História Baby? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Gustav, Hauser, Hawk, Hendriksen, Hugo, Jericho, Katts, King, King Liones, Margaret, Mead, Meliodas, Merlin, Oslo, Pelio, Personagens Originais, Veronica, Vivian, Zeal
Tags Melizabeth Kawaii Baby
Visualizações 107
Palavras 1.511
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aí eu não me aguentei e tive que escrever essa one😄😄.
Como podem ver pela sinopse e pela capa,já sabemos a quem se refere.
Sem mais enrolação vamos ao capítulo!

Capítulo 1 - Baby?


 Tia Ellie POV.

Cidade De Liones

6:30 da manhã.

Laboratório de Merlin,Chapéu de Javali.

O dia mal começará e a maga estava em seu laboratório observando o pequeno frasco na cor azul metálica entre seus longos dedos,seu item N° 512, Estabilizador de Magia. Decidida a descobri se tal poção poderia ter efeito a maga pairou pelas escadas circulares do estabelecimento adentrando o salão de bebidas onde seus companheiros,os Três Patetas e a Terceira de Liones dormiam.

Passando o olhar pelo local,seus olhos ambares caíram sobre a bagunça de cabelos loiros deitado ao lado de Elizabeth,com passos leves,como de uma dama do lago Merlin andou até seu Capitão balançando seu ombro de leve para que acordasse.

- hm? Merlin? O loiro levanta sua cabeça olhando para a morena,coçando os olhos o mesmo boceja.- aconteceu algo?

- não é nada com que tenha que se preocupar. Merlin sorri de canto girando o tubo nas mãos.- eu gostaria que você pudesse ser minha cobaia. Poderia?

- Merlin. Meliodas cruza os braços olhando sério para a citada.- você sabe muito bem que eu não deixarei você aplicar suas maluquices em mim.

- se acalme Capitão, é algo que vai lhe ajudar se der certo. Pousando o tubo na mesa Merlin sorri ladina para o menor.- eu vim percebendo que desde que voltou do Purgatório você tem perdido o controle vez ou outra de sua escuridão.

- e isso nesse frasco me ajudaria? Pegando o tubo,o loiro o ergue a luz do sol que entrava pela janela.

- sim. Merlin concorda olhando em expectativa para o loiro que destampa o vidro.

- tem certeza que isso não é veneno? Desconfiado o loiro deixa o vidro a 5 centímetros de seus lábios.

- tenho Capitão,eu jamais tentaria lhe envenenar. Balançando a mão Merlin abre um meio sorriso.- e mesmo que eu tentasse sua genética demoníaca não deixaria o veneno correr em seu sangue.

- hm. Ainda desconfiado o loiro concorda antes de virar o conteúdo de uma vez em sua garganta.

O gosto não era tão ruim como ele esperava da qualquer poção da maga,mas obtinha um gosto doce,algo parecido com frutas vermelhas ou até mesmo a mais doce cerveja criada na Britânia.

- sente algo de diferente? Merlin ergue uma sombrancelha.

- eu deveria sentir? Abrindo os braços Meliodas olha para si.

- talvez demore um tempo para que tenha efeito até lá ficarei de olho em você. Merlin se ergue voltando para seu laboratório.

- hm. Dando de ombros o loiro se vira para Elizabeth que dormia pacificamente ao seu lado.

㊗㊙㊙㊙㊙⬛⬛⬛⬛⬛⬛🌙◼◼◼◼◼

Merlin passará todo o dia observando seu Capitão,nada,nem mesmo uma tontura fora sentida pelo loiro. Meliodas passará o dia ajudando na limpeza do bar já que o mesmo era maior do que antes,reoganizado as bebidas,saindo com Ban e King para a cidade onde passarão o dia brincando ou conversando pela mesma. Neste momento o loiro se encontrava no jardim suspenso ao lado direito do Chapéu de Javali sentando debaixo de uma árvore com Elizabeth ao seu lado,o sorriso brincalhão estava ali enquanto o mesmo assediava a princesa uma vez ou outra fazendo a albina corar.

Suspirando Merlin se afastou da janela indo até o livro aberto sobre a mesa.

- no que eu errei? A morena coloca o dedo sobre os lábios olhando atenciosamente para as instruções nas páginas amareladas.

- Merlin? A voz de Escanor seguida de dois toques na porta chama sua atenção.

- entre Escanor. Merlin abre um pequeno sorriso quando Escanor em sua versão um pouco mais fraca,mais ainda musculosa entra em seu laboratório.

- boa tarde. O ruivo sorri envergonhado.-  percebi que desde do almoço você não desceu para comer mais nada então eu trouxe algo para você.

- obrigada Escanor. Merlin anda até o ruivo que segurava uma bandeja com vários doces.- são os meus preferidos.

- eu sei. Escanor murmura sentindo as suas bochechas esquentarem mais.- alguns destes eu fiz especialmente para você.

- é muito gentil de sua parte Escanor. Merlin sorri pegando um dos doces andando até a janela novamente.

- Merlin,eu percebi que veio observando o Capitão o dia inteiro. Escanor deixa a bandeja sobre um espaço na mesa sem que quebre algo da maga.- tem medo de que ele se torne o que era antes?

- se eu tenho medo. Merlin observa Meliodas se levantar e junto de Elizabeth entrar dentro do estabelecimento.- sim, eu tenho,mas não se preocupe Escanor eu só estava o observando porque pedi para que o Capitão me ajudasse com a pesquisa de uma das minhas poções.

