História B de Bom Dia - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark
Tags B De Que, Jark, Markson, Wangtuan
Visualizações 136
Palavras 602
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


queria agradecer ao meu amigo que foi a inspiração para isso

Capítulo 1 - Capítulo único


–Carai borracha, como é que o maluco ali pegou a Momo?– Yugyeom gritou, já levemente alterado.

Mark apenas deu de ombros, fazendo uma careta, sem saber por que estava ali. O americano odiava aquele tipo de festa, com música alta, gente suada e bêbada, gente se pegando em todos os cantos. Poxa, o loiro não precisava ser lembrado a cada cinco segundos que era um fracassado e ninguém o queria.

–Mano, não sei.– Bambam respondeu ao mais novo, com um copo em mãos, mal se mantendo em pé.– Esse cara pegou até a Amber, tá ligado?

–Amber nera lésbica?– o Kim tornou a perguntar.

–Ela pode ser bi...– o mais velho deles sussurrou, sem ser ouvido.

–Sei lá.– o tailandês deu mais um gole em sua bebida.– Pelo o que eu entendi ele só chega na mina e manda um “bom dia”.

–E pega?– Yugyeom voltou a interessar-se.

Kunpimook nem respondeu, apenas voltou a apontar para o garoto também loiro e Momo praticamente se engolindo no meio da multidão. Tuan encarou aquilo em uma mistura de desgosto e inveja. Inveja porque uma partezinha sua queria estar no lugar da dançarina de cabelos curtos, ou no lugar do rapaz, não importava, gostava dos dois. Mas é aquele ditado, vamos fazer o que?

 

Sentado numa mesa excluído no canto, Mark sentia-se extremamente desconfortável no local, e não era nem culpa do moletom preto por cima de uma blusa vermelha que esquentava-o de uma maneira absurda. Era só o fato de não gostar das festas da faculdade e muito menos das pessoas da faculdade que frequentavam essas festas. Mas ele ia, apenas para cuidar de Yugyeom que com certeza daria pt.

–Por que que você tá sozinho aqui?– uma garota ruiva jogou-se na cadeira ao lado dele, cheirando a álcool e cigarro, o que o loiro fingiu não notar.

–Meus amigos me abandonaram e eu não bebo, então to aqui né.

–Vai pegar alguém ué. Ou dançar– a jovem catou um copo meio vazio da mesa, virando o conteúdo.– Kim Hyuna.– estendeu a mão para o americano.

–Mark Tuan, mas você nem vai lembrar disso amanhã. E eu não danço.

A Kim estralou os dedos e apontou para o loiro:

–Está completamente certo.– riu um pouco e ajeitou a regata que vestia, puxando-a para baixo.– Mas escuta, vai lá pegar alguém, sério, você é bonito e não tem uma pessoa que vá te dizer não.– sorriu confiante.– A menos que você seja assexual.

–Não sou.– corou imperceptivelmente.– Mas sei lá, não tô querendo ficar com ninguém não.– debruçou-se encarando Hyuna, notando que ela usava lentes azuis. Era uma garota bonita, admitia, poderia até tentar algo se não estivesse fora de clima/achasse errado uma vez que ela estava podre de bêbada.

–Certeza mesmo?– perguntou tirando os brincos em forma de argola que usava, guardando-os na bolsa.– Isso incomoda pra cacete.– fez uma careta.

–Olha...– percorreu o olhar pelo ambiente, focando seu olhar no mesmo garoto loiro de mais cedo. Ponderou se deveria confiar na garota que não conseguia nem falar direito, mas não tinha nada a perder mesmo.– Até tem alguém mas acho que ele é hétero.

A ruiva seguiu o olhar do Tuan, rindo escandalosamente ao ver de quem se tratava.

–O Jackson? Ele não é hétero não nenê, relaxa, famoso pansexual. Fica aqui, não sai, já volto.

O americano apenas riu, voltando a ver memes no celular, já sabendo que aquilo não daria em nada. Estava tão absorto em seu mundo que não evitou um pulo ao ouvir do seu lado:

–Bom dia.– e então os braços de Jackson circundaram-no, puxando para um beijo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...