História Baby Hobi - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags 2seok, Bottom!hosoek, Hopekook, Hopekookv, Hoseok!bottom, Jeon Jungkook, Jihope, Jihopekook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Namseok, Park Jimin, Taeseokmin, Taeyoonseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 125
Palavras 2.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Eu te amo Jiminie....


Fanfic / Fanfiction Baby Hobi - Capítulo 7 - Eu te amo Jiminie....

°•° Continuação °•°


Hobi precisava de toques urgentemente e para o pequeno híbrido, Jimin estava demorando demais para lhe tocar. 

"Venha Jiminie... Toque o Hope" - Diz o menor com um sorrio sapeca no rosto. 

Jimin estava a processar tudo o que  estava acontecendo. Não que ele não quisesse, ele queria e talvez até mais que o garoto em seu colo. Jimin não conseguia dizer o que estava sentindo naquele momento, seu menino, seu neném ali em seu colo, rebolando de uma maneira que ele nunca imaginou que veria. Estava a ponto de enlouquecer, cada feição do menor estava o deixando entorpecido. 

Não que Jimin fosse virgem e estava com medo pela sua primeira noite, longe disse, ele e Jungkook já tinham se pegado as escondidas as vezes, assim como o Min que não ficava pra trás e também tinha seus momentos com o Park. Mas ele estava sim com medo de machucar Hosoek, na vista de Jimin, Hosoek era aquele serzinho que não podia levar toques tão... profundos, Hobi era "inocente demais" para Jimin. O Park tinha medo de que um dos seus Hyungs ou até os mais novos tirassem aquele áurea infantil que o híbrido tinha. 

Mas Hosoek era fofo sim, só que em seus períodos ele mudava um pouco. 

"H-hobi" - Jimin se deu por vencido e acariciou a cintura fina do menor. 

Era isso que Hobi queria, que o Park perdesse o controle de seu corpo e fizesse tudo com ele. Hope queria que Jimin beijasse seu pescoço assim como ele fazia com o Gukkie, queria que ele o colocasse por baixo e tirasse sua roupa assim como o Min fazia com o Park. Hobi necessitava daquilo. 

Em um movimento rápido Jimin se colocou por cima do garoto - que agora estava por baixo - e sorrio. 

"Era isso que você queria Hyung?" - Jimin então passou suas pequenas mãos nas laterais do corpo alheio e então aprofundou seu rosto na curvatura do pescoço de Hoseok, fazendo assim o Híbrido arfar em delírio. 

"S-sim. Era is-so que o Hobi queria" - Hosoek se soltou um pouco e colocou sua mão no cabelo de Jimin. 

"Gostaria de tirar minha roupa Hyung?" - Sussurrou no ouvido alheio, fazendo com que mais um arrepio percorresse no corpo do garoto. 

"S-Sim" 

Jimin riu baixinho e saiu de cima do garoto para logo depois se colocar de joelhos no colchão, sendo seguido por Hosoek que ficou do mesmo jeito. 

"Venha, pode tirar minha camiseta se quiser ou pode começar pela calça. Não tenha vergonha, somos só nos dois" - Sorrio passando confiança para o outro. 

Hoseok então respirou e engatinhou até o Park, Jimin por sua vez não conseguia tirar o sorriso do rosto de tanta felicidade, ele estava feliz em saber que seria o primeiro de todos naquela casa que tocaria em Hosoek e isso lhe trazia uma alegria imensa. 

Hoseok com as duas mãos pequenas colocou-as por cima do ombro de Park Jimin e olhou diretamente nos olhos do mesmo. 

"Eu quero que me beije Jimin. Me beije igual como faz com o Kookie-ah" - Disse Hope com as bochechinhas vermelhas. 

Jimin ficou surpreso por dois lados. O primeiro foi que o híbrido não tinha falado na terceira pessoa e a segundo foi por ele ter sugerido algo que só ele e o Jeon sabiam. - "só eles" - Mas mesmo assim Jimin fez o que seu menino tanto queria. O beijou calmamente. 

Jimin estava encantado com a maciez dos lábios alheios e logo estava completamente perdido naquele toque tão pequeno, porém tão intenso. Os lábios do Park se mexiam de uma forma delicada, fazendo com que a sensação durasse mais ainda, porém, Hobi não queria demorar tanto com aqui. O menor queria pular toda aquela parte e partir logo para a parte em que o Park se enterrava em seu interior o fazendo gemer seu nome. 

Hobi precisava de mais. 

