História Ayla - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Magia, Mistério
Visualizações 6
Palavras 967
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - A cidade tão bela...


Chegando em Cilverla, Rita ainda com duvidas do por que dos gritos de Ayla com aquela garota mesmo de Ayla ja ter explicado isso ( tudo por causa de uma coxinha?). 

Ayla só tentava evitar o máximo que pudesse a vaca azeda mesmo assim a menina passa e fala:

-Toda descabelada e feia-

Geralmente esses insultos não afeta muito Ayla, ela não ligou e continuou andando.

A viagem não foi muito longa mas o suficiente para Ayla e Rita estarem com fome, ainda mais que daqui a pouco é quase hora do almoço, Rita estava tão ansiosa para mostrar a antiga casa para a filha mas, a fome gritava dentro dela então ela resolveu passar em um restaurante primeiro antes de ir para a casa onde tudo começou?.

Elas param em um restaurante perto dali, enquanto Rita fazia o pedido Ayla ia ao banheiro, quando terminou de usar deu uma paradinha para se olhar no espelho e pensar:

"Ér... realmente eu não arrumei meu cabelo hoje ele ta bem para o alto"

Ayla tinha o cabelo curtinho e bem ondulado olhos bem escuros roupa geralmente uma calça com uma blusa larga e era morena.

"Mas será que as pessoas vão gostar de mim assim?Aaa para Ayla aquela garota não sabia o que ela estava falando!"

Ayla se vira para ir embora mas ela da uma última olhada e da uma arrumadinha no cabelo antes.

Rita ja estava na mesa com os pratos Ayla chega pouco sem fome mas come.

-Então...parece que você não está mais com raiva né?- Rita 

-Um pouco...- Ayla

-Estou chocada porque você saiu de casa tão brava e essa menina te deixou fervendo e agora esta bem? Graças a Deus tu virou uma menina tranquila- Rita

-Só estou um pouco cansada.- Ayla

-Ok...- Rita

- Mãe...- Ayla

- Oi.- Rita

-Por que Erimotta não é mais seguro para mim? O que a senhora quis dizer com isso?- Ayla

-Esquece isso filha- Rita

- Não mãe uma hora você vai ter que me contar.- Ayla

-Essa não é a hora!- Rita

-Por que você é tão mistériosa?- Ayla

-Só tento te proteger de algo que eu gostaria que não existisse.- Rita

-A nossa família tem algo aver com esse mistério?- Ayla

-Ela é o mistério!- Rita

-E por que você está me levando para morar no lugar onde esse mistério que você tanto quer me proteger surgiu?- Ayla

-Porque você agora precisa se proteger sozinha...Vamos embora Ayla já deu hora!- Rita

As duas saíram do restaurante Ayla estava com muitas dúvidas depois dessa conversa. Elas caminharam ate a casa até porque não era muito longe dali. 

Chegando lá Ayla ficou meio assustada com o lugar porque não era tão bonito assim porém a casa é antiga e ela tinha que morar lá.

-Filha sei que parece um pouco assustador mas você vai adorar esse lugar!- Rita

-Mas aqui tem algum parque pra eu tentar evitar de ficar aqui?- Ayla

-Não fala assim, você sabe que aqui é importante para mim.- Rita

-Tabom mãe... Eu vou tentar me acostumar... Mas cadê a nossa família?- Ayla

-Vamos entrar!- Rita fala querendo evitar o assunto.

A casa não era tão bonita por dentro mas era arrumadinha, tinha alguns móveis velhos mas o caminhão de mudança ia chegar daqui a dois dias.

Só tinha um quarto na casa, Rita disse que Ayla podia dormir no quarto e ela dormiria no sótão, Mas Ayla disse que queria ficar no sótão porque ela achava melhor.

Ayla já levava as malas para o sótão que por sinal não tinha nada além de umas teias de aranhas. Ela pegou uns lençols que tinha na mala e colocou no chão.

"Bom, é aqui que eu vou dormir né"

Ela sentou para dar uma descansada do dia intenso que ela teve, mas quando ela foi reparar bem no "quarto" percebeu que tinha uma mancha diferente na parede ela foi olhar mais de perto.

-Mas o que é isso? Ei espera isso aqui é muito grande para ser uma mancha! Por que essa parte da parede é diferente das outras?- Ayla fala sozinha

Ayla percebe que tinha uma marca na parede do tamanho de uma portinha de cachorro.

Rita chega no sótão e meio que da um sustinho em Ayla.

-Ai mãe que susto!- Ayla 

-Haha eu sabia que você ia se assustar!-

-Mãe o que é isso na parede?-

-É..é não é nada f..filha- Rita gagueja

-Mãe me fala!- Ayla

-É só um móvel que ficou ai por muito tempo ai manchou a parede!- Rita

A resposta parecia muito obvia e possível então Ayla se convenceu.

-Ah ta...- Ayla

-Filha por que não da uma saidinha para conhecer esse lugar enquanto eu arrumo as coisas? Assim você fica mais tranquila!- Rita

-Ok. Vou sair por ai sem rumo.- Ayla

Ayla sai da casa e começa andar pelas ruas sem rumo.

Depois de tanto andar ela encontra algo que a interessa. O parque!

"É tão lindo esse lugar!" Ayla pensa

"Eu podia ter trago meu livro! Vou sentar perto dessa árvore."

Ayla senta perto de uma árvore e começa a observar o lugar, as crianças brincando, adolescente se paquerando, adultos preocupados com as crianças, Ela começa a ficar com um soninho e dorme.

No sonho de Ayla:

Ela estava sentada na calçada da antiga casa dela quando de repente o chão começa a mecher muito, Ayla tenta se equilibrar mas não consegue pois o chão parecia ondas então Ayla pega um prancha e tenta surfar no chão mas veio uma "onda" tão forte que Ayla tentou se proteger com os braços mas viu que conseguia controlar a "onda" com se tivesse um escudo mas ai tudo acaba quando algo atravessa muito rápido e faz um barulho que ela acorda.

- Ãn? que sonho louco. - Ayla

Quando Ayla olha para o lado percebe que tinha dois carros em alta velocidade e eles ia bater de frente!

-NÃOOO!- Ayla gritou junto com mais pessoas

POWW

Aquilo parecia em câmera lenta para Ayla, ela via as pessoas correndo, adultos tentando proteger suas crianças, adolescente tentando ver o que tinha acontecido, Ayla estava assustada, Ayla estava com medo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...