História Baby Blue Love • Long Imagine Baekhyun 💙 - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink, EXO, Got7, Monsta X
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Hyung Won, I'M, Jennie, Jisoo, Joo Heon, Kai, Ki Hyun, Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Min Hyuk, Rosé, Sehun, Show Nu, Suho, Tao, Won Ho, Xiumin
Visualizações 363
Palavras 1.974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 52 - Baekhyun doente


Fanfic / Fanfiction Baby Blue Love • Long Imagine Baekhyun 💙 - Capítulo 52 - Baekhyun doente



20 de dezembro de 2017.

...

Faltam cinco dias para o natal, e apenas um mês e meio para eu começar a faculdade. 

Eu mal posso esperar para começar. Só de pensar que vou começar a estudar com o que eu gosto e ainda vou continuar a ver as mesmas pessoas que eu amo... vai ser demais. 


Depois daquilo tudo que aconteceu na minha formatura, e sobre os meus pais terem brigado naquele dia, nós ainda não sabemos o que aconteceu direito. Meu pai voltou para casa, mas continuou com aquela mesma história e minha mãe deixou isso para trás, mas caso aconteça novamente, vão ter que conversar sério sobre isso. 

Meu pai anda menos nervoso e estressado, eu espero que tudo esteja voltando ao normal.



Sobre o Natal, eu, Baekhyun, Chanyeol e os meninos decidimos fazer um amigo secreto dia 24. Jennie, Izabela, Kihyun e os meninos também decidiram fazer, e eu vou participar dos dois. 

Meus pais irão participar do Natal do Baekhyun e dos meninos junto comigo. Já que não temos família aqui, é só nós três, eles e a mãe de Baekhyun também vão participar.

Ainda estamos pensando em tudo, queremos o melhor Natal de todos este ano. Vai ser na casa de Chanyeol. Seus pais vão passar o Natal juntos em outro canto. 





...




15:00 PM.

Eu estava com meus pais em casa, estávamos deitados no sofá assistindo televisão. 

É quarta-feira e nós estamos praticamente de férias. Meus pais, pela primeira vez não quiseram sair de casa e me deixar sozinha nessas últimas semanas. Estão ficando mais comigo em casa.

Porém, dessa vez, de vez enquando eu que saio e deixo eles sozinhos. Estou indo para a casa de Baekhyun e as vezes para de Jennie ou Izabela. Ou até, saio para me divertir com os meninos.




Nós estávamos concentrados na televisão, quando meu celular começou a tocar.

Era Baekhyun. Eu sai de perto e atendi a sua ligação. Ele me pediu para ir até a sua casa, pois disse que não estava passando muito bem. Eu disse que iria chegar em uns dez minutos e desliguei.

O que será que ele tem? 


Vou para o meu quarto me trocar, quando termino, pego minhas coisas e aviso aos meus pais que sairei para me encontrar com Baekhyun. Dei um beijo na testa deles e sai.

No caminho, escuto meu celular tocar. Olho rapidamente e Baekhyun me ligava de novo. Não pude atendê-lo por que eu estava dirigindo e aquele momento não era bom para atender ele, porém eu já estava perto de sua casa.



...


Sai do carro e bati na sua porta. O próprio abriu em longos segundos.

Eu o avistei e o olhei de cima para baixo. Ele estava de pijama, descabelado e sonolento. Ele estava com um paninho na mão, fungava e tinha olheiras. 

(S/n): B-baekkie? O que aconteceu?

(Baekhyun): Eu estou doente. - Falou com voz de choro. - Eu preciso de você anjinha... - Se escorou na parede.

(S/n): Cadê a sua mãe?

(Baekhyun): Saiu com uma amiga e me deixou sozinho aqui. - Fungou.

(S/n): Desde quando você está assim? - Me aproximei.

(Baekhyun): Desde ontem a noite... 

(S/n): Quer que eu cuide de você? - Falei fofo.

(Baekhyun): Quero sim... - Fez uma carinha de choro.

(S/n): Own... - Sorri. 

Ele abriu espaço para eu entrar, entrei e ele fechou a porta. Me sentei no sofá e ele me olhou cansado. O chamei para vir até mim, ele veio lentamente e se sentou ao meu lado, e pôs a cabeça em meu ombro.

Eu o abracei e imediatamente me assustei.

(S/n): Baekkie! - Arregalei os olhos. Ele me olhou confuso. - Você está ardendo em febre!

(Baekhyun): Sim. - Assentiu com os olhos fechados.

(S/n): Sua mãe foi embora sabendo que você estava mal? - Assentiu novamente. - Oh meu amor... você está muito quente. - Suspirei.

Passei minhas mãos em seus braços, pescoço e sua testa. Ele estava muito quente. 