Os dois se separaram por falta de ar, mas o Park decidiu descer mais ainda seus tocas fazendo com que uma de suas mãos - que estava na cintura do Jung - fosse para nas nádegas fartas do híbrido, esse que não demorou para expressar o qual surpreso ficou e logo soltou um gemido manhoso, chamando pelo nome de Jimin e apertando ainda mais o ombro alheio. 

"Isso Baby Boy. Quero que continue a gemer meu nome" - Logo depois dessas tais palavras o Homem desferiu um tapa - Não muito forte - em uma das nádegas do híbrido, esse que repetiu o mesmo ato de minutos atrás. 

"H-hobi precisa d-de você Jiminie" - Disse o híbrido desistindo da camiseta que o Park usava e se pôs a desabotoar a calça moletom, que já tinha um grande volume à mostra. 

"Sua pele é tão macia Hope... Que Jin Hyung me perdoe, mas terei que marca-lo"  - Jimin então sugou completamente o pescoço do garoto em seu colo o fazendo estremecer. 

"Ji-min-ie ahhh" - Gemeu arrastado ao sentir os dedos não tão grandes do Park irem de encontro com seu falo já ereto por completo e expelindo pré-gozo de sua pequena fenda. 

"Tire logo minha calça Baby, irei lhe preparar para mim" - Com essas palavras Jimin começou a fazer movimentos de vai e vem no membro do menor. 

"E-eu serei u-um bom m-menino para o meu D-Dadd-y" - gemia manhosamente o Jung para logo depois desabotoar por completo as calças do Park, logo em seguida retirando-a por completo do corpo musculoso a sua frente. 

"Gosta do que vê Baby?" - Jimin sorriu sacada ao ver o seu menino arregalar os olhos ao ver seu falo completa duro pular para fora das calças. 

"D-Daddy você é... m-muito.." - Hope foi cortado ao ser virado, ficando de quatro e bem empinado para Jimin. 

Jimin estava extasiado com aquela visão, o buraquinho do menor pulsava por atenção. Jimin não tardou em levar um de seus dedos de encontro ao orifício do Jung, fazendo uma trilha torturante antes de chegar ao ponto que tanto necessitava de atenção. 

"Muito Grosso? Grande?" - O Park riu completando a fala do menor em sua frente. 

Aquilo era tortura demais para o híbrido, ele queria sentir logo os dedos de Jimin dentro de se, o deixando mais abertinho para logo sentir o membro do Park em seu interior. Céus, Hope queria tanto aquilo. 

E foi com esses pensamentos que o híbrido sentiu um dedo o penetrar e logo gemeu arrastado, suas mais foram de encontro com o lençol branco da cama segurando com força. Fazia tempo desde que ele não sentia aquela sensação e mesmo sem querer, Hope se sentiu sendo rasgado ao meio, fazendo com algumas lágrimas teimosas caíssem sem sua permissão. 

"Caralho Baby, já estou vendo que você é bem apertadinho" - Disse Jimin. 

Jimin por outro lado, estava se sentindo realizado por ter o Hobi tão submisso a se, mas não deixando de ser preocupar ao ver lágrimas no rosto do menor. 

"Dói muito Baby?" - perguntou Jimin com um ar de preocupação, mas a única resposta que ele teve - depois de alguns segundos - foi um gemido manhosinho do híbrido. 

"H-Hope pre-cisa de você J-imin" - E como precisava. Precisava mais do que o próprio ar. 

Jimin então penetrou outro dedo dentro do híbrido, Hoseok já tinha uma lubrificação natural, então a "única" coisa que o moreno precisava fazer era abrir espaço para ser recebido. Enquanto Jimin fazia movimentos parecidos com tesouras no interior do Jung, seus lábios trilharam um caminho de Beijos molhados por toda coluna do rapaz em sua frente. 

"Jimi-n" - Hope gemeu maus alto ao sentir seu interior contrair. 

"O que queres meu amor, hum? Diga ao Daddy o que meu Baby está querendo." - Jimin então segurou a cintura dia menor com certa possessividade e o virou, fazendo com que Hoseok se deitasse e o ficasse com seus olhos brilhantes e completamente banhados em luxúria. 

"Você.... Eu preciso de você Oppa

Hobi respirava com dificuldade por conta do recente estímulo que lhe foi dado, Jimin não estava diferente, seu pênis pulsava por atenção e ele se segurou para não foder Hoseok naquela hora. 

"Continue Jimin... Me faça seu" - implorou Hoseok. 

