1. Spirit Fanfics >
  2. Azul é a cor mais quente (Vhope) >
  3. Capítulo 40

História Azul é a cor mais quente (Vhope) - Capítulo 40


Escrita por:


Notas do Autor


Olha eu aqui kkkkkk demorei de novo pra atualizar🥺💜 mil perdões

Como meus amores estão? Agora eu posso compartilhar a boa notícia pra vocês😚💜 a unnie está sumida porque com a Graça de Deus começou a trabalhar 💜💜 estou tão feliz

Espero que não tenham desistido de mim nem da fic 🥺💜 eu amo muito vocês 🥺💜

Woa é obrigada pelos 295 favoritos eu estou tão feliz e grata a vocês 💜 vocês não sabem o quanto estou feliz 💜😚 obrigado por ter vocês em minha vida 💜😚

Esse capítulo e dedicado a uma pessoinha muito fofa 💜 Gabrielly é pra você 🙃

Simbora pro capítulo de hoje💜

Capítulo 40 - Capítulo 40


Fanfic / Fanfiction Azul é a cor mais quente (Vhope) - Capítulo 40 - Capítulo 40

Jung Hoseok

Com todas as coisas que já presenciei em minha vida tantas coisas boas mais também ruins, nada se tornou tão desesperador e angustiante como você ver a vida da pessoa que mais amo se esvaindo aos poucos e seu olhar perdendo o brilho em minha frente.

- T-taehy...azulzinho...n-não fecha os olhos...por favor... - falo de forma chorosa sentindo meu peito doer e lágrimas grossas molharem meu rosto.

Chungwho: não precisei fazer nada para me livrar dele que pena - sorri - queria ter eu mesmo acabado com ele.

- ME SOLTE D-DEIXE EU FICAR COM ELE - grito chorando de forma desesperada me debatendo.

Chungwho: Deixe -o pode soltar - me soltam e eu vou desesperado até meu Taehy o pegando em meus braços pressionando o ferimento em sua barriga.

- M-meu bem...Não me deixa...fica aqui comigo...meu Tata... - choro doloroso vendo o mesmo pálido e junto nossas testas sentindo sua pele perdendo o calor.

Chungwho: o quão patético você pode ser? - debocha e as janelas se quebram e um disparo e ouvido me fazendo se encolher abraçando ainda mais o meu azulzinho e vejo o Chungwho cair em minha frente com um olhar vazio e um tiro bem no meio de sua testa o que me faz fechar os olhos escutando o barulho de mais tiros e a porta se quebrando mas logo tudo para ficando em um mais absoluto silêncio.

****: paramédicos aqui temos um ferido grave - uma voz fala alto e eu abro meus olhos vendo policiais e alguns paramédicos entrando na sala tirando o corpo do meu azulzinho de meus braços começando procedimentos para reanima-lo e estancar o sangue que já tinha colorido todo o chão o que me faz ficar em estado de choque e o medo de o ter perdido ficar ainda maior me fazendo chorar ainda mais.












[...]












Depois de ter passado o tempo todo em um quarto de hospital sem notícias por também não sair ileso e ser atingido por pequenos estilhaços de objetos e balas, meu coração ficava cada vez mais apertado sem notícia alguma.

Mirae: temos muito o que conversar não acha? Ou irá ficar em silêncio apenas chorando? - fala de forma cansada com os olhos vermelhos ao lado de meu appa ambos sentados no pequeno sofá no canto do quarto.

- e-eu...Fui sequestrado...pelo Chungwho...se eu fiquei...sumido foi por suas ameaças...ele queria fazer mal...a vocês e ao...Tae... - falo com a voz falhada.

Mirae: porque não deu pelo menos...um sinal que estava bem Seokie? - fala de forma chorosa e levanta vindo até mim e me abraça de forma cuidadosa chorando baixinho.

- eu não...podia... - falo voltando a chorar e o appa se junta ao abraço.

Songjae: estávamos tão desesperados...É quando nos ligaram que você estava...no hospital - fala choroso.

- M-me...desculpem por tudo... - falo em um fio de voz - omma...vocês têm alguma...n-notícia do Tae...? - falo baixinho e minha omma respira fundo.