Pedi para ele esperar e fui até a cozinha, para ver se tinha algum tipo de remédio por lá. Após um tempo procurando achei um remédio para febre, e um termômetro. 

Peguei um copo d'água e fui até ele. 


(S/n): Aqui, toma essa remédio. - Estendi a mão para ele.

(Baekhyun): Yah! Não quero tomar isso... - Cruzou os braços.

(S/n): O quê? Vai se fazer de difícil agora?! - Reclamei. - Você tem que tomar, se não, não melhora.

(Baekhyun): Mas eu não gosto de comprimido...

(S/n): Quer ir ao hospital?

(Baekhyun): Não. 

(S/n): Então vai ter que tomar. - Bufou.


Finalmente ele desistiu de não querer tomar e tomou, mas ainda reclamando. Depois, eu pus o termômetro nele e esperei.


Depois de um tempo, tirei e vi o que tinha ali. Ele estava com quase 40°.

(S/n): O que você andou fazendo para estar doente assim? - Me olhou sem expressão.

(Baekhyun): Eu também não sei. - Tossiu. 

(S/n): Melhor você ir tomar um banho... para esfriar um pouco. - Me levantei.

(Baekhyun): Me ajuda? - Perguntou fofo e estendeu os braços.

Sorri e o puxei do sofá. O abracei de lado e nós fomos até o seu quarto, lá em cima. 

Quando chegamos lá, ele tirou sua roupa e eu lhe dei uma toalha, ele entrou no banheiro e eu o esperei.


Após uns cinco minutos ele saiu do banheiro, já tinha vestido outro pijama e estava com os cabelos molhados. Ele me olhou e percebi que ele estava tremendo de frio.

(Baekhyun): E-eu estou com f-frio... - Bateu os dentes.

(S/n): É por que você estava muito quente. - Me levantei e me aproximei dele. - Vem cá. - O levei até a cama.

Desliguei o ar condicionado de seu quarto e o deitei na cama. Puxei o edredom e o cobri direitinho.

Ele me olhou carente e sorriu fraco para mim. 

(Baekhyun): Eu estou com fome... eu não comi nada hoje. 

(S/n): E por que não comeu? - Falei preocupada.

(Baekhyun): Por que eu não tive vontade. E ainda não conseguia nem levantar da cama... - Tossiu.

(S/n): Eu ainda não entendi por que sua mãe não cuidou de você. - Passei minha mão em seu cabelo. - Você ainda é um bebê. - Sorrimos. - O que quer comer, hum?

(Baekhyun): Lámen! - Sorriu.

(S/n): Lámen? - Assentiu. - Tudo bem. - Falei rindo. - Eu faço para você. - Me espere aqui que eu...

(Baekhyun): Deixa eu ir com você. - Tentou se levantar.

(S/n): Não! - O parei. - Você tem que ficar deitadinho ai, para melhorar.

(Baekhyun): Mas eu...

(S/n): Fica. - Fiz bico. Ele sorriu e assentiu.

(Baekhyun): Tudo bem. - Se deitou novamente.

(S/n): Eu volto já. 

Me aproximei dele e tentei selar nossos lábios, mas ele desviou, e eu o olhei confusa.

(Baekhyun): Eu não quero que você fique doente. - Eu ri. - Estou tossindo muito...

(S/n): Mas que besteira. - Sorri. - Não me importo de ficar doente, só quero ver você bem. 

Coloquei minhas mãos em seu rosto e lhe dei um selinho demorado. 

Ele sorriu de olhos fechados e eu me levantei, e sai do quarto.

Quando cheguei a sua cozinha já peguei tudo para fazer a comida e comecei. Já fiz lámen para Baekhyun e ele sempre diz que gosta dos que eu faço. Fico feliz em saber, gosto de agradar as pessoas dessa forma.


...

Depois de ter feito calmamente o lámen dele, terminei e pus num prato para ele, colocando-o em cima da mesa.

Sai da cozinha e subi as escadas para chamar Baekhyun para comer.

Quando abri a porta de seu quarto, ele estava virado do lado oposto ao meu e parecia estar dormindo. 

Me aproximei e vi que ele realmente estava dormindo, com o mesmo paninho que o vi segurar antes, na mão. Seu nariz parecia estar escorrendo.

Sentei-me na cama lentamente e acariciei suas costas. Ele não estava mais quente como antes. Realmente estava melhorando.

(S/n): Baek... - Sussurrei. - Seu lámen está pronto. - Falei sorrindo.

Ele abriu os olhos lentamente, e se virou para mim. Passei minha mão em seus cabelos enquanto ele sorria.

(S/n): Vamos comer. - Me levantei.

Ele se levantou também e eu me aproximei dele e entreçalei nossas mãos. Descemos as escadas e fomos para a cozinha. 

