História B de Boatos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Seulgi, Yeri
Tags B De Que, Mais Yuri Por Favor, Red Velvet, Romance, Seulri
Visualizações 141
Palavras 627
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Shounen, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leitura ~

Capítulo 1 - Único;


Fanfic / Fanfiction B de Boatos - Capítulo 1 - Único;

Haviam algumas histórias que rondavam a sala 28, do terceiro andar, lá estavam o formandos do terceiro ano. Os boatos eram sobre Seulgi, dezessete anos e com gostos peculiares.

   E não, os boatos não eram sobre a garota gostar de comer batata frita com brigadeiro, mas sim, sobre sua sexualidade. Porque, aparentemente, seus colegas de turma a conheciam melhor que si própria.

   Tudo começou quando, no primeiro ano, pegaram-na beijando uma garota do nono e então, começou as fofocas de que Seulgi era lésbica, mas ela não se importou tanto, na época até ela achava isso. No entanto, dois meses depois, caiu nos encantos de um garoto alto do time de futebol, então os boatos mudaram, agora ela era hétero e a garota teria sido apenas curiosidade. 

   E quando isso caiu nos ouvidos da Kang, ela não se aguentou. Como poderiam dizer que ela era hétero? "Deus me livre, gostar só de homem", ela pensou.

   Na época, tentou esclarecer para as pessoas que não era lésbica e nem hétero, mas as pessoas não se importavam, afinal, só poderia ser um dos dois.

   No segundo ano, Seulgi acabou beijando outra garota e então novamente "virara" lésbica, e com o tempo, ela cansou dos boatos. Escreveu um post em suas redes sociais, dizendo que era bissexual, graças a Deus.

   "Ah sim, claro, como se isso realmente existisse."

   "Você está confusa, certo? Uma hora vai ter que escolher um dos lado"

   Lados? Ela pensou. Isso não é um caminho com várias estradas, ela não escolhia nada. Até porque, se pudesse escolher, acha mesmo que escolheria gostar de homens? 

  Seu post apenas piorou as coisas, agora ela era conhecida como a confusa do segundo ano, mas sabe, eram eles que estavam confusos, pensavam que suas palavras surtiam algo em Seulgi e as únicas palavras que tinham efeito sobre ela, eram as besteirinhas ditas ao pé do ouvido pela pitanguinha¹.  

  E agora, chegamos ao terceiro ano, namorando e feliz. Porém, aos olhos dos colegas de turma, Seulgi não podia namorar, pois trairia a namorada com o primeiro rapaz que passasse em sua frente. O que restava era rir, em plena formatura e aquelas crianças ainda não sabiam a diferença entre sexualidade e caráter.

   Não é porque ela gosta de boys and girls², que não era fiel. Estava muito feliz ao lado de Yeri, e não a trocaria por nada no mundo. 

   Finalmente formatura, e como era a melhor aluna teve direito a discurso, não que ela quisesse, mas usou bem seu tempo.

— Olá, pessoal, eu sou Kang Seulgi, sala 28. — Disse, tímida, sorrindo amarelo. — De início, não sabia direito sobre o que falar, mas, já que se trata da minha, nossa formatura, gostaria de dizer algo para vocês, colegas. — Ela olhava para todos nervosa, agarrada a sua beca. — Sim, senhores, eu tenho dezessete anos, e apesar de não saber muito bem o que quero ser, sei muito bem o que sou. Diferente de todos os boatos que vocês espalharam, eu não sou confusa quanto a mim mesma, na verdade, sou muito bem decidida. — Respirou fundo e soltou. — Sou bissexual, e antes que vocês digam: metade isso, metade aquilo, devo esclarecer que não. Sou uma coisa só, Kang Seulgi, apaixonada por Kim Yeri e muito feliz, obrigada. 

   Sorriu, mostrando todos os dentes brancos, seu olhar se encontrou com o da namorada e sentiu o coração esquentar. Olhou para o resto do auditório e então, sentiu as bochechas esquentarem, a vergonha bateu, agradeceu a escola e desceu do palco.

   Mas, mesmo que os boatos da sala 28 tenham morrido, sabia que existiam muitos mais para enfrentar. Talvez por toda sua vida, tenha que lidar com comentários maldosos e conclusões precipitadas. Mas, tudo bem, afinal, boatos são apenas boatos.


Notas Finais


1: pitanguinha significa namorada, ficante, romance...

2: Boys and girls é uma música do meu filho Woo Jiho, mais conhecido como Zico, vão dar view, por favor

◻ ◻ ◻

Olá, essa é a minha contribuição para o projeto "B de quê?", que é focado em personagens bissexuais como centro. Essa ideia está sendo desenvolvida pelas minhas mães lessica (lailights&plsjessie).
E essa história também faz parte do projeto "Mais Yuri, por favor" da lailights, que é focado em yuri, deixarei os links para vocês darem uma olhada.

link do projeto "B de quê?": https://spiritfanfics.com/jornais/projeto-b-de-que-10889729

link do projeto "Mais yuri, por favor": https://spiritfanfics.com/jornais/projeto-mais-yuri-por-favor-8975800

a fic também foi postada no wattpad, meu usar por lá é @kyuwgsoo

Obrigada por ler

♥tchau♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...