1. Spirit Fanfics >
  2. B.3.T. (Interativa kpop) >
  3. 1st prologue

História B.3.T. (Interativa kpop) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - 1st prologue


17/01/2020 - 09:20AM


As leves risadas, agora, reinavam na sala de reuniões da PNation. O CEO, Psy, esperava as nove artistas convidadas para a reunião às  nove e meia. Enquanto não estavam todas lá ele, acompanhado de sete delas, compartilhava histórias engraçadas de quando estava promovendo suas músicas; era um jeito de descontrair enquanto esperavam já que nenhuma delas sabia o real motivo de estarem lá e provavelmente estavam curiosas.


– Tudo bem, mas até que horas você vai nos enrolar? - Uma delas perguntou ainda rindo um pouco.


– Eu não estou enrolando, mas nem todos os envolvidos chegaram, estou matando o tempo. - Disse o CEO com um sorriso convencido.


– Ok, ok, nós vamos esperar, mas você não pode nem adiantar o assunto? - Mais uma das mulheres na sala se pronunciou e as outras apontaram ou sinalizaram para mostrar que gostaram da pergunta.


– Acabou de dizer que iriam esperar! - O homem falou fazendo-as rir.


– Atrasada? -  voz de Han Seunghee ecoou na sala enquanto a mesma entrava.


– Ainda não, mas quase! - Uma conhecida sua que também estava presente respondeu.


– Achei que já haviam começado! - Falou aproximando-se da mesa onde estavam todos presentes. Pensou em sentar próxima à sua antiga colega de grupo mas achou melhor ficar um pouco mais distante.


– Estamos esperando os outros convidados. - O CEO respondeu.


– Quando mistério. - Falou.


– Estamos justamente tentando acabar com isso. - A outra sentada ao seu lado respondeu.


– O clima entre vocês parece bom, isso vai ajudar! - O homem falou sorrindo.


– E podemos saber porque vai ajudar? - Foi a vez de April Cho se pronunciar.


Psy iria responder mas uma das secretarias da empresa adentrou a sala lhe interrompendo.


– Com licença? Bom dia!- A mulher adentrou a sala e se aproximou do homem na ponta da mesa de reuniões, sussurrou algo para o mesmo e saiu da sala.


– Bom, já que nem todas virão, vamos começar.


Psy sabia que aquele era um projeto arriscado, olhava para a expressão de curiosidade de cada uma das, agora, oito presentes e tentava imaginar qual seria a reação de cada uma delas. Sabia que que nem todas aceitariam, mas esperava receber uma resposta positiva de pelo menos quatro delas, e mesmo que não achasse que aquilo aconteceria, estava disposto a tentar.


– Bom, venho lhes apresentar, na verdade propor, o projeto Back to the top. - O CEO falava agora de pé. - Esse projeto consiste em, nada mais nada menos, que transformar vocês, alguns dos maiores nomes da última geração, num grupo. - A expressão de dúvida era clara no rosto de cada uma das mulheres presentes. – Antes de me chamem de louco e saiam da sala deixem-me explicar. Todos aqui temos consciência do tamanho do nome de vocês na indústria, mas também sabemos que vocês estão há algum tempo sem promoções; minha proposta é que formem um grupo que seja capaz de bater de frente com os grupos da atualidade.


– Tem consciência de que por mais que tenhamos sido muito populares, os rostos do momento não somos nós e que as chances de que isso não dê certo são enormes? - Uma delas perguntou.


– Eu pensei bastante sobre isso é conversei com a equipe da diretoria da empresa. Nós achamos que com a junção de vocês nós possamos alcançar um público amplo. Algumas de vocês são atrizes e com isso conseguimos o público que acompanha os seis dramas, temos também os fãs individuais e até mesmo seus fãs mais antigos, é um jogo ganho.


– Eu posso não entender tanto da parte de entretenimento mas pelo que eu entendo de business no geral, sei que se não der certo estarão jogando dinheiro fora e eu tenho quase certeza de que o contrato com todas aqui presentes é bem caro, logo, no caso de dar errado vão perder muito dinheiro; está mesmo disposto a arriscar? - Foi a voz de Seunghee que se fez presente.


– Bem, a primeira vista o grupo será temporário. Pensamos num contrato de apenas um ano e meio. Após isso, se der certo e se vocês quiserem daremos continuidade ao projeto e, planejo também promovê-las individualmente, logo, sim, estou além de disposto, confiante!


Após essa fala a reunião se estendeu por mais cerca de quarenta minutos e ao fim dela, Psy tentava decifrar a expressão de cada uma das oito mulheres ali presentes, mas infelizmente a única coisa que podia ver era dúvida, e isso não lhe parecia um bom sinal.


– Bom, agradeço a todas vocês por terem vindo e espero que pensem bem sobre o assunto. - O CEO falou por fim, se despediu das oito e se vou sozinho na sala esperando que pelo menos algumas lhe respondesse positivamente em alguns dias.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...