História Baby Swan - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Grey's Anatomy, Once Upon a Time
Personagens Anna, Arizona Robbins, August Wayne Booth (Pinóquio), Calliope "Callie" Torres, Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Derek Shepherd, Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Elsa, Emma Swan, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Meredith Grey, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Vovó (Granny), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Visualizações 146
Palavras 1.818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Antes que me perguntem, não terá incesto.

Capítulo necessário, não me matem...

Capítulo 14 - Desentendimentos


AEROPORTO — 19:45.


— Ansiosa para chegar em casa? — Fiona abraçou a amiga que riu — Como Emma irá reagir ao saber que você saiu e quando chegar vai sair novamente? — Regina Suspirou e tanto quanto Ruby, quanto Zelena riram acompanhando Fiona 


— Ela não irá gostar nada — A ruiva que estava abraçada a esposa afirmou — Emma é extremamente ciumenta quando o assunto é a minha querida irmãzinha — Revirou os olhos fazendo Ruby rir e Regina erguer as sobrancelha rindo também — O que foi? É verdade, eu sou tão tia quanto você, mas tudo é a Gina pra cá, Gina pra lá — bufou — Ela só quer saber de você e não te divide com ninguém. — Fiona riu da interação das três.


— Amor, estávamos falando do ciúmes da Emma, mas notou que quem está com ciúmes é você? — Regina Gargalhou alto e Zelena fez um bico — Emma ama as duas de maneiras diferentes, ela é extremamente ciumenta com a Regina, extremamente brincalhona comigo, quantas vezes vocês queriam brincar com ela, mas a loirinha não quis por que só quer brincar comigo? — As duas se entreolharam e assentiram — Quantas vezes Emma te defendeu da Regina? — Olhou para esposa que riu satisfeita enquanto Regina bufava e revirava os olhos — Ela com aquele tamanhico de gente, coloca as mãozinhas na cintura e enfrenta Regina como gente grande, tudo por que ela não gosta que a dona Regina brigue com você, ela te dá beijinho e diz que vai te proteger de tudo e de todos — Ruby encarava as mulheres enquanto Zelena tentava inutilmente esconder as lágrimas. — Emma é especial, ela é intensa e demonstra as coisas do jeitinho dela, e cada uma de nós é única pra ela, e sendo assim somos insubstituíveis — Regina e Zelena estavam se encarando e rindo ao mesmo tempo, era evidente o amor e a inocência da pequena, e era bem evidente que não precisavam ter ciúmes uma da outra, por que no coração da pequena, tinha espaço suficiente pra todo mundo.


— Isso foi lindo — Fiona afirmou abraçando as mulheres — Estou ansiosa para conhecer essa menina encantadora — As três mulheres se olharam, e ao mesmo tempo, cruzaram os braços e fuzilaram Fiona com olhares profundos, fazendo a morena engolir em seco e se afastar um pouco — Ou não … sabe, eu não sou boa com crianças mesmo — Zelena, Ruby e Regina gargalharam ao ver o olhar amedrontado da morena que fez um bico enorme enquanto distribuía tapas.


— Vamos embora logo, nosso Táxi já chegou — Regina secou as lágrimas dos cantos dos olhos e junto com as três, seguiu em direção ao Táxi.


.— SQ —.


Emma estava de pijamas sentadinha no sofá enquanto aguardava sua Gina chegar, a menina já havia tomado banho e estava vendo desenho já que Eva e Ingrid estavam na cozinha e Elsa havia dormido, ela estava agitada, estava com saudades das tias, mas o que ela queria mesmo era o abraço da sua Gina, que cura todos os dodóis do mundo.


Assim que o táxi estacionou, Emma fez uma festa o que logo foi notado por Ingrid e Eva, a menina queria a todo custo sair da casa e ir ao encontro delas, mas Ingrid pediu que ela esperasse, o que foi atendido, mas com um bico enorme no rosto, Fiona entrou acompanhando as mulheres e rindo com Regina, ambas estavam abraçadas e a morena realmente estava feliz ao estar ao lado de uma amiga de infância, Emma assim que notou a presença da mulher sentiu seu coração diminuir de tamanho e sabia que algo aconteceria, algo que ela não tinha controle nenhum.


— Minha princesa — Regina soltou a morena e a mala de mão, e sem pensar duas vezes correu ao encontro da menina que se manteve imóvel, embora sua vontade fosse de se jogar nos braços dela e receber todos aqueles beijos que por dois dias ela desejou, Emma não conseguia fazer isso. — Está tudo bem? — Questionou ao ver que a menina não retribuiu o abraço, encarou tanto Ingrid quanto Eva, mas ambos deram de ombro já que não estavam entendendo também.


— Está tudo bem Regina — Emma falou com a pose distante e fria de meses atrás. — Emma… Eu estava com saudades suas. — A menina abaixou a cabeça e escondeu o rosto no busto da mulher, por ser bem mais baixa, esse era o alcance que ela tinha.


— Oh … — Regina engoliu em seco e tentou entender o porquê a Emma estava ali, afinal fazia meses que a sua menininha não ia embora. — Eu também senti sua falta meu amor — Sorriu depositando um beijo na cabeça da menina.


Emma soltou o abraço da morena e correu para abraçar Zelena que a pegou no colo, Regina não entendeu porque ela havia hesitado seu abraço e com Zelena e Ruby agiu normal, a doce menina de sempre. 


