1. Spirit Fanfics >
  2. Baby Girl! (imagine Sehun) >
  3. Chapter XXlll: Forgive me!

História Baby Girl! (imagine Sehun) - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite!

A fanfic vai ficar misteriosa, em coisas que agora não faz sentindo agora. Mas tenham calma logo tudo vai entrar conforme a história, eu achei entediante ficar apenas no casal S/n e Sehun e por essa razão estou acrescentando mais coisas.

Sem mais demoras um capítulo cheio de novidades.

Boa leitura!

Capítulo 23 - Chapter XXlll: Forgive me!


Fanfic / Fanfiction Baby Girl! (imagine Sehun) - Capítulo 23 - Chapter XXlll: Forgive me!

Os olhos do Luhan brilhavam como a lua, seu cabelo bagunçado, um sorriso safado no rosto, e aquela roupa social o deixava ainda mais atraente, no pulso do mesmo se encontrava um relógio de ouro, seu músculos marcando na roupa me deixava impressionada e quente. Luhan é muito deus grego pra ser real, eu, S/n estou saindo com um deus grego.


- Boa noite Luhan - O respondi depois de sair do meu transe, ele é um homem muito atraente.

- Estou impressionado com você, S/n, você está magnífica - Disse ele me olhando com um sorriso pequeno em seus lábios.- Uma mulher cheia de novidades novas.

- Agradeço pelo elogio, você está estiloso - Falei com tom calmo. - Hoje você irá me levar para onde?- Perguntei.

-Cinema uma coisa mais leve - O rapaz abriu a porta do carro para mim, então entrei coloquei o cinto. Luhan fechou a porta e deu volta no carro entrando também.

- Obrigada pela gentileza - Agradeci, ele é um fofo.

-Não precisa agradecer é o meu dever como homem respeitoso - Falou me olhando, ele ligou o carro e assim começou a dirigir.

- Por favor, seja você mesmo comigo. Não gosto de pessoas forçadas ao meu lado - Disse o olhando. - Digo isso porque muitos homens fazem isso para agradar a mulher.

- Você deve achar que eu sou um homem grosso que só pensa em sexo, por um lado você está certa. Porém sou um homem respeitoso com as mulheres, nem todos os homens pensa em sexo e depois larga mulher - Disse ele com o foco na rua - Sou muito diferente S/n pode acreditar nisso.

- Fico feliz por saber disso - Sorri para o rapaz de uma forma dócil.

- Na Coreia do Sul deve ter acontecido algo, você é muito desconfiada - Disse o rapaz com tom calmo.

- Passado é Passado - Falei firme.

- Não vou entrar nesse assunto então- Disse ele.


Ficamos em silêncio por alguns minutos, meus pensamentos estavam meio divididos. No momento queria focar no encontro e nada a mais, só que algo está me deixando com agonia apenas cancelei esse sentimento ruim.


- Vamos assistir filme de terror?- Perguntei.

- Annabelle 3 está no cartaz - Luhan disse parando o carro por causa do sinal fechado.- É um filme aterrorizante.

- É minha primeira vez em um cinema americano - Falei animada. - Então um filme terror é bem aceito para uma primeira vez, na verdade não vou muito ao cinema.

- Então tenho a honra de levá-la pela primeira vez em um cinema americano - O rapaz me olhou com um sorriso feliz nos lábios.- Imaginei isso.

- Sim, Luhan qual é sua idade?- Perguntei é a minha primeira curiosidade sobre o rapaz.

- Vinte sete anos - Me respondeu - Sou muito velho para você?

- Lógico que não, meu irmão é um ano mais novo que você. Se eu não me engano - Um sorriso dócil surgiu em meu rosto - Tenho dezoito anos estou bem perto dos meus dezenove.

- Bem nova você, porém tem uma mentalidade elevada - Luhan disse com atenção a estrada, já que tinha voltando a dirigir.

- Realmente. - Disse em um tom calmo.


