História Baby, Don't Go - Imagine KyungSoo - Capítulo 3


Postado
Categorias EXO, TWICE
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mina, Momo, Personagens Originais, Sana, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Bissexualidade, Divisão, Exo, Imagine, Twice, Universo Alternativo, Wibe, Yaoi, Yuri
Visualizações 14
Palavras 1.052
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


desculpe-me pela demora

Capítulo 3 - Seeing you wave your hand, asking me to come to your side


Fanfic / Fanfiction Baby, Don't Go - Imagine KyungSoo - Capítulo 3 - Seeing you wave your hand, asking me to come to your side

S/N estava com KyungSoo, ainda abraçada com o rapaz, não conseguia entender qual a ligação que eles tinham e o porque era tão forte, ela apenas sentia.

A porta foi batida e a mesma separou os dois.

-S/N? - Jinki entrava devagar.

-Oi, er... Jinki?

-É - o maior sorriu, ainda sem jeito, depois de tudo que havia acontecido. -Tem alguem aqui que quer te ver. - O pequeno Baekhyun dos cabelos negros entrou no quarto, abraçando a garota, que acabou por ficar sem reação, mas sorridente.

-Ca-Calma garotinho - Ela acabou por retribuir o abraço do rapaz.

-Sou eu, BaekHyun, seu irmão mais novo - Ele sorria, por ter reencontrado sua irmã querida. -Tenho tanta coisa pra te contar.

-Voce pode contar depois BaekHyun - Falou Jinki -S/N esta cansada... - O maior foi interrompido.

-Eu quero ouvi-lo, Jinki, KyungSoo, podem me deixar a sos com meu irmão?

-Como quiser, magestade - Os dois sairam.

-Pode falar o que quiser BaekHyun, sou toda ouvidos - S/N se sentou na cama, puxando seu "novo" irmão para sentar-se com ela.

-Bom... eu não sei se voce se lembra, mas... tem um garoto daqui...

-Um garoto?

-Sim, e... ele é amigo do Jinki e... eu gosto muito dele - BaekHyun estava totalmente vermelho, da mesma maneira que havia ficado na primeira vez que falou para sua irmã, e a mesma ria do irmão mais novo. -Noona, não ria... bom, o nome dele é Park ChanYeol.. até um tempo atrás, o Channy...

-Uiii, o "Channy"... - a mais velha ria.

-Noona...

-Vai, prossegue

-Bom, até um tempo atrás, ele não sabia, mas Jinki fez questão de contar e ele me veio com a historia de "Temos que saber nosso lugar, voce é um principe, não podemos ficar juntos" e tal... Noona, o que eu faço? - O menor parecia angustiado.

-Converse com ele novamente BaekHyun, do quw adianta desistir na primeira tentativa? - S/N falou, tentando dar força ao irmãozinho.

-Mas se ele rejeitar mais uma vez?

-Ai eu mesma vou atras dar na cara dele - Mesmo não lembrando, S/N ainda mantinha o mesmo instinto de irmã mais velha.

-Ah não Noona, tudo menos isso - o menor fez um grande bico, que fez a garota rir e abraçar o irmão.

{...}

-E então? - Falou Jinki para KyungSoo -Ela se lembrou de alguma coisa?

-Nada - o menor falou, quase sem animo algum, triste -Mas não vou desistir, ela ainda vai se lembrar de mi... de nós, de todos nós.

-Voce não está nada bem, não é?

-Nem um pouco - O menor falava baixo -É tão dificil, nós... nós nos amavamos tanto Iago... tanto...

-Não perca a esperança KyungSoo, ela vai se lembrar.

-Eu espero Iago, eu espero.

-Voce já contou a ela sobre... voces... antigamente...?

-Ainda não, ela precisa de um tempo para absorver isso tudo.

Os dois andavam juntos, como irmãos, até o quarto que KyungSoo voltou a dividir com ChanYeol e JongIn, depois do desaparecimento de S/N, já que os dois dormiam juntos antes disso tudo.

-Descanse KyungSoo, a muito o que fazer amanhã, boa noite - Iago se dispediu do rapaz com um abraço, deixando ele com ChanYeol e JongIn.

-E ai? Conseguiu alguma coisa? - falou o mais alto, ChanYeol.

-Nada, ela não se lembra de mim, não se lembra de nós, nada - KyungSoo respondeu o mais alto dos tres, se jogando na cama.

-Mas há chances de que ela possa se lembrar de algo? - Falou o mais novo deles, JongIn

-Sinceramente não sei, Jongin, quando entrei no quarto ela começou a chorar e do nada ela me abraçou, eu... eu fiquei sem saber o que fazer, eu achei que ela tinha se lembrado de nós, mas... não

-Ela vai voltar cara - Chanyeol tentou o consolar.

-Gente - Falou Jongin, chamando a atenção de seus hyungs - Vamos mudar de assunto, por favor? Isso não esta fazendo bem ao KyungSoo-hyung.

-Voce esta certo Jongin - o menor falou - Vamos falar sobre o menino Chanyeol e o baby BaekHyun!

-KyungSoo - Chanyeol tentou disfarçar.

-Pera ai, pera ai, como assim eu não tava sabendo? - O mais novo se aproximou.

-Principe Baekhyun se declarou pro Chanyeol

-KYUNGSOO - Chanyeol o repreendeu

-Ah eu não acredito - Jongin se fez de indignado -Voce não contou para o seu dongsaeng, Chanyeol-Hyung?

-Aish Jongin, eu ia contar... - O maior orelhudo se escondeu entre os travesseiros.

-Fala logo hyung, antes que o Jongin tenha um infarto de indignação.

-Ta bom, então eu estava...

--Flashback on--

Chanyeol dava conta da pequena plantação de orquideas que tinha do lado do castelo, já que gostava de levar o ato como algo que fizesse relaxar depois de fazer algo estressante como cuidar de um reino. O maior estava destraido, como um louco, conversava com suas orquideas, até o pequeno principe, BaekHyun, se  aproximar do maior.

-Park ChanYeol! - Ele parecia serio, algo que não era de costume.

-Precisa de algo, masgestade? - ChanYeol falava com inocencia.

-Precisamos conversar agora - O garoto pegou na mão do rapaz grandalhão, o levando para uma das salas de reunião do palacio, sem deixar que o maior dissesse uma palavra. -Quando voce vai parar de ser sonso, hein Park ChanYeol? - O garotinho falou alto, como um alfa que grita com um omega, nesse caso um pequenino gritando com um gigante.

-E-Eu não estou entendendo, magestade

-Para com essa de magestade, aqui somos ChanYeol e BaekHyun. Eu já cansei de mandar indireta, mandei flor, mandei carta e voce fazer de conta que nada aconteceu.

-Era voce?

-ERA CHANYEOL, ERA, PORQUE AGORA NÃO É MAIS, PORQUE EU TO CANSADO, PORRA, SE TU NÃO QUER FALA LOGO, PORQUE EU FINJO QUE TU É HETERO E VIDA QUE SEGUE.

ChanYeol estava pasmo, o garotinho no qual ele viu nascer (pra quem não sabe o ChanYeol tem 224 anos e o Baek 118), e que ele amava, estava se declarando pra ele.

-Ma-Mas BaekHyun, voce é um principe, voce... voce merece coisa melhor, eu não tenho nada pra te ofereçer, por favor esqueça isso.

-Por favor... Channy, me de uma chance - O menor pediu, com os olhos lacrimejando.

-Desculpe-me Bae... Magestade - E o maior saiu as pressas, para que o menor não o visse chorando.

--Flashback off--



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...