Ele se sentou na cadeira e respirou fundo, sentindo o cheiro da comida.

(Baekhyun): Deve estar delicioso. - Falou sorrindo.

(S/n): Coma. - Falei me sentando a sua frente. - Se quiser, preparo mais alguma coisa para você depois, lámen não é o suficiente. 

(Baekhyun): Você não vai comer nada?

(S/n): Não. Eu já comi em casa. - Sorri.

Baekhyun olhou e logo atacou. Ele estava faminto. Não se levantou para comer por não conseguir nem se levantar da cama. Eu ainda não entendi como sua mãe pôde deixá-lo assim. 

Eu o olhava direto, observando ele comer. Era fofo. Ele percebeu e sorriu de lado. 

(Baekhyun): Pare de me olhar assim. - Corou.

(S/n): Você é tão fofo. Não tem como não olhar. - Nós rimos.


...

Quando ele terminou, me olhou e respirou fundo.

(S/n): Está se sentindo melhor?

(Baekhyun): Estou, mas... - Bocejou. 

(S/n): O quê? Está com sono? - Sorriu e assentiu. - Então vamos dormir um pouquinho, hum? 

(Baekhyun): Só se for com você. - Falou fofo.

(S/n): Pode ser. - Nós rimos.


Nós subimos até o seu quarto e Baekhyun foi logo ao banheiro.

Quando voltou, me viu sentada em sua cama. Eu o chamei e pedi para ele se deitar perto de mim, e assim ele fez. Eu o abracei e o prendi com os meus braços. Ele estava parecendo um bebê hoje. 

Ele se virou e me deu um beijo no pescoço, ambos sorrimos. 

Logo fechei meus olhos e em pouco tempo adormeci. Baekhyun provavelmente fez o mesmo.


...



18:00 PM.

Acordei meio atordoada, dai lembrei que tinha dormindo com Baekhyun mais cedo. Vi que estava sendo abraçada por ele, quando senti sua respiração em meu pescoço. 

Tentei sair sem acordá-lo, mas sem sucesso, então, eu me virei lentamente para a frente dele e sorri quando o vi dormindo que nem um bebê.

Passei minha mão em seus cabelos gentilmente, quando percebi que ele estava acordando. 

E quando ele abriu os olhos, se espreguiçou e sorriu para mim. 

(S/n): Nós dormimos muito... são 18:00. - Nós rimos.

(Baekhyun): Será que minha mãe já chegou? - Olhou para o teto.

(S/n): Eu não sei. Você quer olhar? - Assentiu.

Nós nos levantamos e Baekhyun foi ao banheiro, depois eu fui, e logo fomos lá para baixo. 

Estava tudo escuro. Sua mãe não havia chegado ainda, o que deixou Baekhyun preocupado.

Além disso, Baekhyun assim que levantou começou a tossir, mais do que antes. A febre tinha melhorado mas, a tosse estava só começando. E ele ainda tinha que tomar remédio de novo, para a febre não voltar.

Baekhyun ligou para ela e felizmente ela atendeu. Ela disse que ainda estava com essa sua amiga e que ia demorar a chegar. Ainda perguntou se ele estava bem. Ele disse que sim, graças a mim. Eu sorri quando ele disse aquilo.

Quando ele desligou, me olhou sem expressão e começou a tossir novamente.

(S/n): Baekkie... - Me aproximei. - Você vai ter que tomar alguma coisa pra essa tosse.

(Baekhyun): Eu não quero tomar remédio. - Falou fazendo bico.

(S/n): Tudo bem... - Bufei. - Eu vou dar um jeito. 

Me levantei do sofá e fui até a cozinha.

(Baekhyun): Vai fazer o quê?

(S/n): Espera ai.

Fui até a sua cozinha e decidi preparar uma bebida que melhora a tosse da pessoa. Era mel, com limão e um pouco de sal. Minha mãe sempre faz para mim quando eu estou tossindo muito.

E assim eu fiz. Apareci na sala com uma xícara de um desses na mão e dei para Baekhyun. Ele perguntou o que era, eu disse, então ele se tocou e disse que gostava daquilo.

Felizmente ele bebeu sem reclamar, e nós esperamos dar efeito.

Baekhyun deu a ideia de nós assistirmos a uma série. Perguntei se poderíamos assistir Lucifer. Ele disse que sim, e nós começamos a assistir.

Mas antes, pedi uma pizza para nós. Eu estava com fome e provavelmente Baekhyun também.

E quando chegou, colocamos a pizza e as bebidas na sala e começamos a assistir. 

Baekhyun estava melhorando, o que foi ótimo.





...





Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo bosta, mas ele é só um de transição e ainda tem muita coisa legal por vir.
Obrigada pelos + 290 favoritos, chuchus!
Até a próxima. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...