1. Spirit Fanfics >
  2. Baba Baby- Camren (2 Temporada) >
  3. Lento

História Baba Baby- Camren (2 Temporada) - Capítulo 26


Escrita por:


Capítulo 26 - Lento


Fanfic / Fanfiction Baba Baby- Camren (2 Temporada) - Capítulo 26 - Lento

Pov Narrador

Camila virou seu rosto lentamente, olhando por seu ombro Lauren devorar seu corpo com os olhos. Estavam conhecendo cada parte da enorme casa, e por cada cômodo que passavam a tensão sexual das mulheres aumentava, em toques possesivos a olhares em pura luxúria que as faziam arder em chamas enquanto sentiam suas intimidades se contraírem em um vazio que provocava uma dor extremamente gostosa

Era uma briga para quem cederia primeiro

Lauren sorriu de lado ao ver sua esposa a fitando entre seu ombro, Lauren queria ver ela ceder, queria escutar Camila implorando por algo, e ela sabia como fazer isso, sabia a provocar como nenhuma outra conseguiu

Era seu próprio jogo particular, e elas já sabiam cada regra e cada jogada. A primeira peça a cair vai ceder, e depois disso a guerra começa, com jogadas que fariam qualquer um delirar em um completo êxtase sexual

Façam suas apostas, o jogo começou

...............

Pov Camila

Continuei andando em passos lentos e calculados pelo corredor do segundo andar na enorme mansão, sabendo que a porta no final do corredor seria da suíte principal, sendo o único cômodo que ainda não conhecia

Um pequeno sorriso de lado nasceu em meus lábios enquanto cessava meus passos parando, sentindo o corpo de Lauren quase colar sobre o meu, e sua respiração bater contra minha nuca livre, devido ao meu cabelo preso

Mas sequer uma parte de sua pele tocou em meu corpo

Então eu saquei tudo, seu jogo inteiro

Ela queria me ver ceder

Meu sorriso aumentou e mordi meu lábio inferior segurando a risada em puro cinismo e malicia, eu nunca iria ceder primeiro. Ela sabe mais do que ninguém que eu poderia passar o resto da minha vida nesses jogos e eu nunca cederia

Mas por hoje eu cederia

Não é como se ela não merecesse...

Virei por meus calcanhares em uma calmaria que a tirava do sério, e logo suas esmeraldas verdes focaram sobre os meus castanhos

[Play: Lauren Jauregui & Tainy - Lento]

As poucas luzes acessas pelo corredor me dava a visão de seu rosto angelical tomada por uma aura sexual que fez cada parte do meu corpo tremerem, os cabelos bagunçados jogados para um lado, o nariz empinado enquanto me fitava em desafio, com seu maxilar cerrado

Ela estava se controlando, e isso me divertia ao máximo

-Falta algo?- perguntei. Minha voz saindo em pura malícia

-A suíte principal- sua voz soou baixa e rouca, e precisei piscar três vezes para sair do transe em que seus lábios me prenderam

-Prefiro o conhecer de forma diferente- falei olhando diretamente para seus olhos, sorrindo de lado

-E qual seria, Karla?-

Molhei meus lábios com a ponta da minha língua enquanto em um movimento sincronizado me aproximei, rodando meus braços por seus ombros rígidos e deixando com que uma mão se perdesse entre suas madeixas escuras enquanto a outra fazia um leve deslizar de unhas por seu ombro e nuca

Pude sentir sua respiração falhar enquanto suas mãos se apertavam ao lado do seu corpo

Nenhum toque

-Enquanto você me fode por todas as partes- sussurrei em seu ouvido ainda sorrindo -Me faça gritar por seu nome, Lauren- deixei as últimas palavras serem saboreadas em meus lábios me afastando logo em seguida

Virei de costas e segui caminho até a porta fechada, mas antes que a alcançasse senti Lauren me empurrar até meu corpo se pressionar na madeira, causando uma dor que me fez grunhir em puro prazer

-Eu poderia te fazer gritar por toda essa casa- Lauren sussurrou em meu ouvido enquanto me apertava mais ainda contra a porta

-Mal posso esperar- sussurrei de volta, sentindo suas mãos deslizarem por minha cintura até alcançarem minhas mãos

Com movimentos bruscos ela me virou, ficando assim com seu rosto colado ao meu, nossas mãos lentamente se entrelaçando enquanto eu buscava seus lábios em um leve roçar contra os meus

-Me beije, por favor- pedi em um sussurro, enquanto fechava meus olhos ainda sentindo as palmas quentes de suas mãos sobre as minhas

E Lauren não tardou em ter seus lábios sobre os meus, dando espaço para sua língua deslizar sobre a minha, sentindo meu corpo estremecer levemente enquanto tentava me livrar de suas mãos para poder me agarrar em suas curvas

Mas isso só fez com que ela segurasse minhas mãos mais fortes e as colocasse sobre minha cabeça, segurando meus pulsos apenas com uma mão levando a outra até minha cintura aonde me puxou com brutalidade e força contra seu corpo, me fazendo gemer contra seus lábios já inchados

