1. Spirit Fanfics >
  2. Baby Boy - Imagine Fanboy Taehyung >
  3. Capitulo 14

História Baby Boy - Imagine Fanboy Taehyung - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Capitulo 14


Pov's Taehyung

Acordo com o celular tocando. Era Hoseok.

— Posso ir com você para a empresa? — ele pergunta.

— Quantas horas? 

— Sete em ponto.

— Ande logo então.

Levanto e vou para a cozinha comer algo. Não tenho empregados. Apenas a senhora Doh que faz o básico. Faz comida apenas para ela no almoço e faz um prato para mim que fica no microondas para eu comer a noite.

— Dois modelos irão vim morar aqui durante o evento.

— O evento está indo bem?

— Melhor do que eu esperava.

Sorrimos e bebi café. Voltei para o quarto me preparando para mais um dia na empresa. Hoje faremos algumas fotos como pré lançamento e postaremos nas redes sociais. As férias escolares estão chegando. Iremos aproveitar e vamos atrás de lugares para as fotos. Entro no carro abrindo a porta da garagem. A casa de s/n é perto daqui. Fico pensativo no carro. S/n não ser homossexual atrapalha meus planos. Será que consigo cativar algo nele? Balanço a cabeça para espantas meus pensamentos desnecessários. Ligo o carro e saio da garagem. 
Vejo as horas no painel, são sete e vinte. Avisto a casa branca e estaciono. Na hora que levei a mão para tocar a buzina, s/n sai pela porta.

— Bem na hora — digo assim que garoto entra.

— Eu vi você chegar.

— Próxima parada, casa de No JiWook.

Continuo a dirigir. Vejo s/n olhar pela janela as ruas. Fiquei tão distraído o olhando, que mal percebi que chegamos a casa de seu amigo.

— Irei parar na praça próximo a empresa, para esperar Hoseok — avisei.

Dirigi até lá e alguns minutos depois, Hoseok aparece entrando no banco passageiro. Liguei o carro novamente e fomos para a empresa. Hoje iremos tirar fotos em um sítio. Olhando as fotos, já achei lindo.
Chegamos a empresa e encontramos os outros modelos. Lia se aproximou de mim.

— Meus pais deixaram eu morar com o senhor durante o evento.

— Os meus também —  s/n e diz e deixo um sorriso escapar.

— Depois de terminarem as fotos, irei acompanhar vocês para pegar suas coisas. E tenho uma boa notícia a vocês, se tudo ocorrer no ritmo que está, a linha será lançada até no máximo agosto.

Todos comemoraram. Batendo palmas e com toques de mão. Percebi JiWook muito próximo de s/n. Eles estavam abraçados de lado. Confesso que s/n anda mexendo comigo, me fazendo deseja-lo.

— Estão todos prontos? — SooAh pergunta — A fotógrafa está indo para o local agora.

Nos preparamos e entramos na van que SooAh havia pedido. Fui nos banco da frente com SooAh e o motorista. Olhei para trás e vi s/n e Lia próximos, conversando. Tenho uma certa desconfiança que ela anda gostando dele.

(...)

— Só essas coisas que precisa? — pergunto a s/n que colocava duas malas na sala.

— Sim, só vou pegar a caixa para levar Ace.

Disse indo para os fundos da casa e voltando com a caixa azul. Peguei suas malas e levei para o porta mala as colocando lá. Vejo o garoto mandar o cachorro entrar entrar mas o mesmo só latia.

— Por favor, Ace. É rápido.

— Pode traze-lo no colo. — falei por fim.

S/n pegou o cachorro e entrou no carro. Direcionamos para o condomínio.
Quando chegamos ajudei a tirar as malas e deixar na sala.

— Esse é um dos modelos senhor? — pergunta Doh.

— Sim, esse é s/n e sairei para trazer a Lia. Mostre o quarto que s/n ficará por favor. E s/n, fique a vontade.