Hobi estava com a boca salivando só de olhar aquele membro tão teso em sua frente e não poder abicanha-lo e chupa-lo até sentir o gostinho do Park em sua boca. Jimin sabia que o híbrido queria chupa-lo, mas resolveu deixar aquele situação para outra ocasião - pois o Park sabia que teriam outras ocasiões - para se deliciar com a boquinha de seu menino.

Então sem demora Jimin pincelou seu membro na entrada maltratada do mais novo e sorriu ao ver o desespero do menor em querer seu pênis dentro de se logo. 

"Acalme-se... Eu irei bem devagar, quando você estiver pronto é só dizer que posso continuar okay?"

Hoseok assentiu agoniado e sorriu, o sorriso que Jimin mais amava em todo o mundo. Jimin então beijou os lábios do menor e o penetrou com cuidado, sentiu Hoseok grunhir - impedindo um suposto gemido bastante alto - e logo depois sentiu as unhas pequenas no menor irem de encontro a suas costas, maltratando a mesma  lhe causando uma dor não muito desconfortável. O Park beijou todo o rosto do garoto abaixo de se e então  sorriu ao sentir o mesmo dar impulso contra seu quadril, fazendo com que seu membro entrasse de uma vez no interior do híbrido, naquele momento qualquer um que estivesse acordado escutaria os gemidos de ambos, Hoseok se segurou mais ainda em Jimin e pediu para que o Park fosse mais rápido em seus movimentos e Jimin como um bom menino obedeceu as súplicas do menor e foi mais fundo e forte. Hoseok estava completamente flutuando naquela sensação tão gostosa que era ser fodido por Park Jimin, o híbrido sentia seu corpo pegar fogo a cada estocada funda que o Park investia em seu interior e também não economizava nos gemidos. Jimin não estava diferente, cada aperto em seu pênis, cada gemido, cada súplica pedindo para aumentar a velocidade estavam fazendo-o ficar louco, extasiado, insano pelo corpo do híbrido, ele se sentia como um menino que estava transando pela primeira vez, todas as sensações, todos os suspiros, tudo era perfeito demais para o Park, mas o melhor com certeza eram os gemidos. Céus, os lábios de Hoseok se abriam com perfeição desferindo o nome de Jimin em um tom manhoso e as vezes rouco, porém único. Eram muitos sentimentos para uma foda só, ele queria explorar aquele corpinho por completo, saber quais os locais que faziam o híbrido delirar e se excitar com facilidade. Jimin estava apaixonado... Apaixonado pelo seu pequeno híbrido. 

Hoseok contraiu seu interior apertando o pênis de Jimin mais uma vez, só que diferente das outras, um gemido alto foi possível se ouvir, denunciando um ápice que estava a chegar. 

"Goze para mim Hope... Quero ouvir meu nome sair de seus lábios enquanto goza" - Disse o Park com a respiração desregulada. 

E foi assim que aconteceu, Hoseok se desfez gemendo o nome de Park Jimin em alto e bom som, para que quem quisesse escutar escutasse. Jimin se retirou de dentro do menor e se desfez logo depois, fazendo com que jatos de esperma caíssem nas coxas fartas do híbrido. 

Jimin se deitou ao lado do Jung que logo se arrastou e deixou sua cabeça repousar no peito suado do Park. Hoseok não podia esta mais feliz, foi a melhor noite da vida do pequeno híbrido e ele faria tudo para demonstrar isso. 

"Hope agradasse Jiminie" - Disse o híbrido depois de um tempo em silêncio, inflando as bochechinhas por ter sentido vergonha, ato que não passou despercebido pelo homem ao seu lado que não segurou um riso gostoso. 

"Eu quero agradeço Hope, essa foi a melhor noite da minha vida" - Sorrio e fez um carinho suave nos fios capilares do gatinho. 

"Jiminie..."

"Sim?"



"Eu te amo Jiminie" - Sussurrou e logo caiu no sono, deixando um Jimin pensativo acordado. 




Continua? 


Notas Finais


AAAAAAA QUE VERGONHAAAAA.

Esse é o meu primeiro Yaoi e espero ter feito certo.

Me perdoem por qualquer erro de ortografia, eu fiz bem rápido. Prometo consertar os erros.

Comentem para mim saber o que acharam desse momento Jihope. Eu me esforcei muito pra fazer esse capítulo, então me desculpem por qualquer erro.

Amo vocês e até a próxima meus solzinhos.

Com amor °•° Baby Jung °•°


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...