-Esse já não é mais seu jogo, Cabello- Lauren sussurrou e me senti quando estávamos no colegial

-Então não perca tempo para sua próxima jogada, ou eu vou jogar sujo e ganhar em seu próprio jogo-

As palavras pareceram a divertir, pois em seguida ela deu um sorriso em deboche me virando novamente de costas para ela, ainda segurando meus pulsos

Senti sua respiração descompassada bater contra minha nuca enquanto sua mão deslizava por minha cintura, fazendo um leve carinho em minha bunda para logo deixar um tapa que fez meus olhos lacrimejarem enquanto seu nome escapava por minha garganta

-Lauren!- minha bunda se inclinou contra seu corpo

Eu estava implorando por mais

Sua risada nasal me fez fechar os olhos e morder meu lábio inferior enquanto sentia sua mão subir meu vestido e deslizar seus finos dedos por minha coxa em um leve carinho que fez até mesmo minha alma se derreter entre seus dedos frios

Com movimentos lentos e planejados, senti quando minha calcinha de renda deslizou por minhas pernas até estarem no chão, e a ideia de ter seu toque em minha intimidade me fez remexer minha cintura em procura de seu contato

E sem pudor algum, seus dedos deslizaram por minhas dobras úmidas me fazendo gemer e empurrar minha testa contra a porta enquanto uma onda de prazer circulava por minhas veias

Podia sentir seu sorriso malicioso sobre meu ombro

A ponta dos seus dedos circulou lentamente em meu clitóris em uma massagem deliciosa, para logo deslizarem até minha entrada e ali ela começar a brincar me fazendo gemer em frustação por não a ter dentro de mim logo

Sem muito esforço livrei meu pulso de sua mão e rapidamente abri a porta escorregando para dentro do quarto, mas eu não queria parar para observar o lugar

Não agora

Lauren me olhou irritada, e apenas sorri enquanto puxava com calma o fecho do meu vestido vendo o mesmo deslizar por meu corpo e seus olhos brilharem diante a minha nudez que era refletida apenas pela luz do luar

Luzes apagadas, apenas a lua

Dei um sorriso ao ver a mesma se aproximar enquanto seu vestido deixava seu corpo expondo a nudez da mulher, me fazendo suspirar ao ver suas curvas. Enlacei minhas mãos em sua nuca a puxando contra meu corpo, tomando seus lábios em um beijo lento e quente

Caminhamos juntas até a cama a qual eu caí por cima do seu corpo, apoiando minhas mãos ao lado do rosto da minha esposa, sentando sobre sua coxa a qual rebolei deixando minha intimidade se pressionar em sua pele, nos fazendo gemer juntas

Lauren virou nossos corpos e suas mãos puxaram minhas pernas que se enlaçaram em sua cintura. Seus lábios deslizaram por meu pescoço em um rastro que parecia queimar sobre minha pele, me obrigando a arquear o rosto para cima, a dando mais liberdade

Seus beijos começaram a descer entre minhas clavículas e se perderam no vale dos meus seios, deixando com que eu fechasse os olhos quando a senti deslizar a ponta da língua sobre meu mamilo rígido que doía pela falta de contato, meu corpo se arqueou e ela circulou seus lábios em meu seio esquerdo enquanto sua mão se prendia no outro em uma massagem lenta e gostosa, fazendo as dobras das minhas mãos se esbranquiçarem ao agarrar os lençóis

Eu estava transbordando

Quando ela se deu por satisfeita de brincar com meus seios sua boca começou a descer por minha barriga e com um movimento rápido ela dobrou minhas pernas as colocando em seus ombros

-Olhe para mim- suas palavras soaram rudes e senti minha pele se arrepiar enquanto focava meus castanhos em seus verdes

A cena era tentadora

Lauren distribuía beijos quentes pela parte interna das minhas coxas me fazendo suspirar, tendo seus olhos grudados aos meus

E sem que eu esperasse, ela mergulhou seus lábios em minha boceta, deslizando sua língua por minha entrada e logo circulando meu nervo

-Lauren- minha cabeça tombou para trás enquanto eu gemia em bom tom seu nome, fechando meus olhos

Sentia suas mãos deslizando por meu corpo à medida que sua língua entrava por minhas dobras, revezando entre chupar, dar leves beijos ou me penetrar com sua língua

Os corpos suando enquanto eu me remexia em puro prazer, deixando os gemidos saírem rasgando por minha garganta, suas mãos me seguravam firme enquanto eu arqueava minha cintura em sua direção em um calmo rebolado entre seus lábios, implorando por mais

-Lauren, no puedo aguantar más- as palavras em espanhol deixaram meus lábios e isso fez Lauren gemer em pura luxúria

Em um ato de puro desespero ela se afastou puxando meu corpo contra o seu, tomando meus lábios em um beijo enquanto sentia dois de seus dedos me penetrando