Pov's s/n

— Este é seu quarto s/n — diz a senhora abrindo a porta.

— Obrigado senhora...

— Pode me chamar por Doh somente. Irei estar na cozinha preparando o jantar, pode descer lá depois que se organizar.

Abri uma das malas e peguei algumas roupas colocando na cômoda. Olhei para Ace que já estava deitado sobre a cama me observando. Abri a mochila, onde estava as coisas dele, estendi o tapete sanitário.

— Espero que entenda que é aqui — aponto para o tapete no canto do quarto — Que você irá fazer o que precisa.

Ace late para mim, espero que ele tenha entendido.
Termino de guardar tudo e começo a explorar a porta que há no quarto, banheiro. Resolvo descer para ver se Doh precisa de ajuda.

— Precisa de ajuda? — pergunto.

— Já terminei tudo aqui. Quem é esse garotinho?

— Ah, ele se chama Ace.

— Eu tive um cachorro quando criança, mas um dia acordei e ele não estava mais lá. Ele tem uma sorte, há uma portinha de cachorro na porta que da ao jardim, ele pode fazer as necessidades lá.

Sorrio ao saber disso. Vou até a porta e Ace passa por ela antes de mim.

— Pode deixar a porta do quarto aberta para ele sair a noite.

— Eu trouxe tapetes sanitários para ele.

Escuto Taehyung dizer algo e logo escuto uma voz feminina responder, deve ser Lia. Os dois entram na cozinha e nos cumprimentam.

— Doh, pode mostrar o quarto de Lia? — Taehyung pergunta.

— Estou ocupada Senhor. S/n pode, o quarto é frente ao seu.

Subi com Lia, levei duas das suas quatro malas. Entramos no quarto e deixei sobre a cama.

— Já que o seu quarto é frente ao meu, posso fugir a noite para lá.

— Tem pesadelos? — pergunto.

— As vezes tenho insônia. 

Escuto latidos e logo Ace entra no quarto pulando sobre a cama de Lia.

— Ai que fofo, não sabia que Taehyung tinha um cachorrinho.

— Ace desce daí, não é minha cama para você ficar a vontade.

— É seu?

— Sim, Taehyung deixou eu traze-lo.

Lia abriu suas malas e começou a arrumar no guarda-roupa. 

— Você tem namorada? — Lia pergunta.

— Não.

— Tem alguém que goste muito?

— Acho que tenho...

Fica indeciso se gostava de MinJee ou não. Esses dias venho vendo Taehyung... algo me atrai, mas não sei o que é. Talvez seja só admiração pelo seu trabalho e seu carinho comigo.

— Quem é?

— Ela se chama MinJee. Estuda comigo

— Nome bonito. Quando começou a gostar dela?

— Ano passado eu acho.

— Então você não gosta dela, apenas a admira. Quando se gosta, não se sabe quando começou.

— O que quer dizer? — pergunto confuso.

— S/n... Desde que te vi na empresa, meu coração se agita e... Não sei descrever isso e não sei quando começou...

— Lia... V-v-você... gosta de mim? — gaguejo.

A garota se aproxima de mim pegando em minha mão. Nosso rostos estavam próximo, mas se afastaram com um arranhar de garganta.

— O jantar já está pronto. Desçam. — avisou Taehyung.

— Desculpa s/n.

Lia saiu envergonhada do quarto. Olho para Ace que me encarava. Fico confuso com o que aconteceu. Espero que Taehyung não tenha um pensamento ruim de mim.


Notas Finais


Perdoem a demora. Digamos que meus professores resolveram quase me matar de ansiedade por causa das atividades. Mas estou bem e postando um capitulo para vocês. Aqui no Spirit, estou sempre interagindo na aba no app do Spirit, me caguetando quando se trata das histórias e falando sobre os atrasos.

Espero que estejam gostando e que eu esteja cativando alguma admiração ♥♥♥

Redes sociais no perfil:
@LayHyungMin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...