosto pro outro lado


– Desculpa senhor Park – ele começa a rir – vamos, minha roupa está suja de vinho, logo tenho que ir pra casa – ele se levanta

– aish, como aconteceu isso? – perguntei, olhando para a enorme mancha em seu terno

– não foi nada de mais, só descuido – respondeu

me levantei, e fomos até a cozinha

– por que demoraram? – meu pai pergunta em tom alto


– Fui ajudar Jeon a tirar essa mancha, mas, não deu certo – olho para o rosto do garoto alto ao meu lado, e seus olhos não negavam que ele queria rir


– Bom senhor NongSon, já está ficando tarde, terei que voltar para casa – ele direciona a meu pai, estendendo as mãos

– A noite de hoje foi incrível menino Jeon, volte aqui mais vezes – ele retribui o ato


– será um prazer – Jungkook responde


– Jimin, o acompanhe até seu carro – meu pai diz, e eu concordo, indo com ele


~~

estávamos descendo o quintal até a garagem


– se não fosse por minha causa, essa noite teria sido melhor – digo, olhando para baixo

– ao contrário!! – afirma ele

– ham? como assim? – eu não tinha entendido

– nada não, obrigado por hoje – ele entra no carro – boa noite


o que ele quis dizer??? vou descobrir

continua...









Notas Finais


obrigada 👉🏻👈🏻❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...