Seus dedos entrando lentamente, nossos seios roçando uns nos outros enquanto sua boca me beijava de forma rude, me fazendo agarrar seus cabelos em desespero por mais

Senti sua mão acariciar meu rosto enquanto quebrava o beijo, e logo sua mão já estava em torno do meu pescoço

Filha da puta

Uma estocada forte me fez gritar em puro prazer e seus dedos se apertaram em meu pescoço enquanto suas investidas eram fortes e lentas

-Você é minha?- Lauren perguntou com sua voz rouca e minhas mãos agarraram seu braço que apertava meu pescoço

-Soy tuya- respondi em um sussurro concordando com a cabeça, vendo sua expressão de puro prazer enquanto minha boceta mastigava seus dedos

Puxei o ar com força sentindo meu corpo tremer e meu ventre explodir em múltiplos orgasmos, tremendo nos braços de Lauren que não parava suas investidas, podia sentir por seus olhos o quanto me ver gritar por seu nome e gozar em seus dedos a satisfazia

Era o prêmio de seu jogo

Quando meu corpo relaxou, Lauren tirou seus dedos da minha intimidade e me fitou, dando um leve beijo em meus lábios

-Vamos brincar um pouco- sussurrei vendo sua expressão perversa

-Faça suas jogadas, latina-

Agarrei a cintura da mulher que ainda estava por cima e levantei carregando seu corpo para fora da cama, me aproximei da penteadeira que ali tinha e a coloquei sentada da mesma, derrubando algumas coisas a qual eu não ligava nenhum pouco

Lauren me olhava ansiosa, com seu cabelo bagunçado e os lábios inchados, sua nudez chamava por minha boca que salivava ao a ver sobre a luz do luar

Suas pernas rodaram minha cintura quando me aproximei, colando meus lábios aos seus enquanto puxava sua cintura contra meu corpo sentindo meu toque a estremecer, deixando com que ela ficasse tão excitada ao ponto de se pressionar contra mim em desespero por algo

Levando meus lábios para seu pescoço enquanto a escutava grunhir em êxtase, me fazendo sorrir orgulhosa contra sua pele branca que emanava um leve cheiro de flores. Minhas mãos se perderam entre seus seios para logo abrirem mais ainda suas pernas me abaixando com calma

A tocando lentamente por cada parte de seu corpo

-Me diga o que você quer- sussurrei olhando sua intimidade rosada e lisa, a vendo tão molhada que escorria por suas dobras me fazendo sorrir

-Vá devagar, me toque mais devagar- sua voz quase falhou quando sorri diabolicamente em meio a suas palavras

Não esperei por muito para abocanhar sua intimidade, fazendo movimentos tão lentos que podia sentir seu corpo se remexer em puro prazer, deixando minhas mãos contornarem suas pernas e logo entrelaçar nossas mãos

Lauren deixou sua cabeça tombar para trás quando a penetrei com minha língua, deixando um gemido rouco sair por seus lábios, apertando suas mãos contra as minhas

O quarto estava quente, tão quente que podia sentir o calor emanar do corpo de Lauren

Soltei uma de suas mãos e com uma lentidão extrema levei dois dedos até sua entrada, a penetrando enquanto minha língua circulava por seu nervo ao mesmo tempo, observando Lauren inclinar seu corpo tremendo levemente

-Camila, por Deus!-

Continuei com os movimentos sentindo meu corpo implorar por contato enquanto fechava meus olhos por segundos até os abrir para desfrutar da visão

Lauren gemendo roucamente meu nome, enquanto meus dedos entravam e saiam, tendo minha língua quente massageando seu clitóris

Quando senti suas paredes internas esmagarem meus dedos subi meu rosto, ainda a penetrando rodei sua cintura com minha mão livre puxando seu corpo para colar ao meu, a obrigando a me olhar enquanto gemia manhosamente

-Eu te amo- sussurrei. E bastou para a mesma se derreter em meus braços

Tremendo levemente enquanto implorava por mais, se agarrando aos meus cabelos colando nossas testas enquanto seu líquido escorria por meus dedos que ainda a penetravam, desfrutando de seu orgasmo que chegava no ápice

Quando seu corpo relaxou e seus olhos se abriram, ainda com sua testa sobre a minha e suas mãos em um leve carinho sobre minha nuca

-Eu também te amo-

Sorri verdadeiramente apaixonada para a mulher em meus braços

A ajudei a descer da penteadeira e Lauren se aproximou ficando com a boca colada ao meu ouvido

-Ainda tem muitos lugares para você me foder nesse quarto-

E dizendo isso ela saiu desfilando até a sacada do enorme quarto, me deixando zonza com suas palavras

Nós só estávamos iniciando a noite... 


Notas Finais


CONTINUAR OU PARAR???

me incomodaram até não aguentar mais por esse hot, estão na obrigação de comentar e curtir até os dedos de vcs cairem

Obs: Eu AMO a forma como a Camila consegue desvendar o jogo INTEIRO da Lauren apenas pela linguagem corporal dela, se vcs prestarem atenção conseguem notar

até logo -A


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...