História Babysitter of my children - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Huang Zitao "Z.Tao", KNK, Kris Wu, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Huang Zitao "Z.Tao", Kai, Kim Ji-hun, Kim You-jin, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek/baekyeol, Exo, Família, Hunhan, Kaisoo, Kris, Kris!top, Kristao/taoris, Luhan, Romance, Sulay, Tao!bottom, Xiuchen
Visualizações 51
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii meus amores vortei!!
Boa leitura!❤️

Capítulo 3 - "First day"


Fanfic / Fanfiction Babysitter of my children - Capítulo 3 - "First day"

Huang Zitao

Será possível estár assustado e feliz ao mesmo tempo?

Porque eu estou!

Feliz, pois tenho um emprego, vou ter casa e tudo mais.

Assustado, cuidar de duas crianças? Seria escusado dizer que menti acerca de meus primos só para ter esse emprego?

Pois bem, eu menti.

Meu patrão, Wu Yifan, me dá arrepios na espinha! A maneira como fala é fria e sua expressão não é muito diferente.

Mas como diz aquele ditado, "Não julgue o livro pela capa", eu vou decidir acreditar que ele é um cara legal.

Minha mãe sempre me ensinou a ver o bem nos outros, e eu como um bom filho-que sou- vou ouvir seus conselhos mais uma vez.

Estava desejoso de sair daquela sala, que era um tanto abafada, sentir os olhos de Wu Yifan em mim, não foi um tanto relaxante e por isso saí às pressas daquela sala de escritório.

Mal coloquei um pé para fora daquele escritório, encontrei Chanyeol de braços cruzados, enquanto fazia uma pose como naquelas telenovelas de como "eu sou rico e poderoso".

- E aí!? Como foi!?- Chanyeol coloca as mãos em meus ombros e me abana, como se isso fosse arrancar informações.

- Fiquei com o emprego!-naquele momento, vi todos os meus medos irem embora, por ter meu amigo me felicitando. Foi como um calmante.

-Eu sabia que você conseguia, ninguém resiste a esse panda fofo! Nem mesmo Wu Yifan!- eu já nem apelo para que parem de me chamar de panda, já que isso surgiu desde o ensino médio, quando vesti aqueles pijaminhas de animais, e adivinha qual me calhou? Quem falou panda, parabéns, acertou.

-Eu tenho de ir, tenho de pegar as minhas coisas, irei morar com Yifan, enquanto não estiver com minha vida e dinheiro estáveis.-dei um último abraço em meu amigo Chanyeol, e me dirigi até á porta do elevador que se encontrava á minha espera, que deduzi ser obra da secretária Sunmi que tive o gosto de conhecer brevemente.

Entrei no elevador e as portas se fecharam.

-Parabéns por seu novo trabalho Tao.-falei para mim mesmo, só espero que o dia corra bem.

[•••]

Esperava pacientemente o ônibus.

Estava sentado no banquinho, enquanto dos meus fones saíam uma música aleatória.

Carregava meus pertences-que não eram muitos- em uma mala pequena, que estava pousada debaixo de minhas pernas, do meu lado esquerdo estava um homem, que a julgar pela aparência, não deveria ter mais de trinta anos e do lado direito, um garoto, com certeza com quatorze anos de idade, pelo menos era o que seu bilhete de identificação dizia e não, não sou um *stalker, ou um *pedófilo, só me peguei olhando, o garoto parecia um tanto comigo quando tinha a sua idade, sempre de fones de ouvido música, cabelos arrepiados, com um estilo de Bad Boy.

Uma das fases que me pego pensando. "Eu fiz aquilo mesmo?"

Foi nessa idade que me assumi gay, meus pais aceitaram, óbvio que não estavam preparados para aquilo, mas me aceitaram, sofri bullying, algumas pessoas não aceitaram minha escolha.

Principalmente os "populares do colégio".

Quantas vezes me enfiaram a cabeça na privada?

Quantas vezes me humilharam, ou me rebaixaram!?

Já lá vão dez anos.

Meus pensamentos são quebrados por um senhor idoso. Ele parecia estar cansado e não vi nenhuma das pessoas que estavam sentadas no banco-apertado- se levantar para lhe fornecer um lugar.

Como bom cidadão, acho que tenho de ser eu a tomar essa iniciativa é usar os métodos de boa educação que minha querida mãe me deu.

-Pode se sentar.-saí do meu lugar e falei para o senhor que me agradeceu com um "Obrigado" e se sentou, mas não durou muito pois logo se levantou com a chegada do ônibus.

[•••]

Uma casa duas vezes maior do que a minha na China, nada de mais, você lidera Zitao.

Adentrei aqueles enormes portões dando logo de cara com um jardim, bem bonito por sinal, fiquei deslumbrado, rosas? Minha flor favorita.

Mais á frente pude ver uma mulher, loira, já não era jovem, mas também não parecia ser tão velha assim, trajava um vestido florido solto.

-Você deve ser Huang Zitao certo?- murmurei um "sim"- Jennie Kim, sou a antiga babysitter, já fui informada que será o novo babysitter dos dois meninos, lhe informarei de tudo.- a Kim mostra um sorriso bonito.

