1. Spirit Fanfics >
  2. Back to december

História Back to december


Escrita por: flowertea

Fanfic / Fanfiction Back to december
Sinopse:
Poucos tinham a chance de viver um amor verdadeiro – sendo mais preciso, era complicado mantê-lo nas mãos, ainda mais quando se é um jovem tentando fazer a coisa certa. Naquela noite de dezembro, Park Jongseong tentou a fazer a coisa certa. Certamente, ele arrependeria-se daquela escolha para sempre.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 41
Favoritos 22
Comentários 2
Listas de leitura 10
Palavras 825
Concluído Sim
Categorias ENHYPEN
Personagens Jay, Sunghoon
Tags Angst, Back To December, End Of Dating, Enhypen, Jayhoon, Jayoon Do Stayc, Julho Chegou, Mês Da Tef, To Tef

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama / Tragédia, LGBTQIA+, Lírica / Poesia, Musical (Songfic), Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de difamar ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1
Eu também te amo, Sunghoon;
2
41
825

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por 0x1lovesong
Capítulo 1 - Eu também te amo, Sunghoon;
Usuário: 0x1lovesong
Usuário
eu: dropei enhypen quero mais não
leticia: me dá uma jayhoon e me faz surtar

LETICIA LETOCIA SKANDKSDBJDDB POSSO ATÉ TER SUSPEITADO MAS AINDA TO SEM ACREDITAR QUE TU REALMENTE ESCREVEU UMA JAYHOON PRA MIM. SURTOS E LÁGRIMAS AGORA. 1 MINUTO DE SILÊNCIO PELO MEU CORAÇÃO QUE INFARTOU.

Sério, isso foi… nem sei direito o que dizer, to extasiada. A leitura foi tão agradável e reconfortante, me deixou de peito quentinho. Já no primeiro parágrafo eu senti até arrepios, é palpável a angústia e tristeza do jay, essa sensação de impotência pelo arrependimento e o apego às memórias e possibilidades de como poderia ser diferente. Traz o sentimento de uma nostalgia melancólica, estar revivendo o passado e emoções. Espero que um dia ele possa superar e olhar para essas memórias com carinho, não apenas pelo que poderia ter acontecido, enfim se libertar do arrependimento. Um abraço telepático no jay agora (e em ti também, mas acompanhado de um tapa porque tu me faz querer chorar 👺)

Vamos de destaques para alguns trechos. E começo pelo seguinte: "mas por ser apaixonado pela escrita, declarou que daria o seu jeito de tornar aquela atividade agradável e com a sua cor." Isso me fez sorrir toda bobinha, sabe? Me senti abraçada por um cobertor quentinho e macio, deveras confortável. E o jay boiolinha apaixonado, isso me deixou genuinamente com o coração aquecido, é tão docinho o carinho que ele tem, apesar do sabor ter se tornado mais agridoce com um tempo.

E isso aqui: "o seu tempo está correndo da maneira que pode, e há uma magia nele… que o torna único… você sabe, não é?", leticia… eu não tenho palavras, só queria poder sei lá, tatuar isso de alguma forma. Esse trecho é tão lindo, o tipo de coisa que dá vontade de reler várias e várias vezes e nunca se cansar, pois sempre será mágico. Obrigada por esse afago caloroso em forma de palavras. ( um breve comentário sobre o fato das reticências, porque lembrei do que tu disse e do nada comecei a rir).

"Nem mesmo a despedida, acompanhada do amanhecer visto do terraço do prédio, junto de outros amigos, contara como um abraço." Essa parte… eu imaginei um cenário onde o céu bamboleia entre o laranja e azul marinho, o Sol amarelinho fraquinho surgindo tímido no horizonte, enquanto as pessoas vão dando vida às ruas outrora silenciosas.

"Como seria caso eu conseguisse pedir desculpas, ou, pela primeira vez, revelar-lhe que eu te amo também? Realizar tudo o que eu desejava ter feito diferente. E então poderíamos estar nós dois perguntando qual música Heeseung já ouviu daquela banda, enquanto uma mão sua estaria em torno do meu ombro.", ESSE PARÁGRAFO, ELE TA GRAVADO NO MEU CORAÇÃO. APESAR DA MELANCOLIA E ANGÚSTIA, ELE É TÃO…… CONFORTÁVEL DE SE LER, NÃO SEI EXATAMENTE O PORQUÊ, SÓ MEXEU COMIGO DE UM JEITO MUITO BOM.

Eu amei cada detalhezinho daqui, o Heeseung e sua camisa de banda brasileira que nem conhece. Inclusive, me fez imaginá-lo andando por aí todo cheio de orgulho, o nariz bonitinho empinado, se achando maneiro. Também o chocolate quente nas madrugadas, a cumplicidade que os jayhoon tinham. Simplesmente tudo.

E ESSE FINAL. PELO AMOR DE DEUS, LETICIA, TEM GENTE QUE PASSA MAL.

Muito obrigada por adoçar minha madrugada e o mês inteiro com essa história esplêndida. Tua escrita é linda e colorida, tuas mãos talentosas sempre tecem obras incríveis. Obrigada por escrever e dedicar esse universo tão lindinho a mim, amo você ❤