História Baby Suporte - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Barão Vermelho
Tags Anos 80's, Barão Vermelho, Brasil Anos 80's, Rock Nacional
Visualizações 18
Palavras 670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Musical (Songfic)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Almoço em Família (parte 2 - final)


Eu já havia escutado o Barão Vermelho através de um amigo meu que toca na banda. Nunca fui ao show deles porque mamãe diz que é "coisa de louco"...Bom, talvez seja, porém, eu amo essa "coisa de louco". Como dizia Mick Jagger: It's only Rock and Roll but we like it!

 

Luiz: Eu conheço o baterista, Guto Goffi. 

Vicente: Esses caras são daqui? (fala enquanto olha o vinil)

Luiz: São sim, bicho. Eles vão tocar no Circo Voador daqui 1 semana.

Eu: Sério? (faço uma cara de surpresa) A gente pode ir.

Vicente: Você, Alexia Melo? (fala num tom de deboche e começa a rir) Isso não é pra tua idade. 

Luiz: Deixa a Alexia, ela já tem 18 anos, Vicente. 

Eu: Obrigado, primo. (sorrio) 

 

  Tia Sônia, mainha e Pietra chegam com o galeto encomendado. Todos nós começamos a almoçar. Tia Sônia e mainha não paravam de conversar. Olho para o Vicente que estava prestes a falar algo sobre ontem à noite.

 

  Vicente: Tá sabendo que a Alexia voltou tarde e com um rapaz ontem, mãe? 

Mainha: Não fiquei sabendo dessa não, Vicente. Fala ai, Alexia.

Eu: MÃE! (respiro fundo) Ele é só meu amigo...me ofereceu uma carona e eu aceitei. (dou um gole na bebida)

Vicente: E o beijinho e o abraço, vai contar?

Mainha: Filha...você tá namorando?

Eu: NÃO! eu e ele somos apenas amigos, o abraço foi pra agradecer a carona. O beijinho foi na bochecha, Vicente. (dou outro gole na bebida)

Mainha: Isso não é o problema...o problema é que você realmente chegou tarde porém tudo bem, não vou brigar não. 

Tia Sônia: Qual o nome dele, Alexia?

Eu: A gente conhece ele por Dé Palmeira porém o nome dele é André.

Luiz: Espera...esse cara toca no Barão Vermelho. Você conhece os caras da banda?

Eu: Sim. Nem todos...só conheço o Cazuza e o Dé mesmo. (continuo comendo)

Pietra: Fiquei sabendo que vai ter show deles no Circo Voador. Eu prefiro a banda Blitz.

Mainha: Lembra quando teve um coverzinho de The Beatles e a gente foi, Sônia?!

Tia Sônia: Lembro sim! (dá uma risada) Bons tempos. 

 

Depois que terminamos de comer, ajudei a tia Sônia enxugando os pratos enquanto ela lavava. Mainha estava arrumando a mesa. Pietra estava assistindo o VHS da banda do Luiz enquanto Vicente folheava uma revista sobre carros.

 

Tia Sônia: Seu pai morreu muito novo, uma pena.

Eu: É...eu sinto bastante saudades dele, sabe, tia?

Tia Sônia: Sei sim. (dá um sorriso fraco) Porém tenho certeza que seja lá onde ele estiver, ele está torcendo por vocês. 

Eu: Desde que painho morreu, mainha não se relacionou com mais ninguém. Eles eram um casal perfeito.

Tia Sônia: Acho que ela vai continuar sem ninguém, Alê...não que ela não tenha oportunidades, é que ela ainda ama ele. 

Eu: Uhum. (enxugo o último prato e deixo o pano de prato no suporte) Pronto, tia. 

Tia Sônia: Obrigada, Alê. (sorri e me dá um beijo na bochecha) Tem picolé na geladeira, pessoal.

 

Ficamos conversando na sala enquanto mainha e tia Sônia ficam olhando uns álbuns de fotografias delas duas quando eram mais novas. 

 

Mainha: Sônia, sabe aquela casa que estava pra vender do lado da minha?

Sônia: Sei sim. O que houve com ela?

Mainha: Uma moça vai se mudar para lá, quer dizer, tava se mudando pra lá quando estávamos saindo de casa.

Vicente: Luiz, a minha nova vizinha é bonita pra caramba, bicho.

Luiz: Sério?

Vicente: Sério, mano. Não sei o nome dela não.

Eu: Tem nem vergonha na cara vocês dois. 

Luiz: Quem não tem é o seu irmão. (fala rindo) 

Pietra: Ela tem um cachorrinho bem fofo.

Eu: Escutei ela falando Zeus, acho que é o nome dele. (levanto do sofá) Espero que seja bem melhor do que aquela vizinha antipática.

 

Passamos a tarde todinha na casa da tia Sônia. Ganhamos umas lembrancinhas da viagem da Bahia que tia Sônia fez. Uns santinhos e umas pulseiras bem lindas. Ainda bem que moramos perto, assim, não demora muito pra chegar em casa.


Notas Finais


é isto, pessoal!
espero que tenha gostado! <3
beijos e muito rock and roll na vida de vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...