- ah, sendo assim então eu fico mais aliviado. O Pecado do Orgulho suspira olhando para a amada.

- algo de errado Escanor? Merlin lambe os dedos olhando desviando seu olhar do pôr do sol para seu companheiro.

- n-não nada. O ruivo balança as mãos nervoso e se vira indo até a porta.- não se esqueça de descer para o jantar okay?

- claro. A maga volta para seus afazeres.- Escanor, obrigada mais uma vez.

- por nada. Abrindo um pequeno sorriso o Orgulho desce as escadas para o salão de bebidas.

(....)

O bar estava cheio naquela noite,os lyonessianos,vieram até o bar assim que soube que o mesmo estava reaberto após sua reinauguração, Elizabeth acompanhada por Diane serviam os clientes ambas com uniformes diferentes a acastanhada usava o antigo e típico uniforme rosa já a prateada usava o novo azul marinho,risos,cantos e muita conversa era ouvida por todo o local,Elaine que estava impossibilitada de poder fazer esforços estava sentada na Chastifeol de seu irmão que ajudava Ban da melhor maneira que podia,enquanto Escanor junto de Meliodas cuidava das entregas das bebidas. Um pouco mais afastada dali Merlin observava a movimentação com Gowther ao seu lado,o boneco não quisera se juntar aos companheiros naquela noite,a quantidade de informações que suas lembranças lhe traziam precisavam ser ainda processadas.

Sorrindo Meliodas entregou uma caneca de cerveja ao cliente sentado a sua frente quando sentiu uma fisgada em sua cabeça,levando a mão até o local Meliodas gemeu baixo.

- tudo bem Capitão? Escanor que estava ao seu com uma garrafa entre as mãos pergunta ao loiro.

- sim,não é nada com que se tenha que preocupar. O loiro abaixa a mão dando um de seus sorrisos ao companheiro.

Concordando mais ainda preocupado Escanor passou seu olhar pelo bar procurando por Merlin que não estava ali.

Possivelmente ela voltou ao laboratório. O ruivo pensou suspirando.

⭐🌙

Quando o final da noite chegou Meliodas suspirou aliviado,sua cabeça doía como se ela estivesse sendo prensada nas maiores pedras que conhecia, sentando o loiro observou Ban trazer o jantar sendo ajudado por Elaine e King que flutuavam ao seu redor,disposto a pedir Merlin alguma explicação sobre a dor de cabeça que sentia - o que poderia ser efeito da poção- Meliodas suspirou vendo Escanor subir com uma bandeja para os andares superiores.

Depois de duas rodadas de cerveja em que um King e uma Diane já estavam bêbedos e Elaine dia da situação de Ban, Meliodas se levantou da mesa compartilhada alegando que não estava se sentindo bem e que iria dormir. Elizabeth colocava alguns copos no lugar acompanha o loiro com o olhar preocupada,assim que termina Elizabeth se recolhe dando boa noite a todos os presentes ali subindo para seu quarto com Meliodas. Assim que chegou encontrou o loiro ressonando baixo em seu lado da cama,o seu rosto estava virando para o lado da janela enquanto seus braços passavam por baixo do travesseiro.

Andando devagar Elizabeth vai até o guarda roupa pegando seu pijama de dormir junto a uma toalha para o banho. Assim que sai a prateada deixa a toalha sobre uma cadeira perto do banheiro indo para seu lado da cama vendo que o loiro não se mexerá,deixando um beijo em sua testa Elizabeth somente puxa o lençol se cobrindo e permitindo cair no mundo dos sonhos.

{....}

Os primeiros raios de sol entraram pelas venezianas da janela acordando o loiro que se remexe na cama,uma brisa fria bate em sua pele fazendo com que o loiro se estremece se por baixo das cobertas.

Eu não deixei a janela aberta ontem. O loiro se lembra virando novamente desta vez permitindo que suas orbes esmeraldas se abrissem,olhando ao redor Meliodas estranha porque tudo está maior e também a ausência de roupas quando ergue suas mãos até os olhos espantando o sono é que seu desespero começa,em vez de suas mãos fortes,com calos ele vê que agora elas são gorducha e fofinhas puxando o lençol para o lado ele descobre o porquê de sentir o frio,suas roupas de tamanho normal eram grandes demais para seu novo tamanho, desesperado o loiro pergunta.

- di? Só para perceber que sua fala havia sido reduzida a palavras desconexas.

Desesperado e com os nossos queimando em um provável choro Meliodas olha para o lado vendo Elizabeth dormir calmamente.

- Li? Li? O loiro tenta chamar pelo nome da albina vendo que só conseguiria dizer isso.

Suspirando o loiro se ergueu engatinhando até a albina,subindo sobre seu corpo com certa dificuldade,sabendo que sua força era o que lhe faltava Meliodas passou a bater de leve na bochecha da companheira de cama.

- Li? Li? LI! Choramingou alto acordando a albina que coça os olhos.

- Meliodas-Sama,porque está me batendo? Elizabeth agora com a visão nítida olha para o ser acima de si ficando espantanda.

Meliodas virará um bebê?


Notas Finais


Esse é o nosso final,talvez eu pense em postar mais capítulos mais até lá,tenho muitas coisas para me preocupar,espero que tenham gostado,pois eu amei escrever ela.
Um beijo e até a próxima!

O capítulo de não é uma brincadeira sai essa semana me desculpe a aqueles que esperavam por ele hoje;-;.

Bye~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...