Depois de alguns minutos finalmente chegamos no shopping com o carro estacionado saímos dele e começamos andar para dentro do grande prédio, ao entrar no primeiro piso do Shopping olhares voltaram ao LuHan, por um minuto fiquei pensando qual é a profissão do rapaz?! Ele deve ser bastante famoso para as pessoas está tirando fotos e o perseguindo, sem menos entender a situação vários cara de terno rodearam a gente.


- Desculpas por isso é chato ir ao encontro e ficar rodeado de seguranças - Luhan me olhou, eu olhei pra ele sem entender nada.

- Amado, qual é sua profissão pra ser tão famoso assim?- Perguntei procurando uma resposta pra tudo isso, eu não fazia a mínima ideia sobre o LuHan.

-Sou empresário, modelo e ator - O rapaz falou tudo na maior tranquilidade, e enquanto isso eu estava paralisada sem acreditar. - Você está bem?

- Estou ótima, não fazia ideia sobre sua profissão - Ainda estava em choque.

- Por essa razão te convidei para sair, você não tem interesse em minha fama - Luhan realmente me surpreendeu nesse requisito de homem maravilhoso.- Fiquei até meio sem acreditar que você não me conhece, sou chinês então tenho alguns c-dramas, filmes e etc.

- Peço desculpas por não ter te conhecido, não sou muito de ver filmes ou C-drama - Falei meio sem jeito - Agora vamos assistir o filme - Aumentei o ritmo de andar.


Meus sentimentos no momento é de constrangimento, eu não fazia a mínima ideia que Luhan é famoso, o meu mundo é só dorama coreano e não passa disso e isso tudo que está acontecendo é muito estressante. Saiu do meu pensamentos e volto a focar no LuHan que estralou os dedos na minha frente.


- Oh desculpa - Falei meio sem graça.- Estou meio voada ultimamente.

-Tudo bem, já comprei os ingressos e os lanches. Vamos?- Nem vi ele sair de perto de mim, mas gosto assim homem rápido.

- Vamos sim - O respondi.


Mhel

On


Meus olhos lentamente começou a focar, minhas pernas doíam, o meu corpo está todo dolorido parecia que tinha sido atropelada por um grande caminhão. Estava deitada de lado no chão frio, algo no quarto cheirava mal a escuridão não me deixar ver o que era, dava para ouvir sons de pingos d'água caindo no chão. Havia outros sons, gente falando por perto.


- Ela acordou - Disse um homem japonês, pelo o jeito de falar pude perceber - Levante-a - A voz é grossa e profissional.


Um homem todo de preto com o rosto coberto me levantou com brutalidade, minhas pernas doíam muito por isso não consigo ficar em pé por conta próprio. Por essa razão o cara me ajudou a ficar de pé, no momento não sentia nenhum sentimento só dava para pensar na dor que sentia até então.


- Mhel uma garota tão bonita com uma fama de vadia - Uma voz de homem firme surgiu da escuridão ecoando pelo o quarto escuro - É uma pena ter que acabar com você.


Eles vão me matar? Fiquei sem reação alguma.


-Não fiz nada de errado, por que vão me matar? - Finalmente minha voz pode sair com força e firmeza.

-Por causa de sua amiga, ela que está fazendo isso com você - Não sabia o que pensar ou dizer.

- Só tenho uma amiga e ela nunca iria fazer isso comigo, então para de mentir - Novamente forcei para minha voz sair rígida.

- Você tem razão, vamos fazer o seguinte tenho um pequeno trabalho pra você. E em troca não te mato - Agora pude perceber que estou em perigo, não adianta eu gritar ou chorar, vou manter forte - Seu trabalho vai ser o seguinte ...

-Não faria isso, NUNCA - Última palavra gritei bem alto.

- Tem certeza de sua resposta?- Perguntou.

- Não, isso é covardia - Tentei não me desesperar, só que não aguentei e comecei a chorar - Me perdoe Deus pelo o que vou fazer.


Notas Finais


O que vocês estão achando??
R= Estou entendendo mais nada kk

Desculpa os erros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...