Mirae: ele passou por...uma cirurgia...a cirurgia teve algumas complicações...mais ficou tudo bem os médicos conseguiram estabilizar o Tae - fala baixinho - como ele perdeu muito sangue...fizeram uma transfusão de sangue... mais por conta de ter sido um ferimento sério que ele sofreu...precisaram...induzir um coma... - fala de forma cuidadosa.

- é...minha c-culpa...eu não consegui...proteger meu Tae... - me sinto culpado - d-desde que...eu entrei na vida dele eu só fiz mal...

Songjae: não diga isso...você não tem culpa de nada...quem tem culpa por tudo...já pagou...o Chungwho está morto...ele pagou por tudo o que fez - fala baixo fazendo carinho em meus cabelos.

Mirae: Ninguém...te culpa por nada querido...Tem pessoas lá fora querendo te ver também... - fala com carinho beijando minha testa e vai até a porta a abrindo e vejo o Jimin entrar me encarando sem expressão alguma junto do Jungkook e os outros - iremos deixá-los sozinhos - fala de forma calma pegando na mão do meu appa e saem do quarto fechando a porta.

Jimin: como você está? - fala de forma baixa me encarando.

Kook: sente alguma dor? - fala amigável.

- bem....eu não estou...e dor eu não sinto nenhuma - sorrio fraco sentindo meus lábios trêmulos - vocês devem estar me odiando... - falo baixinho sentindo meus olhos marejarem.

Yoon: não temos raiva nenhuma de você Hoseok... não pense assim - fala baixo - não te culpamos por nada...nem te odiamos - fala de forma amigável.

Nam: você não devia se culpar Hoseok a gente sabe que sua intenção nunca foi machucar o Tae.

- obrigado...e-eu não...sei se consigo não me culpar pelo estado que meu azulzinho se encontra... - brinco com meus dedos.

Jin: o Tae não gosta de te ver se culpando assim...não devia fazer isso Hobi - senta ao meu lado na cama e faz carinho em meu cabelo.

Jimin: nenhum de nós te culpa okay?... e com toda certeza o Tae tambem não...então você não devia se culpar... - fala de forma sincera e em um tom amigo.

- você não...tem raiva de mim? - falo baixo o olhando.

Jimin: não não tenho...O que acha de ir ver o Tae? Só falta você...ele não está acordado mais receber a visita de quem ama o fará bem e ele vai estar te escutando mesmo estando sedado sabia?

- e-eu irei...obrigado...

Nam: não precisa agradecer somos seus amigos não somos? - fala fofo - e o Tae é seu namorado você precisa vê-lo vai lá - sorri mostrando as covinhas.












[...]












Escutar o barulho de aparelhos e de um respirador nunca foi tão angustiante como agora.

- Meu Azulzinho... - falo baixinho pegando em sua mão fazendo um carinho terno na mesma - me desculpe...por ter te colocado nessa cama de hospital... agora a gente vai poder viver em paz amor quando você sair daqui... eu e você juntinhos... - beijo sua mão.

Levo minha mão até a bochecha do mesmo a vendo pálida e faço um carinho terno em sua derme.

- eu quero tanto ter um futuro duradouro ao seu lado... - sorrio com os olhos marejados - eu nunca amei ninguém como eu te amo...quem diria que eu namoraria o belo rapaz de cabelos azuis e cigarro nos lábios que eu vi no parque... e que eu descobri depois que eu já o conhecia a tanto tempo... - Sorrio de forma boba sentindo lágrimas molharem meu rosto - você sempre esteve presente em minha vida...e eu sempre vou estar na sua...
























- depois que você melhorar...eu vou te pedir em casamento...assim eu vou poder te ter ao meu lado todos os dias e ver seu rosto  lindo toda manhã...e vou poder dizer a todos que você é meu esposo... meu esposo lindo que eu amo tanto... - beijo a testa do mesmo.


Notas Finais


Beijos doces da unnie até a próxima 💜😚

Amo vocês 💜🥰😍
Se cuidem okay? Usem máscara e lavem bem as mãos ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...