1. Spirit Fanfics >
  2. Baby >
  3. We're going to have a baby.

História Baby - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


CHUVA DE FLUFFY!

Eu deveria estar escrevendo mais capítulos para Wake Up, mas eu tô aqui com mais uma fic, pq sim.

Desde que eu comecei a ouvir kpop eu entrei num buraco de shipps, yaoi e viadagens e dps disso nunca mais saí de lá.

Boa leitura, anjinhos e relevem os erros de ortografia.

Ps:Essa fic eh uma adaptação do vídeo da descrição

Capítulo 1 - We're going to have a baby.


Fanfic / Fanfiction Baby - Capítulo 1 - We're going to have a baby.

Assim que entrou dentro de casa, Jeon pôs as chaves em cima da bancada. Caminhou pelos corredores a procura de um baixinho, apenas o encontrando em meio ao emaranhado de lençóis na cama do quarto.

Sorriu e se sentou ao lado do ômega acariciando os seus cabelos com delicadeza. Não demorou até que as orbes castanhas se abrissem e o encarassem.

Jimin se sentou na cama. Levou uma das mãos a enorme barriga — agora com oito meses — coçando os olhos, ainda meio grogue de sono.

— Jungkook — chamou o alfa — Eu tava com saudade de você. Porque demorou?

— O trânsito tava muito cheio, você não tem idéia.—voltou a acariciar sua cabeça enquanto o outro fechava os olhos em puro deleite.

— Eu senti o bebê mexer hoje — ele disse com a voz ainda bem fraquinha, pelo sono.

— Ah, sério? — ele resmungou insatisfeito — Porque eu sempre perco as melhores coisas?

— Não — pôs a palma da mão quentinha no rosto do outro, fazendo um leve carinho ali — você ainda vai ver muitas coisas boas ainda, bobinho.

— Que bom, pois quando o bebê nascer eu vou te encher de mimos — o aproximou de si, enquanto depositava pequenos selares nas bochechas gordinhas o fazendo sorrir.

— Jungkook, para — tentou afastar o alfa.

—Mas, me conta — se afastou, ainda com as mãos em sua cintura — Como foi a consulta? Ta tudo certinho?

— Uhum. O médico me receitou uma lista de comidas bem ruins, Kookie.

— Comidas ruins? — riu — Vou fazer elas ficarem boas para você.

— É sério. Ele receitou uns negócios com brócolis e com betteraba. — ele fez uma cara desgostosa — Eu odeio isso.

— Lembra do que a gente combinou, mocinho.

— Combinado? Eu não lembro de combinado nenhum — disse se fazendo de desintendido

— Seu arteiro — encarou o ômega enquanto fingis estar realmente bravo. Pose que logo caiu assim que encarou a barriga do pequeno. Logo o abraçou e apoiou a cabeça ali — Aish, é tão bom ter vocês aqui.

— Você sentiu? — o encarou e rapidamente pôs a mão na barriga.

— Eu senti — sorriu.

— Ele ta se mexendo. Ele sabe que o appa ta aqui.

O moreno logo se recompôs ainda com um sorriso bobo nos lábios e se prontificou a conversar com o bebê.

— O appa ta aqui, amor. — iniciou a conversa — Você ta bem aí dentro?

— Eu acho que ele ama muito o appa — agora era a vez de Jimin, acariciar os fios do alfa.

— Será que ele ama o appa?

— Ele ama, ele ama

— E quanto o omma? — encarou Jimin

— Omma também ama muito o appa — puxou o rosto bonito para a sua direção, selando os lábios — Jungkook, sabe o que eu achei arrumando a gaveta lá de cima hoje?

— O que você encontrou, hein?

— Eu encontrei as cartinhas que a gente trocava um com o outro na escola.

— Eu não acredito que você guardou isso, Jimin — voltou a rir.

— Claro que eu guardei. E até separei uma favorita, olha — "Park Jimin — começou a ler — Seu cabelo loiro mudou muito o seu visual. Você ta lindo. Espero que possamos nos encontrar algum dia para fazer alguma coisa. Você é muito especial para mim."

— Que lembranças, hein? — riu todo tímido.

— Ah, eu tenho saudades dessa época do colégio. Era tudo tão fácil, sem responsabilidades...

— Eu também sinto falta da escola. Foi lá que eu conheci o amor da minha vida e a pessoa que eu estou prestes a ter um bebê.

— Jungkook, você já parou para pensar que tudo isso que aconteceu com a gente, todas as coisas que a gente passou, valeram a pena no final?

— Sim — o olhou — Todas as brigas, todas as separações, todos os conflitos, todas as risadas, tudo foi ótimo, Jimin — Jeon passou a mão em sua bochcha, a acariciando. Jimin apenas fechou os olhos como se estivesse sentindo prazer apenas com esse toque.

— Mas dá um alívio no coração. Em saber que hoje tudo se resolveu e que estamos prestes a ter um bebê — seus olhos começaram a marejar —  E eu não posso chorar.

— Não chora, anjo. O que importa, afinal, é que estamos aqui agora — Jungkook abriu os braços para ele, que logo aceitou o abraço, seu lugar favorito no mundo — Aigoo, como consegue ser fofo até chorando?

— É que eu fico muito emotivo falando disso — escondeu a cabeça na nuca do alfa.

— Tá tudo bem.

— Eu não acredito que a gente vai ter um bebê, Jungkook — sua voz embargou.

— Mas a gente vai. E o Jihyun esta vindo bem rápido. Mais rápido do que a gente imaginou.

Jeon afastou o amado de si e beijou o topo de sua cabeça. Os hormônios o deixavam tão sensível

— Eu te amo — ele disse baixinho como se aquilo fosse um segredo.

— Ah, como pode isso? Um bebê carregando outro bebê. Eu vou ter responsabilidade em dobro agora.

— Você vai cuidar da gente? —  ele fez um biquinho.

— Eu vou cuidar. Pode ter certeza.


Notas Finais


Enaltecendo essa capa feita pela @Duda_Jikookiana q ta a definição do própio fluffy.

https://youtu.be/ls0tIkeR_JE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...