[•••]

Fui informado de tudo, fiquei ocorrente de tudo aquilo que cabe aos filhos de Wu Yifan, não me parece ser tão difícil assim, cuidar de duas crianças.

Fiquei também sabendo que teria um carro á minha disposição para levar os meninos e ir buscar na escola e no infantário, também para fazer compras para a casa.

E como já era esperado eu iria ser uma espécie de "dona de casa" e não apenas babysitter, teria de limpar a casa-que era maior do que vocês podem imaginar-, cozinhar, etc. Óbvio que tem empregados para me ajudar naquilo que não cabe em, cuidar das crianças, mas seria desgastante.

Meu alarme apitou, hora de buscar Wu Jihun.

[•••]

Tao, porque você ficou admirado por o filho mais novo de Wu Yifan estar num dos melhores infantários da Coreia, embora esteja ainda no infantário? Não é para ficar admirado, sabendo que Wu Yifan tem uma casa valendo mais que meus rins.

Várias crianças, todas diferentes mas com o mesmo uniforme, ou seja, o uniforme do infantário-uma batinha amarela-, andavam na minha direção, ou seja? Na da saída.

Adentrei aquele enorme infantário-quase do tamanho de um colégio-e fiquei vagueando pelos corredores e aí pensei.

Eu não sei qual é a classe do garoto!

Ótimo, esqueci de perguntar para a antiga babysitter.

Voltei para trás rumo á secretaria, lá se encontrava uma mulher, com rosto juvenil e loira.

- Boa tarde, em que posso ajudar?- pergunta depois de notar minha presença.

- Eu gostaria de saber onde fica a sala de Wu Jihun!- questiono como quem não quer nada.

- Filho de Wu Yifan?- murmuro um "sim" para a mulher- Tem uma licença consigo?- olha para as minhas mãos em busca do papel que comprova que estou autorizado a levá-lo.

Mostro o comprovativo e ela indica com o dedo e fala " corredor á direita, quarta sala".

Segui caminho até lá e enquanto percorria o corredor vi várias criançinhas ainda brincando, gente vamos ser sinceros, quem não ama crianças? Eu poderia ouvir uma risada o dia tudo e apertar as bochechas de qualquer uma, são adoráveis.

Finalmente cheguei na sala e na frente da porta tinha uma plaquinha em tons dourados, com a letra A e o número 5.

Bati á porta e me permiti entrar.

Sabe aquele momento em que você vê a luz ao fundo do túnel? Então, eu vi a luz, mas não foi em um túnel, mas sim em uma sala de aula.

A sala estava recheada de flores brancas e como é óbvio, crianças, fazendo vários colares e coroas com as flores.

Os olhares curiosos percorreram um caminho até chegarem onde vocês estão pensando, exatamente, eu.

E uma multidão de seres de um metro/ um metro e vinte vieram até mim.

- Quem é o senhor?- um garoto com as bochechas infladas pergunta de uma forma um tanto fofa, depois de dar um sorriso que levou aos seus pequenos olhinhos a formarem uma meia lua.

- Ora, Park Jimin, não é para você se meter na vida alheia!- uma mulher muito mais velha que aqueles seres na sala veio em nossa direção e repreendeu o garoto.- você é?- pergunta para mim

- Sou Huang Zitao, vim buscar Wu Jihun.

Do nada, uma coisa rechonchudinha, saí correndo em minha direção e se agarra na minha perna.

- Omma!!!!- isso só pode ser um pesadelo!

[•••]

Gente, não tinha como eu saber que iria cuidar da mesma criança que ficou grudada em mim no aeroporto tá?

O caminho para o colégio do filho mais velho de Wu Yifan, tinha sido um tanto, hum, deixa eu pensar... PERIGOSO.

Lembrem-se, nunca deixem um garoto de quatro anos ir no seu colo durante uma viagem de carro, ele vai ficar pulando que nem gazela e ficar tentando que você bata o carro, mesmo seja sem intenção, mas ele vai.

Agora com Jihun em meu colo, enquanto o segurava com os braços ia em direção do portão do colégio

A diferença entre um infantário e um colégio? O colégio é muito maior e há muito menos barulho na hora de aulas, fora das aulas, é tudo razoável.

Em frente ao colégio, um aglomerado de crianças, e adolescentes permaneciam no jardim, claro que os mais novos corriam pelo local e os mais velhos conversavam entre si, sobre algum assunto que só eles saberiam.

Eu já fui adolescente tá? E nessa altura as meninas já chegavam falando. " Tou de TPM".

- Mano!!!-Jihun gritou, estendendo os bracinhos e olhando diretamente para um ponto fixo.

Segui seu olhar, e o mesmo alcançava um garoto, e mesmo sendo pequeno, o aspecto físico era inconfundível com Yifan.

Quando o irmão de Jihun me notou, fez uma expressão séria e veio até mim.-Quem é você?- que olhar repreendedor é esse?

- Eu sou seu novo babysitter, sou Huang Zitao, prazer!- segurei Jihun com um braço e com o outrondi para um aperto de mão com o garoto de seis anos que foi recusado.

- Eu não sei porque meu pai, contratou um homem para fazer esse trabalho, mas afinal, você não ficará muito tempo.

Nem meu cachorro tem essa ousadia .

Se acalma Zitao, é só uma criança!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...