— Bom, Emma essa é a Fiona, uma grande amiga minha e das suas tias — Regina apresentou a amiga que apenas observava a cena — Ela ficará conosco por uns dias — Fiona sorriu e tentou se apresentar, mas Emma abraçou Ruby e disse algo a ela, fazendo a morena desistir. — Ingrid, será que poderia me ajudar com as malas? — Regina pediu depois de abraçar a amiga e beijar a menina adormecida no sofá.


— Claro — A loira deixou a sala junto com Zelena, Regina e Fiona enquanto Ruby conversava com Eva e Emma.


Ava já havia se deitado junto com Elsa, deixando as meninas na sala conversando, e cerca de 1hora e meia depois, elas resolveram pedir uma pizza. Emma permaneceu em silêncio o tempo todo, não quis comer muito mesmo com as mulheres insistindo que ela comesse.


 Ela estava confusa, não entendia por que ela estava tão brava com a Regina, afinal ela estava morrendo de saudades e a única coisa que ela queria era deitar no colo da morena e ouvir a cantar para a dor que ela estava sentindo fosse embora, assim como essa coisa estranha que a confundia. Assim que a morena olhou no relógio e viu que passava das nove, e viu Emma quase dormindo no sofá, resolveu colocar a pequena na cama, e assim tentar conversar com ela e tentar entender o que estava acontecendo. — Querida, já está tarde, vamos pra cama? — Regina se agachou onde a menina estava e acariciou suas bochechas, fazendo as mulheres que estavam ali conversando, pararem para prestar atenção na interação das duas.


— Eu não tô com sono, quero ver desenho — Emma coçou os olhos e balançou a cabeça afastando as mãos da morena.


— Emma, você estava praticamente dormindo no sofá, já passa das nove, isso não é hora de ver desenho e você sabe, inclusive já era pra estar na cama. — Zelena observava a cena intercalando o olhar da pequena para Fiona e riu, Emma estava morrendo de ciúmes da morena e por se sentir ameaçada, a sua versão maior e nada amigável, surgiu. — Vem, eu te ajudo. — A voz era branda apesar de severa, ainda sim era amável, Emma cruzou os braços e fez um bico, fazendo Ruby lhe lançar um.olhar desaprovador, assim como Zelena.


— Não quero, eu não vou dormir agora, não sou criancinha! — Bradou fazendo Regina Suspirar.


— Emma isso não está em discussão, está na hora de deitar. — Regina delicadamente puxou Emma do sofá fazendo ela ficar em pé, a menina por impulso puxou a mão novamente e se afastou.


— Eu não vou, você não manda em mim e não é a minha mãe, a minha mãe tá morta, você não é ela!. — Emma estava com raiva mas assim que se deu conta do que havia dito, seus olhos marejaram e ela tentou se aproximar da morena que deu um passo pra trás, o choro dela era intenso e sem se importar que Zelena e Ruby tinham repreendido a mesma, Emma abraçou a cintura da morena que continuava parada tentando absorver o que ouviu e pediu perdão. —Diculpa, diculpa eu, diculpa a Emma — O choro era desesperado e arrependido, ela não quis dizer aquilo, ela só queria que toda aquela raiva que ela estava sentindo desde que viu Fiona com a sua Gina desaparecesse. — Diculpa, Emma não quis, Emma não quelia... 


— Tá tudo bem. — A voz era praticamente inexistente. — Ruby, coloca a Emma no quarto por favor? — Pediu quase suplicando e a morena assentiu.


— Vamos Emma… — Ruby estendeu a mão mas a menina ignorou.


— NÃO, EMMA QUER GINA, NÃO QUÊ VOCÊ! — A menina se agarrou ainda mais a cintura da morena que engoliu em seco.


— Emma Swan! — Zelena aumentou o tom de voz. — Quarto, agora! — A pequena só negava se recusando a sair dali.


— Ok, chega! — Regina pegou a menina no colo que chorava desesperada — Você está de castigo, você gritou comigo sem motivo nenhum, gritou com sua tia sem motivo nenhum, você respondeu, não quis jantar e foi desobediente, eu sei que não sou a sua mãe Emma e eu não quero tomar o lugar dela, mas isso não te dá o direito de agir assim, só queremos o teu bem — Regina colocou Emma sentada na cama e ficou na altura dela, você só vai sair do quarto para comer e estudar com a Eva, sem brincadeira, sem passeio e sem tv por 3 dias! — Regina mesmo com seu coração sangrando, foi firme. — Pensa no que fez e conversamos amanhã. — Antes de sair do quarto Emma colocou a mão na barriga e gemeu, Regina em outro momento correria pra ajudar a pequena, mas estava machucada demais e ela só queria sair correndo dali.


— Tá doendo, Emma tá com dor — Regina Suspirou, foi até a pequena e examinou o local mas não havia nada, assim como também não tinha febre. — Gina fica aqui… — Pediu e seus olhos que já estavam vermelhos por causa do choro, marejaram ao ver a morena negar 


—  Não Emma, amanhã nós conversamos — Regina se levantou — Durma, já está tarde — Emma se encolheu na cama e chorou, assim como Regina que estava do lado de fora do quarto. — O clima de alguma festa já acabou — falou encarando a irmã e a cunhada — eu vou dar uma volta, precisa pensar, nenhuma das duas entra nesse quarto ok? Ela precisa pensar no que fez também. — Zelena suspirou, mas assentiu, assim como Ruby.— Não falem nada, ela está certa e eu ficarei bem. — Zelena abraçou a irmã e Ruby também, deixando a morena sair da suas vistas.


 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...