1. Spirit Fanfics >
  2. Baby , I Need You (Imagine Bill Cipher) >
  3. 002. You Will Not Sleep With Me

História Baby , I Need You (Imagine Bill Cipher) - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - 002. You Will Not Sleep With Me


Após andar um pouco , com Bill te enchendo o saco , vocês chegam na sua casa , onde uma mãe desesperada te recebe.


— ________ minha filha , meu amorzinho , como você tá ?! Oque aconteceu ?! Ah me desculpa meu amor , eu não queria ter falado aquilo! — Ela diz te abraçando e te beijando e Bill ri com o seu mini desespero.


— Mãe eu tô bem ok ? Eu só fiquei nervosa , só isso! — Você diz se soltando dos abraços desesperados da sua mãe.


— E quem é esse aí ? Seu namorado ?? — Ela pergunta e você arregala os olhos sentindo suas bochechas ficarem extremamente vermelhas. 


— E-Eu- Você ia se explicar mas Bill te interrompe. — Muito prazer senhora , Bill Cipher , eu sou uma amigo da sua filha , eu encontrei ela chorando na rua e ajudei ela! — Ele diz beijando a mão da sua mãe , e você revira os olhos.


— Nossa , que cavalheiro , muito prazer senhor Cipher , gostaria de ficar aqui dormir em casa ? E que já está meio tarde e frio , se você quiser eu posso falar com seus pais e- Sua mãe começa a falar mas Bill a interrompe.


— Eu acho uma ideia adóravel , e tenho certeza que meus pais não se importariam! — Ele diz sorrindo e sua mãe suspira aliviada.


— Bom , então eu vou fazer o jantar , qualquer coisa me chamem . E usem camisinha!! — Ela fala um pouco mais alto a última parte pois ela já estava na direção da cozinha , você cora absurdamente com oque sua mãe diz e Bill ri da sua reação.


— Hahaha gostei da sua mãe! — Ele diz na intenção de te provocar , mas você apenas o ignora e vai em direção ao seu quarto.


— Ei , me espera cerejinha!! — Ele diz usando propositalmente o apelido tentando te deixar nervosa.


— Então , aonde eu vou dormir ? — Ele diz colocando as mãos na cintura e análisando seu quarto. — Como é que é ? Você não vai dormir aqui! — Você diz indignada.


— Ora , é claro que vou , sua mãe deixou , agora onde eu vou dormir cerejinha ?? Com você ?! — Ele pergunta sorrindo maliciosamente , oque te deixou um pouco brava . Você melhor do que ninguém conhecia o jeito provocativo de Bill , ele sempre tenta te provocar e pegar no ponto fraco da pessoa.


— Nunca!! Você vai dormir aí no chão se não quiser dormir na rua com os cachorros!! — Você diz brava e ele faz uma cara de nojo. — Credo , que mau humor. — Ele diz pegando algumas cobertas suas e colocando no chão , você faz uma cara satisfeita e ele fica emburrado.



{•••}



Após o jantar você e Bill vão dormir , mesmo ele ainda estando indignado por ele ter que dormir no chão.


— Tem certeza que não quer que eu durma com você ? Eu posso fazer você ter a melhor noite da sua vida...— Ele diz sorrindo Malicioso pra você , que revira os olhos.


— Eu não vou responder isso! — Você se deitando e ficando de costas pra ele , que bufa entediado.


— Oque eu faço agora ? — Ele pergunta olhando pro teto. — Você dorme Bill , você fecha a merda dos olhos e dorme cacete! — Você diz brava.


— Eu ein! — Ele diz se virando na cama improvisada , tentando fazer oque você disse.



{•••}


3:45 AM


Bill não conseguia dormir , era chato e entediante ficar olhando pro teto , mas era mais ainda ter que fechar os olhos e tentar dormir , então ele decidiu te observar pra tentar aprender a como se dorme.


Ele saiu da cama improvisada lentamente , tentando não fazer barulho para não te acordar , ele se senta na sua cama e começa a te observar , os cabelos [cor dos cabelos] bagunçados e jogados pelo seu rosto , e você babando com os braços jogados dormindo calmamente , ele não pode deixar de notar as grandes olheiras que se encontravam em baixo dos seus olhos , ele também reparou nos seus braços , mais especificamente nos seus pulsos , totalmente cortados , alguns cortes eram antigos e quase não dava pra ver , já outros eram tão recentes ao ponto de ainda estarem vermelhos e doloridos , talvez esse seja o motivo de você não querer que ele te toque.


Ele encosta levemente nos seus pulsos , mas você solta um grunhido de dor ainda dormindo e se remexe um pouco na cama , ele prefiriu te deixar dormindo e descansando , ele se deitou novamente na cama improvisada e ficou encarando o teto esperando o tão aguardado sono vir...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...